Partilhar

Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 6 setembro 2019
Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A otite é um problema muito recorrente na prática clínica veterinária e se manifesta por coceira, vermelhidão, excesso de cerúmen e dor de ouvido no cachorro, causando desconforto não só para ele, mas também para o tutor que o observa.

Um sinal muito comum de otite é o aumento da produção de cerúmen (cera) pelas glândulas ceruminosas. Se o seu cachorro está abanando ou inclinando a cabeça, coçando excessivamente a orelha, apresenta muito cerúmen e um odor desagradável, você deve consultar um veterinário.

Neste post do PeritoAnimal vamos explicar sobre a otite canina, quais as suas causas, tratamento e sobre um dos sintomas mais recorrentes, a dor de ouvido em cachorro.

Também lhe pode interessar: 10 sinais de dor em gatos

Otite em cães

O ouvido é dividido em ouvido interno, médio e externo, e este último é dividido em canal vertical e horizontal. A otite em cães é uma inflamação do ouvido (pavilhão auricular e canal auditivo) e, conforme a localização recebe a classificação de otite interna, média e/ou externa.

O tipo mais comum que surge nas clínicas veterinárias é a otite externa canina. Se for mal tratada, evolui para média e/ou interna, causando problemas mais graves que podem se manifestar em sintomas neurológicos.

Fatores predisponentes da otite em cães

Existem fatores de risco que fazem com que animais de determinadas idades, raças e estilos de vida apresentem mais propensão para desenvolver otites recorrentes. Por exemplo:

  • Animais idosos se associam mais tumores ou pólipos inflamatórios;
  • A raça também é um favor importante. Cachorros de orelhas pendulares ou com muitos pelos como Shi tzu, Basset Hound ou Cocker Spaniel criam condições ideais para os microrganismos do pavilhão auricular se desenvolverem e causarem inflamação e infeção do mesmo.
  • A anatomia/conformação do canal auditivo das raças braquicefálicas como Bulldog ou o estreitamento das orelhas dos Shar pei são outros fatores que predispõe ao surgimento de otites e consequentemente dor de ouvido em cachorro.
  • A troca constante de alimento ou banho sem secagem no final, deixam o ambiente do ouvido úmido e escuro, ideal para desenvolver uma otite em cães.

Causas de otite em cães

A otite em cães pode ter diferentes causas, entre elas existem causas primárias e secundárias, como por exemplo:

Causas primárias de otite em cães

Alergias

Uma considerável percentagem de cachorros apresenta algum tipo de reação alérgica/intolerância alimentar ou alergia ambiental. No caso de o cachorro ser alérgico a algum componente ambiental ele desenvolve dermatite atópica em certas épocas do ano.

Um dos sintomas mais comuns nas alergias crônicas é a dor de ouvido em cachorro e,muitas vezes, são o único sintoma desde problema. Como se trata de uma reação generalizada, a otite canina é, por norma, bilateral, ou seja, ambos os ouvidos são afetados, ainda que possam estar afetados em distintos graus de gravidade.

Um cachorro alérgico apresenta a pele do canal espessada e eritematosa (vermelha), espaço interdigital vermelho e doloroso, alopécias (falhas de pelo) difusas pelo corpo. Nos casos de alergia alimentar em cães, podem ter a região do anus irritada, junto com sintomas gastrointestinais como diarreia e/ou vômitos.

Corpos estranhos

De fato, os corpos estranhos estão no topo lista dos diagnósticos diferenciais quando surge um cachorro com dor no ouvido e suspeita de otite unilateral. O veterinário deve procurar por espinhos ou sementes de plantas (muito comum), pequenas pedras, poeiras, insetos ou pelos.

Massas no canal auditivo

Pólipos ou outros tipos de tumores podem se desenvolver dentro do pavilhão auricular ou canal auditivo e causar dor e otite com infeção secundária.

Parasitas

Os parasitas são mais comuns em gatos (otodectes), no entanto nos cachorros também é possível observar parasitas vistos diretamente no canal durante a otoscopia.

Doenças auto-imunes

Doenças auto-imunes podem causar otites bilaterais recorrentes.

Doenças endócrinas

Problemas endócrinos/hormonais estão também incluídos na lista de diagnósticos diferenciais para otite canina, uma vez que podem provocar a produção excessiva de cerúmen pelas glândulas e desencadear infecções secundárias.

Causas secundárias de otite em cães

Um animal que tenha predisposição para problemas de excesso de cerúmen ou um bom microambiente auricular, pode proporcionar o sobrecrescimento de microrganismos oportunistas como fungos (por exemplo, malassezia em cachorro) ou bactérias (Pseudomonas ou S.aureus).

Por isso é muito importante manter o canal auditivo limpo, seco e livre de pelos ou corpos estranhos. Saiba como identificar sintomas de dor de ouvido em cachorro na próxima seção.

Como diagnosticar otite em cachorro: sintomas

Em casa você deve estar atento aos sinais de dor de ouvido em cachorro e aos principais sintomas de otite em cachorro:

  • Coçar muito as orelhas;
  • Abanar a cabeça (dor);
  • Inclinar a cabeça;
  • Orelhas vermelhas ou quentes;
  • Aumento da quantidade de cera;
  • Mau odor do canal auricular;
  • Exsudação;
  • Sensibilidade ao toque e choro quando ele se coça (significa que tem dor);
  • Agressividade ao tentar manipular ou limpar (dor);
  • Perda de audição;
  • Falta de coordenação motora.

