Partilhar

Manchas escuras na pele do cachorro

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 4 outubro 2018
Manchas escuras na pele do cachorro
Fonte: dogforum.com

Ver fichas de  Cachorros

Existem muitos problemas que podem causar alteração da coloração da pele e o surgimento de feridas na pele do cachorro.

As doenças de pele em cães são muito comuns e é necessário tomar cuidado com esses problemas. Enquanto que algumas manchas escuras na pele do cachorro são uma característica e pigmentação natural da pele e podem surgir devido ao envelhecimento, outras podem sinalizar um problema de saúde.

Se você notar alguma alteração na coloração do pelo ou pele e suspeitar de problemas na pele do seu cachorro, é sempre mais seguro levá-lo ao veterinário e prevenir.

Neste artigo do PeritoAnimal vamos explicar-lhe manchas escuras na pele do cachorro: causas.

Manchas escuras na pele do cachorro

O escurecimento da pele, denominada de hiperpigmentação da pele ou melanodermia, se deve ao aumento de produção do pigmento natural da pele, conhecido como melanina e em alguns casos afeta não só a pele e o pelo, mas também as unhas.

A maioria das manchas é inofensiva e se deve apenas a processos resultantes da exposição solar, fricção excessiva da pele e envelhecimento. No entanto, nos devemos preocupar quando surgem outros sintomas associados à alteração da pigmentação da pele:

  • Alopecia (perda de pelo)
  • Coceira
  • Feridas
  • Sangramento
  • Vesículas ou bolhas com conteúdo
  • Nódulos ou caroços
  • Caspa
  • Crostas
  • Alterações comportamentais e fisiológicas: aumento ou perda de apetite, aumento ou diminuição da ingestão de água, letargia ou depressão

A alopecia, a coceira e as feridas em cachorro são um dos sintomas mais associados a este problema de pele em cachorro.

Manchas escuras na pele do cachorro - Manchas escuras na pele do cachorro

Sarna negra e outra possíveis causas

Normalmente, as manchas de pele são mais visíveis em zonas de pouco, mas elas podem estar distribuídas por todo o corpo do animal e, por isso, você deve estar atento a todo o corpo do seu pet.

As manchas escuras na pele do cachorro podem ter muitas causas.

Acantose nigricans

Pode ter origem primária (genética) que surge no primeiro ano de vida e os cachorros de raça Dachshund têm muita predisposição para este problema. A origem secundária, não é uma doença especifica, apenas é uma reação (a alergias ou infeções) e pode surgir em qualquer raça, sendo as mais propensas as que têm predisposição para a obesidade, alergias e dermatites por contato.

Caracteriza-se em ambos os casos por manchas escuras com espessura e textura áspera normalmente acompanhados de perda de pelo na região. A região da axila (axilar) e virilha (inguinal) são as mais afetadas.

Alergias (dermatite alérgica)

Se as manchas de pele surgem de forma repentina é muito provável que seja uma reação alérgica.

O tema das alergias é muito complexo, porque uma alergia que se manifeste na pele pode ter uma série de causas que incluem alergia alimentar, ingestão de plantas ou substâncias tóxicas, dermatite por contato ou picadas de insetos e nas quais as manchas podem ter várias localizações, tamanhos, cores e texturas por isso é muito importante saber toda a história do animal.

Alopecia X (doença da pele negra)

Afeta principalmente cães de raça Spitz, Husky siberiano, Malamutes e Chows chows. Os animais afetados apresentam a textura do pelo alterada, alopecia em várias regiões do corpo, seguido de manchas escuras e comichão por todo o corpo, especialmente no tronco, cauda e abdômen.

Pouco se sabe sobre esta doença, mas acredita-se ser de origem hereditária.

