Partilhar

Dicas para evitar brigas de gatos

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 6 novembro 2018
Dicas para evitar brigas de gatos

Ver fichas de  Gatos

Os gatos são animais muito territoriais e não é incomum acontecerem brigas entre eles. Se já vive com um gato em casa e está pensando em trazer-lhe um companheiro, deve ter em conta que é provável que alguma vez briguem. No geral, são brigas sem importância mas é importante que saiba como reagir para evitar feridas e que os problemas vão além disso.

Os gatos que entram e saem livremente de casa são mais suscetíveis a se depararem com algum felino estranho e podem ocorrer brigas. Ao acontecerem fora de casa são mais difíceis de evitar.

Se quer saber mais sobre as brigas que ocorrem entre gatos e como acabar com elas, continue lendo este artigo do PeritoAnimal. É importante saber quando deve ou não intervir para evitar arranhões ou mordidas. Por isso, vamos lhe dar algumas dicas para evitar brigas de gatos.

Também lhe pode interessar: Dicas para evitar que meu gato morda os cabos

Por que os gatos brigam?

É impossível determinar com exatidão porque os gatos brigam entre eles. Apenas podemos orientar-nos com base no caráter do gato e na situação que acontecer, tentando supor o que pode causar a briga. Os principais motivos que causam brigas entre gatos são os seguintes:

  • Luta pelo território: Especialmente quando um novo felino chega a casa, é possível que os gatos que já vivem em casa mostrem alguma rejeição. Começam a bufar, ocorrem emboscadas e pode ser que o seu gato não deixe o novo pet acessar à comida ou água. Dependendo do caráter dos gatos, se forem machos ou se não estiverem esterilizados podem chegar a ocorrer feridas se a inimizade continuar. Esta situação pode provocar estresse no novo felino e atrasar a sua adaptação à casa.

    Para evitar estas brigas iniciais deve separar os comedouros, de maneira a que o novo felino tenha o seu próprio espaço. Assim, também evitará que o gato original se sinta invadido por o outro gato utilizar o seu comedouro.

  • Luta por fêmeas: Quando convivem vários gatos em casa, entre eles machos e fêmeas sem esterilizar, podem ocorrer muitas brigas. Especialmente durante a época do cio, os machos tentarão acasalar com a fêmea.

    A esterilização evita estas situações, torna mais fácil a convivência entre eles e evita gestações não desejadas. Tenha em conta que é muito difícil manter uma fêmea sem estar esterilizada longe dos machos, caso vivam na mesma casa. Informe-se no nosso artigo sobre os benefícios de castrar um gato para conhecer mais sobre o tema.

  • Defesa: Quando um gato se sente ameaçado ou encurralado pode tornar-se muito agressivo. Pode assustar-se com uma pessoa estranha, um cachorro ou outro gato desconhecido. Sentem-se especialmente assustados se estiverem encurralados e não conseguirem escapar dessa situação.

Se o seu gato eriçar a sua cauda, arquear as costas e começar e emitir um rosnado significa que se sente ameaçado ou assustado. Nunca deve tentar pegar nele nos braços ou tentar acariciá-lo. O melhor é deixá-lo quieto e, voltar quando estiver mais calmo. Tenha em conta o que causou esta situação, uma vez que em situações idênticas pode chegar a atacar para se defender.

Dicas para evitar brigas de gatos - Por que os gatos brigam?

A chegada de um novo gato

A chegada de um novo gato a casa é um acontecimento muito importante na vida dos nossos gatos. Eles sentem-se donos da sua casa, pelo que a entrada de um novo felino representa uma invasão do seu território. Por isso, devemos preparar a primeira visita do nosso novo gato:

  • Prepare uma zona para o novo gato: deve contar com a sua própria água e comida. Se em um primeiro contato tentar comer do comedouro do seu gato principal, este pode reagir mal.
  • Rosnar e bufar: é normal que no primeiro contato os dois gatos rosnem, se olhem fixamente e se mostrem cautelosos. Não se deve preocupar, isto é normal. Não tente que brinquem ou se aproximem desde o primeiro momento. Devem fazê-lo por vontade própria à medida que os dias forem passando.
  • Apresentação gradual: se for possível faça com que a primeira visita dure apenas uns minutos e que, pouco a pouco vão compartilhando o seu espaço. Fechar os dois no mesmo cômodo sem se conhecerem vai derivar em briga.
  • Evite os ciúmes: tente prestar a mesma atenção a ambos os gatos. Os ciúmes entre gatos podem causar brigas. Tenha isso em conta, sobretudo nos primeiros dias.
  • Passarelas de gatos: preparar um ambiente no qual um gato se possa esconder, trepar e sentir mais confortável pode ajudar a tornar os primeiros dias mais positivos. Utilize passarelas e pontes.

