Partilhar

Cachorro com a cara inchada: causas

 
Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 28 novembro 2019
Cachorro com a cara inchada: causas

Ver fichas de  Cachorros

Você sabia que a picada de um inseto, aracnídeo ou réptil pode matar o seu animal? Uma simples picada ou mordida pode causar uma reação alérgica violenta que, em minutos, pode comprometer a vida do seu pet. Além de outros animais, certas plantas e vacinas também podem originar este tipo de reação alérgica e causar desconforto no seu cachorro.

Apesar de existirem inúmeras causas para este sintoma, geralmente a causa súbita de cachorro com focinho inchado se deve a uma reação alérgica. Neste artigo do PeritoAnimal, nos vamos focar na reação alérgica, fique atento se deseja saber mais sobre cachorro com a cara inchada.

Cachorro com cara inchada, o que pode ser?

As causas de cachorro com face inchada podem ser:

Reações alérgicas

Reações alérgicas podem se despoletar por:

  • Picada de insetos ou aracnídeos
  • Mordidas de répteis
  • Reações alimentares
  • Reações vacinais
  • Reações a medicamentos
  • Contacto com plantas, poeiras ou com produtos químicos (como os de limpeza).

Será este o tema que nos iremos focar no próximo tópico.

Hematomas

Quando ocorre um traumatismo e há uma rutura de um ou mais vasos sanguíneos, há extravasamento de sangue dos mesmos (hemorragia). Caso exista uma ferida aberta o sangue sai para o exterior, se, caso contrário, não existir ligação para o exterior, se dá a formação de um hematoma (acumulações de sangue entre os tecidos, originando inchaços mais ou menos extensos) ou equimose (a conhecida nódoa negra, de reduzidas dimensões).

Nestes casos você pode colocar gelo no local e posteriormente aplicar pomadas que tenham na sua composição, por exemplo, polissulfato sódico de pentosano ou polissulfato de mucopolissacáridos, com propriedades anticoagulantes, fibrinolíticas, anti-inflamatórias e analgésicas locais.

Abscessos

Os abscessos (acumulações mais ou menos circunscritas de material purulento sob os tecidos) localizados na face do animal geralmente se devem a problemas dentários ou são consequência de arranhaduras ou mordeduras de outros animais. Normalmente são acompanhados de muita dor, o animal apresenta muita sensibilidade ao toque e aumento da temperatura local.

Quando não são drenados cirurgicamente e tratados a tempo, eles podem criar fissuras/aberturas anatómicas naturais e drenar o seu conteúdo para o exterior ou para dentro da boca, conforme a localização do ponto de tensão. O líquido pode apresentar um aspeto mais fluído ou pastoso e cor branca, amarelada ou esverdeada, sendo que o seu odor é muito desagradável.

Você pode colocar uma compressa úmida e quente no local para tentar estimular a circulação sanguínea e ajudar a combater a infecção. Caso o abscesso já esteja drenando, você deve fazer limpeza e desinfecção com soro fisiológico ou clorexidina diluída duas vezes por dia. Muitos deles necessitam de antibioterapia sistêmica, por isso, se deve informar junto ao seu veterinário de confiança.

Fraturas

Fraturas nos ossos da face decorrentes de traumatismos, como atropelamento ou queda, também podem levar a reações inflamatórias e acumulações de líquidos que causam inchaço local.

Caso seja uma fratura exposta (visível no exterior) e tiver hemorragia associada, você deve tentar cobrir o local da saída de sangue e aplicar frio no local. As fraturas só podem ser resolvidas no veterinário e diagnosticadas através de exames complementares como a radiografia.

Tumores

Certos tumores podem se manifestar através de inchaços que podem mesmo deformar a face do cachorro.

Os tumores malignos têm crescimento rápido e súbito, são muito invasivos nos tecidos em redor e podem metastizar (se difundir por outros tecidos /órgãos), outros podem apresentar um crescimento mais lento e gradual e não serem invasivos. No entanto, todos eles exigem um visita e acompanhamento veterinário.

Cachorro com a cara inchada: causas - Cachorro com cara inchada, o que pode ser?

Reação alérgica em cachorros

Apesar da reação alérgica ser um mecanismo de defesa do organismo, por vezes toma proporções descontroladas e ocorre a chamada reação anafilática, uma reação alérgica sistêmica que pode levar a graves complicações, como um choque anafilático, uma falha cardiorrespiratória e até mesmo a morte do animal. Notar o cachorro com cara inchada pode ser um deles.