Alterações hormonais

Decorrentes de problemas de tireoides, gônadas (testículo ou ovários) e glândulas adrenais, provocam manchas e mudança na cor do pelo:

  • Hiperadrenocorticismo ou síndrome de Cushing: a glândula adrenal produz hormonas em excesso devido a uma anomalia nas glândulas ou por administração prolongada de corticosteroides. Causa aumento do apetite e da ingestão de água, aumento da micção (devido ao aumento de consumo de água), letargia, abdômen distendido (muito característico desta doença), má qualidade de pelo e manchas escuras na pele.
  • Hipotireoidismo: É comum cachorros de raça Cocker spaniel, Boxer, Doberman, Golden retriever, Dachshund e em cachorros de meia idade. É uma desordem metabólica na qual as glândulas tireoides não secretam quantidades adequadas do hormônio, tornando o metabolismo mais lento. Surge primeiro sob a forma de alopecia no tronco, membros e cauda, pelo sem brilho e pele escamosa e depois surgem as manchas negras e outros sinais como aumento de peso, perda de musculo, letargia.

Exposição solar

Principalmente em cachorros de pelo branco e pele pálida. As manchas são inofensivas na maior parte dos casos, mas podem progredir para câncer se você não tomar cuidado. O uso de protetor solar próprio para cachorros pode ser a solução.

Fungos

Numa dermatite por fungos surgem pequenas manchas negras associadas a comichão, parecendo um pontilhado que muitos assemelham a manchas de sujeira.

As lesões são planas, niveladas com a pele e surgem em regiões mais húmidas e que apanham pouco sol como as virilhas, axilas, canal auditivo, órgãos sexuais e espaço interdigital (entre os dedos). Normalmente a pele está oleosa e escamosa.

Os fungos são seres oportunistas e normalmente surgem quando o sistema imunológico está enfraquecido e outra doença está afetando o animal. Em primeiro lugar, é necessário tratar a causa subjacente que está causando a imunodepressão do animal e só depois é que deve ser aplicado um tratamento tópico que envolve banho com shampoo adequado e medicamentos orais (em casos mais graves) para eliminar os fungos.

Hemorragias

Uma hemorragia sob a pele também pode originar manchas escuras. Após contusões ou traumatismos surge um hematoma resultado de uma hemorragia localizada dos vasos sanguíneos da região. Esta lesão desaparece ao final de algum tempo.

Inflamação dos vasos sanguíneos (vasculite)

Envolve as células brancas do sistema imunológico e é mais comum em Dachshunds, Collies, Pastores alemães e Rottweilers. As manchas podem ir de um tom vermelho-arroxeado a negro e envolve comichão, úlceras, inchaço nas pernas e letargia.

Lentigo

Doença de origem hereditária que se caracteriza por manchas pretas no pele do cachorro (geralmente no abdômen), consequentes do aumento de melanina. Não provocam comichão, não têm textura e são apenas um problema estético que raramente se torna algo maligno. O tipo difuso aparece na idade adulta e é raro. No tipo simples, a lesão restringe-se à região da vulva e normalmente surge no primeiro ano de vida do animal.

Sarna demodécica (ou sarna negra)

Este tipo de sarna não é contagiosa para seres humanos pois ela necessita de um fator hereditário para se manifestar. Quando um animal é infestado por um ácaro chamado Demodex canis, ele desenvolve este tipo de sarna negra se os seus pais lhe transmitiram o gene específico. Fatores externos como stress, mudanças bruscas de ambiente ou alimento também podem desencadear o surgimento desta doença, ou seja, não se trata apenas de um problema de pele em cachorro hereditário, mas também algo relacionado com sistema imunológico.

É muito comum surgir em filhotes de cachorro, em especial redor dos olhos e rosto apresentando manchas vermelhas e pele espessada e escura, podendo evoluir para o resto do corpo.

Tumores cutâneos

Apresentam coloração castanha escura e forma de nódulos (mais de 1 cm). Os sintomas de câncer podem ser muito semelhantes a infeção bacteriana, porque começa por marcas vermelhas na pele, coceira e pele flácida. Os tumores mais comuns são o melanoma, carcinoma basocelular e o mastocitoma e é muito importante um diagnóstico precoce neste problema.

