Partilhar

Gato com dor de barriga: causas e soluções

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 8 abril 2020
Gato com dor de barriga: causas e soluções

Ver fichas de  Gatos

Os gatos são animais muito sensíveis à dor, mas são exímios em esconder o que estão sentindo, o que dá origem a um verdadeiro problema ao tutor mais preocupado.

A dor ou desconforto abdominal em gatos é um sintoma comum na prática da clínica veterinária. Ela pode ser causada por inúmeras etiologias, umas mais fáceis de identificar e tratar do que outras e, de acordo com isso, os prognósticos também variam.

Se você observou algo de estranho no seu gato e nota que ele vocaliza muito, apresenta relutância em se movimentar ou não se deixar pegar no colo, você deve levar o seu gato ao veterinário para que ele possa examiná-lo com urgência.

No artigo seguinte, te explicamos as causas de gato com dor de barriga e o que o tutor deve fazer nessa situação. Se você quer aprender mais sobre esse tema, continue lendo.

Como saber se o gato está com dor de barriga

Apesar de serem excelentes a esconder a dor, existem alguns sintomas que você pode e deve estar atento para detectar se algo está errado com o seu gatinho:

  • Abdômen distendido/dilatado;
  • Barriga tensa (duro ao toque);
  • Respiração de boca aberta;
  • Fraqueza dos membros;
  • Postura anómala da coluna (arqueamento por dor);
  • Relutância em caminhar, brincar ou se deixar pegar;
  • Vômitos;
  • Naúseas;
  • Desidratação;
  • Sangue nas fezes;
  • Diarreia;
  • Dificuldade em urinar;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso;
  • Febre;
  • Vocalização excessiva;
  • Redução dos hábitos de higiene;
  • Isolamento;
  • Apatia.

Causas de dor abdominal em gatos

Nesse tópico explicarei os sinais clínicos mais comuns de gato com dor de barriga e as possíveis causas de cada um:

Obstrução intestinal

  • A prisão de ventre, obstipação ou constipação intestinal consiste na acumulação de fezes mais duras e volumosas no intestino do gato e impossibilidade de evacuar. Quando um gato passa muito tempo sem ir usar a caixinha de areia, as fezes começam a se acumular ao longo de todo o intestino e ocorre uma reabsorção de água, originando fezes duras e volumosas, denominado de fecalomas, que causam dor abdominal e obstrução intestinal. Esta condição é mais comum em gatos idosos, mas pode ocorrer em todas as fases de vida quando ocorrem alterações na dieta, desidratação, alterações na motilidade intestinal, tumores, corpos estranhos, insuficiência renal, diabetes, entre outras.
  • Bolas de pelo, também podem causar obstrução no trato gastrointestinal.
  • A ingestão de corpos estranhos como fios, linhas e agulhas, bolas, ervas ou brinquedos pequenos pode levar não só à obstrução parcial ou total do trato gastrointestinal, mas também à ruptura de qualquer um dos seus órgãos, podendo causar obstrução intestinal e a morte do animal. Se o seu gato gosta de ingerir esse tipo de corpos estranhos, retire tudo do seu alcance para evitar o acesso aos mesmos.
  • Em casos de hiperparasitismo, os parasitas podem causar o efeito rolhão no intestino e impedir as fezes de progredir. Cumpra sempre os planos de desparasitação que o seu veterinário recomenda.

Gastroenterite

A gastroenterite é uma inflamação do trato gastrointestinal (estômago e intestinos) causada por: infeção bacteriana, viral, parasitária, fármacos ou alterações na dieta. O animal pode apresentar nauseas, diarreia, vômito biliar e espumoso, principalmente após esvaziamento do estômago, ou o ato de engasgar após beber ou comer. Se mais estes sinais persistem há mais de 24h o animal pode ficar desidratado, apático e com perda de apetite.

Alterações genito-urinárias

  • Infeções urinárias (cistites);
  • Cálculos renais, uretrais e/ou vesícais;
  • Piómetra (infeção do útero, com acumulação de secreções);
  • Rutura bexiga;
  • Tumores.

Qualquer uma destas alterações pode levar a que o gato tenha dor abdominal, principalmente no caso dos cálculos e da piómetra. Além disso, o animal aqui vai apresentar outros sinais como:

  • Disúria (dor/desconforto ao urinar);
  • Polaquiúria (aumento da frequência de micções, isto é, o animal urina mais vezes);
  • Poliúria (aumento do volume urinário);
  • Anúria (ausência de urina), o animal faz várias tentativas para urinar, mas não consegue;
  • Corrimento vaginal;
  • Ascite;
  • Febre.

Ascite (líquido livre no abdômen)

A ascite ou efusão abdominal, acumulação de líquido livre anormal na cavidade abdominal, em gatos é causada por uma variedade de doenças ou alterações. Ela pode ser causada por:

  • Insuficiência cardíaca congestiva direita;
  • PIF;
  • Alterações genito-urinárias;
  • Alterações hepáticas;
  • Desequilíbrios dos níveis proteicos;
  • Tumores;
  • Traumatismos.

