menu
Partilhar

O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento

Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. Atualizado: 2 novembro 2018
O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

O seu gato está deprimido? Deixou de comer? No momento em que observamos que o nosso animal de estimação está triste e sem vontade de brincar é normal que se preocupe, no entanto isso pode dever-se a causas alheias e desconhecidas.

O mais importante deste processo é seguir algumas regras básicas para solucionar este problema. Para isso, é importante identificar as causas e agir sobre elas.

Neste artigo do Perito animal damos-lhe as respostas para que, caso o seu gato esteja deprimido, saiba o que fazer. Não desespere e continue lendo!

Sintomas de depressão em gatos

Os gatos, tal como as pessoas, são animais sociais susceptíveis de sofrer problemas emocionais. Por esse motivo, conhecer a personalidade do nosso gato é imprescindível para podermos detectar rapidamente uma alteração no seu estado psicológico.

Ainda assim, por vezes é complicado detectar a tristeza nos nossos queridos fatos, uma vez que são animais muito tranquilos. Também pode acontecer de o termos adotados recentemente e não conhecermos bem a sua rotina diária. Se detectou algum dos seguintes sintomas, pode ser que o seu gato esteja sofrendo um depressão ou, simplesmente, esteja triste por algum motivo.

  • Apatia
  • Inactividade
  • Falta de apetite
  • Pouca afetividade
  • Atitude assustadiça
  • Mudanças de caráter
  • Sono prolongado
  • Falta de brincadeira

Embora estes sintomas possam ser indicadores de depressão em gatos também podem alertar para a presença de alguma doença, por esse motivo, se vir que o seu gato sem comer ou com um atitude muito diferente da habitual, recomendamos-lhe que vá ao veterinário para que descarte uma possível doença. Não se esqueça que o especialista é a única pessoa verdadeiramente capacitada para diagnosticar a depressão ou averiguar um possível problema no seu estado de saúde.

O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento - Sintomas de depressão em gatos

Causas da depressão em gatos

Existem muitas causas que podem provocar tristeza ou depressão no seu pet, mas para detectar a causa exata devemos rever alguns fatores significativos que podem ter desencadeado este problema emocional. Em seguida explicamos-lhe as causas habituais da depressão em gatos:

  • Mudança de residência ou de família: Algumas pessoas asseguram que os gatos são animais independentes e solitários, mas na verdade não é bem assim. Os gatos são animais sociáveis e ficam muito afetados quando acontece uma mudança de residência ou se afastam dos seus entes queridos.

  • A solidão: Embora o seu caráter não seja equiparável ao dos cachorros, os gatos sofrem quando passam longos períodos de tempo sozinhos. Nestes casos é ideal oferecer brinquedos de inteligência e inclusivamente pensar em adotar um companheiro. O afeto e as demonstrações de carinhos são importantes para o gato.

  • Má relação com outro membro do lar: Uma inimizade prolongada ou recente pode fazer com que o nosso gato se mostre desconfiado, isolado e sem vontade de passar tempo conosco.

  • A chegada de um bebê: A chegada de um bebê é motivo de felicidade, mas nem sempre é assim para todos. Se descuidou as atenção para com o seu gato ou não o preparou adequadamente para a sua chegada pode acontecer que o seu gato se sinta triste e desprezado.

  • Adoção de um cachorro ou gato: A "concorrência" pela comida, pelo melhor lugar no sofá ou pelos seus carinhos podem provocar tristeza e depressão grave no seu gato. Diante da chegada de um novo membro é muito importante continuar prestando atenção ao nosso felino.

  • Doença: Como dizia no início do artigo, uma doença pode mudar radicalmente o caráter do nosso gato fazendo com que se encontre apático, sem vontade de comer e triste. Ir ao veterinário é imprescindível sempre que detectamos alguma anomalia.

  • Estresse e ansiedade: As broncas, os castigos, os maus tratos e inclusivamente a falta de alguma das liberdades do bem-estar animal podem repercutir em altos níveis de estresse e ansiedade. É importante oferecer ao nosso pet os melhores cuidados para que se sinta feliz por estar ao nosso lado.

  • Choque traumático: Uma agressão ou uma experiência terrível podem fazer com o nosso gato sofra de depressão e tristeza. Nestes casos o ideal é recorrer a um especialista para que nos ofereça pautas personalizadas para o caso em concreto.

Cada um destes motivos pode afetar ou não o nosso animal de estimação e apenas se o conhecermos bem, poderemos determinar que fatores alteraram a segurança e tranquilidade do gato. Se estas causas recaem de forma grave na psicologia do gato podem ser a causa do desânimo, da apatia e inclusivamente dos elevados níveis de estresse.

O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento - Causas da depressão em gatos

Tratamento da depressão em gatos

A depressão afeta diretamente a saúde mental seja de que animal for. Qualquer um: um gato, cachorro ou humano apenas precisa de apoio e carinho para superar as suas dores e esquecer todo o rasto da dita depressão. Não acredite que um gato é antissocial, pelo contrário! É um animal afetuoso que precisa sentir que pertence a um núcleo familiar. No PeritoAnimal damos-lhe alguns conselhos para resolver a depressão de forma gradual:

  • Fale com ele: Embora não entenda você, um tom doce e carinhoso fará despertar no seu gato o sentimento de afetividade. Evite ralhar com ele e dar-lhes castigos e proporcione os melhores cuidados.

