Partilhar

Como repreender o meu gato

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 31 outubro 2018
Como repreender o meu gato

Ver fichas de  Gatos

Quer disciplinar o seu pet e não sabe como? É normal que todo o mundo lhe dê conselhos para ensinar um cachorro a portar-se bem, a não morder os sapatos, a fazer as suas necessidades fora de casa, a não latir... mas o que acontece quando se trata de um gato, este animal independente, desconfiado, um pouco selvagem mas carinhoso e divertido?

Se tem um felino em casa, de certeza que já alguma vez se questionou sobre como deve repreender o seu gato. No PeritoAnimal vamos lhe dar a resposta. Ensinar a um gato que algo que fez não é bom é mais fácil do que pensa, só tem de ter paciência e seguir estes conselhos simples.

Os gatos são animais inteligentes e se tiverem atitudes que não são favoráveis para a convivência pode repreendê-los de forma eficaz, fazendo com que o entendam e que não repitam essas ações que podem se tornar incômodas. Sabemos que os gatos têm um caráter especial e que sem dúvida nunca os podemos comparar com cachorros, mas o que podemos fazer é compreender o seu comportamento e agir de forma adequada para o ajudar a conviver de forma correta e com uma certa disciplina em casa.

Antes de repreender o seu gato

Se tem um gato, então sabe muito bem que se trata de um animal de espírito livre, um pouco selvagem e muito independente. No entanto, como qualquer outro animal de estimação, o gato precisa de disciplina e para isso deve conhecer bem os motivos do seu comportamento. Pode acontecer que para si ele esteja sendo um completo destruidor quando simplesmente está levando a cabo as ações que o seu instinto lhe dita.

O instinto felino, os seus hábitos e algumas das suas atitudes podem ser provenientes dos seus antepassados selvagens, por isso dificilmente irão desaparecer, mas isso não faz com que você não possa ensinar o seu gato as regras básicas de convivência e fazer com que as cumpra, pelo menos enquanto você estiver vendo.

É muito importante ter paciência e que se lembre que se trata de um animal. Repreender não é maltratar e querer disciplinar o seu amigo felino não quer dizer que você goste menos dele.

É melhor ensinar que repreender

Existem algumas ações típicas que os felinos podem cometer e que, muito provavelmente são a causa de se estar perguntando como pode repreender um gato. Se tem um destes casos em casa, o melhor é perceber o porquê dessas atitudes para as conseguir depois corrigir:

  • Tem os móveis destruídos: Os gatos arranham e lixam as suas unhas com bastante frequência, é uma ação instintiva e de sobrevivência, pois fazem-no para liberar estresse e para relaxar. Se o seu gato destrói os seus móveis é porque muito provavelmente precisa de um arranhador e de alguns brinquedos, por isso descubra primeiro por que o seu gato arranha os móveis e se, não quiser investir muito dinheiro, faça você mesmo um divertido arranhador caseiro para gatos.
  • Morde e ataca as suas mãos: Os gatos podem morder por muitos motivos, mas se ataca as suas mãos lamentamos dizer-lhe que a culpa é sua. Se desde pequeno brincou às mordidas com o seu gato, o que fez foi ensinar-lhe que os seus dedos são uma presa, assim o que tem de fazer é corrigir este comportamento. Descubra por que o seu gato lhe morde e não o repreenda se foi algo que ele aprendeu com você.
  • Utiliza toda a casa menos a caixa de areia: A utilização da caixa de areia é quase inata nos felinos, isto porque instintivamente têm a necessidade de eliminar qualquer cheiro que possa deixar rastros. No entanto, existem vezes que isto não acontece, por isso antes de repreender o seu gato, perceba por que o seu gato não usa a caixa de areia e, aproveite e veja também o nosso artigo sobre como evitar que o seu gato urine em casa. E para os mais ousados também temos as recomendações para ensinar o seu gato a usar o vaso sanitário.
Como repreender o meu gato - É melhor ensinar que repreender

A dica do quando

Quando falamos de repreender um gato, o elemento "quando" é fundamental. Tal como acontece com outros tipos de pets, a repreensão será eficaz se ocorrer no momento exato em que o animal está comendo essa atitude. Ou seja, se não encontrar o seu felino com as mãos na massa, esqueça o fato de o repreender porque ele não vai entender porque você está dando bronca.

