Partilhar

Tipos de cobra: classificação e fotos

 
Por Ana Diaz Maqueda. 16 setembro 2019
Tipos de cobra: classificação e fotos

Existem cerca de 3.400 espécies de cobras, e menos de 10 porcento delas são peçonhentas. Apesar disso, as cobras são um símbolo de medo para os seres humanos, personificando, muitas vezes, o mal.

As cobras, ou ofídios, pertencem à ordem Squamata (popularmente conhecidos como escamados), juntamente com os camaleões e iguanas. Estes animais são caracterizados por ter a mandíbula superior totalmente fusionada ao crânio, e um maxilar inferior muito móvel, além de uma tendência a membros reduzidos, ou totalmente ausentes, no caso das cobras. Neste artigo do PeritoAnimal, vamos conhecer os tipos de cobras que existem, as características e alguns exemplos.

Também lhe pode interessar: Tipos de macacos: nomes e fotos

Características das cobras

As cobras, assim como o resto dos répteis, possuem o corpo protegido por escamas. Essas escamas epidérmicas são dispostas uma ao lado da outra, sobrepostas, etc. Entre elas, existe uma área móvel chamada bisagra, que permite que realize movimentos. As cobras, diferentemente dos lagartos, têm escamas córneas e não possuem osteodermos ou escamas ósseas sob elas. O tecido epidérmico escamoso sofre muda completa toda vez que o animal cresce. Se muda como uma única peça, que recebe o nome de exúvia.

São animais ectotérmicos, ou seja, incapazes de regular sua temperatura corporal sozinhos, por isso dependem do ambiente. Para isso, modificam e adaptam seu comportamento para manter sua temperatura o mais estável possível.

Como são répteis, o sistema circulatório das cobras é caracterizado por possuir um coração dividido em três câmaras, sendo dois átrios e apenas um ventrículo. Este órgão recebe sangue do corpo e dos pulmões, liberando-o para o resto do corpo. As pequenas válvulas e partições presentes no ventrículo fazem com que ele funcione como se estivesse dividido em dois.

O sistema respiratório das cobras é constituído por um pequeno orifício na parte final da boca, chamado glote. A glote possui uma membrana que permite a entrada de ar na traqueia quando o animal precisa respirar. Depois da traqueia, há um pulmão direito totalmente funcional com um brônquio que o atravessa, chamado mesobrânquio. O pulmão esquerdo das cobras é muito pequeno, ou totalmente ausente em várias espécies. A respiração ocorre graças aos músculos intercostais.

As cobras têm um sistema excretor bastante evoluído. Os rins são do tipo metanéfrico, como nas aves e nos mamíferos. Eles filtram o sangue, expulsando as substâncias residuais. Estão localizados na área mais posterior do corpo. As cobras não têm bexiga, mas a parte final do tubo por onde evacuam é mais ampla, o que permite o armazenamento.

A fecundação destes animais é sempre interna. A maior parte das cobras são animais ovíparos, botam ovos. Embora, em ocasiões, possam ser ovovivíparos, desenvolvendo as crias no interior da mãe. Os ovários das fêmeas são alongados e ficam flutuando dentro da cavidade do corpo. Nos machos, os ductos seminíferos atuam como testículos. Há também uma estrutura chamada hemipênis, que nada mais é do que uma envaginação da cloaca e serve para ser introduzida na cloaca da fêmea.

A cloaca é uma estrutura onde convergem os tubos excretores, o final do intestino e os órgãos reprodutivos.

Alguns órgãos dos sentidos nas cobras são muito desenvolvidos, como é o caso do olfato e do paladar. As cobras têm um órgão de Jacobson ou órgão vomeronasal, através do qual detectam os feromônios. Além disso, através da saliva, conseguem perceber as sensações gustativas e olfativas.

No rosto, apresentam fossetas loreais que captam pequenas diferenças de temperatura, de até 0,03 ºC. Elas as utilizam para caçar. O número de fossetas que possuem variam entre 1 a 13 pares em cada lado do rosto. Através do campo térmico detectável, há uma câmara dupla separada por uma membrana. Quando há um animal de sangue quente por perto, o ar que se encontra na primeira câmara aumenta, e movimenta a membrana de terminação que estimula as terminações nervosas.

Por último, existem cobras muito peçonhentas. A peçonha é produzida por glândulas salivares cuja composição está modificada. Sendo afinal, saliva, tem uma função digestiva que ajuda na digestão das presas. Por isso, se uma cobra te morder, mesmo que não seja peçonhenta, a própria saliva pode provocar uma reação adversa e causar feridas muito dolorosas.

Tipos de cobra: classificação e fotos - Características das cobras

Onde vivem as cobras

As cobras, devido à sua diversidade de espécies, colonizaram quase todos os habitats do planeta, com exceção dos polos. Algumas cobras vivem em áreas florestais, utilizando as árvores como rota de deslocamento. Outras cobras vivem em pastos e áreas mais abertas. Mas também podem viver em áreas muito rochosas ou com escassez de água, como os desertos. Existem ofídios que colonizaram até mesmo os oceanos. Assim, o ambiente aquático também pode ser um local ideal para alguns tipos de cobras.

Cobra peçonhenta

Os diferentes tipos de cobras apresentam diferentes tipos de dentição:

  1. Dentes áglifos, que não possuem um canal pelo qual é possível inocular a peçonha e flui por toda a boca.
  2. Dentes opistóglifos, que ficam localizados na parte posterior da boca, com um canal pelo qual se injeta a peçonha.
  3. Dentes proteróglifos, se encontram na parte anterior e possuem canal.
  4. Dentes solenóglifos, possuem um ducto interno. Os dentes inoculadores que podem se mover de trás para frente, presentes nas cobras mais peçonhentas.

