Partilhar

Cachorro morde dono: o que fazer

Cachorro morde dono: o que fazer

Ver fichas de  Cachorros

Quem seria capaz de duvidar da lealdade dos cães? Eles são os melhores amigos dos humanos, aqueles que estão sempre dispostos a acompanhar as aventuras e a rotina, alegrar os dias e consolar nos momentos difíceis. Por isso, muitas pessoas se assustam e não sabem o que fazer quando o cachorro avança no dono, mostra os dentes ou tenta mordê-lo.

Infelizmente, ainda existe a tendência de associar uma conduta agressiva dos cachorros com o caráter, sendo este um dos principais motivos de abandono. Por isso, vale lembrar que nenhum cachorro, independente de sua raça, sexo ou idade, é "mau’ por natureza" e não existem raças "assassinas". A agressividade dos cachorros é um problema de comportamento que pode ter diferentes causas, dependendo do estilo de vida, da educação, da rotina e da saúde de cada indivíduo.

Aqui no PeritoAnimal, pretendemos te ajudar a compreender melhor seu melhor amigo e desconstruir alguns mitos sobre o comportamento canino. Por isso, hoje vamos te explicar porque um cachorro pode tentar morder ou atacar as pessoas e também responder à questão "cachorro morde dono: o que fazer?"

Porém, antes de começar, é importante deixar claro que um cachorro agressivo precisa ser tratado por um profissional devidamente capacitado. Se seu cachorro se mostra agressivo ou tenta te morder, procure um veterinário especializado em etologia canina, não tente aplicar métodos que você não domina ou não entende completamente, pois isso pode ser muito perigoso.

Também lhe pode interessar: Por que o cachorro morde o pé do dono

Cachorro filhote mordendo

Provavelmente, você já viveu a situação de estar brincando com seu cachorro e, de repente, levar uma mordida. Geralmente, nesse contexto, o cachorro só 'marca' levemente e não aplica uma mordida forte, embora essa não seja uma regra. Isso acontece com muita frequência, principalmente com os filhotes, já que eles que se encontram na etapa mais enérgica da vida de um cão.

Durante a infância, o filhote precisa explorar o ambiente, descobrir os estímulos ao seu redor, brincar e se expressar livremente. Isso faz parte do crescimento físico e cognitivo, fundamental para desenvolver seus sentidos e estimular sua inteligência. Nessa idade, o ato de morder é extremamente comum não só porque o filhote está trocando a dentição, mas também porque utiliza a boca para experimentar o mundo que o cerca.

Porém, quando o filhote alcança a terceira semana de vida, precisa começar a trabalhar a inibição da mordida para evitar que ele assimile como algo positivo morder o dono ou outras pessoas durante as brincadeiras ou no seu dia a dia. Quando um cachorro não treina a inibição da mordida durante a infância, é muito provável que leve o hábito de morder quando está brincando para a fase adulta. Esse comportamento que, inicialmente, parece inofensivo, pode acabar sendo muito desagradável e até perigoso, principalmente nos cães que costumam brincar com crianças ou pessoas idosas.

Por que o cachorro morde o pé do dono?

Muitas pessoas também se perguntam porque o cachorro morde o pé do dono, esse comportamento também pode ser um hábito adquirido durante seus primeiros meses ou semanas de vida, principalmente se o tutor o estimula a perseguir seus pés como se fosse uma brincadeira. Ao fazer isso, inconscientemente o tutor apresenta seu pé como uma 'presa', despertando o instinto de caça que está presente em todos os cachorros de forma inata.

Se seu filhote está na fase de mudar seus dentes e tem o impulso de morder tudo, recomendamos que você adquira um Kong ou um brinquedo-mordedor para filhotes de cachorro. Não acostume seu filhote a morder suas mãos ou seus pés, pois estará reforçando uma conduta que não desejará que se repita no futuro.

Cachorro avançando quando tento tirar algo da boca dele: por quê?

Infelizmente, outra situação bastante comum e preocupante é que o cachorro avance ou tente morder o dono quando este tenta tirar algo da sua boca ou se aproxima aos seus 'pertences' (brinquedos, comida, etc.). Isso acontece quando o cachorro considera um objeto tão valioso que tem medo de perdê-lo e, então, recorre à agressividade para evitar que alguém possa privá-lo desse elemento. Esse comportamento 'possessivo' nos cachorros chama-se proteção de recursos e deve ser tratado adequadamente para evitar acidentes domésticos.

