Partilhar

Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 2 novembro 2018
Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Ver fichas de  Gatos

Sente que o seu pequeno pet o ataca? Se o seu gato o morde e arranha constantemente ou se se lança sobre você de forma inesperada, não se assuste porque neste artigo do PeritoAnimal vamos lhe explicar tudo o que precisa saber.

De seguida encontrará soluções para evitar que o seu gato o morda e arranhe, além disso vamos lhe explicar as possíveis causas desse comportamento felino. Lembre-se que antes de julgar o seu companheiro, deve tentar entender o porquê da sua agressividade, uma vez que por vezes a causa está em nós próprios sem o sabermos.

Os gatos expressam os seus sentimentos de muitas formas e, às vezes o que pensamos que pode ser uma atitude agressiva ou inadequada pode ser a face visível de outros problemas. Independentemente disso, se o seu gato não para de o morder e arranhar, vamos ajudá-lo a resolver esse problema.

Também lhe pode interessar: Porque meu gato me morde

É importante prevenir

Antes de lhe explicar os possíveis motivos e algumas soluções para o seu gato não o atacar, acreditamos que é importante abordar o tema da prevenção. Se o seu gato se lança a si para morder ou arranhar, existem algumas coisas que pode fazer para evitar consequências desagradáveis:

  • As unhas: vá observando as unhas do seu pet e mantenha-as curtas, de maneira a que se ocorrer algum ataque não consiga magoá-lo. Lembre-se que os gatos lixam de forma natural as suas unhas, mas de qualquer forma pode cortá-las sem problema. Aprenda truques e conselhos no nosso artigo que explica como cortar as unhas a um gato.
  • Não o incomode: existem coisas que sabemos que os gatos não gostam que lhes façam, por isso não o incomode com isso. Falamos de por exemplo acariciar as patas traseiras e assustá-los. Se conhece bem o seu pet, evite fazer-lhe coisas que sabe que o alteram ou que sabe que gerarão uma reação agressiva.
  • Desviar a sua atenção: os gatos utilizam a linguagem corporal constantemente e, há sinais muito evidentes que indicam que o seu pet está em posição de ataque. Se vir que tem as orelhas para trás e as pupilas dilatadas, sem dúvida que o está avisando que está pronto para a ação, por isso o melhor que pode fazer é desviar de imediato a sua atenção. A ideia não é repreendê-lo mas sim evitar o ataque. Outros sinais são o movimento enérgico da cauda ou miados específicos.
Meu gato me morde e arranha, o que fazer? - É importante prevenir

Por que o seu gato o morde e arranha

As causas de um comportamento que se pode considerar agressivo nos nossos felinos podem ser várias. Cada caso tem situações diferentes, mas vamos tentar generalizar para o ajudar a entender por que o seu gato o morde e arranha.

  • Gatos brincalhões

Se tem um gato pequeno deve saber que os filhotes não sabem controlar a sua força. Provavelmente o comportamento que considera agressivo, trata-se apenas do fato do seu pet não saber os limites na hora de brincar, por isso para o ajudar evite ensiná-lo que as suas mãos são uma presa.

Da mesma forma, se o seu gato é adulto mas não passou tempo com a sua mãe e os seus irmãos, pode ser que não tenha aprendido a lição dos limites. Neste caso não se trata de um ataque, mas sim do seu pet não saber medir e em vez de demonstrar afeto acaba por o magoar.

  • Gatos estressados

Um gato estressado ou ansioso é um animal propenso a atacar. Nestes casos é importante que identifique as causas, pode ser que o animal se sinta fechado ou inseguro por uma mudança de ambiente. Os gatos são animais delicados, metódicos, gostam da rotina, assim qualquer alteração do seu território pode gerar uma situação de estresse que pode desencadear um comportamento agressivo.

  • Gatos doentes

A doença ou mal-estar corporal também são uma causa habitual para os felinos morderem ou arranharem os seus donos. Quando um gato não se encontra bem ou sofre de algum mal-estar é mais propenso à agressividade, lembre-se que está na defensiva e o seu instinto diz-lhe que para se proteger deve atacar.

Se perceber que o comportamento agressivo do seu gato está relacionado com sintomas vísiveis de alguma doença, como perda de peso ou de apetite, pode ser que haja um problema de saúde mais grave.

O que fazer?

