Partilhar

Otite em cães - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 6 junho 2016
Otite em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A otite nos cachorros é uma das doenças mais comuns em cães e, por isso mesmo, é uma das principais causas de consulta veterinária, por isso criamos este artigo do PeritoAnimal para esclarecer suas dúvidas.

A otite é a inflamação do canal auditivo e pode ocorrer por diferentes causas como alergias, parasitas, corpos estranhos no ouvido, etc. Embora possa não ser infecciosa, vem quase sempre acompanhada de infecções no ouvido, seja porque a otite inicial causa infecções posteriores ou porque as infecções derivaram em otite.

Também lhe pode interessar: Remédios caseiros para a otite canina

Sintomas da otite canina

Os sintomas podem aparecer subitamente ou gradualmente. Nos cachorros com otite você poderá observar um ou mais dos seguintes sintomas:

  • Irritação ou inflamação da orelha ou do canal auditivo.
  • O cachorro esfrega a sua cabeça ou cara com frequência.
  • Constante coçar das orelhas (pode ser muito intenso).
  • Sacode a cabeça com frequência ou mantém a cabeça inclinada.
  • Tampões de cera ou excesso de cera no canal auditivo.
  • Úlceras ou cicatrizes nas orelhas.
  • Perda de pelo nas orelhas ou ao redor das mesmas.
  • Secreções do canal auditivo.
  • Perda de equilíbrio.
  • Caminhar em círculos.
  • Diminuição ou perda de audição.
  • Mau cheiro nas orelhas.
  • Dor nas orelhas ou ao redor das mesmas.
  • Depressão ou irritabilidade.
  • Espessamento do pavilhão auditivo.
Otite em cães - Sintomas e tratamento - Sintomas da otite canina

Causas e fatores de risco

A otite em cachorros pode ter diferentes causas, desde outros problemas de saúde até pequenos corpos que entram no ouvido. Os fatores que causam esta doença são:

  • Ambiente propício às infecções. O canal auditivo do cachorro é úmido e quente, proporcionando um ambiente propício para o crescimento de fungos e bactérias. Sob condições normais, o organismo mantém esses patógenos longe, mas mudanças hormonais, alergias ou umidade adicional podem quebrar esse equilíbrio e permitir o desenvolvimento das infecções.
  • Parasitas. Os parasitas externos como ácaros e pulgas causam irritação e danificam os tecidos, além de promover a secreção de cera. O cachorro, ao se coçar, também magoa as suas orelhas e canais auditivos. O resultado é a inflamação e infecção da zona.
  • Objetos estranhos. Pequenos objetos que entram no canal auditivo do cachorro causam irritação que leva à inflamação e infecção. Normalmente estes objetos são sementes ou partes de plantas que se agarram ao pelo do cachorro e algumas entram no ouvido. Também podem entrar objetos quando se tenta limpar o ouvido do cachorro sem saber fazê-lo.
  • Alergias. Os cachorros com alergias costumam desenvolver infecções no ouvido. As alergias mudam o ambiente do canal auditivo e favorecem o desenvolvimento de infecções secundárias causadas por fungos ou bactérias. Nestes casos devem se tratar as alergias além das infecções.
  • Trauma. O dano no ouvido devido a um trauma pode derivar em infecções e otite. O trauma pode ser causado pelo próprio cachorro ao se coçar ou esfregar, por brigas com outros cachorros ou outros animais, ou por acidentes. Também pode acontecer limpar a orelha se não se tiver cuidado.
  • Desequilíbrios hormonais. Tal como as alergias, os desequilíbrios hormonais podem fazer com que o ambiente dentro do canal auditivo seja favorável para o crescimento de fungos e bactérias.
  • Outras causas. Outras causas para a otite em cachorros incluem fatores hereditários que predispõem à doença, pólipos e tumores.

Esta doença pode ocorrer em qualquer cachorro, mas os que têm maior risco de sofrer dela são:

  • Cachorros com canais auditivos cronicamente úmidos (cachorros que tomam banho com frequência).
  • Cachorros com pelo abundante dentro do canal auditivo (Poodles, Schnauzers e Terriers).
  • Cachorros com orelhas caídas, porque isto dificulta a ventilação do canal auditivo (Bulldogs, Golden Retrievers, Labradores, Basset Hounds, Beagles, etc.).
  • Cachorros com canais auditivos estreitos (estenóticos), como os Shar Pei.
Otite em cães - Sintomas e tratamento - Causas e fatores de risco

Diagnóstico da otite canina

O veterinário observa o interior do canal auditivo com um otoscópio para procurar causas físicas da inflamação (corpos estranhos, tumores, etc) e para determinar o dano existente. Ele também costuma tirar amostras do exsudado do ouvido para as observar ao microscópio ou fazer cultivos bacterianos ou fúngicos se for necessário.

