Partilhar

Pode dar dipirona para cachorro?

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. Atualizado: 12 fevereiro 2019
Pode dar dipirona para cachorro?
Imagem: farvet.com

Ver fichas de  Cachorros

A automedicação é uma preocupação crescente na medicina humana e veterinária. O fato de muitas vezes se tentar evitar ir ao médico ou não resistir à tentação de usar o medicamento acumulado na gaveta, pode originar consequências muito graves na sua saúde e na do seu animal, sobretudo se utilizar medicamentos humanos em animais.

Para evitar este tipo de acidentes, neste artigo do PeritoAnimal vamos te explicar o que é a dipirona, para que é utilizada e quais os seus efeitos colaterais, de forma a esclarecer se você pode dar dipirona para cachorro.

Também lhe pode interessar: Como dar remédio líquido para cachorro

O que é a dipirona e para que é utilizada?

A dipirona (Novalgina®), também conhecida por metamizol, é um fármaco utilizado há muito tempo em seres humanos para tratar casos de febre e reduzir a dor, sendo também indicado para doenças reumáticas. É um medicamento de efeito anti-inflamatório moderado, mas efeito analgésico e antipirético muito bons.

Na América do Sul e na Europa este fármaco continua a ser utilizado mas, em países como a Suécia, Japão, Estados Unidos e Reino Unido, a Dipirona foi descontinuada.

A dipirona é recomendada em casos de dor abdominal leve a moderada, febre e doenças reumáticas e, em animais, é administrada por via oral sob a forma mais comum, líquido, diretamente na boca, ou diluída na água de bebida ou na comida do animal se for muito difícil.

O número de gotas varia conforme a concentração, portanto, será indicado consultar o veterinário para saber se a dipirona é adequada para o caso do seu animal e quantas gotas ele recomendaria.

Mas aí você se pergunta posso dar dipirona para cachorro? Nos próximos tópicos respondemos à sua pergunta.

Dipirona para cães

O cachorro pode tomar dipirona, sim! Esta droga é considerada segura, desde que administrada na dose e frequência certas.

Ela é indicada para cachorro com febre ou com dores leves a moderadas que envolvem tecidos moles como o trato digestivo.

A dipirona é metabolizada no fígado, excretada através da urina e pode provocar reações adversas quando ingerida com outros medicamentos. Por isso, deve-se ter especial atenção em cachorros idosos, doentes hepáticos ou renais, animais debilitados ou que estão fazendo tratamentos prolongados com outros fármacos.

Atualmente, apesar de a dipirona ser permitida e vista como remédio para dor de cachorro, o desenvolvimento de inúmeros anti-inflamatórios e antipiréticos mais seguros e eficazes faz com que esta substância fique fora das opções de muitos médicos veterinários.

É extremamente importante cumprir todas as recomendações do veterinário para evitar uma intoxicação ou overdose do animal e ter em atenção o seu peso e historial clínico e identificar a causa da dor. Nem sempre a medicação é a única solução. É necessário eliminar a causa da dor para que ela não volte e não esteja sendo apenas mascarada com a medicação.

Pode dar dipirona para cachorro? - Dipirona para cães

Efeitos colaterais e sobredosagem

Apesar de segura, existe uma grande preocupação na administração desta substância por parte de certos tutores. A facilidade de compra de dipirona leva muitas vezes a que os tutores mediquem os seus pets sem consultar um médico veterinário, levando a que o animal seja medicado com doses inadequadas e, muitas vezes, perigosas, que colocam em risco a vida do animal. Por isso, se você acha que o animal não está melhorando, está sofrendo ou com muita dor, nunca deve dar medicamentos baseado em semelhanças com outros tratamentos de cachorros, afinal, cada tratamento deve ser personalizado pois o organismo de cada cachorro é diferente. Nunca medique seu animal sem antes consultar a opinião do veterinário, nem administrar doses maiores do que as recomendadas.

Normalmente, os efeitos secundários da dipirona em cachorros envolvem:

  • Vômitos
  • Diarreia
  • Úlceras gástricas

Uma sobredosagem ou uso prolongado de dipirona podem levar a intoxicações muito graves e o cachorro pode ter:

  • Anemias hemolíticas (destruição das células vermelhas do sangue)
  • Leucopenia (diminuição das células brancas do sangue, os leucócitos)
  • Hipotensão
  • Problemas renais
  • Febre

Em casos mais graves o animal pode ter convulsões, sendo uma emergência veterinária.

Estes efeitos colaterais são mais comuns em cachorros das raças Maltês, Yorkshire e Collie. No entanto, todos os cachorros podem ser afetados por efeitos colaterais da dipirona e apenas o médico veterinário está habilitado a receitar as doses indicadas para que não ocorram efeitos colaterais graves.

Nos gatos, a intoxicação costuma ser muito pior e, por isso, a dipirona não é recomendada para gatos.

É importante ressaltar que, além da dipirona, outros fármacos para seres humanos também podem ser fatais em animais, por isso, não parta do pressuposto que, se o remédio funciona para seres humanos, irá funcionar de igual forma em animais.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Pode dar dipirona para cachorro?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Jasiecka, T. Maślanka, J.J. Jaroszewski (2014) Pharmacological characteristics of metamizole. Department of Pharmacology and Toxicology, Faculty of Veterinary Medicine, Polish Journal of Veterinary Sciences Vol. 17, No. 1, p 207–214.
  • Jill E Maddison; Stephen W Page; David B Church. (2009) Small animal clinical pharmacology, Elsevier , 2nd ed.

Escrever comentário sobre Pode dar dipirona para cachorro?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Vinicius Pereira
Muito bom o artigo, e muito bem embasado... Os outros que vi n tinham nenhuma fonte confiável.
Obrigado pelos esclarecimentos!
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Vinicius! Obrigada pelo seu cometário. Continue nos acompanhando 🐶
A sua avaliação:
neide santos
pode dar dipirona para cachorro com febre

Pode dar dipirona para cachorro?
Imagem: farvet.com
1 de 2
Pode dar dipirona para cachorro?

Voltar ao topo da página