Se o seu gato não para de o morder e arranhar e já avaliou as possíveis causas deste comportamento que pode ser agressivo, o passo seguinte é decidir o que fazer. Dependendo das causas, existem várias soluções para este problema, por isso dê uma oportunidade ao seu amigo felino e tente colocar em prática estas ações:

  • Defina os limites: Ensine ao seu gato que você não é uma presa. Coloque à disposição do animal um bom arranhador e divirta-se com ele brincando com diferentes brinquedos que captem a sua atenção. Se quiser pode fazer o seu próprio arranhador para gatos caseiro ou consultar os melhores brinquedos para gatos.
  • Corrija quando for necessário: Se o seu gato o morder ou arranhar, reaja com calma, lembre-se que se o perseguir ou gritar acabará por assustá-lo e confundi-lo. As reações mais adequadas são acabar com a situação, não lhe dar nenhum prêmio ou comida depois de o ter mordido, não lhe dar carinho logo depois ou reforçar positivamente morder e arranhar os seus brinquedos. Também pode dizer um "Não firme" quando ele o estiver a morder ou arranhar. Pode consultar mais dicas no nosso artigo Como repreender um gato.
  • Consulte o veterinário: Como já explicamos, um comportamento agressivo pode ser o sintoma de uma situação mais complicada. Se esse for o caso, é importante consultar o médico, que poderá ajudar o seu pet a sentir-se bem e irá dar-lhe conselhos para que a sua qualidade de vida seja a melhor possível.
  • Deixe-o viver: Às vezes a melhor solução para evitar que um gato morda e arranha é deixar o animal tranquilo. Os gatos são criaturas solitárias e bastante independentes, as suas formas de demonstrar carinho são bastante diferentes das nossas. Por isso se ele o morde pode ser porque você lhe fez algo que não gosta, como abraçá-lo demasiado, por exemplo.
Meu gato me morde e arranha, o que fazer? - O que fazer?

Últimos conselhos

Lembre-se que os gatos são pets diferentes dos restantes, os felinos são solitários e expressam o seu carinho por si de forma diferente à de um cachorro. Por isso, antes de pensar que o seu gato tem um problema de comportamento ou que é um animal agressivo, estude um pouco os seus comportamentos e de certeza que encontrar os motivos dessa atitude.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meu gato me morde e arranha, o que fazer?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Escrever comentário sobre Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
29 comentários
A sua avaliação:
Stephani
Olá, minha gata sempre dorme com a minha irmã na parte de cima do beliche. Esses dias elas estavam deitadas, minha irmã se mexeu e ela simplesmente pulou no rosto da minha irmã. O que pode ter causado isso?
A sua avaliação:
Dalva
Acabei de pegar meu gato de três meses,só que eu tava dando carinho na barriga dele ele me mordeu com muita força, começou a sangrar um pouco mais agora estou bem ,mais porque ele me mordeu com tanta força?eu sou a tutora dele mais ele gosta de ficar com outras pessoas menos comigo oque eu faço? Estou DESESPERADAAAA
A sua avaliação:
EMILIA SILVA
Sempre tive gatos e sempre foi muito tranquilo. Já fazia um bom tempo que eu não tinha nenhum e resolvi adotar um filhote. Não sei se têm a ver com a cor. De um modo geral, consegui perceber que que todos os gatos parecidos com o meu, sem exceções, são agressivos e estressados. O meu gato é cinza escuro. Já tive gatos branco, frajola, amarelo tigrado e até mesmo um cinza claro meio azulado e todos super dócil. Esse que eu tenho agora, desde que ele chegou, ele é muito agressivo e estressado. Achei que como ele era bb e ainda não era castrado, seria apenas uma questão de adaptação. Agora ele está com 1 ano e castrado. Agora está menos agressivo mas ainda assim, vive me atacando, me mordendo e cravando as unhas em mim. Mantenho as unhas dele aparadas e assim mesmo ele procura cravá-las em mim. Tem dias que não consigo me movimentar dentro de casa pois ele passa o tempo todo surgindo do nada e me mordendo, tento não me estressar mas tem época que fico tão irritada e estressada que tenho vontande de jogar ele longe. Sei que ele faz de molecagem porque ele me ataca e corre e fica de longe me olhando talvez esperando que eu vá atrás dele. Sinceramente, espero que ele melhore para que eu consiga viver em paz na companhia de um gato como sempre foi. Vivo um relacionamento abusivo por parte dele. . O meu grandão é lindo e malvado. Amo muito o meu estressinho de quase 7 quilos e quase do tamanho da minha cachorra. rsrsrs
A sua avaliação:
Carlos Henrique
Tenho um gato siamês (10 meses), não castrado, muito carinhoso e brincalhão. Só que do nada me ataca (Por Ex.: estou deitado sem mexer com ele e ele vem e me ataca). Qual pode ser o motivo? Um outro animal entrando no terreno dele? Estresse?
Mariana Nocas
Isso também acontece com a minha gata, ela sempre sofreu de estresse antes de eu a adotar, pode ser relacionado a isso, ela também não é castrada e tem mais 4 meses
A sua avaliação:
Ana Maria
Meu gato pode me atacar porque quer carinho?
A sua avaliação:
Tatiana
Boa noite

