Partilhar

Cão agressivo - Causas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 14 março 2018
Cão agressivo - Causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

A agressividade em cães é um problema de comportamento grave que tem diversas causas. São muitas as pessoas que procuram na internet por um tratamento viável para o resolver, mas serão eles adequados?

Neste artigo do PeritoAnimal vamos lhe explicar algumas das causas que podem dar origem à agressividade e também o que pode fazer para tratar e resolver este problema de comportamento. Lembre-se que dependendo da causa da agressividade, a forma de a resolver é diferente.

Também lhe pode interessar: Gato agressivo - Causas e soluções

Problemas fisiológicos ou de saúde

Os cachorros que não se encontrem 100% saudáveis podem desenvolver comportamentos agressivos graves e é normal que um cachorro debilitado, com problemas de pele ou com dores tente aliviar os seus sintomas.

O cachorro pode não reconhecer que os sintomas derivam da sua própria condição física, o que o incentiva a ser hostil com quem o rodeia ou aparece em determinadas situações.

Desenvolver uma fratura ou outra doença gera mal-estar no cachorro, por isso a prioridade deverá ser levá-lo a um veterinário para tratar, na medida do possível, a doença ou condição que estiver sofrendo.

Se tem dúvidas quanto ao tipo de condição e não tem a certeza que o motiva seja este, também pode consultar um veterinário pois ele tem conhecimentos avançados sobre o comportamento e as necessidades do cachorro. Embora não se trate de um etólogo o veterinário pode orientá-lo sobre o problema que o seu pet sofre para assim conseguir resolvê-lo o quanto antes.

Alguns conselhos seriam tentar aliviar os sintomas com remédios homeopáticos, ou seja, remédios naturais que o veterinário lhe possa recomendar. Tente evitar as situações que derivem em agressividade, para isso procure lugares calmos onde possa passear de forma relaxada e nunca force o ritmo do cachorro.

Cão agressivo - Causas e tratamento - Problemas fisiológicos ou de saúde

Falta de socialização

Quando o filhote se encontra entre as 3 e 12 semanas de idade deve ser socializado adequadamente. Este processo implica conhecer cachorros, pessoas e objetos de todo o tipo, na variedade e positividade está o êxito de um cachorro adulto saudável mentalmente.

Um cachorro que não tenha passeado, não tenha conhecido pessoas ou cachorros sente incerteza, medo e uma falta de proteção generalizada que deriva em altos níveis de estresse. Para tentar minimizar estes efeitos devemos nos assegurar de cumprir a 100% as liberdades de bem-estar animal.

Ainda que cumpra compra com as necessidades básicos do cachorro, e especialmente se se tratar de um cachorro de um abrigo, levará algum tempo a habituar-se ao seu novo ambiente e casa. Também pode acontecer com filhotes separados prematuramente da sua mãe ou cachorros que tiveram sofrido uma mudança drástica de família ou situação.

A agressividade é um sistema que utilizam para enfrentar situações difíceis. Não se trata de um cachorro dominante nem territorial, simplesmente age desta forma porque não sabe o que deve fazer ou o que se espera dele.

Alguns conselhos para melhorar incluem um passeio calmo e livre de outros cachorros, fomentar a calma e a adaptação do cachorro à nova situação e muito importante, o carinho que a família lhe pode oferecer.

Cão agressivo - Causas e tratamento - Falta de socialização

Má comunicação

É uma das causas da agressividade mais comuns. Acontece quando o cachorro não é educada de forma adequada, por vezes com castigos excessivos ou quando se utiliza a força. Nestes casos o cachorro não entende porque o tratamos desta forma e age em consequência comportando-se de uma forma racional para ele mas negativa para nós. Como o cachorro foi educado com a agressividade, utiliza-a de igual forma para se fazer entender.

Tratam-se de cachorros que estão confusos, muito provavelmente sofrem de carências graves na sua educação, na rotina de passeios ou nas necessidades afetivas.

O fato do cachorro desenvolver agressividade no momento de tentar comunicar-nos com ele é um sinal de que a comunicação entre pessoa e cachorro não funciona bem. Além disso, é um comportamento grave que pode prejudicar a nossa segurança ou a sua em várias ocasiões.

Neste caso a recomendação mais adequada é consultar um especialista etólogo.

Cão agressivo - Causas e tratamento - Má comunicação

Outras causas que fomentam a agressividade no cão

Se a sua cadela acaba de ser mãe pode desenvolver a agressividade maternal impedindo-lhe a si ou a outras pessoas que se aproximem dos seus pequenos recém nascidos. É um comportamento normal e instintivo como uma forma de proteção dos filhotes.