Para um cachorro, seus 'recursos protegidos' podem ser objetos, espaços físicos e até pessoas. Por exemplo, alguns cachorros se mostram possessivos em relação a seus donos e tentam atacar qualquer pessoa que a ele se aproxime. Enquanto outros cachorros podem tentar morder qualquer pessoa que se aproxime da comida ou seus brinquedos. Na natureza, a proteção de recursos é indispensável para a sobrevivência das espécies, principalmente em épocas de escassez. Porém, quando falamos de animais de estimação, como os cães, esse comportamento é extremamente perigoso e precisa ser tratado.

Cachorro avançando: o que fazer?

Por isso, é fundamental prevenir que o cachorro se torne possessivo e a melhor maneira de fazer isso é educá-lo desde seus primeiros meses de vida. Além de trabalhar a inibição da mordida, também é essencial ensinar o cachorro a soltar objetos utilizando sempre o reforço positivo para estimular a aprendizagem e recompensar as boas condutas.

Também será indispensável socializar corretamente o seu filhote para evitar problemas de comportamento como a agressividade e a proteção de recursos. Mas se você decidir adotar um cachorro adulto, precisará saber que também é possível socializar um cão adulto sempre contando com paciência, carinho e a ajuda do reforço positivo.

Cachorro morde dono: o que fazer - Cachorro avançando quando tento tirar algo da boca dele: por quê?

Cachorro atacando sem motivo: por quê?

Muitos tutores, ao serem mordidos pelo próprio cachorro, acham que seu cão atacou de repente, sem ter qualquer motivo aparente. Mas, é importante ressaltar que dificilmente um cachorro ataca qualquer pessoa 'do nada', principalmente tratando-se de seu tutor. O que geralmente ocorre é que, ao não saber interpretar a linguagem corporal dos cães, muitas pessoas não conseguem perceber os sinais que antecedem um ataque.

Na grande maioria dos casos, a agressividade aparece como o último recurso do cachorro para proteger sua integridade ou impedir que algum estímulo do seu entorno continue ameaçando seu bem-estar. Antes de ter uma conduta extrema, como morder o próprio dono, o cachorro costuma apresentar sintomas de estresse, demonstrar incômodo ou insatisfação com determinadas condutas.

Se um cachorro ataca uma pessoa, geralmente, é por perceber nela algum tipo de ameaça à sua integridade física e emocional ou algum risco ao bem-estar do seu território, de seus tutores ou familiares. Uma pessoa que tem medo de cachorro, por exemplo, expressará esse medo através de suas atitudes e também de seus odores corporais. O cachorro perceberá essa emoção negativa facilmente e, em consequência, poderá adotar uma postura agressiva-defensiva por ver naquele indivídua uma conduta estranha e potencialmente perigosa.

Também é importante que você preste atenção à sua própria linguagem corporal no dia a dia com o seu melhor amigo. Seu cachorro perceberá facilmente quando você estiver irritado, incomodado ou estressado e, provavelmente, a conduta também mudará e poderá reagir de forma estranha ou negativa.

Cachorro agressivo: causas

Estas são as principais causas que podem fazer com que um cachorro estranhe o dono ou se mostre agressivo em relação a outras pessoas. Porém, lembre-se que só o veterinário é capaz de chegar a um diagnóstico sobre a causa específica de um problema de comportamento no seu cachorro, depois de examiná-lo, analisar o estilo de vida e a rotina. Por isso, se você perceber que o caráter do seu cão mudou, leve-o ao veterinário da sua confiança para analisar o estado de saúde do seu melhor amigo e verificar a causa dessa conduta inadequada.

Problemas de saúde em cachorros

Os cachorros também podem se tornar agressivos quando sentem dor e percebem que estão mais vulneráveis. Um cachorro estranhando o dono sem motivos aparentes, evitando o contato com seus familiares e tentando morder todo mundo pode ter algum problema de saúde. Por isso, se seu melhor amigo apresenta problemas de conduta, a primeira coisa a se fazer é levá-lo ao veterinário.

Estresse em cachorros

É uma das principais causas dos problemas de comportamento nos cachorros, inclusive do desenvolvimento da agressividade. O estresse nos cachorros pode ter diferentes causas, como o sedentarismo ou uma atividade física deficiente, um ambiente negativo, mudanças repentinas na sua rotina ou uma mudança de casa, chegada de novos integrantes à família, etc. Para saber mais sobre o tema, consulte nosso artigo sobre como reduzir o estresse do meu cachorro.

