Partilhar

Como acostumar um gato com outro filhote 🐈

Por Mariana Castanheira, Médica Veterinária. Atualizado: 25 outubro 2017
Como acostumar um gato com outro filhote 🐈

Ver fichas de  Gatos

Sem qualquer dúvida, a pergunta "como introduzir um novo gato em casa?" é das mais comuns entre tutores de gatos. Nós sabemos o quanto é difícil nos adotarmos apenas um gatinho, seja porque amamos os gatos demasiado, porque queremos uma nova companhia para o nosso peludinho de bigodes ou porque encontramos um gatinho abandonado na rua e queremos dar um novo lar, família e amor para ele.

Infelizmente, a introdução de um novo gato numa casa onde já existe um felino, não é assim tão fácil! A introdução de um novo gato em casa pode ser muito estressante tanto para o novo gato como para o gato antigo. Muitas pessoas optam pela técnica de os colocar juntos e simplesmente "esperar para ver" mas são raros os casos em que isso resulta. O mais provável é que os dois gatos fiquem bastante nervosos e ansiosos, sofrendo muito com isso! Os níveis elevados de estresse e ansiedade aumentam a probabilidade de agressões entre eles. Por esse motivo, o PeritoAnimal criou este artigo com tudo o que você precisa saber sobre como acostumar um gato com outro filhote.

Também lhe pode interessar: Socializar um gato filhote
Passos a seguir:
1

Como introduzir um novo gato na família

Existem várias etapas que você deve seguir para introduzir um novo gato na família de modo a que os dois gatos não apenas se tolerem, mas sim, se tornem melhores amigos. Acima de tudo você precisa ter muita paciência! Você jamais poderá forçar os dois gatos a estarem juntos, pois se o fizer, o mais provável é que eles partam para a agressão.

Você deve relembrar que os gatos não gostam de mudanças nas rotinas deles e são animais muito territoriais. Este será um processo demorado mas que se for feito como descrevemos será recompensador quando no final os seus dois gatinhos forem melhores dormirem juntos e passarem horas a fio brincando. Independentemente da idade do novo gato, seja ele um filhote ou adulto, o processo é semelhante. Vamos explicar-lhe passo a passo o que você deve fazer!

2

Antes da chegada do novo gato

Mesmo antes da chegada do novo gato a casa, você pode iniciar o processo de adaptação. Compre feromonas sintéticas em difusor (por exemplo Feliway) para colocar numa tomada de um cômodo da casa. Esse cômodo será para o novo gato e o gato antigo não poderá ter acesso a ele (por enquanto).

Prepare tudo o necessário para que o novo gato tenha um espaço só dele. Caixa de areia adequada, água, comida, caminha, brinquedos e arranhadores. Este espaço será como um mosteiro para o novo gatinho, onde nada nem ninguém o irá incomodar. A sensação de segurança é essencial para o processo de adaptação do gato à nova casa.

3

Primeiro dia - como apresentar dois gatos

Coloque o novo membro da família no mosteiro que preparou especialmente para ele. Você não deve de maneira nenhuma deixar que o gato antigo entre nesse espaço. Por enquanto, cada um deles deverá ter o seu próprio espaço. Todos os gatos da casa sabem que não vivem ali sozinhos, pelo olfato. O cheiro já é suficientemente assustador para eles. Por esse motivo, é importante que no início esse seja a única coisa que sentem do outro gato, o cheiro.

Se você vir que os gatos ficam cada um de um lado da porta do quarto bufando ou rosnando, não ralhe com eles. Tente distrair os gatos, tirá-los desse local. Brinque muito com eles e acalme-os! Você deve relembrar que o mais importante de tudo é que os gatos estejam relaxados.

4

Adestramento

Depois de devidamente alojados os gatinhos, no espaço que por enquanto lhes pertence, é hora de você mostrar para eles que esta mudança traz coisas positivas! Você deve relembrar a importância do reforço positivo nos gatos essencial no adestramento deles.

