menu
Partilhar

Picada de cobra em cachorro, o que fazer?

 
Por Mercè Garcia. 27 abril 2021
Picada de cobra em cachorro, o que fazer?

Ver fichas de  Cachorros

Uma mordida de cobra pode ser muito perigosa, em alguns casos é mortal se ela tiver veneno. Por essa razão, agir rapidamente e aplicar técnicas de primeiros socorros é muito importante.

Neste artigo do PeritoAnimal explicaremos o que fazer num caso específico: picada de cobra em cachorro. Nesta situação, devemos identificar prontamente se ela é ou não venenosa e vamos mostrar como você pode fazer isso, além de apresentar técnicas para ajudar seu companheiro peludo. Boa leitura.

Também lhe pode interessar: Primeiros socorros para picada de cobra

Como saber se a cobra é venenosa?

Quando um cachorro encontra uma cobra, ele pode tentar caçá-la ou pegá-la. Neste caso, a cobra tentará se defender e atacar o rosto ou pescoço do animal. Se, por outro lado, o cachorro tiver pisado nela acidentalmente, ela poderá atacá-lo em suas pernas ou barriga.

Reconhecer uma cobra venenosa é essencial para saber quais serão os primeiros socorros a serem aplicados em caso de picada de cobra em cachorro. Destacamos que há mais de 3 mil espécies de cobras no mundo e apenas 15% delas são, de fato, venenosas.

Não há uma forma definitiva para identificar uma cobra venenosa, mas é possível observar algumas características para ajudar nisso.

  • Cobras não venenosas: dentre as mais conhecidas estão as jiboias, a cobra-rateira e as cobras da família Colubridae. As cobras não venenosas normalmente são diurnas, não têm presas (e quando as têm, são posteriores), possuem uma cabeça mais arredondada e suas pupilas também são arredondadas.
  • Cobras venenosas: são geralmente noturnas, contam com presas na parte anterior da mandíbula (para injetar o veneno), usualmente possuem a cabeça em forma triangular e seus olhos têm geralmente a forma elíptica.

Neste outro artigo falamos mais sobre os tipos de cobras não venenosas.

Picada de cobra em cachorro, o que fazer? - Como saber se a cobra é venenosa?

Sintomas da picada de cobra em cachorro

Se você não tem certeza que tipo de cobra mordeu seu cachorro ou se de fato foi mesmo uma cobra que o atacou, os sintomas que ela apresenta te ajudarão a identificar.

Sintomas de picada de cobra não venenosa em cachorro:

  • A picada é em forma de U.
  • O cachorro não apresenta sinais de dor graves, mesmo que manipulemos a área.
  • A picada é praticamente superficial.
  • Lembramos que as cobras não-venenosas são geralmente diurnas.

Sintomas de picada de cobra venenosa em cachorro:

  • A picada evidencia a marca das duas presas.
  • O cachorro apresenta uma dor aguda, especialmente se manipulamos a ferida, e ele pode reagir de forma defensiva.
  • Acumulação de líquido na ferida, formando edema.
  • Lesões capilares devido à ruptura de vasos sanguíneos.
  • Pequenas hemorragias.
  • Vômitos, diarreia e taquicardia.
  • O cachorro não aceita comida ou bebida e prefere ficar deitado.
  • A área picada fica paralisada e perde a sensibilidade.
  • Aqui destacamos mais uma vez que as cobras venenosas são geralmente noturnas e crepusculares.

Como tratar picada de cobra em cachorro

Aqui explicamos o passo a passo que você deve seguir se você estiver diante de um caso de picada de cobra em cachorro.

Começamos com o protocolo se você souber que se trata de uma cobra NÃO venenosa:

  1. Entre em contato com seu veterinário de confiança para explicar o que houve.
  2. Raspe o pelo da área mordida com uma lâmina para cães, mas se você não tiver uma, use uma lâmina de barbear de humanos.
  3. Limpe suavemente a ferida com sabão diluído em água.
  4. Cubra a ferida com um curativo ou gaze fixada com fita adesiva.
  5. Observe os sintomas do cachorro após a picada de cobra por 3 a 4 horas.

A próxima coisa a fazer é ir ao veterinário, que provavelmente prescreverá antibióticos e, em alguns casos, pode ser necessário aplicar vacina antitetânica.

As medidas após uma picada de cobra em cachorro vai variar se ela for uma cobra venenosa:

  1. Tranquilize seu cachorro, pedindo-lhe que se deite enquanto você o acalma.
  2. Entre em contato com seu veterinário e explique a situação para que você saiba quais as medidas a serem tomadas.
  3. Raspe o pelo de seu cachorro com uma lâmina de barbear, se possível, exceto se o som da lâmina de barbear ou máquina de barbear o deixar excessivamente incomodado.
  4. Limpe a ferida com sabão diluído em água.
  5. Evite dar ao seu cão qualquer coisa para beber ou medicação de qualquer tipo, exceto se seu veterinário o tiver recomendado.
  6. Vá até o veterinário.

Torniquete para picada de cobra em cachorro

Lembre-se que uma picada de cobra venenosa pode matar seu cachorro, que deve receber uma antitoxina para evitar reações do veneno. Somente se o veterinário estiver muito distante é que recomendamos um torniquete, que é um tipo de remédio caseiro para picada de cobra em cachorro.

  1. Se possível, faça um torniquete apertado com a ajuda de um curativo sobre a ferida. No entanto, se o cachorro foi picado em uma área que não é um membro, você não será capaz de fazer isso.
  2. A cada 10 a 15 minutos retire o torniquete por 5 minutos, desta forma você evitará danificar os tecidos e permitirá a irrigação do membro.
  3. Vá a um veterinário dentro de no máximo duas horas, caso contrário o cachorro pode perder o membro e até mesmo sua vida. Lá ele provavelmente prescreverá anti-inflamatórios e diuréticos.

Agora que você já sabe como proceder em caso de picada de cobra em cachorro, neste outro artigo, falamos sobre os primeiros socorros para picada de cobra em humanos.

Picada de cobra em cachorro, o que fazer? - Torniquete para picada de cobra em cachorro

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Picada de cobra em cachorro, o que fazer?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Primeiros socorros.

Bibliografia
  • SUCHITRA, B. R.; ANILKUMAR, M. C.; KALMATH, G. P. Clinical Management of Snake bite in a dog. Veterinary World, 2010, vol. 3, no 5. Disponível em: <https://search.proquest.com/docview/909416970?pq-origsite=gscholar&fromopenview=true>. Acesso em 23 de abril de 2021.
  • RAO, M.; KUMAR, K. Satish; RAO, D. S. Therapeutic management of snake bite in a dog. Intas Polivet, 2008, vol. 9, no 1. Disponível em: <https://www.indianjournals.com/ijor.aspx?target=ijor:ipo&volume=9&issue=1&article=037>. Acesso em 23 de abril de 2021.
  • Arxold, E.N. & Burton, J.A. (1978). Guía de campo de los anfibios y reptiles de España y Europa. Editorial Omega. Barcelona.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Picada de cobra em cachorro, o que fazer?
1 de 3
Picada de cobra em cachorro, o que fazer?

Voltar ao topo da página