Problemas de socialização

Os cachorros que não foram socializados corretamente podem ter problemas para interagir e conviver com outros indivíduos, sejam pessoas ou animais. O processo de socialização ensina o cachorro a sentir-se seguro e relacionar-se de forma positiva com os indivíduos e estímulos que rodeiam seu ambiente. Por isso, é um passo indispensável da educação dos cachorros, que permite prevenir vários problemas de comportamento e dá a oportunidade aos cachorros de desfrutar de uma vida social saudável.

Problemas de comunicação

Os problemas de comunicação entre tutores e cachorros também estão entre as principais causas de mordidas e acidentes domésticos. Os cachorros utilizam principalmente o corpo para expressar os estados de ânimo, as emoções e percepções sobre as coisas que acontecem ao seu redor. Por isso, se você quer entender seu melhor amigo e melhorar o vínculo com ele, é fundamental estudar um pouco sobre a linguagem corporal dos cães e os possíveis significados de suas posturas, expressões faciais e olhares.

Meu cachorro me mordeu: o que devo fazer?

Em casos nos quais cachorro morde dono ou tenta fazê-lo, você não deve tentar castigá-lo, gritar com ele ou ter qualquer atitude que desenvolva ainda mais a tensão. Lembre-se que, ao responder uma agressão com mais agressão, você poderia terminar causando um novo e pior ataque, correndo o risco de sair seriamente machucado.

Nesse contexto, você precisa agir de forma serena, definida e equilibrada para transmitir segurança e tranquilidade ao seu cachorro. Mantenha uma postura neutra e atue com naturalidade, evite fazer gestos bruscos ou movimentos rápidos e não olhe fixamente ou diretamente para os olhos do pet. Quando o cão desviar o olhar, você poderá se afastar bem devagar, sem dar as costas para ele.

Você precisará esperar que o cachorro se tranquilize e recupere o comportamento normal para se aproximar novamente dele. Durante esse tempo, aproveite para lavar com água e sabão neutro a região onde ocorreu a mordida e analise a gravidade da ferida. Se for necessário, busque atenção médica.

Quando o cachorro já estiver calmo e equilibrado, será o momento ideal para levá-lo ao veterinário para comentar o incidente e verificar a causa da conduta agressiva do seu cachorro. Encontrar um profissional especializado em etologia canina é o mais indicado, o veterinário analisará o estado de saúde do seu melhor amigo para descartar qualquer problema de saúde que poderia causar um desenvolvimento da agressividade. Logo, poderá te orientar a procurar um educador canino para, em conjunto, estabelecer um tratamento baseado nas necessidades próprias do seu cachorro.

Por último, vale relembrar que é muito perigoso aplicar métodos que você não conhece ou não domina completamente, principalmente tratando-se de um cão agressivo. Procure ajuda profissional pelo bem do seu cão e de todos ao seu redor.

Descubra os cachorros com mordidas mais fortes do mundo no nosso vídeo no YouTube:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro morde dono: o que fazer, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre Cachorro morde dono: o que fazer