Uma excelente ideia para aproximar os gatos, ainda com eles separados, depois de dois ou três dias em que cada um tem o seu espaço, é colocar o pote de comida de cada um deles próximo da porta que os separa. Desse modo, eles vão se aproximar para se alimentar e começam se habituando à presença um do outro. A distância da porta deve ser a suficiente para os gatos estarem confortáveis. Se um dos gatos começar a bufar ou a eriçar os pelos, você deve afastar o pote da porta até ele estar confortável.

Cada dia que passe, aproxime um pouco os potes de comida da porta, até ao momento em que os dois potes estão colados à porta. Você não se pode esquecer que em momento algum pode abrir a porta. Um pequeno descuido pode ser o suficiente para voltar ao início todo o processo de adaptação.

Como acostumar um gato com outro filhote 🐈 - Passo 4
5

Habituar ao cheiro um do outro

O olfato é a forma pela qual os gatos se conhecem. Os feromônios que eles libertam são o principal método de comunicação entre os felinos.

Para que os seus gatos se habituem e conheçam o cheiro um do outro antes de se conhecerem pessoalmente, você deve colocar um objeto de cada um deles no espaço do outro. Você pode também optar por esfregar levemente no gato uma toalha ou pano quando ele estiver calmo e tranquilo. Passe na região das bochechas, por onde eles liberam mais feromônios. O mais importante é fazer isso quando o gato está calmo, desse modo ele vai transmitir essa calma ao outro felino quando ele cheirar a toalha com os feromônios.

Agora é só colocar a toalha perto do outro gato e observar atentamente o comportamento dele. Se ele simplesmente cheirar e não fizer nada, recompense ele! É muito bom sinal ele não bufar nem mostrar outros sinais de agressividade. Brinque com o seu felino perto da toalha e recompense sempre que ele alinhar nas brincadeiras. É muito importante associar coisas positivas à presença do cheiro do outro gato. Assim, o gato vai associar o outro felino a momentos positivos.

6

Troca de cômodos

Depois de todos os gatos estarem habituados aos cheiros uns dos outros, é hora de trocar eles de local. Comece por colocar o ou os (se tiver mais gatos) antigos moradores num cômodo e feche-os por um momento lá. Agora solte o novo gatinho pela casa. Abra a porta do cômodo dele e deixe ele andar livremente pela casa. Pode acontecer que ele não queira sair do quarto imediatamente: não force ele! Volte a tentar outro dia e as vezes que forem precisas até o novo gatinho se sentir confortável em toda a casa. Sempre que ele se comportar bem, relembre de reforçar positivamente com comida e carinho!

Caso em algum momento o gato começar estressando, coloque ele no antigo "mosteiro" dele até que ele se acalme e relaxe.

Como acostumar um gato com outro filhote 🐈 - Passo 6
7

Coloque o antigo morador no quarto do novo gato

Quando o novo gato estiver totalmente à vontade pela casa, sem o antigo morador por perto, feche ele num cômodo e vá buscar o antigo morador para ele poder explorar o cômodo que era o mosteiro do seu novo gatinho. Se ele não estiver colaborando e se estressando não force! Pode repetir as tentativas as vezes que forem precisas! Você deve relembrar o antigo ditado popular "a pressa é inimiga da perfeição". A introdução de um novo gato em casa não tem uma ciência exata. Cada gato tem o seu ritmo de adaptação a novas situações e é importante que você respeite o ritmo e limites de cada um dos seus gatos. Adapte sempre o ritmo e as sessões de adestramento ao gato mais tímido e mais nervoso.

8

Juntar dois gatos desconhecidos

Quando os gatos já estão totalmente confortáveis e tranquilos no ambiente um do outro, é o momento de os apresentar! Este momento é muito importante e você deve ter muito cuidado e atenção para evitar qualquer situação que desencadeie agressividade entre eles.

