Partilhar

Tipos de cobras não venenosas

 
Por Cristina Pérez Simón, Bióloga e médica. 19 maio 2020
Tipos de cobras não venenosas

As cobras são répteis pertencentes à ordem Squamata. O maxilar inferior delas está apenas preso por músculos e pele. Isto, juntamente com a mobilidade do seu crânio, permite-lhes engolir grandes presas. Talvez essa seja uma das razões pelas quais algumas pessoas têm tanto medo delas.

Outra característica assustadora das cobras é o seu veneno. No entanto, a maioria não é venenosa e só ataca se se sentir ameaçada pela nossa presença. Mesmo assim, nunca é demasiado saber se uma cobra é venenosa ou não. Nesse artigo do PeritoAnimal falamos sobre os tipos de cobras não venenosas e ensinamos como identificá-las.

Também lhe pode interessar: Tipos de cobra: classificação e fotos

Como saber se a cobra é venenosa

Existem muitos tipos de cobras, algumas com veneno e outras sem veneno. As cobras não venenosas engolem as suas presas vivas, pelo que elas se especializam na caça de pequenos animais, como ratos ou insetos. Outras cobras podem atacar presas maiores. Para isso, inoculam-nos com um veneno que as imobiliza ou mata. Se eles se sentirem atacadas, também podem usar este veneno para se defenderem dos humanos. Porém, como saber se uma cobra é venenosa?

A realidade é que não existe um método para saber se a cobra é venenosa, embora existam certas características que nos podem dar uma pista:

  • Hábitos: As cobras com veneno são geralmente nocturnas, enquanto as cobras não venenosas tendem a ser diurnas.
  • Presas: As cobras venenosas têm presas ocas ou sulcadas na parte anterior da mandíbula, cuja função é a injecção do veneno. As cobras não venenosas, porém, normalmente não têm presas e, se aparecem, são posteriores.
  • Formato da cabeça: As cobras com veneno têm frequentemente uma forma triangular da cabeça, devido à maior mobilidade do seu crânio. As cobras sem veneno, por outro lado, tendem a ter uma cabeça mais arredondada.
  • Pupilas: As cobras não-venenosas têm pupilas arredondadas. Esta parte do olho, porém, é normalmente elíptica em cobras com veneno.
  • Fossas termo-receptoras e pescoço: As víboras, uma família muito comum entre as cobras venenosas, têm uma fossa entre os olhos e o nariz que lhes permite detectar o calor das suas presas. Além disso, o pescoço delas é mais estreito do que o resto do seu corpo.

Em muitos casos, estas regras não se aplicam. Portanto, nunca devemos analisar estas características por si sós. A melhor maneira de saber se uma cobra é venenosa ou não é conhecer em detalhe as diferentes espécies.

Descubra as cobras mais venenosas do Brasil neste outro artigo.

Tipos de cobras não venenosas

Existem mais de 3.000 espécies conhecidas de cobras em todo o mundo. Apenas 15% são venenosas, portanto, como você pode imaginar, há muitos tipos de cobras não venenosas. É por isso que, neste artigo, vamos nos concentrar nas espécies mais relevantes. Assim, vamos destacar os seguintes tipos:

  • Colubrídeos
  • Jibóias
  • Cobra-rateira

Muitas são as pessoas que procuram cobras não venenosas para ter em casa, no entanto, é importante notar que estes animais requerem muitos cuidados e um espaço totalmente habilitado. Portanto, não é recomendado viver com uma cobra, mesmo que não seja venenosa, sem ter o conhecimento necessário para isso. Acima de tudo, devemos ter em mente o bem-estar do animal e das pessoas que vivem em casa.

Cobras da família Colubridae: colubrídeos

Coloquialmente, todas as cobras não-venenosas são chamadas de colubrídeos. Porém, em biologia, é o nome dado a cobras da família Colubridae.

Os colubrídeos são caracterizados pela disposição de suas escamas, suas pupilas circulares e um tamanho relativamente pequeno. Muitas vezes, apresentam tons de oliva ou marrom que os ajudam a se camuflar. A maioria é diurna, não venenosa e não tem presas. É claro que há muitas exceções a todas essas características.