Preparar corretamente a chegada do novo felino pode ajudar a evitar brigas entre gatos e o mal-estar dentro de casa. Uma adoção responsável deve planejar sempre estes pequenos detalhes. Leia o nosso artigo completo sobre como acostumar um gato com outro filhote.

Dicas para evitar brigas de gatos - A chegada de um novo gato

Brincadeira ou briga?

Mesmo quando os seus gatos se deem muito bem, é possível que de vez em quando ocorra alguma briga. Contam com comida em abundância e têm espaço suficiente, mas mesmo assim brigam. Não se preocupe, é algo habitual, os gatos têm um caráter muito especial e entre eles ocorrem e resolvem-se pequenas disputas.

Ainda assim, as brigas não são boas e devemos saber diferenciar quando os nossos gatos estão brincando ou brigando. Por vezes, especialmente os gatos jovens, brincam muito intensamente, e pode ser que em algum momento rosnem ou bufem como aviso. São momentos em que a brincadeira deve acabar. Os gatos irão resolver isso entre si. Não é recomendável intervir nestes casos, a não ser que se tenha passado claramente a briga.

Para saber reconhecer se é uma briga ou uma brincadeira entre irmãos, devemos observar e prestar atenção a cada gato. Se conhecer a sua personalidade poderá reconhecer de imediato que situação está acontecendo.

Dicas para evitar brigas de gatos - Brincadeira ou briga?

Como parar uma briga de gatos

Para começar, é fundamental saber diferenciar uma briga ou princípio de agressão com um simples alerta. Os gatos, tal como outros animais, não podem expressar entre eles o que sentem através de palavras. Por esse motivo, perante o mal-estar ou incômodo respondem através de rosnados, bufar e mostrando os dentes.

Reprimir este comportamento natural do gato pode dar como resultado um gato arisco e agressivo, uma vez que lhe estamos ensinando que não deve rosnar e, por isso poderia atacar diretamente sem aviso. Quando o nosso gato bufa a outro gato está lhe explicando quais são os seus limites e até onde pode chegar. Não se preocupe.

Se observar brigas entre os seus gatos, é importante não os deixar continuar. Se deixar que eles lutem, podem chegar a ferir-se nas orelhas ou no pescoço. Irão se habituar a essa relação e será muito difícil corrigir esse comportamento. Quando os seus gatos começarem a brigar, siga estes conselhos:

  • Não tente separá-los: Quando dois gatos se encontram agarrados em uma briga podem arranhá-lo ou morder se tentar separá-los. Nunca meta as mãos entre eles.
  • Chame a sua atenção: Diga um "Não" firme ou outra palavra em tom alto. Um assobio ou um golpe também são válidos. Deve chamar a atenção dos gatos para deixarem de prestar atenção à briga. Isso vai fazer com que provavelmente o indivíduo menos dominante fuja.
  • Spray: Pode utilizar um spray de água para os separar, mas esta ação pode se virar contra si, tenha isso em conta.
  • Nunca utilize o castigo físico: As agressões nunca são produtivas. Apenas conseguirá que a relação com o seu gato piore. Deve se utilizar sempre o reforço positivo. Pode utilizar recompensas para os premiar quando se reconciliarem.

Se os seus gatos brigaram ou quase que o fizeram, será conveniente tentar se antecipar e prevenir que volte a acontecer, continue lendo e descubra as propostas do PeritoAnimal.

Dicas para evitar brigas de gatos - Como parar uma briga de gatos

Como evitar as brigas?

Para evitar brigas entre os gatos que temos em casa devemos observá-los e conhecer as suas personalidade. Cada gato reage de forma diferente a certas situações. Alguns são especialmente ariscos no momento de compartilhar a comida e, outros incomoda-os quando dormem. Siga estes conselhos:

  • Antecipe-se: quando dois gatos estão tensos é algo evidente. Quando vir que começam a aproximar-se um do outro, chame a sua atenção e tente acabar logo com as coisas. Uma simples palavra em um tom alto pode distraí-los e acabar com a discussão.
  • Promover um ambiente agradável: as passarelas, a tranquilidade e a música relaxante podem ajudá-lo a criar um ambiente apropriado para reinar a calma em sua casa. Se, pelo contrário se dedicar a gritar, quebrar objetos e tornar os seus gatos loucos, é muito provável que possa surgir algum problema.
  • Descubra o que causou a briga: Embora por vezes não saibamos a causa, em outras conseguimos perceber. Se descobrir que o problema é porque competem pela mesma cama ou pelo mesmo brinquedo, resolva essa questão. Compre outra cama ou outro brinquedo para evitar brigas. O uso da caixa de areia também pode causar brigas, por isso arrume duas caixas de areia.

