Partilhar

Plano de desparasitação para cachorros

 
Por Liliana Ramos, Jornalista especializada em mundo animal. Atualizado: 27 agosto 2019
Plano de desparasitação para cachorros

Ver fichas de  Cachorros

Os animais com quem convivemos podem albergar diferentes parasitas, tanto externos como internos, sendo muito importante ter um plano de desparasitação desde que são pequenos. Iniciar este plano bem cedo vai evitar problemas no crescimento e transtornos gastrointestinais, entre outras coisas. Um cachorro infestado pode não só contagiar outros animais, como também humanos.

No PeritoAnimal, queremos que você conheça o plano de desparasitação para cachorros que acreditamos ser mais eficaz e conveniente, mas você deve consultar o seu veterinário para que ele possa aconselhar a melhor opção para o seu pet.

Também lhe pode interessar: Desparasitação em gatos

Parasitas externos

São os mais conhecidos e temidos pelos proprietários, uma vez que habitam no exterior do corpo dos pequenos. Por serem visíveis, tememos que infetem o ambiente ou até nós mesmos. Dentro desse grupo, encontramos as pulgas, os carrapatos e os mosquitos. Em seguia, explicamos um pouco mais sobre eles:

  • As pulgas são tão incômodas para o animal como para os donos. A sua picada é observada como uma pequena marca e provoca muita coceira ou prurido. São bastante pequenas e nem sempre as podemos ver nos animais e nos ambientes, especialmente em alcofas, cadeiras ou mesmo gretas das paredes. É muito difícil eliminar as pulgas nos cachorros se não prestarmos atenção suficiente à higiene completa da casa. cada pulga adulta pode chegar a botar até 100 ovos por dia e, além disso, não são sazonais, podendo ser encontradas durante todo o ano. Alguns cachorros podem sofrer de alergia à picada da pulga, muito comum em cachorros pastor alemão, ou dermatite com infecções de pele complicadas de curar.
  • Os carrapatos são muito desagradáveis aos olhos dos tutores e muito prejudiciais para os portadores, os nossos cachorros. Podem ser encontradas durante todo o ano mas a sua população aumenta no outono e na primavera, sendo necessário reforçar a proteção nessa altura. É importante eliminar os carrapatos corretamente se não queremos que uma parte corpo deles fique alojada na pele do cachorro, provocando uma infecção maior.
  • Os mosquitos são, muitas vezes, esquecidos. Contudo, não devem ser subestimados, uma vez que são portadores de muitas doenças e, embora não sejam hóspedes ocasionais nos nossos cachorros, podem transmitir doenças graves como a leishmaniose, (doença grave que é importante saber como prevenir), filariose, etc.

O sintoma mais habitual do aparecimento de parasitas em cachorros é a coceira contínua, embora no caso dos carrapatos possa ser mais discreto. É importante examinar o pelo e a pele do cachorro regularmente, especialmente em zonas como o pescoço, axilas e virilhas em busca de qualquer anomalia.

Plano de desparasitação para cachorros - Parasitas externos

Parasitas internos

Como o nome indica, os parasitas intestinais habitam o interior do corpo do nosso cão. Podemos chamar eles de vermes e distinguir em 3 grandes grupos: planos e redondos. Conheça melhor estas espécies:

  • Dentro do grupo de vermes planos ou tênias, encontramos o conhecido Dipylidium caninum ou a tênia comum, entre outros tantos.l
  • Dentro dos vermes redondos, encontramos Ascaris, Trichuris, Toxocara, etc.

Os cães com muitos parasitas chegam a mostrar sintomas como nervosismo, apatia, diarreias, problemas de coordenação, etc. Contudo, se a carga parasitária é baica, estes sintomas podem chegar a não ser muito evidentes.

Os parasitas adultos colocam os seus ovos no exterior através da matéria fecal, sendo esse um foco de contágio para outros indivíduos da mesma espécie ou diferentes, até humanos. Se existem crianças na casa onde os cachorros vivem, eles são os mais susceptíveis a contrair doenças do cachorro, uma vez que têm muito contato com eles para brincar no chão.

Plano de desparasitação para cachorros - Parasitas internos

Plano orientativo

Desparasitação interna do cachorro

Podemos começar o calendário de desparasitação em cachorros quando o pequeno tem entre 21 e 30 dias de vida com pasta, comprimidos ou xarope para os parasitas internos segundo o seu peso. Os produtos a utilizar devem ser próprios pata cachorros.

Podemos repetir aos 45 dias para ter um controlo maior, especialmente em animais que vêm de mães com muitos parasitas. Esta rotina deve ser iniciada antes de começar o plano de vacinação para que as suas defesas aumentem e não tenham o seu sistema imunitário trabalhando para combater os parasitas, mas sim em pleno funcionamento para receber a primeira vacina.

A desparasitação seguinte será definida pleo veterinário mas, regra geral, costuma ser feita aos 6 meses e depois em cada 2 meses em animais que vivem em contato com pasto ou espaços rurais e 3 meses em cachorros da cidade.

Desparasitação externa do cachorro

No caso dos parasitas externos, temos vários métodos para escolher, começando quando o animal já foi corretamente vacinado para poder sair para a rua e entrar em contato com outros ambientes. Existe champôs, pipetas, coleiras anti pulgas, remédios caseiros, etc. Contudo, isso é para controlo do animal. Para controlar o ambiente, é necessário fazer uma desinfeção correta, especialmente se alguém suspeita da presença de pulgas.

Plano de desparasitação para cachorros - Plano orientativo

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Plano de desparasitação para cachorros, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Desparasitação e vermífugos .

Vídeos de Plano de desparasitação para cachorros

1 de 3
Vídeos de Plano de desparasitação para cachorros

Escrever comentário sobre Plano de desparasitação para cachorros

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Plano de desparasitação para cachorros
1 de 4
Plano de desparasitação para cachorros

Voltar ao topo da página