  • É importante que passe tempo com o seu gato: O contato de pele com pele estimula a sua sensibilidade e fomenta uma melhor relação entre vocês.

  • Para que o contato entre vocês seja gratificante para o gato faça carinhos e massagens relaxantes e suaves, embora lhe pareça engraçado ou absurdo é uma boa terapia para melhorar a sua qualidade de vida.

  • Dedique pelos menos 30 minutos por dia a brincar com o seu gato. Faça um brinquedo com uma pluma, um ratinho de brincar ou bolinha. Qualquer opção é boa sempre que participei os dois na brincadeira. Não lhe retire os brinquedos se os tem na boca, pegue-os quando ele os deixar para o manter ativo. Descubra algumas propostas sobre brinquedos para gatos.

  • Procure uma distração adequada para aqueles momento em que o gato se encontre sozinho. Encontrará no mercado vários jogos de inteligência surpreendentes que vão fazer com que o seu gato dedique horas inteiras a encontrar a solução, o mais popular é sem dúvida o Kong para gatos.

  • Faça com que se sinta útil: Se o seu gato caçar um barata ou trouxer um pássaro morto, felicite-o! Sabemos que não é nada agradável (é mais certo que lhe dê vontade de vomitar) mas embora tudo isso deverá aceitá-lo como aquilo que é: um presente.

  • Aumente o contato do seu gato com o sol e a natureza. Receber raios de sol é muito benéfico para o ânimo e para a regeneração do gato.

  • Se o seu gato perdeu alguém, quer seja um membro da família ou outro pet, pode tentar paliar a dor se este for sociável. Adote um novo pet para que tenham a companhia um do outro e tenham um melhor amigo a seu lado.

  • Estimule o gato com erva do gato, embora o deva fazer com precaução. Alguns gatos ficam extremamente excitados.

Estas são apenas algumas das causas que podem provocar a depressão no gato, mas existem muitas mais. Prestar atenção ao nosso pet e oferecer-lhe os melhores cuidados são as ferramentas mais eficazes para superar este problema.

O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento - Tratamento da depressão em gatos

Casos graves de depressão em gatos

Se escolheu os conselhos comentados anteriormente durante pelo menos uma semana e não observa uma melhora significativa no comportamento do seu gato deve recorrer a um especialista.

O veterinário pode recomendar-lhe o uso de medicamentos, uma vez que no mercado encontramos variantes dedicados exclusivamente a animais. No entanto, este tipo de fármacos podem trazer consequências graves, criando animais adictos ou que precisam de um tratamento para a vida. As terapias alternativas como a homeopatia também podem ajudar.

