Partilhar

Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 2 novembro 2018
Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Ver fichas de  Gatos

Sente que o seu pequeno pet o ataca? Se o seu gato o morde e arranha constantemente ou se se lança sobre você de forma inesperada, não se assuste porque neste artigo do PeritoAnimal vamos lhe explicar tudo o que precisa saber.

De seguida encontrará soluções para evitar que o seu gato o morda e arranhe, além disso vamos lhe explicar as possíveis causas desse comportamento felino. Lembre-se que antes de julgar o seu companheiro, deve tentar entender o porquê da sua agressividade, uma vez que por vezes a causa está em nós próprios sem o sabermos.

Os gatos expressam os seus sentimentos de muitas formas e, às vezes o que pensamos que pode ser uma atitude agressiva ou inadequada pode ser a face visível de outros problemas. Independentemente disso, se o seu gato não para de o morder e arranhar, vamos ajudá-lo a resolver esse problema.

É importante prevenir

Antes de lhe explicar os possíveis motivos e algumas soluções para o seu gato não o atacar, acreditamos que é importante abordar o tema da prevenção. Se o seu gato se lança a si para morder ou arranhar, existem algumas coisas que pode fazer para evitar consequências desagradáveis:

  • As unhas: vá observando as unhas do seu pet e mantenha-as curtas, de maneira a que se ocorrer algum ataque não consiga magoá-lo. Lembre-se que os gatos lixam de forma natural as suas unhas, mas de qualquer forma pode cortá-las sem problema. Aprenda truques e conselhos no nosso artigo que explica como cortar as unhas a um gato.
  • Não o incomode: existem coisas que sabemos que os gatos não gostam que lhes façam, por isso não o incomode com isso. Falamos de por exemplo acariciar as patas traseiras e assustá-los. Se conhece bem o seu pet, evite fazer-lhe coisas que sabe que o alteram ou que sabe que gerarão uma reação agressiva.
  • Desviar a sua atenção: os gatos utilizam a linguagem corporal constantemente e, há sinais muito evidentes que indicam que o seu pet está em posição de ataque. Se vir que tem as orelhas para trás e as pupilas dilatadas, sem dúvida que o está avisando que está pronto para a ação, por isso o melhor que pode fazer é desviar de imediato a sua atenção. A ideia não é repreendê-lo mas sim evitar o ataque. Outros sinais são o movimento enérgico da cauda ou miados específicos.
Meu gato me morde e arranha, o que fazer? - É importante prevenir

Por que o seu gato o morde e arranha

As causas de um comportamento que se pode considerar agressivo nos nossos felinos podem ser várias. Cada caso tem situações diferentes, mas vamos tentar generalizar para o ajudar a entender por que o seu gato o morde e arranha.

  • Gatos brincalhões

Se tem um gato pequeno deve saber que os filhotes não sabem controlar a sua força. Provavelmente o comportamento que considera agressivo, trata-se apenas do fato do seu pet não saber os limites na hora de brincar, por isso para o ajudar evite ensiná-lo que as suas mãos são uma presa.

Da mesma forma, se o seu gato é adulto mas não passou tempo com a sua mãe e os seus irmãos, pode ser que não tenha aprendido a lição dos limites. Neste caso não se trata de um ataque, mas sim do seu pet não saber medir e em vez de demonstrar afeto acaba por o magoar.

  • Gatos estressados

Um gato estressado ou ansioso é um animal propenso a atacar. Nestes casos é importante que identifique as causas, pode ser que o animal se sinta fechado ou inseguro por uma mudança de ambiente. Os gatos são animais delicados, metódicos, gostam da rotina, assim qualquer alteração do seu território pode gerar uma situação de estresse que pode desencadear um comportamento agressivo.

  • Gatos doentes

A doença ou mal-estar corporal também são uma causa habitual para os felinos morderem ou arranharem os seus donos. Quando um gato não se encontra bem ou sofre de algum mal-estar é mais propenso à agressividade, lembre-se que está na defensiva e o seu instinto diz-lhe que para se proteger deve atacar.

Se perceber que o comportamento agressivo do seu gato está relacionado com sintomas vísiveis de alguma doença, como perda de peso ou de apetite, pode ser que haja um problema de saúde mais grave.

O que fazer?

Se o seu gato não para de o morder e arranhar e já avaliou as possíveis causas deste comportamento que pode ser agressivo, o passo seguinte é decidir o que fazer. Dependendo das causas, existem várias soluções para este problema, por isso dê uma oportunidade ao seu amigo felino e tente colocar em prática estas ações:

