Partilhar

Diabetes em cães - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 25 abril 2016
Diabetes em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

Sabia que são muito poucas as doenças que se podem diagnosticar exclusivamente no ser humano? Por este motivo não deve estranhar o fato dos cachorros serem susceptíveis a contrair inúmeras condições que também podem ocorrer em nós.

Algumas destas doenças podem afetar qualquer cachorro, independente de fatores como o sexo, a idade ou a raça, pelo contrário outras podem ocorrer com maior frequência à medida que o nosso cachorro vai crescendo.

Este é o caso da diabetes, uma doença que afeta o metabolismo e o sistema endócrino do cachorro e que precisa de um tratamento crônico. Devido à importância que esta condição pode ter para a saúde do nosso pet, neste artigo do PeritoAnimal vamos falar sobre a diabetes em cães, assim como os seus sintomas e tratamento.

O que é a diabetes

Os cachorros, tal como nós, obtêm a energia necessária para as funções vitais a partir dos alimentos e como fonte de energia utilizam principalmente a glicose, um nutriente que se obtém do metabolismo dos hidratos de carbono.

Para que a glicose se possa utilizar como fonte de energia, precisa de passar da corrente sanguínea até ao interior das células, o que consegue graças à ação de uma hormona chamada insulina que se sintetiza no pâncreas.

Em um cão com diabetes o pâncreas sofre um dano (não se conhece exatamente a causa embora se suspeite que possa ser autoimune) e não é capaz de sintetizar insulina.

Perante o déficit desta importante hormona, a glicose não pode ser utilizada como fonte de energia pelas células, o que acaba por se traduzir em uma deterioração do organismo e perda da vitalidade, que clinicamente se manifesta pelos níveis muito elevados de glicose no sangue, uma situação que sustentada ao longo do tempo pode levar a sérios riscos para o nosso pet.

Como referimos antes, os cães de meia idade e de idade avançada são especialmente susceptíveis a sofrer desta doença.

Diabetes em cães - Sintomas e tratamento - O que é a diabetes

Sintomas da diabetes em cães

Como acontece em muitas outras condições, a observação do nosso animal de estimação é imprescindível para detetar com antecedência qualquer sinal que nos indique que a sua saúde está sofrendo de algum dano.

Os sintomas da diabetes em cães são aqueles típicas da hiperglicemia, uma situação que se carateriza pelos seus níveis muito elevados de glicose no sangue:

  • Urina com muita frequência
  • Bebe água com muita frequência
  • Tem um apetite maior
  • Perda de peso
  • Letargia

Estes sintomas são típicos de um cão com diabetes, e curiosamente, também são os mesmos sintomas que manifesta uma pessoa com diabetes tipo I. Se observar algum destes sinais no nosso animal de estimação, deverá ir de imediato ao veterinário.

Diabetes em cães - Sintomas e tratamento - Sintomas da diabetes em cães

Diagnóstico e tratamento da diabetes em cães

Para diagnosticar a diabetes o veterinário terá em conta o histórico clínica completo do paciente assim como os sintomas manifestados, no entanto, para verificar a presença desta doença será necessário realizar uma análise de sangue e de urina para determinar os níveis de glicose em ambos os fluídos.

Se o diagnóstico da diabetes se confirmar, o veterinário irá indicar como se deve realizar o tratamento, um tratamento que não é só farmacológico mas que implica determinados hábitos de vida.

De seguida, vamos ver todos aqueles componentes que devem fazer parte do tratamento de um cachorro com diabetes:

  • Insulina: O cachorro irá precisar de injeções subcutâneas de insulina para poder metabolizar adequadamente os hidratos de carbono. A aplicação da insulina é simples e pode-se fazer em casa. Como não podemos prever qual a quantidade de alimento que o nosso cachorro vai ingerir, geralmente a insulina aplica-se depois do nosso pet ter comido.
  • Dieta: O veterinário indicará que alimento é o mais adequado para o tratamento de um cão diabético, embora geralmente se trate de alimento equilibrada rico em fibra e hidratos de carbono complexos, uma vez que estes se absorvem progressivamente e não alteram de forma brusca os níveis de glicose no sangue.
  • Exercício físico: O cão diabético precisa de se exercitar diariamente para favorecer a passagem da glicose desde a corrente sanguínea até ao interior das células.
  • Nas cadelas é possível que o veterinário recomende a esterilização para poder assim melhorar o controle da doença.

Inicialmente pode ser difícil habituar-se ao tratamento contra a diabetes, mas estas medidas deverá ser aplicadas de forma crônica e, em pouco tempo tanto o dono como o cachorro já se terão habituado à nova rotina para viver com esta doença.

Diabetes em cães - Sintomas e tratamento - Diagnóstico e tratamento da diabetes em cães

O controle da diabetes canina

O tratamento da diabetes em cães irá permitir que o nosso pet tenha uma melhor qualidade de vida, uma vez que ajudará a manter os níveis de glicose no sangue estáveis, controlando os sintomas que derivam da hiperglicemia.

Manter os níveis de glicose estáveis também irá ajudar a prevenir todas as complicações que podem surgir desta doença, como por exemplo a insuficiência renal, a afetação nervosa, a cegueira ou a cetoacidose diabética, uma alteração metabólica que pode comprometer a vida do animal.

As necessidades de insulina do nosso cachorro podem variar dependendo do seu apetite, o nível de atividade física e inclusive as mudanças que possa ocorrer de forma natural na sua fisiologia, por isso, o cachorro diabética deverá se submeter a controles periódicos.

O seu veterinário irá indicar com que frequência é necessário que o seu cão vá à clínica para avaliar o tratamento e o controle da diabetes.

Diabetes em cães - Sintomas e tratamento - O controle da diabetes canina

Sinais de alerta no cão diabético

Se diagnosticaram diabetes ao seu cão e observar algum dos seguintes sinais, deve consultar de urgentemente o veterinário, uma vez que podem indicar uma descompensação grave da doença:

  • Sede excessiva por mais de 3 dias
  • Micção excessiva por mais de 3 dias
  • Fraqueza
  • Letargia
  • Convulsões
  • Tremores
  • Contrações musculares
  • Diminuição de apetite
  • Perda de apetite
  • Mudanças no comportamento
  • Ansiedade
  • Sinais de dor
  • Prisão de ventre
  • Vômitos
  • Diarreia
Diabetes em cães - Sintomas e tratamento - Sinais de alerta no cão diabético

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Diabetes em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Diabetes em cães - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Claudia
Minha cadelinha york+poodle, diagnosticada com diabetes, o único tratamento farmacológica é insulina?? Não há outro via oral?? Obrigado pela atenção.
maria luiza
Tenho uma labrador de 7 anos e descobri que ela tem diabetes. Levei ao veterinário e ela fez todos os exames necessários. Os valores da glicose dela oscilam muito, mesmo tomando insulina, remédio e comendo ração light. Por que acontece isso? Ela chegou a ter uma convulsão por conta da glicose baixa. Fico muito preocupada com isso. O que mais devo fazer? Estou fazendo o tratamento correto?

Diabetes em cães - Sintomas e tratamento
1 de 6
Diabetes em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página