menu
Partilhar

Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 4 maio 2021
Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A lombalgia ou dor lombar em cachorros consiste em um processo doloroso localizado na região lombossacra, ou seja, na área compreendida entre as 3 últimas vértebras lombares (L5, L6 e L7) e o osso sacro (que liga a pelve à coluna vertebral). Pode ser causada por diferentes processos ou doenças, por isso, para ter um diagnóstico preciso, são necessários exames de imagem, mas sem esquecer uma correta avaliação neurológica e exame físico. O tratamento dependerá da causa.

Se você quer entender melhor este problema e saber o que fazer quando o cachorro está com dor na coluna, continue lendo esse artigo do PeritoAnimal para conhecer mais sobre a lombalgia em cachorros, suas causas, sintomas, diagnóstico e tratamento.

O que é a lombalgia em cachorros?

A lombalgia é definida como a dor localizada na parte mais posterior das costas do cachorro, perto de sua cauda, ​​nos músculos da região lombossacra da coluna canina. Além disso, a lombalgia leva ao aumento da tensão, do tônus ​​e da rigidez dos músculos dessa área de seu corpo.

Essa dor surge como um mecanismo nervoso pela ativação das vias nervosas que transmitem a dor e pelo desenvolvimento de um processo inflamatório e contratura muscular. Às vezes, a raiz do nervo pode ser comprimida, causando choque e inclusive protrusões medulares e hérnia de disco. Por isso, quando o vemos nessa situação, é comum nos perguntarmos o que fazer quando o cachorro está com dor na coluna. Mas antes, é necessário entender suas causas e identificar justamente a região exata da dor.

Causas para um cachorro com dor na coluna

A origem da lombalgia em cães pode ser explicada por diferentes processos e doenças. As principais causas para termos um cachorro com dor na coluna, são:

  • Sobrecarga muscular.
  • Traumatismo.
  • Fratura por osteoporose.
  • Choque.
  • Artrose.
  • Idade avançada.
  • Escoliose.
  • Trastornos inflamatórios das vértebras, infecções ou tumores.
  • Espondilite anquilosante.
  • Hérnia de disco lombar.
  • Estenose lombossacra ou síndrome da cauda equina.

Existe alguma predisposição para o desenvolvimento da lombalgia em cachorros?

Por um lado, embora qualquer cachorro, independentemente da raça, sexo e idade, possa desenvolver lombalgia ao longo da vida, a verdade é que essa condição é mais frequente em cachorros mais velhos, devido ao desgaste natural dos ossos e articulações, por idade ou por osteoartrite ou fenômenos de osteoporose. Com relação ao sexo do cachorro, podemos ter um cachorro com dor na coluna sejam eles machos ou fêmeas.

Por outro lado, a dor na coluna atinge mais frequentemente as seguintes raças de cachorros:

  • Dachshund ou teckel: devido às costas longas, essa raça tem predisposição a sofrer com hérnias de disco.
  • Bulldog francês: tem predisposição a sofrer com espodilite anquilosante.
  • Labrador, pastor alemão ou outras raças grandes: têm maior predisposição para desenvolver estenose lombossacra, também conhecida como síndrome da cauda equina.

Em resumo, os cachorros de raças condrodistróficas, ou seja, aqueles que apresentam coluna longa e pernas curtas são mais propensos ao desenvolvimento de hérnias de disco pela tensão que essa anatomia particular produz nos discos intervertebrais. Por outro lado, os cachorros de raças de grande porte são mais predispostos ao desenvolvimento de artrose nas vértebras ou espondilose conforme os anos se passam.

Para saber o que fazer quando o cachorro está com dor na coluna, é necessário identificar os sintomas desse tipo de dor na coluna, que veremos a seguir.

Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento - Causas para um cachorro com dor na coluna

Sintomas de um cachorro com dor na coluna

Se um cachorro apresenta lombalgia, podem aparecer os seguintes sintomas:

  • Incômodo.
  • Dor.
  • Inflamação.
  • Contração muscular.
  • Formigamento.
  • Alterações da sensibilidade.
  • Redução da mobilidade e da atividade.
  • Desconforto.
  • Dormência.
  • Aumento da temperatura na área devido à inflamação.
  • Alterações de humor.
  • Depressão.
  • Sobrepeso.