Cobras da América

Na América do Sul e Central, o gênero Chironius (cobra-cipó) é muito abundante. A mais conhecida é a Chironius monticola, distribuída por toda a Cordilheira dos Andes, e é uma das espécies de cobras não venenosas. É uma cobra arbórea muito agressiva, embora inofensiva.

As cobras do gênero Apostolepis também são típicas da América do Sul. Destacam-se pela intensa coloração vermelha do corpo, que contrasta com as faixas pretas e brancas da cabeça. A ponta de sua cauda também é preta, dando-lhe uma aparência incomum entre as cobras não venenosas.

Outra cobra vermelha é a conhecida falsa coral (Erythrolamprus aesculapii). Seu corpo vermelho é coberto por faixas pretas e brancas ao longo de todo o seu comprimento. Esta coloração é muito semelhante à das cobras corais, que são venenosas e pertencem à família Elapidae.

Tipos de cobras não venenosas - Cobras da família Colubridae: colubrídeos

Cobras da família Boidae: jibóias

As jibóias são um grupo de espécies pertencentes à família Boidae. Ao contrário do que muitos pensam, elas não são cobras venenosas. O veneno não é necessário para elas, pois eles matam suas presas por estrangulamento. Seu grande tamanho e força lhes permite comprimir suas vítimas até a morte por asfixia.

A capacidade de matar suas presas por estrangulamento permite que as presas se alimentem de animais muito grandes. Muitas até se especializam em caçar grandes mamíferos como veados ou leopardos.

A espécie mais destacada dentro desta família é a Boa constrictor, uma cobra presente em quase todo o continente americano e que faz parte da lista das maiores cobras do mundo. Pode medir até quatro metros e sua coloração é marrom, verde, vermelha ou amarela, dependendo do habitat em que estão camuflados.

Tipos de cobras não venenosas - Cobras da família Boidae: jibóias

Cobras da família Lamprophiidae

A família Lamprophiidae compreende um grande número de espécies de cobras não venenosas, muitas das quais pertencem ao continente africano ou são endêmicas de Madagascar. No entanto, há uma espécie com grande presença na Europa. É a cobra-rateira (Malpolon monspessulanus).

Embora esta serpente mate sua presa graças à ação de um veneno, ela não é perigosa para os humanos e, portanto, não é considerada venenosa. Contudo, esta cobra pode se tornar muito grande e, quando se sente ameaçada, é bastante agressiva. Se perturbada, ela se levantará como uma cascavel um assobia. Por isso, é uma espécie que é muito perseguida pelos humanos.

No entanto, uma das presas favoritas da cobra-rateira é o rato silvestre (Microtus arvalis). Esses pequenos mamíferos muitas vezes se tornam uma praga que causa danos significativos às culturas. Para evitar que isso aconteça, é fundamental respeitar a presença de cobras.

Tipos de cobras não venenosas - Cobras da família Lamprophiidae

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de cobras não venenosas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia
  • Arxold, E.N. & Burton, J.A. (1978). Guía de campo de los anfibios y reptiles de España y Europa. Editorial Omega. Barcelona.
  • Gold, B. S., Dart, R. C., & Barish, R. A. (2002). Bites of venomous snakes. New England Journal of Medicine, 347(5), 347-356.
  • Zamora, M. B. N., Suárez, W. H. S., & Mas, E. A. V. (2010). Las serpientes venenosas de importancia en la salud pública del Perú. REDVET. Revista electrónica de Veterinaria, 11(7), 1-17.
  • Daza, J., Aguayo, R., Aparicio, J., Gonzales, L., Embert, D., Cisneros-Heredia, D.F., Valencia, J., Venegas, P. & Rivas, G. 2016. Chironius monticola. The IUCN Red List of Threatened Species 2016
  • Boa constrictor. National Geographic. Septiembre 2010.
  • Hickman, C. P. (2009). Principios integrales de Zoología. McGraw-Hill, Madrid.

Escrever comentário sobre Tipos de cobras não venenosas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de cobras não venenosas
1 de 4
Tipos de cobras não venenosas

Voltar ao topo da página