Partilhar

Sintomas de gato morto na barriga

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. Atualizado: 4 fevereiro 2019
Sintomas de gato morto na barriga

Ver fichas de  Gatos

Um animal gestante exige cuidados reforçados no manejo da progenitora e dos seus filhotes. Existem questões que você deve saber para manter a saúde e bem-estar dos seus animais. Se você tem uma gata grávida deve estar atento aos sinais e aos sintomas de aborto felino para garantir o bem-estar não só dos filhotes como da gata.

O aborto pode ocorrer em qualquer etapa da gestação do animal e o filhote pode morrer dentro da barriga da mãe. Se você quer saber quais os sintomas de gato morto na barriga e de gata abortando, o que fazer e como saber se ficou gato morto na barriga, continue lendo este artigo do PeritoAnimal.

Também lhe pode interessar: Caroço na barriga do gato: o que pode ser

Gata abortando: o que fazer

Os cuidados e gastos exigidos quando uma gata está grávida e depois do nascimento dos filhotes são maiores e exigem muita dedicação. Por isso, é muito importante que você pondere se quer arriscar sua gata engravidar e ter mais gatinhos em casa ou se, por outro lado, quer tomar medidas preventivas, como a castração.

Um aborto é definido como a interrupção da gestação, na qual o feto ainda não é capaz de sobreviver fora do útero. Caso ele seja voluntariamente provocado, designa-se aborto induzido, mas se, pelo contrário, ele foi inesperado, não planejado e involuntário, é designado de aborto espontâneo.

No caso das gatas e de outras fêmeas, o aborto induzido deve ser sempre realizado e/ou acompanhado pelo médico veterinário, para que a sua presença reduza as chances de surgir algum tipo de complicação.

O período de gestação de uma gata é de cerca de 2 meses (em média 63-67 dias, podendo ir de 52 a 74 dias).

Normalmente, gato sangrando antes do parto pode ser indicativo de aborto espontâneo, e ele pode acontecer em qualquer gestação, por mais saudável que ela seja, e em qualquer uma das fases da gestação do animal.

Antes do final do tempo de gestação podem ocorrer três situações:

  • reabsorção do embrião ou do feto;
  • expulsão (aborto);
  • retenção e mumificação.

Também existem situações de que ocorre a expulsão do feto e logo em seguida a gata os ingerir sem que você tenha tempo de observar (saiba mais sobre esse fenômeno no artigo Por que as gatas comem seus filhotes). Em todos esses casos, o objetivo principal é saber reconhecer quando a gata há algo errado e que se trata de uma emergência veterinária, para que se possa evitar a perda dos restantes bebês e/ou da mãe.

Como saber se ainda tem filhotes para nascer: gato

Normalmente, as gatas parem os seus filhotes sem grandes dificuldades, quer para elas quer para os filhotes, contudo existem situações que podem levar ao aborto e à distocia (dificuldade ou impossibilidade de atravessar o canal do parto) que é das principais complicações no parto de gatos, muitas vezes devido ao tamanho aumentado dos filhotes ou ao estreitamento do canal uterino.

Um parto pode durar até 12h com intervalos entre filhotes de 5 minutos a 2 horas, mas quando se ultrapassa esse tempo, você se deve preocupar.

Um período superior a essas 2 horas de contrações sem nascimento de filhotes pode indicar que existe gato morto na barriga e que a vida da progenitora pode estar comprometida.

Durante toda a gestação e aquando do parto, você deve estar sempre atento ao comportamento da gata. Durante o parto observe se ela procura cortar o cordão umbilical e lamber os seus filhotes, ou se pelo contrário, está mais apática e sem forças. É muito importante que informe o médico veterinário de confiança se suspeitar que o parto não está decorrendo como deveria.

Como saber se ainda tem filhotes para nascer: gato

  • Se a sua gata iniciou o parto e passar de 2 horas sem nascer nenhum gatinho, você deve ficar atento, mas deve saber que existem casos de intervalos até 4 horas em que os gatinhos nascem normais.
  • Passe a mão no abdômen da sua gata e tente sentir a presença e movimento de mais algum filhote.
  • Caso tenha sentido algum movimento, observe se existem contrações, isso significa que a gata está a tentar expelir algo, podendo ser um filhote ou a placenta.
  • Se a gata se estiver mais calma e relaxada, normalmente sinaliza o fim do parto.
  • Se a gata continua ofegante, vocaliza muito e parece sem forças, então ela ainda pode estar tentando expelir algo ou estar com uma infeção.
Sintomas de gato morto na barriga - Como saber se ainda tem filhotes para nascer: gato

Como saber se os filhotes estão vivos

É importante que você saiba que, quando o animal nasce, ele pode aparentar estar morto e não estar. O filhote pode apenas não estar conseguindo respirar.