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
19 comentários
A sua avaliação:
Rafaela Costa
Tenho uma husk de 9 meses e sempre que ela pega algo que não pode comer, entre sacos, panos de chão dentre outras coisas, ela me morde. Isso já aconteceu novamente e não sei o que fazer. Ela passeia pela manhã e a noite. Porém tem se tornado constante e da última vez ela acabou me machucado. Fora o xixi que não faz no lugar certo.
A sua avaliação:
Mika
Tenho um pastor alemão de dois meses e uns dias, ela vive mordendo o pé e a mão de todo mundo, já dei umas palmadas de leve nela e ela ainda tenta morder minha mão essa folgada kk temos uma chow chow de quase 11 anos e ela vive mordendo as patas da outra. É uma pestinha! O que devo dar para morder se ainda não trocou de dente?
A sua avaliação:
Angela Maria Atanázio
Bom dia !!!Tenho uma cachorra vira lata queria saber o motivo de ela ta me mordendo hoje antes de sair pra trabalhar me mordeu ta doendo mt e ñ para de sair sangue o q eu faço?To querendo mandar ela pra uma ong ñ quero fazer isso trato ela mt bem pq faz isso?
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Angela! Você leu as orientações do artigo?
A sua avaliação:
Julia
Tenho uma dushhaund, famosa salsichinha, ela t 4 anos, e sempre foi meia louca. Com o tempo ela foi tomando raiva das pessoas do quintal, ignorando cada uma delas, se escondendo e chegou ao ponto de morder todas as pessoas do quintal, agora passou a morder meu marido, o qual ela sempre foi muito dócil. Ela já mordeu meu filho de 6 anos várias vezes, sem ele fazer nada. Ela tem o comportamento traiçoeiro, não sei o q fazer!
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Julia. Recomendamos que você consulte um etólogo, ele pode te ajudar a reverter esse comportamento.
A sua avaliação:
EDINEIA
Tenho um cachorro de 10 anos, mistura de Poodle com vira-lata, sempre foi possessivo, mas hoje passou dos limites, mordeu minha mãe de 80 anos, não sei o que fazer... Temos muito carinho e amor por ele, mas estou preocupada demais com essa situação
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Edineia. Recomendamos que você consulte um etólogo para ajudar com o comportamento do seu cachorro: https://www.peritoanimal.com.br/o-que-faz-um-etologo-569.html
A sua avaliação:
Tania Rebolla
Meu cão maltês de 8 anos reage mordendo quando se toca nas patas dele, mesmo que para acariciar. Morde ao tomar banho e na tosa, Impossível também higienizar as secreções dos olhos.
O que se fazer nesse caso? Existe motivo pra agir desse jeito?
Sylvinha Alencar
Parece que vc está falando do meu maltês !!!
Tatiane
O meu maltês morde, inclusive os donos. E ele é tratado como um filho aqui em casa. Fico muito triste quanso acontece isso
A sua avaliação:
Fatima
O meu só morde si acordar ele( passar perto dele enquanto está dormindo), já mordeu eu e meu marido. Fora isso ele e bonzinho , carinhoso e obediente.
A sua avaliação:
Talia
Tiramos o nosso da rua quando tinha cerca de dois meses, em fevereiro de 2017. Ele é bem grande. Já tínhamos um pincher médio de uns 7 anos na época, que não era muito “amigável” com ele. Desde cedo apresenta alguns comportamentos estranhos que vêm piorando ao ponto dele morder os membros da família. Ele cuida de qualquer objeto ou comida que deixar perto dele, e ataca qualquer um que se aproxime [quando está cuidando de algo]. Diversas vezes já atacou nosso cachorro mais velho. Sempre atribui este comportamento ao fato de ele ficar muito tempo preso na corrente, mas começamos a prender justamente por conta disto e tentamos soltar durante as noites. Sei que não deveríamos, mas simplesmente está num ponto de que não podemos soltar pois ele ataca o nosso cachorro e foge do portão. Ele é obediente até certo ponto, mas nem sempre conseguimos controlar ele. Acreditamos que ele tenha algum distúrbio, pois ele tem muita raiva. É possível? Não temos condições de pagar para um adestrador!
A sua avaliação:
Myrla
Mirla… Meu caso é diferente, eu tenho um Poodo médio, tem 08 anos e eu o criei com muito amor e cuidado, mas ele não é um animal fácil, é muito possessivo e ranzinza, quando precisa de cuidados não é fácil, preciso colocar fucinheira para que ele não morda. Se alguma coisa que ele acha que é dele estiver no chão é um Deus nos acuda, ninguém, inclusive eu, pode se quer passar por perto. Ele está com problema de pele e precisei colocar um colar para que ele não conseguisse lamber o ferimento, ao colocar percebi que ele ficou mais estranho do que já é, então fui fazer um carinho nele, então ele se pendurou na minha mão fazendo um estrago, o ferimento infeccionou, mesmo tomando antibiótico, aconteceu há três dias e não consigo nem mexer direito com a mão, nesse mesmo dia ele tentou morder minha neta que mora comigo e que ele convive desde filhote. Não sei o que fazer, não conseguimos mais viver com ele e estamos sempre com medo de uma reação agressiva…
Luísa Savala
Oi Myrla! Como você pode ver acima, existem diversas causas para um cachorro atacar sua família humana. Por essa razão, é importante que você busque ajuda de um profissional especialista em comportamento canino.
De qualquer forma, é muito importante ter paciência e ser constante na nova educação e hábitos. Vale lembrar que que nenhum cachorro, independente de sua raça, sexo ou idade, é "mau por natureza" e não existem raças "assassinas". A agressividade dos cachorros é um problema de comportamento que pode ter diferentes causas, dependendo do estilo de vida, da educação, da rotina e da saúde de cada indivíduo.
A equipe do PeritoAnimal deseja boa sorte!
Valéria
Muito bom o artigo. Tenho um Yorkshire de 3 anos. Na maior parte do tempo é um cachorro dócil, mas algumas vezes tem comportamento agressivo..morde os donos, visitas. Já tentei tratamento com florais e não deu nenhum resultado. Estamos desanimando..

Cachorro morde dono: o que fazer
1 de 2
Cachorro morde dono: o que fazer

Voltar ao topo da página