Nem todas as cobras apresentam o mesmo grau de periculosidade. Normalmente, as cobras evoluem para predar presas específicas e, entre elas, não está presente o ser humano. Portanto, a maioria das cobras, mesmo quando são peçonhentas, não devem representar uma verdadeira ameaça.

Tipos de cobras perigosas

Apesar disso, existem cobras extremamente perigosas. Entre as cobras mais venenosas do mundo encontramos:

  • Taipan-do-interior (Oxyuranus microlepidotus);
  • Mamba-negra (Dendroaspis Polylepis);
  • Cobra-do-mar-de-Blecher (Hydrophis Belcheri);
  • Cobra-real (Ophiophagus Hannah);
  • Jararca-Real (Bothrops Asper);
  • Cascavel-diamante-ocidental (Crotalus Atrox).

Descubra também, no PeritoAnimal, quais são as cobras mais venenosas do Brasil.

Tipos de cobra: classificação e fotos - Cobra peçonhenta
Imagem: Jararca-Real

Cobra não peçonhenta

Falando em tipos de cobras, cerca de 90% das cobras que habitam o planeta Terra não são peçonhentas, mas não deixam de representar uma ameaça. As pítons são cobras não peçonhentas, mas podem usar seu corpo para esmagar e sufocar animais grandes em poucos segundos. Alguns tipos de cobra píton são:

  • Píton-carpete (Morelia spilota);
  • Píton-birmanesa (Python bivittatus);
  • Píton-real (Python regius);
  • Píton-ametista (Simalia amethistina);
  • Píton-africana (Python sebae).

Alguns ofídios são considerados tipos de cobras domésticas, mas nenhuma cobra é de fato um animal doméstico, pois nunca passaram pelo longo processo de domesticação. O que acontece é que o temperamento das cobras geralmente é calmo e elas raramente atacam, a menos que se sintam ameaçadas. Esse fato, somado à característica de não serem peçonhentas, faz com que muitas pessoas decidam tê-las como animais de estimação. Outras cobras não peçonhentas são:

  • Jiboia-constritora (Boa constrictor);
  • Cobra-real-californiana (Lampropeltis getulus californiae);
  • Falsa coral (Lampropeltis triangulum); é um dos tipos de cobras do México.
  • Píton-verde-arborícola (Morelia viridis).
Tipos de cobra: classificação e fotos - Cobra não peçonhenta
Imagem: Píton-verde-arborícola

Cobra d'água

As cobras d'água vivem nas margens de rios, lagos e lagoas. Essas cobras são geralmente grandes e, embora respirem ar, passam a maior parte do dia submersas na água, onde encontram parte da comida de que precisam, como anfíbios e peixes.

  • Cobra-d'água-de-colar (Natrix natrix);
  • Cobra-d'água-viperina (Natrix Maura);
  • Cobra-tromba-de-elefante (Acrochordus javanicus);
  • Sucuri-verde (Eunectes Murinus).
Tipos de cobra: classificação e fotos - Cobra d'água
Imagem: Sucuri-verde

Cobra marinha

As cobras marinhas formam uma subfamília dentro do grupo dos ofídios, a subfamília Hydrophiinae. Essas cobras passam quase toda a sua vida em água salgada, sendo, na maioria dos casos, incapazes de se mover ao longo de uma superfície sólida, como a superfície da Terra. Algumas espécies de cobras marinhas são:

  • Cobra-do-mar-de-focinho-largo (Laticauda colubrina);
  • Cobra-do-mar-de-cabeça-negra (Hydrophis melanocephalus);
  • Cobra-do-mar-pelágio (Hydrophis platurus).
Tipos de cobra: classificação e fotos - Cobra marinha
Imagem: Cobra-do-mar-de-focinho-largo

Cobras de areia

As cobras de areia são aqueles ofídios que vivem nos desertos. Entre elas, encontramos alguns tipos de cobras cascável.

  • Víbora-cornuda (Vipera ammodytes);
  • Cascável-de-mojave (Crotalus scutulatus);
  • Cobra-coral-de-arizona (Micruroides euryxanthus);
  • Cobra-brilhante-peninsular (Arizona pacata);
  • Cobra-brilhante (Arizona elegans).
Tipos de cobra: classificação e fotos - Cobras de areia
Imagem: Víbora-cornuda

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de cobra: classificação e fotos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Gold, B. S., Dart, R. C., & Barish, R. A. (2002). Bites of venomous snakes. New England Journal of Medicine, 347(5), 347-356.
  • Kotpal, R. L. (2010). Modern text book of zoology: vertebrates. Rastogi Publications.
  • Miller, S. A., & Harley, J. P. (2011). Zoology. New York.

Vídeos de Tipos de cobra: classificação e fotos

1 de 3
Vídeos de Tipos de cobra: classificação e fotos

Escrever comentário sobre Tipos de cobra: classificação e fotos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de cobra: classificação e fotos
Imagem: Jararca-Real
Imagem: Píton-verde-arborícola
Imagem: Sucuri-verde
Imagem: Cobra-do-mar-de-focinho-largo
Imagem: Víbora-cornuda
1 de 7
Tipos de cobra: classificação e fotos

Voltar ao topo da página