Partilhar

Cachorro com olho inchado: causas e tratamento

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 11 dezembro 2018
Cachorro com olho inchado: causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A cabeça e os olhos dos cães são das primeiras regiões do corpo para onde os tutores olham quando estão comunicando com o seu pet. Por isso, qualquer tipo de alterações ou problemas que surjam nesses locais são mais facilmente identificados, principalmente se envolver um olho inflamado.

Muitas vezes, os olhos inchados estão associados a reações alérgicas, mas também podem estar associados a outras doenças que podem não ter uma origem alérgica e podem ser mais graves.

Se você procura saber mais sobre cachorro com olho inchado: causas e tratamento, continue lendo este artigo do PeritoAnimal que vamos te explicar tudo.

Também lhe pode interessar: Cachorro com barriga inchada e dura

Cachorro com olho inchado: o que pode ser

Os olhos inchados podem afetar uma ou mais partes constituintes do olho, entre as quais: as pálpebras, o globo ocular ou as outras áreas circunscritas do olho.

Normalmente, quando notamos o olho do cachorro inchado, o sinal clínico está associado a uma inflamação das pálpebras (designada de blefarite) e pode ter inúmeras causas.

Cachorro com olho inchado: causas congênitas

Algumas das causas congênitas de cachorro com olho inchado incluem anomalias palpebrais e das pestanas como:

  • Cílios ectópicos (pestanas que nascem no interior da pálpebra e crescem no sentido do olho);
  • Distiquíase (inversão do sentido normal de todas as pestanas no sentido do olho, fazendo com que toquem no globo ocular e provoquem irritações e lesões);
  • Entrópion (inversão da pálpebra para o interior do olho);
  • Animais lagoftalmos (que não conseguem fechar totalmente os olhos).

Cachorro com olho inchado: traumatismos e lesões

A presença de corpo estranho (cílios, pólen, poeiras, areia, farpas) provocam desconforto e dor no olho do animal devido à abrasão e lesão que causam na córnea (a camada transparente que protege os olhos), o que origina o lacrimejamento e piscar excessivos, além do cachorro com olhos inchados.

Os arranhões, mordidas, lacerações ou queimaduras provocam lesões em uma ou várias estruturas oculares que podem terminar em cegueira se não tratadas a tempo. Normalmente, afeta apenas um olho.

Cachorro com olho inflamado: alergia

Normalmente em casos de alergias temos um cachorro com olho inchado e coçando, podendo estar vermelho e lacrimejante, com secreção aquosa clara, dependendo da origem alérgica.

    As alergias podem ser alimentares, devido a picada de insetos (abelhas, mosquitos, pulgas, formigas), inalação de alérgenos (como pólen) ou por alergia a produtos tóxicos. Pode afetar apenas um olho ou os dois.

    Cachorro com olhos inchados: infeções

    A maior parte das infeções envolvem um cachorro com olho inchado e vermelho. Elas podem ser causadas por diversos tipos de agentes: bacterianos (Stafilococcos e Streptococcos), virais, fúngicos e parasitários.

    A cinomose é uma infeção viral, na qual um dos sintomas se traduz em secreções oculares amarelas ou esbranquiçadas, acompanhado de tosse e diarreia, perda de apetite e, em casos graves, convulsões.

    Cachorro com olhos inchados: doenças oftálmicas

    A conjuntivite em cachorro é a condição mais comum dos olhos, um ou ambos os olhos fica muito vermelho, inchado e com coceira.

    A queratite (inflamação na córnea), assim como a ceratoconjuntivite seca (KCS), desenvolvem-se quando o olho apresenta uma produção de lágrimas insuficiente, o que origina uma dessecação da córnea e, consequente, um olho seco e, algumas vezes, inchado.

    O glaucoma ocorre quando os fluidos oculares não circulam ou não são drenados corretamente e se acumulam. Isto causa um aumento da pressão intra-ocular e se não controlado pode causar cegueira. O glaucoma causa vermelhidão, coceira e excesso de remela no olho do cachorro. Raças como o Poodle, o Chow Chow e o Cocker Spaniel são as mais predispostas a esta doença.