Tenho uma gata de um ano e meio mais ou menos, jogaram ela no terreno do lado de casa, ela ataca a gente do nada, tenho dois meninos e eles tem medo de passar do lado dela pois tem dia que do nada ela pula na perna deles
Josiane
A minha é muito amorosa. Me segue o dia inteiro e tem toda a atenção, Quer ficar no colo o tempo todo, mas é estúpida na hora de brincar. Ela se deita de costas e começa a provocar com patadas. Às vezes corre que nem doida pela casa e pula em mim. Comprar brinquedos n adianta, ela gosta de destruir o que achar pela casa, papel principalmente (o higiênico não se pode mais deixar no suporte pq ela alcança). Ela foi abandonada bb na minha rua e agora está com +- 6 meses. Espero que essa fase passe, pq minhas mãos vivem estropiadas. Ahh, detalhe: esse amor e essa loucura é só comigo.
A sua avaliação:
Paulo Rodrigo
Adotei meu primeiro gato. Ele costuma arranhar e morder. Já usei todas as dicas possíveis mas não resolveu totalmente. Não sei mais o que fazer. Estou decepcionado e com a impressão que as pessoas que gostam de gato acabam não comentando sobre esses pontos. Se eu soubesse disso teria escolhido outro pet.
Luísa Savala
Oi Paulo! É muito importante ter paciência e constância para conseguir socializar bem o seu gato e evitar esse tipo de problema. Uma boa dica é buscar um profissional especialista em comportamento felino que possa te ajudar.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Josiane
Olá. Olha, cada animal tem uma personalidade diferente, até mesmo dentro da msm espécie. Tenho duas doguinhas totalmente diferentes uma da outra, além de uma gatinha doida.
E os gatos são diferentes dos cachorros. Se vc só teve dog até agora, vai sentir a diferença msm.
Eu tb estou esperando essa fase da minha passar. Enqto isso, qdo ela começa com estupidez eu saio e deixo ela sozinha, mas ela tem mta energia. Então, uma vez ao dia pelo menos, eu brinco com ela do jeito q ela gosta, colocando um pano na mão pra não me machucar.
Insista, não desista do seu gato. O amor de um gato é recompensador, pq ele é caprichoso, não é pra qualquer um.
Madalena Martins
Oi Paulo, tb tenho um gato selvagem, quando eu o peguei ele tinha 8 anos, no começo tinha medo de todos na casa, ele foi maltratado, judiaram muito dele, vivia numa gaiola pequena. Ninguém podia chegar perto dele que ele rosnava igual leão querendo atacar. Mas eu fui adotada por ele, com muito carinho, paciência conquistei o amor dele. Ele tb gosta de morder, mas ele não sabe brincar, coloco uma luva na mão para ele não me machucar, digo sempre a palavra "não" qd ele morde forte e aí ele para, não grito pq ele se assusta. Hoje ele tá com 16 anos, meu velhinho, no começo tb fiquei com medo, mas seguro firme no pescoço e acalmo ele com palavras carinhosa e massagem. Quando pergunto se ele quer comida, lambe os lábios, na hora de dormir mando ele deitar e ele deita. Acostumei a falar com ele, hoje ele um gato carinhoso. Tente com paciência e carinho, tenho certeza que seu gato gosta muito de você não o abandone, ele já acostumou-se com você. Boa sorte com seu amiguinho. Um abraço.
ana pedro
ola muito boa tarde tenho uma gatinha que e um amor carinhosa,mas desde que meu marido trouxe para casa um companheiro para ela de vez em quando ela e agressiva com o meu marido.o que devo fazer?ela tem 5 anos
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ana! A introdução do novo gato foi feita gradualmente? Este artigo pode ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/como-acostumar-um-gato-com-outro-filhote-22413.html
Lara
Meu pequeno morde quando está muito agitado. Mas ele é muito dengoso. ❤

Meu gato me morde e arranha, o que fazer?
1 de 3
Meu gato me morde e arranha, o que fazer?

Voltar ao topo da página