Continue lendo este tópico e saiba como identificar os sinais e agir o quanto antes.

Insetos e plantas venenosos

Quando um inseto, aracnídeo ou réptil pica/morde um cachorro ou ele contacta com uma planta diferente do que está acostumado ele pode desenvolver uma reação local ou, ainda mais grave, sistêmica.

Os artrópodes que podem provocar esta reação incluem abelhas, vespas, melgas, aranhas, escorpiões, escaravelhos e os répteis incluem as serpentes.

Relativamente a plantas venenosas para cães, elas também podem provocar reações, seja por ingestão ou por simples contacto. Confira no nosso link a lista das plantas venenosas.

Vacinas

Você deve saber que qualquer animal, de qualquer idade, raça ou sexo, pode ter uma reação alérgica à vacina. A reação vacinal pode ocorrer quando o animal recebe pela primeira vez aquela vacina ou mesmo quando já faz a mesma vacina do mesmo laboratório há vários anos, sendo que a culpa não é de quem administra a vacina ou de quem a fez.

A explicação é simples, nós, seres humanos, também podemos ser alérgicos a algo desde muito novos ou, por outro lado, desenvolver alergia ao longo da nossa vida. O sistema imunitário, os estímulos, ambiente e o próprio indivíduo estão sempre mudando e isso explica o facto de o cachorro nunca ter tido uma reação alérgica à vacina em questão e, naquele dia do ano, ter feito reação. A reação vacinal, geralmente, ocorre nas primeiras 24 horas, por isso esteja atento nesse período de tempo.

Medicamentos

É importante realçar que certos medicamentos, além de causarem reações alérgicas, podem causar intoxicações, seja por sobredosagem ou por não serem adequados à espécie. Por isso, nunca auto-medique o seu animal com fármacos veterinários ou de medicina humana.

Sintomas de reação alérgica em cachorros

A reação local se caracteriza pelos seguintes sintomas:

  • Espirros;
  • Lacrimejamento;
  • Inchaço/inflamação local;
  • Eritema (vermelhidão);
  • Aumento da temperatura local;
  • Prurido (coceira);
  • Dor ao toque.

A sua localização depende do local do contacto.

Se você observar ou suspeitar que o seu animal foi picado ou começar a ficar inchado, aplique gelo localmente para prevenir/reduzir o inchaço. Existem casos que a simples aplicação de gelo é suficiente para controlar a reação. No entanto, se o inchaço continuar a aumentar e surgirem outros sinais, leve imediatamente o animal ao veterinário, pois essa reação local pode evoluir para algo sistêmico grave como uma reação anafilática.

Sintomas de reação anafilática em cachorros

Em caso de reação anafilática, os sintomas podem ser:

  • Inchaço dos lábios, da língua, da face, do pescoço e até do corpo todo, dependendo do tempo de exposição e quantidade de toxinas/veneno/antigénios;
  • Dificuldade em deglutir (engolir);
  • Dispneia (dificuldade em respirar);
  • Náuseas e vômitos;
  • Dores abdominais;
  • Febre;
  • Morte (se não tratada a tempo).

Estes sintomas podem se iniciar nas primeiras 24h ou demorar um pouco mais. Caso você note o seu cachorro com cara inchada, consulte um veterinário de imediato.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro com a cara inchada: causas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Jackson, H.A. & Marsella, R. BSAVA Manual of Canine and Feline Dermatology. 2012 Sept, BSAVA 3rd Edition.
  • Shmuel, D.L. & Cortes, Y. Anafilaxia em cães e gatos. Journal of Veterinary Emergency and Critical Care (San Antonio). 2013 Jul-Aug; 23 (4): 377-94.
  • Westermeyer, H.D.; Tobias, K.M., Reel, D.R. Head and neck swelling due to a circumferential cicatricial scar in a dog. Journal of the American Animal Hospital Association. 2009 Jan-Feb; 45(1):48-51.

Vídeos de Cachorro com a cara inchada: causas

1 de 3
Vídeos de Cachorro com a cara inchada: causas

Escrever comentário sobre Cachorro com a cara inchada: causas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro com a cara inchada: causas
1 de 2
Cachorro com a cara inchada: causas

Voltar ao topo da página