Partilhar

Socializar um filhote de cachorro corretamente

Nídia do Carmo
Editora e redatora do PeritoAnimal
Socializar um filhote de cachorro corretamente

Ver fichas de  Cachorros

Para socializar um filhote de cachorro corretamente, deve começar por compreender que os cachorros são animais sociais que vivem em hierarquia e que aprendem com os seus pares como se comportar, brincar e comunicar.

Por esse motivo, ao separar um filhote da sua família, está inevitavelmente a privá-lo da sua educação básica como cachorro. Assim, o seu dever é socializá-lo para prevenir futuros problemas de comportamento.

Continue lendo esse artigo do PeritoAnimal para saber como socializar um filhote corretamente.

Também lhe pode interessar: Socializar um gato filhote

O que é a socialização?

A socialização é um processo gradativo que se desenvolve durante o crescimento do filhote, permitindo que se relacione corretamente com outros animais, pessoas ou objetos. Não basta o filhote conhecer visualmente estes elementos externos que o vão acompanhar durante toda a vida, ele também deve saber interagir com eles.

Deve conhecer, por exemplo, a diferença entre uma criança e um adulto aceitando positivamente os dois e tendo em conta que nem todas as crianças vão, provavelmente, puxar sua cauda.

O leque de possibilidades que o seu cachorro conhece desde filhote vão permitir que ele se relacione melhor ou pior com quem apresentamos no futuro. Por esse motivo, podemos afirmar que a socialização é um processo muito importante na vida de qualquer pet, como seria para uma criança.

A socialização decorre entre as 3 semanas de idade e as 12 semanas de idade. É neste período de tempo que deve acostumar o filhote a tudo, sempre de forma agradável e positiva.

O que é a socialização?

Socializar o filhote com outros animais

Se tem um filhote de Bichon Maltês, um exemplo de cachorro de raça pequena, pode ser assustador socializá-lo com cachorros de tamanho maior, provavelmente por medo de que o machuquem. Isso é um erro grave. Para que o seu cachorro aprenda a se relacionar bem com outros pets, não deve ficar tão preocupado com o tamanho dos outros cachorros mas sim pelo caráter que possuem.

Socialize o seu filhote com cachorros, gatos e tartarugas, e todos os animais que ele possa encontrar no decorrer da sua vida. Aí sim, deve procurar exemplares simpáticos, tranquilos e amáveis que fomentem uma atitude positiva e que façam com que o seu filhote ganhe uma memória feliz.

Se, por contrário, escolher um cachorro em conhecer o seu caráter a ele acabar agredindo o nosso filhote pode criar um cachorro assustadiço como consequência. Deve escolher corretamente com quem o seu filhote se relaciona.

Se socializar corretamente o seu cachorro pode conseguir, por exemplo, uma convivência entre cão e gato excepcional!

Socializar o filhote com outros animais

Socializar o filhote com pessoas

As pessoas também são uma parte fundamental nesse processo. Recomendamos que o seu filhote se relacione com gente de todo o tipo, incluindo adultos e crianças. Não se esqueça que, no momento de relacionar o seu cachorro com crianças, os mais pequenos devem respeitar e nunca machucar um cachorro.

Além disso, é importante que as crianças cuidem dos seus pets para aprenderem a respeitar outras espécies e perceberem a importância da fauna no planeta.

O contacto com as pessoas é a parte mais básica e fundamental da socialização pois um cachorro adestrado desfruta da vida junto de humanos, seguindo-os e recebendo atenção da sua parte. Um cachorro que se relaciona de forma adequada com seja quem for, não dará motivos para dores de cabeça e permite que o nosso pet seja mais feliz.

Socializar o filhote com pessoas

Socializar o filhote com o ambiente

Finalmente, falaremos de uma última parte que não é, por isso, menos importante. Devemos recordar que, no nosso ambiente, existem objetos e outros elementos que o cachorro deve conhecer, como por exemplo os carros, as bicicletas e as plantas.

Existem muitos cachorros que, já adultos, continuam a ter medo de certos objetos como os skates, o que é provocado por uma má socialização que criou medo e insegurança. Para isso, deve acostumar o seu pet a parques e outros lugares com tráfego razoável e à presença de elementos que ele possa achar surpreendentes.

Socializar o filhote com o ambiente

Consequências de uma má socialização

Não passear com o seu filhote durante a etapa de socialização prejudica uma das 5 liberdades de bem-estar animal e cria estresse no seu pet. Assim que ignoramos esses 5 mandamentos, o estresse pode provocar problemas de comportamento como:

  • Medo
  • Insegurança
  • Agressividade
  • Apatia
  • Estereotipias
  • Excitação excessiva

De certeza que já viu mais do que um cachorro com algum desses sintomas na rua. Uma má socialização pode afetar o cachorro para a vida, criando condições que podem chegar a ser incuráveis, mesmo nas mãos de um especialista. Depende de cada caso.

Evite que o seu cachorro gere qualquer um desses comportamentos oferecendo o seu tempo, carinho e opções com quem se relacionar de todo o tipo. Só assim conseguirá ter um cachorro saudável e equilibrado.

Se você adotou um filhote de cachorro recentemente deve ler o nosso artigo sobre as 15 coisas que os tutores de cachorro não devem esquecer!

Se deseja ler mais artigos parecidos a Socializar um filhote de cachorro corretamente, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação básica.

Escrever comentário sobre Socializar um filhote de cachorro corretamente

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Socializar um filhote de cachorro corretamente
1 de 5
Socializar um filhote de cachorro corretamente
Voltar ao topo da página