  • Defina os limites: Ensine ao seu gato que você não é uma presa. Coloque à disposição do animal um bom arranhador e divirta-se com ele brincando com diferentes brinquedos que captem a sua atenção. Se quiser pode fazer o seu próprio arranhador para gatos caseiro ou consultar os melhores brinquedos para gatos.
  • Corrija quando for necessário: Se o seu gato o morder ou arranhar, reaja com calma, lembre-se que se o perseguir ou gritar acabará por assustá-lo e confundi-lo. As reações mais adequadas são acabar com a situação, não lhe dar nenhum prêmio ou comida depois de o ter mordido, não lhe dar carinho logo depois ou reforçar positivamente morder e arranhar os seus brinquedos. Também pode dizer um "Não firme" quando ele o estiver a morder ou arranhar. Pode consultar mais dicas no nosso artigo Como repreender um gato.
  • Consulte o veterinário: Como já explicamos, um comportamento agressivo pode ser o sintoma de uma situação mais complicada. Se esse for o caso, é importante consultar o médico, que poderá ajudar o seu pet a sentir-se bem e irá dar-lhe conselhos para que a sua qualidade de vida seja a melhor possível.
  • Deixe-o viver: Às vezes a melhor solução para evitar que um gato morda e arranha é deixar o animal tranquilo. Os gatos são criaturas solitárias e bastante independentes, as suas formas de demonstrar carinho são bastante diferentes das nossas. Por isso se ele o morde pode ser porque você lhe fez algo que não gosta, como abraçá-lo demasiado, por exemplo.
Meu gato me morde e arranha, o que fazer? - O que fazer?

Últimos conselhos

Lembre-se que os gatos são pets diferentes dos restantes, os felinos são solitários e expressam o seu carinho por si de forma diferente à de um cachorro. Por isso, antes de pensar que o seu gato tem um problema de comportamento ou que é um animal agressivo, estude um pouco os seus comportamentos e de certeza que encontrar os motivos dessa atitude.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meu gato me morde e arranha, o que fazer?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
8 comentários
ana pedro
ola muito boa tarde tenho uma gatinha que e um amor carinhosa,mas desde que meu marido trouxe para casa um companheiro para ela de vez em quando ela e agressiva com o meu marido.o que devo fazer?ela tem 5 anos
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ana! A introdução do novo gato foi feita gradualmente? Este artigo pode ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/como-acostumar-um-gato-com-outro-filhote-22413.html
Lara
Meu pequeno morde quando está muito agitado. Mas ele é muito dengoso. ❤
Marilene
Minha gatinha de 5 anos não deixa que eu a pegue no colo. Só quer carinho no chão e um pouquinho, logo cansa e morde com agressividade..
Sandra
Meu gato adotou o meu marido e as vezes que estamos juntos ele me ataca . Porque? Se dou muito carinho a ele.
CAROLINA
meu gato me odeia
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Carolina! As dicas do artigo podem ajudar a mudar essa situação. Boa sorte!
Monica
Adotei gato abandonado de dias cresceu com amor e cuidados mas tem um grave comportamento ele ataca algumas vezes do nada e qualquer um e quando durmo e morde meus olhos ! Estou com medo ! Já li vários artigos e não descobrimos os da agressão enquanto dormimos !
Não quero desfazer dele mas hj quase furou meus olhos !
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Monica!

Aconselhamos que leia esse artigo aqui: https://www.peritoanimal.com.br/porque-meu-gato-me-morde-20720.html

Por enquanto, para evitar que ele ataque de noite, não permita a entrada dele no quarto onde você dorme. Uma nova casa requer muita adaptação para o gatinho, é normal ser um processo que demore, com calma você vai conseguir!
monica
Agradeço a resposta mas para melhorar a explicação ele já tem 5 anos e não é mudança de endereço pois ele sempre fez isso só que agora esta mais violento
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Monica!
Nesse caso, tente descobrir se existiu alguma alteração que possa estar provocando este novo comportamento. Porém, nem sempre a origem da alteração comportamental é simplesmente ambiental. Muitas vezes, a origem está em algum outro problema, que se manifesta desse jeito. É importante que leve o seu gato ao veterinário para descartar qualquer problema ou doença. De qualquer modo, aconselho também que leia esse artigo aqui que pode ajudar a melhorar a situação: https://www.peritoanimal.com.br/gato-agressivo-causas-e-solucoes-21337.html Esperamos que o seu gatinho melhore!
Marilene
Monica, boa tarde! Estou revivendo a história de minha gatinha.
A sua gata está mais calma?
Se sim, o que fez?
Nilce
Minha princesa Flor,compaheira de todos os momentos há cinco anos fazemos parte uma da vida da outra muito timida e tambem muito carinhosa.Amo!!!
Vanessa Lopes (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Nilce! Que gatinha mais fofa a sua! Espero que corra tudo bem com ela e, muito obrigada por partilhar a foto conosco :)
Daise
Meu gato ficou estressado comigo um bom tempo mas o motivo foram as idas ao veterinário, ele fraturou a patinha e estava muito infeccionada, até aí tudo bem, tomou as injeções sem reclamar muito, mas quando foi imobilizar a patinha, teve que tomar primeiramente um tranquilizante, o remédio fez efeito contrário e ele ficou muito estressado e bravo comigo, dois dias depois a veterinária conseguiu imobilizar, mas teve que aplicar uma anestesia geral e aproveitou e castrou-o... Ele continuou arisco comigo, mas depois de um mês e meio está voltando ao que era antes, só que ele não eh um gato que ficava dentro de casa, mais nas ruas namorando, agora que ele está ficando mais quieto, aos poucos voltando a confiar em mim e esta até engordando.
Vanessa Lopes (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Daise! Muito obrigada por partilhar essa história conosco e também a foto do seu gatinho. Que bom saber que tudo está voltando ao normal. Espero que fique tudo bem com seu gatinho!

Meu gato me morde e arranha, o que fazer?
1 de 3
Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Voltar ao topo da página