Existem diferentes opções para eles se olharem pela primeira vez. Se tiver uma zona com um vidro ou janela pelo meio, é uma boa opção! Outra possibilidade seria colocar o novo gato no mosteiro dele e fazer a sessão de alimentação como as que lhe explicamos antes mas com a porta ligeiramente aberta para eles poderem olhar um para o outro. Se eles estiverem tranquilos você pode usar um brinquedo do gênero de varinha para eles brincarem e associarem momentos de brincadeira um ao outro.

Caso o novo gatinho seja um filhote, colocar ele dentro de uma transportadora para o antigo morador se aproximar pode ser uma boa alternativa também!

Se algum dos felinos estressar ou ficar agressivo, jogue um petisco ou brinquedo para longe para ele se distrair e separe os gatos. Como já referimos, alguns animais demoram mais tempo a aceitar os outros e você pode sempre tentar de novo amanhã! O importante é não deitar tudo a perder por querer fazer as coisas mais rápido do que o ritmo dos seus gatos.

Quando os gatos já não demonstram nenhuma agressividade ou desconforto em relação ao outro, PARABÉNS! Você já conseguiu que eles se tolerem! Agora pode deixar eles se conhecerem e estarem juntos mas com cautela. Vigie a interação deles nos primeiros dois ou três dias de total liberdade. Mantenha petiscos e brinquedos por perto caso algum gato fique agressivo e você precise distrair ele!

Como acostumar um gato com outro filhote 🐈 - Passo 8
Fonte: catser.com
9

Gatos não se dão bem

Se você tem dois gatos que foram mal introduzidos e até hoje não se dão bem...existe esperança! O nosso conselho é fazer exatamente este processo com eles, colocando o gato mais recente num "mosteiro" para ele e seguir passo a passo este processo. Quem sabe se com estas dicas você não consegue reaproximar os seus gatos, nem que seja para que eles se tolerarem sem brigar e a paz voltar para sua casa!

Como acostumar um gato com outro filhote 🐈 - Passo 9

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como acostumar um gato com outro filhote 🐈, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação básica.

Escrever comentário sobre Como acostumar um gato com outro filhote 🐈

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
16 comentários
Liazinha
Minha gata teve 4 filhotes, com o tempo três desses filhotes foram para um novo lar e uma ficou com a mãe. Mãe e a filhote se davam super bem, brincavam, deitavam juntas, lambiam-se, mas depois de 7 meses a mãe começou a rejeitar a filhote dala. Começou a bater , não chega mais perto, a filhote quer ficar perto dela , mas a mãe rejeita. O que pode ter acontecido para esta relação ficar desse jeito?
Estou muito triste com essa situação.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Liazinha! Esse artigo pode te ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/como-fazer-dois-gatos-se-darem-bem-22690.html
No entanto, se esse comportamento persistir, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Irene soares
Bom Dia.. Eu estou com um grave problema e perciso mesmo de ajuda.. Tenho uma Gata de 8 meses um pouco agressiva... Muito desconfiada... Eu pensando que estava a fazer bem em arranjar uma compania para ela, adotei uma gatinha de dois meses... So que a minha gata nao reagiu bem, bufa muito, rosna muito, inclusive connosco ca em casa... Tenho a pequenina fechada na casa de banho, mas morro de medo que um descuido nosso a minha ataque a outra com força... Tenho muito medo e perciso de ajuda...
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Irene! Neste artigo damos algumas dicas de como dois gatos se darem bem: https://www.peritoanimal.com.br/como-fazer-dois-gatos-se-darem-bem-22690.html
Boa sorte!
A sua avaliação:
Andi
Olá, tenho uma gata que adotei já faz um mês, e recentemente ganhei a mãe dela, pois os donos não poderiam mais tomar conta. Tentei aproximar as duas, e não deu outra, a mãe avançou nela e ficou muito estressada. Deixei a mãe num cômodo separado da casa para não haver mais conflitos, mas agora já não sei como proceder, pois a mãe dela é bem quieta e adora ficar escondida sem interagir.
Carol
Olha, estou com 3 gatos em casa.
1 macho de 5 anos (o primeiro), outra fêmea de 2 anos (a segunda) - os dois eu adotei filhote com menos de 2 meses.
Para o macho se adaptar com a femea levou umas 3 semanas, ele sempre foi bem territorialista e ela bem medrosa, mesmo nunca tendo sofrido maus tratos.
Agora chegou um novo, macho, tava na rua, tem aproximadamente 6 meses. Ele ja esta em casa a 1 mês, mas acho que não introduzi muito bem aqui...achei que seria igual da outra vez, mas n foi.
O de 5 anos esta "tolera" ele, e até dormem juntos numa boa, porém a femea MORRE DE MEDO, se esconde, vomita, não come e esta muito estressada.
Eu não sei mais oq fazer para deixar ela a vontade - o filhote que chegou agora é brincalhão, não esta nem aí para o medo dela - estou pensando até em doar ele pra alguém de tanto estresse que esta em casa desde que ele chegou - e se eu for fazer isso, farei de coração partido pois ele é um amor, super bonzinho.