Se repreender o seu gato por algo que algo que fez de mal tem que ser no momento em que o animal estiver fazendo a ação, se passar um minuto o efeito já não será o mesmo. O gato, tal como acontece com os cães, não tem a capacidade de raciocínio de um ser humano, por isso por muito que lhe dê bronca, ele não saberá porque o está repreendendo de algo que fez há 3 horas, 15 ou 2 minutos.

Apesar do seu pequeno amigo felino ter feito algo de muito mau, como deixar a casa virada do avesso, destruir um móvel ou deixar pegadas na cozinha, de nada servirá repreendê-lo se não for no momento em que ele estiver fazendo isso, por isso não perca tempo assim. O seu pet pode se assustar pela sua atitude e não vai entender que fez algo que não deve.

Como repreender o meu gato - A dica do quando

O poder do Não!

Tendo claro que a repreensão deve ser feita no momento exato do ato, o que deve fazer é dizer um não firme ao seu pet. Quando encontrar o seu gato fazendo algo que não deve, como por exemplo subir para a mesa ou morder um móvel é quando deve impor disciplina, mas atenção, não se trata de gritar nem de explicar ao gato porque não deve fazer o que está fazendo. Lembre-se que é um animal e não queremos que ele fuja, trata-se de fazê-lo aprender a não repetir essa ação.

Para o fazer corretamente, aproxime-se do animal e faça uma leve pressão sobre o seu pescoço de forma a baixar a sua cabeça. Enquanto faz esta ação diga um não firme e deixe-o ir. Deve segurar o gato com firmeza mas com suavidade, nunca deve magoar o seu pet, o que deve fazer é marcá-lo para ele saber que o que está fazendo não é bom.

Repita esta ação cada vez que for necessário e tente usar o mesmo tom de voz forte e firme. Desta forma, o gato entenderá que não deve fazer isso, mas lembre-se que deve ter paciência, pois trata-se de um processo eficaz mas longo.

Outras repreensões eficazes

Existem outros métodos que pode usar para educar o seu gato e fazê-lo entender que o que fez não é bom. Estes métodos utilizam as fraquezas dos felinos para associar algo que não gosta a uma determinada ação. Mas tenha em conta que deve ter cuidado, uma vez que a prioridade é sempre cuidar e proteger o seu pet, nunca torturá-lo nem magoá-lo.

Estes métodos são recomendáveis em situações extremas, como por exemplo para controlar as brigas com outros pets de casa ou para manter o seu amigo longe de zonas perigosas como varandas:

  • Spray com água: Tenha sempre à mão um pulverizador de água e pulverize uma pequena quantidade de água sobre o seu água quando ele fizer algo mal ou se aproximar de uma zona proibida. O animal ficará assustado e pouco a pouco associará a atividade com a incômoda sensação da água. É importante que o disparo de água seja certeiro, rápido e, se possível no rosto, não se preocupe que isto não irá magoar o seu gato, ainda assim, não é algo que recomendamos fazer muito seguido.
  • Buzina de bicicleta: Os gatos gostam de fazer as coisas às escondidas ou disfarçadamente e têm um sentido auditivo muito desenvolvido, pelo que os sons fortes não são do seu agrado. Tal como a água, mantenha sempre à mão uma buzina ou corneta e quando vir o seu gato a fazer algo que não deve, dê um toque que o assuste um pouco e o faça afastar-se do que está fazendo.

Tenha em conta que, para que estes métodos tenham efeito é importante que o seu gato não saiba que tanto a água como o som vêm de si. Os gatos são muito inteligentes e, se souberem que é você que está a fazer estas coisas não deixarão de fazer o que estão a fazer. A ideia é que o gato pense que estes momentos desagradáveis são provenientes do sofá, da mesa ou da varanda.

Como repreender o meu gato - Outras repreensões eficazes

A violência não é disciplina

Nunca utilize a violência com os seus pets, lembre-se que os gatos são animais com um caráter muito especial e pode ser que quando esteja vigiando seja um anjinho e que, quando o deixa sozinho retorne aos velhos tempos, é a sua natureza.

Independentemente disso, o maltrato não ajudará a melhorar o seu comportamento, muito pelo contrário, pode afetar a vossa relação, uma vez que poderá atacá-lo para se defender e ter uma grande desconfiança e medo dessa pessoa. Com paciência e as ações adequados poderá ensinar ao seu gato as coisas que não deve fazer e poderá desfrutar de uma ótima companhia por muitos anos.