É importante realçar que, algumas vezes, surgem manchas escuras sob os olhos do cachorro que podem ser confundidas com manchas na pele. Contudo o cachorro apenas chorou lágrimas escuras que mancharam o pelo. Esta condição se deve à excessiva produção de lágrima ou impactação do ducto lacrimal que causa a liberação de um pigmento lacrimal, a porfirina, que se acumula por debaixo dos olhos. É necessário consultar veterinário pois pode tratar-se de uma infeção da pele abaixo dos olhos ou a uma série de problemas oftálmicos, como glaucoma, conjuntivite, infeções oculares, posição anômala das pestanas, lesões oculares, stress ou alergias.

Como vimos, doenças de pele em cachorro que provocam manchas são inúmeras e é necessário identificar a causa para que o tratamento seja o mais eficaz possível.

Manchas escuras na pele do cachorro - Sarna negra e outra possíveis causas

Diagnóstico

Quando se trata de um problema de pele, o diagnóstico quase nunca é imediato e são necessários alguns dias para decifrar o problema.

Muitas doenças de pele têm sinais semelhantes e por isso é essencial obter uma história detalhada, realizar um bom exame físico e minuciosos testes diagnósticos (análise microscópica e raspagens de pelo e pele, culturas microbianas, testes de sangue e urina e mesmo biópsias) que permitam fornecer o diagnóstico definitivo.

É muito importante que ajude o veterinário a solucionar este problema através do fornecimento de informação:

  • Idade e raça do animal
  • Historial de desparasitações internas e externas
  • Frequência de banhos
  • Há quanto tempo está presente este problema e como evoluiu
  • A época em que surge e a região do corpo afetada
  • Comportamento, se lambe, coça, esfrega ou morde a região, se tem mais apetite ou mais sede
  • Ambiente onde vive e se tem mais animais em casa

Tratamento das manchas escuras na pele do cachorro

Para o sucesso do tratamento se deve identificar bem a causa subjacente.

Conforme a situação e doença em causa, o tratamento pode ser tópico (aplicado diretamente no pelo e pele do animal), como shampoos, cremes ou pomadas antimicrobianas ou antiparasitárias, oral para infeções generalizadas ou outras doenças (anti-histamínicos, anti-fúngicos, antibióticos, corticosteroides, hormonas, antiparasitários), restrição alimentar ou quimioterapia e remoção cirúrgica em caso de tumores ou a combinação de vários tipos de tratamentos para que seja encontrada a melhor terapia e garantir o bem-estar do animal.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Manchas escuras na pele do cachorro, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas da pele.

Bibliografia
  • Moriello, Karen A. Treatment of Skin Disorders in Dogs, Merkel Veterinary Manual
  • Paterson, Sue (2008) Manual of Skin Diseases of the Dog and Cat. 2nd edition, Blackwell Publishing

Escrever comentário sobre Manchas escuras na pele do cachorro

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Sheila
Muito boa a postagem. Me ajudou muito. Faz tempo que estou tratando como alergia, mas agora vejo que o problema pode ser mais grave. Vou levá-la na veterinária. Muito grata pelas informações.
Carolina Costa
Oi Sheila! Que bom que o artigo a ajudou!
Muito obrigada pelo seu comentário e interesse!
Espero que a sua menina fique bem! Tudo de bom!
A sua avaliação:
Penelope Faela
manchas escuras pelo cachorro poodle é mais grave?
Carolina Costa
Oi Penelope!
Obrigada pelo interesse!
Manchas escuras em Poodles não significam necessariamente uma situação mais grave. O facto de ser um cachorro de raça pode levar a suspeitas mais específicas porque algumas doenças são mais comuns em certas raças como o Poodle.
O ideal é mesmo consultar o veterinário para ele fazer todos os testes necessários, para que possa determinar a gravidade das manchas e descobrir o diagnóstico. A visualização das manchas pode ajudar, mas não é suficiente para determinar a gravidade.

Espero ter ajudado! Continue lendo os nossos artigos.
Muito obrigada!

Manchas escuras na pele do cachorro
Fonte: dogforum.com
1 de 3
Manchas escuras na pele do cachorro

Voltar ao topo da página