    Cachorro com olhos inchados: massas palpebrais ou na conjuntiva

    Se você notou o seu cachorro com olho inflamado, o sintoma também pode ser explicado por massas palpebrais ou na conjuntiva, a mucosa que reveste parte interna da pálpebra. Existem massas benignas como os papilomas (semelhantes a verrugas) que podem surgir na pálpebra do cachorro. Neste caso, o médico veterinário vai verificar se é realmente benigno ou não e vai decidir qual o tratamento mais adequado a utilizar.

    Cachorro com olhos inchados: neoplasias (tumores)

    Certas neoplasias podem se manifestar através de massas malignas no olho do cachorro e causar desconforto ao animal cada vez que ele pisca os olhos. Apesar de ser em um local sensível e implicar certos riscos, é aconselhável remover cirurgicamente o tumor o quanto antes para evitar um quadro mais grave.

    Cachorro com olhos inchados: idiopática (desconhecida)

    Depois de todas as hipóteses descartadas, e em casos recorrentes de inflamação do olho, o médico veterinário diagnostica a inflamação como idiopática. É importante realçar que a terceira pálpebra ( também designada membrana nictitante), que normalmente não é visível, pode ficar inchada, tornando-se visível, saliente e apresentando um aspeto de olho de cereja (cherry eye).

    Outra curiosidade importante é que os filhotes de cachorro podem ter olhos com muitas secreções e não conseguirem abrir os olhos devido ao inchaço. Neste caso, você deve deixar que a mãe os lave, ou, caso isso não seja possível, você deve limpar com muito cuidado os olhinhos do filhote com uma compressa embebida em soro fisiológico morno.

    A diabetes também pode ser uma das causas de olho do cachorro inflamado.

    Olhos inchados: como diagnosticar

    A blefarite pode surgir em qualquer idade, gênero ou raça, mas algumas raças de cachorros têm mais predisposição para esta doença por anormalidades congênitas ou anatômicas (cachorros braquicéfalos, de focinho curto e olhos maiores ou cachorros com muito pelo junto às palpebras). São exemplo: os Collies, Shih Tzus, Rottweilers, Chow chow, Golden e Labrador Retrievers, Pugs, Bulldogs ingleses e franceses e Shar peis.

    Além das características inerentes ao animal (idade, gênero, raça), é necessário saber todo o seu histórico: se comeu algo diferente do normal, se tem acesso ao quintal ou ao exterior, se pode ter estado em contato com insetos como aranhas, vespas, abelhas, formigas ou outros animais e se teve contacto com planta, produtos tóxicos ou medicamentos. Este tipo de informação é essencial para ajudar o veterinário a detectar qual o diagnóstico. Quanto mais rápido for diagnóstico, mais rápido o tratamento e melhor o prognóstico.

    Olho do cachorro inflamado: o que fazer

    Tratamento

    Durante a consulta, o médico veterinário vai realizar um exame oftalmológico completo que pode incluir testes como análises sanguíneas e à urina, citologia de pele para verificar presença de microrganismos, teste de fluoresceína para lesões da córnea, teste de Schirmer para medir a produção de lágrima, teste da pressão intraocular para descartar glaucoma, teste do fundo do olho e o teste à visão.

    O tratamento vai depender da causa subjacente, contudo o tratamento comum em todas as doenças é a aplicação tópica de colírios (gotas para os olhos) para recuperar a integridade do olho. Pode ser necessário utilizar o colar isabelino durante os primeiros dias de tratamento para evitar que o cachorro coce e arranhe os olhos.

    O médico pode ainda prescrever:

    • Anti-histamínicos (em casos de alergia)
    • Anti-inflamatórios não esteroides (para reduzir inflamação)
    • Corticoesteroides (para reduzir inflamação e eliminar a coceira)
    • Antibióticos, antifúngicos ou antiparasitários (para infeções)
    • Cirurgia (no caso de um corpo estranho colocar em risco integridade do olho e restantes estruturas circunscritas)

    Não se esqueça, nunca automedique o seu animal para evitar complicações muito piores!