Em uma questão de semanas os novo gato e o antigo irão compartilhar brincadeiras e provavelmente cama. Os gatos são muito carinhosos entre eles, quando se conhecem e tiverem passado um tempo juntos sem brigas, higienizam-se mutuamente e a sua relação ficará mais próxima. É muito gratificante os nossos gatos se darem bem, pois passarão muito tempo juntos em casa e, em muitos casos sem o controle do seu dono.

Dicas para evitar brigas de gatos - Como evitar as brigas?

E quando você não estiver em casa?

O ideal seria separar os gatos em diferentes zonas da casa para não brigarem entre eles. Além de evitar radicalmente qualquer tipo de briga, irão ajudá-los a relaxar e a sentirem-se confortáveis.

Ao separá-los, não se esqueça que todos devem ter acesso a alimento, água fresca, uma caixa de areia e uma zona de conforto. Além disso, os brinquedos de inteligência como o kong, podem ajudar a acalmar o seu estresse proporcionando relaxamento e estimulando a sua mente.

Dicas para evitar brigas de gatos - E quando você não estiver em casa?

Se deseja ler mais artigos parecidos a Dicas para evitar brigas de gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre Dicas para evitar brigas de gatos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
23 comentários
A sua avaliação:
Jesse Vinstor
Meus gatos não brigam e usam caixas de areia diferentes e jogam um barro legal.
A sua avaliação:
João Luiz Castro
Boa tarde. Tenho vários gatos em casa. A maioria fica no seu canto da casa, sem se misturar. Todas femeas e castradas. Chegou uma nova e a mais velha, sem a principio qualquer motivo, a ataca de forma violenta. A mais velha fica no quarto da minha filha, tem seu próprio canto de agua, comida e pipi-cat. A mais nova fica comigo, da mesma forma com seus produtos separados e longe dos outros. Ocorre que a mais velha, sempre que a mais nova, dormindo na minha cama ou brincando, a ataca de forma violenta, invadindo seu espeço. Como proceder? Grato pela ajuda.
A sua avaliação:
Guilherme
Esse ano (2020) ganhei 2 gatinhos filhotes, um macho e uma fêmea. Eles estão crescendo juntos, eles brincam juntos e dormem juntos. Porém, ontem (21/04/20) o macho começou a rosnar pra fêmea, sem mais, sem menos. Gostaria de saber como isso aconteceu, como fazer o macho voltar a brincar com a fêmea?
A sua avaliação:
Lais
Estou numa situação péssima! Eu tinha duas gatas adultas, ja adaptadas e castradas, a cerca de dois anos convivendo bem. Resgatei duas filhotes, que no instante que passaram pela porta, minha casa virou uma zona de guerra.
As gatas adultas passaram a se ODIAR, não podem se ver que uma delas, parte para cima da outra de se embolar, que barulho nenhum que eu faça para distrai-las é o bastante.
Ja tentei catnip, baunilha, florais recomendados pela veterinária, fiz aproximação gradual (de mil maneiras diferentes) como manda todos os textos de blog que ja li. Todas as etapas funcionam, com muito tempo e dedicação, exceto a visual. Elas se vêem e parece que tudo que fizemos foi em vão. A agressora parte pra cima da outra e regredimos. Isso tem mais de 3 meses. Meus vizinhos se queixam do barulho de brigas, eu vivo com a casa divida de forma improvisada e sem poder manter isso por mais tempo, pois não é um apartamento com grandes divisões.
Aumentei número de brinquedos, coloquei prateleiras, estimulo elas com brincadeiras separadamente e tentei junto também, dou todo amor, carinho e muita paciência. Mas a situação não acalma por nada. Estou chegando a um ponto de precisar pensar na saúde de todas as gatas. A mais velha, que apanha vive isolada num cômodo, que acho injusto, as filhotes circulam mais, pois conseguem se dar bem com ambas, mas a agressora por vezes também quer bater nas filhotes, mas bem menos brutal que com a adulta.
A casa vive sitiada e todas as 3 com medo da agressora. Amo todas as 4, mas infelizmente não sei mais o que fazer e estou quase cogitando doar a brigona, tamanho meu desespero.