  • Antes de mais você deve limpar e desimpedir as vias respiratórias do filhote: retirar todos os vestígios de membrana do nariz e boca do filhote e limpar qualquer fluido presente.
  • Abrir um pouco a boca do filhote, com muito cuidado.
  • Colocá-lo numa posição de barriga para baixo e incliná-lo durante uns segundos para que os fluidos que possa ter inalado saiam.
  • Massageá-lo no peito para estimular a respiração, esfregando suavemente o gatinho com toalha seca.
  • Mantê-lo com uma manta quente.

Estes procedimentos devem ser realizados com muito cuidado e com luvas para que, caso o gatinho esteja vivo, ele seja devolvido à mãe e não seja rejeitado. Além disso, você deve informar o seu veterinário da situação e seguir as suas instruções.

Gato morto dentro da barriga: causas

A morte fetal é mais comum em felinos e pode estar associada a:

  • Doenças genéticas ou defeitos congênitos;
  • Traumatismos;
  • Uso de contraceptivos de forma excessiva e irregular;
  • Desequilíbrios hormonais;
  • Parasitas;
  • Infeções (FeLV, Panleucopenia, FiV, Herpes vírus felino tipo 1, Clamídia);
  • Neoplasias;
  • Partos distócicos;
  • Fármacos como a ocitocina.

Em casos de infeções por vírus, é muito importante seguir um protocolo vacinal regular para reduzir o risco de a gata contrair certas doenças e transmiti-las aos filhotes.

Sintomas de gato morto na barriga

Em muitos casos, os sintomas de gato morto na barriga passam despercebidos ocorrendo reabsorção do embrião ou do feto. Todavia, quando um filhote de gato morre dentro da barriga da sua mãe e ela não o consegue reabsorver ou expelir, o tecido morto pode dissolver-se dentro do corpo e causar uma infeção grave que leva a febre e outros sintomas.

A melhor forma de saber se tem mais gato morto na barriga consiste em estar atento à presença dos seguintes sintomas:

  • Corrimentos vaginais: você deve sempre ter atenção à existência de corrimento vaginal. A existência de corrimento vaginal por si só, independentemente da textura, cor e odor, já é sinal que algo não está bem. Você deve observar muito bem o corrimento e registar as suas características (claro, escuro, mais líquido ou viscoso, com ou sem odor) para futuramente comunicar ao veterinário antes que seja tarde de mais. Se observar um líquido de cor marrom e odor putrefato ou fétido, pode ser sinal de infeção, de gato morto no interior da cavidade uterina ou de um aborto que está ocorrendo. O corrimento pode ainda apresentar fragmentos de tecidos, ossos fetais e coágulos de sangue;
  • Sangramento na gravidez de gato;
  • Desconforto abdominal;
  • Vômitos e/ou diarreia;
  • Depressão;
  • Desidratação;
  • Diminuição do perímetro abdominal (durante período de gestação)
  • Emagrecimento (quando devia estar engordando);
  • Diminuição do apetite;
  • Em casos mais graves, dispneia (dificuldades respiratórias);
  • Septicemia (infeção generalizada);
  • Sintomas de aborto.

Todos estes sintomas devem ser considerados uma emergência médica, sendo que o veterinário deve analisar a gata o mais rápido possível.

Gato morto na barriga: diagnóstico e tratamento

O diagnóstico só é confirmado através da junção da história clínica, dos sintomas e exames complementares realizados pelo médico veterinário.

A radiografia também permite visualizar se os fetos estão bem formados ou se está havendo absorção ou maceração fetal.

A ecografia permite verificar se existem ou não batimentos cardíacos dos filhotes.

Em casos de gato morto na barriga, se recomenda a OSH (ovário-salpingo-histerectomia), assim como tratamento das causas adjacentes como infeções virais, parasitárias e neoplasias.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Sintomas de gato morto na barriga, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças do sistema reprodutor.

Bibliografia
  • Johnson C.A. (1998) False Pregnancy, Disorders of Pregnancy, Parturition and the Postpartum Period. In Nelson R.W., Couto C.G., editors: Small Animal Internal Medicine, Sydney
  • Lamm, C.G., Njaa, B.L. (2012) Clinical Approach to Abortion, Stillbirth, and Neonatal Death in Dogs and Cats, Vet Clin Small Anim 42, p 501–513Prestes, N.C. Patologias da gestação. In: Obstetrícia Veterinária. Editora: Guanabara Koojan, rio de Janeiro, 2006
  • Verstegen J., (2000) Feline Reproduction. In Ettinger S.J., Feldman, E.C. editors: Textbook of Veterinary Internal Medicine, Sydney, WB Saunders Company
  • Verstegen, J., Dhaliwal, G., Verstegen-Onclin, K. (2008) Canine and feline pregnancy loss due to viral and non-infectious causes: A review, Theriogenology 70, 304–319

Escrever comentário sobre Sintomas de gato morto na barriga

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Vinicius Lima
Sangramento pós parto gato, o que pode ser?

Sintomas de gato morto na barriga
1 de 2
Sintomas de gato morto na barriga

Voltar ao topo da página