Por outro lado, o seu cachorro pode sofrer agressividade redirecionada quando, ao tentar enfrentar um estímulo, pessoa ou cachorro, não o pode fazer. O estresse tão grande que sofre faz com, sem querer, redirecione a sua agressividade para quem se encontra mais perto, que pode ser você.

Outra causa muito comum é a agressividade intrasexual ou intersexual que é devido, geralmente, à dominância em relação aos membros do mesmo sexo embora por vezes também possa ser para outros.

Também encontramos cachorros que são agressivos por territorialidade e que, se manifesta apenas quando um intruso ou estranho invade um espaço ou objeto que o cachorro considera como seu. Os casos graves de territorialidade podem chegar a ser alarmantes e é conveniente consultar um especialista o quanto antes.

Por último, temos a agressividade pela possessividade seja de outro cachorro, pessoa ou objeto, embora no geral seja mais em seres vivos. O cachorro passa por um sofrimento importante ao ver-se separado de quem gosta. Costuma aparecer em filhotes que, foram separados prematuramente dos seus irmãos e pais, cachorros abandonados que viveram situações extremas ou pela perda do dono e posterior mudança de casa. Neste caso falamos de cães que têm medo de voltar a se deparar com uma situação parecida e suas carências afetivas costumam ser graves. Devemos diferenciar este fator de medo daqueles cachorros que são "mimados" pelos seus donos. Costumam agir de forma agressiva se entenderem que quem cuida deles pode ir embora ou preferir outro pet.

Cão agressivo - Causas e tratamento - Outras causas que fomentam a agressividade no cão

Tratamento para a agressividade canina

Para começar deve começar por reunir duas ferramentas básicas:

  • Um seguro de responsabilidade civil que cubra qualquer dano
  • Uso de focinheira e trela na rua

Uma vez que cumpra estes requisitos, deve recorrer a um especialista etólogo. Trata-se de um profissional veterinário que trata problemas de comportamento graves, como é o caso da agressividade em cães.

Na internet vai encontrar muitos artigos a sugerirem-lhe práticas de todo o tipo, mas a realidade é que apenas um profissional o poderá ajudar a identificar o seu caso em específico, pois por vezes podemos confundir a agressividade quando na realidade se trata de um estresse elevado ou de um problema secundário que gera o seu estado de saúde.

Dependendo do caso em concreto deverá ser aplicar um ou outro procedimento, o especialista é quem realmente irá identificar de que problema se trata. Existem casos de pessoas que seguem certas técnicas para conseguir resultados contra a agressividade e devido ao desconhecimento acabam provocando problemas mais graves que os que já existiam.

Se o seu cachorro tem realmente um problema grave, não hesite e vá a quem pode resolvê-lo.

Leia também os nossos 10 conselhos para evitar a mordida de cachorro.

Cão agressivo - Causas e tratamento - Tratamento para a agressividade canina

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cão agressivo - Causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre Cão agressivo - Causas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Aridna
Tenho uma cadela mistura de pinchar com vira lata, desde pequena sempre foi agressiva, não aceitava coleira, então praticamente não saia à rua. Qdo se sente Ameaçada, mesmo que seja só no tom de voz, ela avança,mesmo em mim que a criou desde filhotinha, nunca sofreu maus tratos, pq moro só é gosto de animais. Ontem por ex, depois de meses sem banho, pq tenho medo, fui tentar rss, mas acabei só passando shampoo no dorso, pq não aceita q esfregue ela, nem enxugar. Coloquei ela no chão. Aí foi p terra, briguei com ela p não se esfregar na terra, avançou em mim, só não mordeu pq consegui pegar uma vassoura. Não sei o que fazer, pq agora tenho medo de ficar perto dela. Não tenho coragem de dar pq sei que vão judiar dela .Mas ela tbem é carinhosa qdo está calma... por causa da agressividade dela não posso ter outro cão. Qdo meu filho vem me visitar e trás o dele, tem q deixar separado, pq ela avança. Aí depois fica um tempão escondida...
Preciso de uma orientação. Gratidão.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ariadna! Você tentou as dicas do artigo?
De qualquer forma, é importante que você busque ajuda de um profissional especialista em comportamento canino para te orientar corretamente.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Silvio
Tenho um pastor de Shetland de 13 meses que late demais (a ponto de incomodar a vizinhança) e fica agressivo de vez em quando.
Há alguma forma de um especialista tratá-lo em casa?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Silvio! Sim, existem vários especialistas em comportamento animal que fazem consulta ao domicílio. Provavelmente a pessoa mais indicada para o informar de um especialista que trabalhe na sua zona é o seu médico veterinário habitual.

Cão agressivo - Causas e tratamento
1 de 6
Cão agressivo - Causas e tratamento

Voltar ao topo da página