    O que fazer?

    Se você verificar que o animal se coça muito ou tenta mexer muito no olho, coloque um colar isabelino, caso tenha um em casa, até conseguir ir com ele ao médico veterinário.

    Os cuidados básicos de limpeza diários para cães com olhos inchados incluem:

    1. Limpar os olhos do cachorro com uma compressa embebida em água morna caso existam muitas secreções e remelas secas/duras para amolecer e eliminar. Saiba como no nosso artigo Como tirar as remelas do cachorro.
    2. Seguidamente, utilize outra compressa embebida em soro fisiológico ou coloque umas gotas de soro fisiológico diretamente no olho do animal para limpar ou eliminar possíveis corpos estranhos. Importante manter animal bem quieto e acertar com a gota bem no olho. Nos filhotes, compressa umedecida com água ou soro fisiológico morno, três a quatro vezes por dia.
    3. Depois disso, seguir as restantes recomendações de tratamento prescritas pelo médico veterinário.
    Cachorro com olho inchado: causas e tratamento - Olho do cachorro inflamado: o que fazer

    Olho do cachorro inflamado: outros sintomas associados

    Normalmente, um olho inflamado ou inchado tem outros sintomas oculares associados, tais como:

    • Vermelhidão: podendo afetar a esclera (parte branca do olho);
    • Comichão: fazendo com que animal coce ou arranhe a região e que se esfregue em paredes, no chão ou em tapetes, provocando lesões mais graves;
    • Pele descamativa;
    • Perda de pelo e despigmentação na região afetada;
    • Perda de cílios;
    • Dor e incômodo;
    • Secreções oculares: que podem ser aquosas (transparente e líquidas), mucosas (transparente ou esbranquiçadas) e purulentas (cor verde ou amarelada) e que podem acumular-se e solidificar nos cílios ou no canto do olho, formando as chamadas remelas. Se as remelas forem de cor verde, é um sinal sugestivo de infeção;
    • Aumento da produção de lágrima: (epífora) ou, pelo contrário, diminuição da produção de lágrima (olho seco);
    • Sensibilidade à luz;
    • Piscadas mais frequentes;
    • Perda de acuidade visual e visão turva: o animal começa a esbarrar contra objetos porque o seu campo de visão está diminuído;
    • Perda de visão: (cegueira), em casos graves.

    Os sintomas dependem do que os originou. Se for algo local, o cachorro vai apresentar inchaço e dor localizada, que podem não permitir que ele feche ou abra os olhos, dependendo da localização do inchaço. Além disso, pode ter um cachorro com olho inchado e remelando.

    Por outro lado, se for algo que animal ingeriu ou alguma doença sistêmica, o animal pode ter os sintomas anteriores e ainda apresentar vômitos e diarreia. Em casos mais graves e prolongados o cachorro pode ficar fraco, mais apático e com febre.

    Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

    Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro com olho inchado: causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

    Bibliografia
    • Gould, D., McLellan, G. J. (2014) BSAVA Manual of Canine and Feline Ophthalmology, Third edition, British Small Animal Veterinary Association, p416
    • Peña, M.T., Leiva, M. (2008) Canine Conjunctivitis and Blepharitis. Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, 38(2), 233-249.

    Escrever comentário sobre Cachorro com olho inchado: causas e tratamento

    Adicione uma imagen
    Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
    O que lhe pareceu o artigo?
    1 comentário
    A sua avaliação:
    Alexandra Jesus
    Informação muito importante e útil para todos os tutores.
    Carolina Costa
    Olá Alexandra!
    Muito obrigada pelo seu comentário e pelo seu interesse!
    Continue lendo nossos artigos, estaremos à disposição.

    Cachorro com olho inchado: causas e tratamento
    1 de 2
    Cachorro com olho inchado: causas e tratamento

    Voltar ao topo da página