A história do cão também é útil no diagnóstico, uma vez que ajuda a determinar as causas da otite. Assim, o veterinário pode ter uma ideia se há trauma, fatores hereditários, alergias ou outros fatores envolvidos. Se o veterinário pensar que a otite é causada por outro problema de saúde, de certeza que pedirá outros exames, que podem incluir biopsias, radiografias, tomografias, estudos neurológicos, análises de hormonas e teste de alergias.

Otite em cães - Sintomas e tratamento - Diagnóstico da otite canina

Tratamento da otite canina

A otite costuma ser fácil de diagnosticar e de tratar, mas é muito importante fazê-lo a tempo. Os cachorros que não são tratados ou que são tratados muito tarde podem desenvolver problemas sérios e inclusive morrer devido às infecções.

O tratamento inicial normalmente consiste na limpeza do ouvido e na administração de corticoides para diminuir a inflamação. Isto costuma ir junto com a administração de um antibiótico no caso de infecção bacteriana, um antimicótico no caso de infecção por fungos, ou de uma substância insecticida segura para o cachorro no caso de infestação de parasitas externos.

Se o canal auditivo estiver completamente obstruído pela inflamação e o crescimento do tecido, a cirurgia costuma ser a única opção.

Quando a otite é consequência de outras doenças, como alergias ou problemas hormonais, é necessário seguir um tratamento específico para essas doenças.

Se o otite se detetar e tratar a tempo quando apenas é afetada a zona externa do ouvido (otite externa), o prognóstico é muito bom. Pelo contrário, quando a doença tiver afetado o ouvido médio ou o ouvido interno, o prognóstico é mais reservado e o cachorro pode perder a sua capacidade auditiva.

Otite em cães - Sintomas e tratamento - Tratamento da otite canina

Prevenção da otite canina

Se quiser evitar a otite nos cães, é recomendável que tome as seguintes precauções:

  • Confira os ouvidos do seu cachorro todas as semanas para ver se há uma secreção, mau cheiro, inchaço ou outros sinais de infecção.
  • Se o seu cachorro nadar com frequência, tiver orelhas caídas ou história de otite, é bom limpar com frequência os seus ouvidos. A limpeza faz-se apenas pela parte externa do ouvido com bolinhas de algodão umedecidas em uma substância de limpeza que o seu veterinário lhe recomendar (nunca use álcool, água oxigenada nem qualquer outra coisa). Certifique-se de não introduzir nada no canal auditivo do seu cachorro (não use os cotonetes).
  • Se tiver que limpar os ouvidos do seu cachorro peça ao veterinário para lhe mostrar como o deve fazer. Por favor, não o faça sem saber a forma adequada.
  • Perante qualquer sintoma de otite ou infecção de ouvidos, consulte de imediato o veterinário.
Otite em cães - Sintomas e tratamento - Prevenção da otite canina

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Otite em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças infecciosas.

Escrever comentário sobre Otite em cães - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
A sua avaliação:
Roberto Alessandro
Qual melhor tratamento para ottite canina,já me receitaram antibiótico e não melhorou em nada,cachorro balança muito a cabeça cosa muito constantemente.grato.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Roberto! Você já procurou um médico veterinário?
O mais indicado é seguir as recomendações profissionais pois apenas eles podem fazer um correto diagnóstico e passar o tratamento mais adequado.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Dulce pavarin
Minha cachorrinha Pincher está andando em círculos e cabeça enclinada tempo todo faz três dias me ajudem por favor muito triste ver ela assim
Cauã Calixto
Olá meu cachorro quando balança a cabeça parece ta com a cabeça cheia de água oq eu faço
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Cauã! Recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
ana caroline lima de laura
Minha cachorra está com a ponta da orelha inchada parece uma bolsa com liguido.Ela já teve isso a alguns anos atrás.Acontece que não tem como levá-la a uma clínica ,ela é agressiva com pessoas que ela não conhece,e dócil com a família.Quando ela coçou a orelha pela primeira vez chamei uma veterinária em casa.Ela queria avançar nela coloquei focinheira mas,a veterinária mandou eu tirar,e acalmá-la disse que ela para examina-la teria que anestesia -la mas era muito perigoso porque,ela podia ter uma parada cardiaca.Não sei o que fazer vou tentar os remédios caseiros.Ela deixa limpar e pingar remédio no deu ouvido até deita na sua caminha tomara que sua orelhinha saia o inchaço e a coceira e ela fique boa e brincalhona como antes.Obrigada por compartilhar esse artigo.

Otite em cães - Sintomas e tratamento
1 de 6
Otite em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página