POR FAVOR ME AJUDE.
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi, Lais. As dicas desse artigo podem te ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/como-fazer-dois-gatos-se-darem-bem-22690.html

Contudo, se a situação persiste, recomendamos que você consulte um especialista em comportamento felino antes de desistir da brigona. Abraço e sorte com tudo.
A sua avaliação:
Ana
Oi, minha gata está recém castrada e depois que castramos ela começou a ter o hábito de marcar território, faz xixi igual macho, briga com as outras fêmeas. E antes ela sempre foi uma gata boazinha. O que fazer para ela voltar ao normal?
Luísa Savala
Oi Ana! Temos um artigo com algumas dicas para o seu gato não marcar o território, confira: https://www.peritoanimal.com.br/dicas-para-o-meu-gato-nao-marcar-territorio-20364.html
De qualquer forma, se ele continuar com esse comportamento, recomendamos que você busque ajuda de um profissional.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Isadora
Só tenho meu gato em casa, e ele arruma briga com um gato da rua, ele está vivendo arranhado (a ponto de faltar pelos no machucado) não sei o que fazer :/ SE EU CASTRAR ELE RESOLVERIA? Ele tem 2 anos e nunca foi desse jeito.
Luísa Savala
Oi Isadora! Temos um artigo sobre os benefícios de castrar um gato, confira pois pode te ajudar a tomar essa decisão: https://www.peritoanimal.com.br/beneficios-de-castrar-um-gato-5396.html
Entre os benefícios está a redução do comportamento agressivo e uma estabilidade dentro de casa.
Ana Claudia Martins
Por gentileza, meu noivo ganhou a uns 7 anos atrás uma gata persa femia castrada só que ela sempre foi arisca, ninguém sabe se ela era maltrata ela até hoje não gosta muito de pessoas próximas, do que daí aconteceu agora de aparecer um gatinho de 4 meses mas ou menos viralats mas lindo bem.brincalham ele vive em cima da persa puxando o pelo dela , ela todos vem que está muito stressada não gosta do gato mas o gato por ser novinho só quer brincar e encomodar ela o que podemos fazer pra ele não arrancar os pelos dela tadinha.
Luísa Savala
Oi Ana Claudia! Confira nosso artigo sobre como fazer dois gatos se darem bem: https://www.peritoanimal.com.br/como-fazer-dois-gatos-se-darem-bem-22690.html
De qualquer maneira, se esse comportamento continuar, recomendamos que você busque ajuda de um profissional especialista em comportamento felino.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Pantera(filha) ;;;;; Nininha(mãe)
oi perito animal estou muito preocupado a mae e a filha se davam bem mas depois a mae foi embora e votou ....... e a filha brigou com a mae eu nao entendo..... todos os dias acontece isso...., e fico irritado... e a mae nao come so a filha ........ fico muitoooooo tristeeeeeeeeeee...
Luísa Savala
Oi! Você já tentou as dicas do artigo?
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Alessandra
Boa tarde, tenho dois gatos machos, ambos castrados. A diferença de idade entre eles é de um ano, aproximadamente. Cada um tem seu pote de ração, tenho duas caixas de areia (infelizmente meu apê não comporta mais um) e uma fonte de água (fonte mesmo, de pedra). No entanto, vira e mexe eles estão brigando... é uma correria só, principalmente a noite. As vezes o mais velho encurrala o mais novo, que bufa, rosna e dobra de tamanho. Em outras, o mais novo sai correndo e crava os dentes no mais velho. Isso tem me tirado o sono... O que fazer?
Luísa Savala
Oi Alessandra! Você tentou as dicas do artigo?
Se esse comportamento permanecer, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional especialista em comportamento felino.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
SAYONARA
Olá... tenho 3 gatos um de dois anos, uma de um ano e oito meses e um de um ano e três meses. De uns dois meses eles tem brigado muito, e o mais novinho sempre sai machucado, fica abatido e amoado e outros bem hostis com ele. Faz uma semana que ele foi castrado e a ontem quando cheguei em casa tinha tufos e tufos de pêlos dos três e o mais novo estava todo sujo de coco, o coco na verdade sempre que eles brigam ele faz coco pelo apartamento inteiro. Achei que com a castração iria melhorar, ou talvez leve mais tempo, gostaria de alguma dica e opinião. Desde já agradeço.
Luísa Savala
Oi Sayonara! Quando você não estiver em casa o ideal é deixá-los em locais separados, porém quando você estiver com eles, tente uma aproximação, aos poucos e tranquila para eles melhorarem a relação. Este artigo do PeritoAnimal pode te ajudar a socializar seus gatos: https://www.peritoanimal.com.br/socializar-um-gato-adulto-20990.html

Dicas para evitar brigas de gatos
1 de 7
Dicas para evitar brigas de gatos

Voltar ao topo da página