Diagnóstico da otite canina

No veterinário o diagnóstico é mais completo e envolve a junção dos sinais clínicos, histórico do cachorro (fornecido por você), exame clínico e os exames complementares, como:

  • Otoscopia, para observar diretamente o canal;
  • Citologia, observação em microscópio de possíveis microrganismos;
  • Cultura e antibiograma, para saber qual o melhor antibiótico a ser utilizado;
  • Vídeo fibroscopia ótica;
  • Radiografia;
  • Ressonância magnética;
  • Tomografia computadorizada;
  • Biópsia e histologia.

Como aliviar a dor de ouvido em cachorro

Os principais objetivos do tratamento da otite canina envolvem:

  • Identificar a causa primária e controlar fatores predisponentes;
  • Remover infeções secundárias;
  • Diminuir inflamação e aliviar dor;
  • Remover o excesso de cerúmen e manter o ambiente auricular seco e limpo.

Se você procura remédio caseiro para dor de ouvido em cachorro, consulte esses artigos do PeritoAnimal, remédios caseiros para otite canina e infeção de ouvido - remédios caseiros.

Solução tópica de limpeza

Existem várias soluções de limpeza adequadas para as mais diversas situações.

  • Um ceruminolítico (com, por exemplo, ureia) impede a formação de mais cerúmen.
  • Um ceruminossolvente (glicerina ou lanolina) amolecem o cerúmen e fazem com que ele se liberte das paredes do canal auditivo.
  • Existem ainda as soluções secantes que secam o canal e que estão indicadas para otites produtivas ou purulentas (propilenoglicol, ácido acético, etc).

Caso o seu animal tenha muita cera e queira realizar uma limpeza, eis aqui algumas dicas de como limpar orelha de cachorro:

  1. Embeber um pedaço de algodão ou compressa em soro fisiológico ou na solução de limpeza.
  2. Limpar o excesso de cera com movimentos suaves e circulares.
  3. Evite utilizar cotonetes ou objetos afiados para tentar chegar mais fundo. Os cotonetes podem ser utilizados nas reentrâncias superficiais da orelha.
  4. Em seguida passe um algodão seco para remover o excesso de líquido e não deixar ambiente com umidade.
  5. A limpeza termina quando o algodão sair limpo sem sujeira.
  6. Você pode também retirar/cortar os pelos que estejam direcionados para o interior do canal auditivo para arejar a região.

Solução tópica de tratamento

Existem situações que basta iniciar a primeira abordagem sem ser necessário utilizar a solução de tratamento para dor de ouvido do em cachorro, são o caso de situações onde não exista infeção e a otite canina não esteja instalada. Essa condição é determinada pelo médico veterinário, só ele poderá determinar qual a melhor abordagem a adotar. Se necessário solução de tratamento para otite canina, você deve:

  1. Esperar mais ou menos 30 min depois de aplicar a de limpeza no cachorro com dor de ouvido.
  2. Colocar a solução de tratamento, seja anti-fungicidas , anti-bacterianas, acaricida ou corticoide.
  3. Em casos mais graves ou generalizados, é necessário medicar com antibióticos, anti-inflamatórios ou corticosteroides sistêmicos, juntando ainda banhos com shampoos específicos. Caso se trate de um cachorro com dermatite atópica ou com um problema de pele.
  4. Certos animais necessitam de imunoterapia, ou seja, vacinas com o alérgeno que estimulam sistema imunitário.
  5. Para cachorros com intolerâncias ou alergias alimentares, é necessário fazer uma dieta de restrição hipoalergênica e fazer um controle da mesma para descartar qual o alimento que está causando essa alergia.

Se você se pergunta se em casos de dor de ouvido em cachorro posso dar dipirona, consulte o nosso artigo e saiba o que fazer.

Dor de ouvido em cachorro: consequências

Junto com a otite canina ou apenas consequente de um abanar de cabeça mais vigoroso podem ocorrer microfraturas da cartilagem da orelha e causar um hematoma, o chamado otohematoma, onde ocorre acumulação de líquido serosanguinolento entre a pele e a cartilagem, criando uma bolsa de sangue na orelha.

Está situação além de muito incômoda é muito dolorosa para o cachorro com dor de ouvido. O tratamento é cirúrgico feito sob anestesia, durante o qual se procede à drenagem do otohematoma e onde são criadas fissuras para que continue a drenagem e não se acumulam fluidos. Além disso, para o pós cirúrgico podem ser receitados antibióticos e anti inflamatórios para auxiliar na cicatrização e manejo da dor.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Miller W.H., Griffin C.E., Campbell K.L. (2013) Muller and Kirk’s Small Animal Dermatology. 7th ed. Toronto, Ontario: Elsevier; pp. 741–767.
  • Nuttall T. (2016) Successful management of otitis externa. In Practice; 38:17–21.
  • Paterson,S. (2016) Topical ear treatment - options, indications and limitations of current therapy. In: J Small Anim Pract. 2016 Dec;57(12):668-678.
  • Paterson, S. (2016) Discovering the causes of otitis externa. In Practice; 38:7-11.

Vídeos de Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento

1 de 3
Vídeos de Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento

Escrever comentário sobre Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Michel Dias
Posso dar dipirona para dor de ouvido em cachorro?

Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento
Dor de ouvido em cachorro: causas e tratamento

Voltar ao topo da página