Me ajudem!! Oq eu posso fazer??
Letícia
Estou querendo adotar outro gatinho, mas já tenho um gato que adotei há 3 anos (hoje ele tem 4 anos).

Gostaria de saber se é mais fácil adaptar um filhote ou um gato já adulto ao peludo que tenho em casa?

Meu marido acha melhor um filhote pois teme que um gato adulto possa machucar o meu peludo (que é extremamente dócil e bem medroso com estranhos), e pelo que conhecemos do nosso gatinho não acho que ele iria bater no outro gato. Ele foi encontrado na rua com outro gatinho por um rapaz que cuidou dele por cerca de 7 meses, esse rapaz tem um cachorro, então quando filhote ele conviveu com o irmãozinho + um cachorro.
A sua avaliação:
Francisco Neto
Gostei muito do artigo. Tenho dois gatos adultos e agora fiquei com receio, pois pensava em trazer um filhote para casa. Como moro num espaço pequeno, talvez não seja uma boa ideia. Devo desistir, para o bem estar de todos? Obrigado.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Francisco! Depende do tamanho do espaço e da possibilidade de ter recursos suficientes. Mesmo numa casa pequena é possível ter 4 caixas de areia e ter prateleiras altas, por exemplo, para os gatos passearem e aproveitarem o espaço em altura.. Se você acha que tem capacidade de fazer a introdução de um novo membro na família de uma forma progressiva e tem capacidade financeira para cuidar de todos eles mesmo no caso de surgir algum problema e seja preciso assistência veterinária, não vejo porque não dar um lar a um gatinho que precise! Obrigada por seguir o PeritoAnimal.
Júlia
Se for um gato adulto, a introdução deve feita também assim?
A sua avaliação:
Judite
Muito obrigado mesmo! Segui os passos ao longo de umas semanas e parece que está dando certo. Os gatos precisam de tempo mesmo.
A sua avaliação:
Benjamin
Nossa, mas parece ser super complicado isso de um segundo gato, putz. Aqui onde eu moro tem uma gata de rua que pariu recentemente e até queria adotar um filhote, mas são tantos passos que sinceramente desanimei. Tenho um conhecido que tem duas gatas e elas dividem a mesma caixa de areia e o mesmo bebedouro e não, não têm relação consanguinea e ele adotou as gatas em períodos diferentes. E se dão super bem (pelo que eu vi nas visitas e pelo que ele me diz, pelo menos).
A sua avaliação:
daniel
vocês poderiam por favor publicar uma página explicando como acostumar a minha gata adulta com um filhote de cachorro?
Eliane
Adorei um filhote macho e minhas gatas abandonaram a Ksa. Só aparecem para comer...o.que fazer?

Como acostumar um gato com outro filhote 🐈
Fonte: catser.com
1 de 5
Como acostumar um gato com outro filhote 🐈

Voltar ao topo da página