Pancreatite (inflamação do pâncreas)

A causa de pancreatite em gatos não é fácil de diagnosticar. No entanto, existem alguns fatores que pode desencadear este problema:

  • Tóxicos;
  • Dieta rica em gorduras;
  • Agentes infecciosos (bactérias, parasitas, vírus);
  • Alergias;
  • Traumatismos.

Peritonite (inflamação do peritoneu)

A dor abdominal aguda em gatos pode ser causada por uma súbita inflamação dos tecidos dos órgãos abdominais e da membrana que reveste os mesmos(peritoneu). A essa inflamação isso se chama uma peritonite. Na peritonite, há uma migração do fluídos para a cavidade peritoneal (onde estão os órgãos abdominais), levando à desidratação e desequilíbrio de eletrólitos. Esta se pode dever a causas:

  • Infecciosas: como o caso da PIF, Peritonite Infecciosa Felina, causada por um vírus, enterite viral, parasitismo, abcessos nos órgãos abdominais, piómetra (infeção do útero).
  • Não-infecciosas: como as hérnias, tumores, envenenamento, defeitos congênitos, traumatismos, obstrução uretral da bexiga ou dilatação gástrica (rara em gatos).

Envenenamento/Intoxicação

O envenenamento pode ser causado por:

  • Fármacos humanos (ácido acetilsalicílico e paracetamol);
  • Certos alimentos também são tóxicos para felinos, confira no nosso artigo quais os alimentos proibidos para gatos;
  • Inseticidas;
  • Produtos químicos de limpeza;
  • Insetos venenosos;
  • Plantas venenosas.

Alterações ortopédicas

Gato com dores nos ossos podem parecer dores abdominais e confundir o tutor. A discoespondilite/discoespodilose, as hérnias discais e as artrites/artroses são algumas das causas.

Traumatismo

  • Traumatismos como o atropelamento, podem provocar a ruptura de órgãos ou originar hematomas nos tecidos.
  • Durante a luta entre animais, ocorrem mordeduras ou arranhões que infetam e originam abcessos (acumulações de pus circunscritos).

Gato com dor de barriga, o que fazer?

Como vimos, a lista das causas não tem fim e por isso é necessário que forneça ao veterinário o máximo de informação possível do historial completo do gato (vacinas, desparasitações, contacto com outros animais, ingestão de corpos estranhos, tipo de dieta, alteração dieta, exposição a medicação, pesticidas, produtos químicos de limpeza, novo animal na casa, stress).

Seguidamente, um exame físico completo deve ser realizado pelo veterinário (permite dar a perceção da origem da dor, pois a dor pode ser ortopédica com origem na coluna e não abdominal).

Os exames complementares: radiografia, ecografia, análises sanguíneas e bioquímicas, recolha do líquido livre abdominal, se existir, e envio para análise laboratorial, urianálise, exame coprológico (às fezes), são exames que vão permitir o médico veterinário diagnosticar a causa do problema.

Gato com dor de barriga: causas e soluções - Gato com dor de barriga, o que fazer?

Remédios para gato para gato com dor de barriga

As soluções para gato com dor de barriga vão depender da causa que está provocando o desconforto.

O veterinário pode receitar fármacos para controlo de dor, laxantes em caso de obstruções, antibióticos, antiinflamatórios, fluidoterapia (se ele estiver muito desidratado), antieméticos para parar vômitos, vitaminas, desparasitantes, alterações de dieta ou indicar cirurgia ou quimioterapia.

Depois de o seu gatinho ter a consulta ou ter alta, você deve seguir corretamente as instruções do médico durante o tempo indicado. Não termine o tratamento antes do tempo previsto só porque o gato aparenta estar recuperado. É essencial para recuperação do seu pet.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Gato com dor de barriga: causas e soluções, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Harvey, A. and Tasker, S. (2013) BSAVA Manual of Feline Practice - A Foundation Manual. BSAVA, 1st Edition, 482pp
  • Little, S.E (2016) August's Consultations in Feline Internal Medicine, volume 7, 1st edition, Elsevier

Vídeos relacionados com Gato com dor de barriga: causas e soluções

1 de 3
Vídeos relacionados com Gato com dor de barriga: causas e soluções

Escrever comentário sobre Gato com dor de barriga: causas e soluções

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Maria erilene Saldanha florentino
Meu gatinho filhote esta vomitando espuma Branca oque fazer em casa de imediato?
Carolina Costa
Em primeiro lugar você deve suspender o fornecimento de comida para evitar mais vômitos. No entanto, sendo gatinho jovem é um caso ainda mais delicado e deve ser acompanhado pelo médico veterinário para evitar problemas maiores.

Gato com dor de barriga: causas e soluções
1 de 2
Gato com dor de barriga: causas e soluções

Voltar ao topo da página