E se o meu gato for um gato de rua...

Se adotou um gato adulto que vem da rua, o tema da disciplina deve ser tratado de forma diferente. Tenha em conta que um gato que viveu parte da sua vida na rua pode ter sofrido de maus tratos por parte dos humanos, por isso na hora de o repreender para o ensinar a conviver deve ter muito cuidado.

No PeritoAnimal somos a favor de ajudar os nossos amigos felinos e, mais ainda se se tratarem de gatos que tiveram uma vida difícil, por isso se decidiu adotar um gato de rua só temos de o felicitar.

Domar um gato selvagem não é tão complicado assim, só temos de ter paciência e para tratar o tema da disciplina, primeira devemos resolver outros temas importantes como o da segurança e a confiança do felino na sua nova casa.

Descarte por completo os métodos da água e do barulho. Lembre-se que um gato de rua já sofreu o suficiente, por isso a sua nova casa não pode ter coisas que o lembrem de um passado desagradável. Uma vez que o seu gato se sinta bem e que tenha ganhado a sua confiança, utilize o reforço positivo para melhorar as suas virtudes.

Como repreender o meu gato - E se o meu gato for um gato de rua...

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como repreender o meu gato, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre Como repreender o meu gato

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
Rosario
Queria umas dicas para a convencia dos meus pets, pois tenho gatos, sendo 2 gatas adultas e 3 filhotes, os filhos e uma das gatas são retiradas das ruas e a convivência das gatas com os filhos está terrível não sei o que o fazer, a única gata que não foi resgatada da rua chega a ficar de mal comigo parece brincadeira, mas se não batesse nos filhos estava bem.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rosario! Este artigo do PeritoAnimal, de como fazer gatos se darem bem, pode te ajudar a melhorar a relação dos seus pets: https://www.peritoanimal.com.br/como-fazer-dois-gatos-se-darem-bem-22690.html
A sua avaliação:
Karoline
Tenho dois gatos filhotes, uma macho de 7 meses e uma fêmea de 5. Adotamos o macho primeiro e ele era bem calmo, carinhoso e não fazia "artes" qndo pegamos a fêmea ele passou a imita-la. Ela veio da rua e tem mania de subir na pia, no armário e no fogão para roubar comida ou para lamber algum prato sujo, com um tempo o macho passou a fazer o mesmo, mas sempre te comida no prato deles, ambos comem ração super Premium. Outra coisa tbm que acontece é que eles fazem xixi fora da caixa de areia. Qndo pegamos o macho ele dormia no quarto conosco, porém passou a fazer xixi na cama, e então passamos a não deixar mais ele entrar no quarto, qndo a fêmea chegou ela fez xixi umas duas vezes no sofá e agora ela faz no chão da lavanderia bem próximo a caixa de areia mas não é sempre.
Osvaldo
Nossa que bacana, quantas coisas legais fiquei sabendo agora,como lhe dá com os animais, muito legal!!
A sua avaliação:
Agnaldo
boa tarde Perito.
temos em casa 3 gatos, e deles (um macho de 18meses e uma fêmea de 27meses) adotados ainda bebes e se dão muito bem, porém resolvemos adotar 0 3º (fêmea de aproximadamente 5 anos) morava no estacionamento de um estabelecimento comercial. Esta é muito arredia está conosco há 6 meses, faz pouco tempo ela nos permitiu dar colo mas ainda se irrita fácil, porém o problema maior é com o macho de 18 meses, ela não o aceita mesmo sendo ela quem chegou por ultimo. Já tentamos alguns recursos porém sem sucesso, atualmente até consigo que fiquem no mesmo espaço mas sem se verem ou quando estão se vendo a uma distancia segura, meus pés estão entre eles. Me ajude como fazer com que ela se relacione com ele e como fazer para ele perder o medo que tem dela, que é bem maior e mais forte e já bateu nele em duas ocasiões que ela conseguiu fugir dos nossos cuidados e pegá-lo após perseguição.
Muito obrigado se puder ajudar.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Agnaldo! Leia o nosso artigo que explica direitinho como acostumar dois gatos: https://www.peritoanimal.com.br/como-acostumar-um-gato-com-outro-filhote-22413.html

Como repreender o meu gato
1 de 5
Como repreender o meu gato

Voltar ao topo da página