O sinal clínico que sempre costuma se manifestar é a dor, especialmente quando houve impacto, protrusão, espondilite ou hérnia de disco. Podemos detectar essa dor nos estágios iniciais quando o cachorro para de correr, tem dificuldade para subir escadas, anda mais devagar e se torna, de maneira geral, menos ativo. Posteriormente, ele não terá mais tanta vontade de passear, passará muito tempo em repouso e, nos casos mais graves, reclamará com um grito ao ser tocado na região.

Além disso, nos casos mais graves como quando há afetação da medula espinhal ou hérnia de disco, o sinal nervoso pode ser reduzido ou desaparecer, causando paralisia. Por essa razão, a primeira coisa que deve ser feita quando um cachorro está com dor na coluna é buscar um profissional para realizar o diagnóstico e garantir a saúde do nosso amigo peludo.

Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento - Sintomas de um cachorro com dor na coluna

Diagnóstico da lombalgia em cachorros

O diagnóstico da lombalgia em cachorros deve ser baseado na combinação de sinais clínicos, exame neurológico e diagnóstico por imagem, a fim de encontrar a razão específica que está causando a dor na coluna do seu cachorro.

Os sinais clínicos podem localizar a lesão na região posterior das costas, e juntamente com uma análise neurológica completa com a verificação dos reflexos espinhais, da sensibilidade e das respostas, a lesão pode ser localizada nos segmentos espinhais da região lombossacra (L4 -S3).

O diagnóstico por imagem, especificamente a radiografia, nos permitirá observar o aspecto das vértebras na região, de modo a observar alterações características da espondilite anquilosante, alterações indicativas de infecção ou inflamação ou outras causas que podem ser observadas por esta técnica de imagem.

Porém, para obter um diagnóstico preciso e definitivo do que está acontecendo com seu cachorro, será necessário utilizar técnicas de imagem avançadas, como ressonância magnética ou tomografia computadorizada.

O que fazer quando o cachorro está com dor na coluna?

O tratamento para um cachorro com dor na coluna dependerá da causa originária. No entanto, remédios são sempre usados ​​para reduzir a dor e o desconforto, como anti-inflamatórios. Além disso, algo que conforta os cachorros é a aplicação de calor na área, como por exemplo com bolsas térmicas ou apoios térmicos toracolombares que também servem como proteção da região afetada.

Por outro lado, a reabilitação e a fisioterapia são excelentes para os problemas de lombalgia em cachorros e, principalmente, após operações cirúrgicas, para melhorar a recuperação e obter melhores resultados. A cirurgia, por sua vez, ficará limitada aos casos mais graves que têm solução cirúrgica, bem como hérnias de disco que comprimem a medula e para as quais a terapia conservadora não é suficiente.

Além disso, devido à mobilidade reduzida, o sobrepeso e da obesidade devem ser prevenidos com rações adequadas para a perda de peso, e oferecendo somente a ração necessária, de acordo com suas condições específicas.

Resumimos então o que fazer quando o cachorro está com dor na coluna:

  • Leve-o a um veterinário para realizar o diagnóstico
  • Entre os remédios que podem ser dados estão os anti-inflamatórios
  • Aplique calor na área
  • Fisioterapia
  • Oferecer a ele rações adequadas para a perda de peso

Agora que você já viu o que fazer quando o cachorro está com dor na coluna, talvez o vídeo a seguir possa te interessar. Nele explicamos os motivos para termos um cachorro cambaleando:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • HENRIQUE, Bruna Frias, et al. Fisioterapia em cão antes e após artrodese bilateral em parte distal de membros pélvicos: relato de caso. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, 2018, vol. 16. Disponível em: <https://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/37776>. Acesso em 4 de maio de 2021.
  • MELO, Hilma Zulaide de. Doença do disco intervertebral em cães–classificação, diagnóstico e tratamento: relato de caso em cão da raça Dachshund. 2019. Tesis de Licenciatura. Brasil. Disponível em: <https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/1967>. Acesso em 4 de maio de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento
1 de 3
Cachorro com dor na coluna - Causas e tratamento

Voltar ao topo da página