Você tem o poder de escolher que tipo de tratamento vai receber o seu gato, o entanto, deve seguir estritamente os conselhos do profissional para evitar que o problema se prolongue no tempo. Não se esqueça que quanto mais enraizado estiver o comportamento no gato, mais difícil será tratá-lo.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas mentais.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
54 comentários
A sua avaliação:
ANONIMO
EU ADOTEI MAIS DOIS GATINHOS FILHOTES, JA TENDO UMA GATA MUITO CIUMENTA,AGORA ELA SO DORME E QUASE NAO COME OQUE QUE EU FASO E ELA TA COM TODOS OS SINTOMAS DE DEPRECAO
A sua avaliação:
Natalia
Uma gata de rua começou a aparecer aqui em casa e resolvi ficar com ela. Ela tem 2 anos aproximadamente. Porém, ela mia a manhã inteira e fica na porta pedindo p sair. Brinco e converso muito com ela, mas está bem complicado. De madrugada por volta das 4:50 ela acorda e começa a miar nas janelas e na porta. Existe a possibilidade dessa gata de adaptar a ficar dentro de casa ou acham difícil?
A sua avaliação:
Matheus henrique
Meu gato ele n esta abrindo muito os olhos ele fica triste e depois fica feliz a menbrana do olho dele fica apareçendo e ele n esta comendo muito ele esta dormindo muito,e meu outro gato morreu essa semana isso tem algun a ver.
Administrador PeritoAnimal
Oi! Apenas um veterinário pode fazer um exame físico do seu pet para chegar a um diagnóstico e recomendar o tratamento adequado para o caso. Recomendamos que você consulte um profissional o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
VERA LUCIA DIAS NASCIMENTO
Resgatei um gatinho que estava morando no meu sótão. Foi muito difícil trazê-lo para baixo pois se escondia ao nos aproximarmos. A mãe engravidou quando ele era ainda um bebê, devia ter uns 2 meses , e acostumou-se a viver sozinho no sótão. Consegui resgatar a mãe e os filhotes da 2ª ninhada e os trouxe para dentro de casa.
Fizemos várias tentativas de resgatá-lo e ele,sempre muito arisco e medroso, acabou ficando sozinho por lá.
Faz umas 3 semanas ,que ao sair do sótão, ficou coagido na escada, numa noite de chuva, com medo dos meus cachorros, só assim, diante desse episódio, consegui resgatá-lo e trazê-lo para baixo. Deixei-o em um quarto externo à casa. Sempre falando com ele e
minha filha pequena também, fomos nos aproximando, dando carinho e pegando no colo. e nos aproximando aos poucos. Ele passou a nos aceitar,mas sempre escondido pelos cantos, passando grande parte do tempo parado. Quando teve oportunidade, voltou para o sótão.Desce atualmente de madrugada,para o quartinho que ficou, para comer e evacuar no box do banheiro( não utiliza a caixa de areia). Tentei dar remédio para vermes e não consegui. Atualmente, Jojo deve ter quase 6 meses e apesar de não ficar tão escondido como antes, não se aproxima dos irmãos da outra ninhada, mantem-se distante, observando os irmãos brincarem e só sai do seu esconderijo a noite, quando a casa esta escura e silenciosa. Gostaria de obter orientação de como ajudá-lo a superar esse trauma do abandono. Percebo ele deprimido, sem saber se defender, aguardando a noite para poder caminhar um pouco,comer , e as vezes fazer suas necessidades ( nem sempre evacua). Peço orientações de como proceder para ajudá-lo.
Desde já agradecida, Vera Nascimento.
A sua avaliação:
Mirela
A minha gata esta triste não esta comendo só quer dormir e não estar. evacuando, o pelo dela estar meio escamado oque devo fazer?
Nídia Figueira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi! Apenas um veterinário pode fazer um exame físico do seu pet para chegar a um diagnóstico e recomendar o tratamento adequado para o caso. Recomendamos que você consulte um profissional o quanto antes.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Aline
Olha estou bastante preocupada havia uns dias que minha gata não comia, ai levamos ela ao veterinário e ele disse que ela tava com alguma intoxicação alimentar dai ela tomou td certinho tinha até voltado a comer um pouco, mais agr ando meio preocupada em relação a isto ela sempre esta deitada dentro de casa, e quando vamos brincar ela volta a dormir, ela já não está comendo novamente e como eu disse ela só deita e dorme....e está bastante magra
Nídia Figueira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Aline! Apenas o veterinário pode fazer um exame físico para determinar o que a sua cachorrinha tem e passar o tratamento adequado. Recomendamos que você consulte um profissional o quanto antes.

A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras.
A sua avaliação:
Ketuli
Minha gata sempre foi brava porem comigo e com meu marido ela é super docil brincalhona corre pela casa pega bichinhos, de um tempo pra ca notei ela desanimada nao deixa eu fazer carinho nao chega perto de mim, esta comendo pouca ração, nao come mais saches que tanto gostava, nao sobe mais na janela pra pegar comida, porque sera que ela esta assim, não tenho outros animais, moramos somente eu meu marido e ela, ela tem 2 anos é castrada
Luísa Savala
Oi Ketuli! Sem ver a sua gata não conseguimos passar nenhum diagnóstico. No entanto, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança o quanto antes, para que ele possa fazer um correto diagnóstico e passar o tratamento mais adequando de acordo com as necessidades do seu pet.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Domitila
Meu gato tá bem na dele. Adotamos um filhote de cachorro há aproximadamente 1 mês. No início não percebi tantas mudanças comportamentais no gato, mas de uma semana para cá, ele tem ficado mais na dele, sempre isolado, dormindo muito, não tá mais tão receptivo a carinhos e só sai do lugar dele quando quer comer, beber água ou fazer suas necessidades. Não sou especialistas, mas acredito que toda essa mudança de comportamento tem ligação com a chegada do novo pet e algumas mudanças nos móveis da sala.
A sua avaliação:
Italo
Minha gata parece estar com depressão. Esta se mantendo muitissimo isolada, arredia, com queda de pelos acentuada, e não parece estar se alimentando - nem do sachê e biscoitos, que costumava adorar. Também tenho percebido lagrimas. Detalhe que tenho um outro gato que é extremamente ativo e não a deixa em paz - a faz estressada e muito irritada com urros como de uma "onça". O que faço?
Luísa Savala
Oi Italo! Você viu as dicas do artigo?
Além disso, é importante que você tenha muita paciência com o seu bichando.
De qualquer forma, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Edilis
O que eu faço minha gata está com depressão e não sei como faço
SANDRO MACHADO DE MORAES
Meu gato apanhou na rua e agora esta deprimido a uns 10 dias,o que devo faze?
Luísa Savala
Oi Sandro! Você tentou as dicas do artigo?
É muito importante que você tenha paciência e seja constante. De qualquer forma, se seu gato não melhorar, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional especialista em comportamento felino.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Francisca
A minha gatinha tá comendo , as necessidades tbm ,só que ela está dormindo muito ,não quer brincar porém estes dias teve problemas no fígado,mais já está tomando remédio ,pode ser a reação do remédio hepatox??
Luísa Savala
Oi Francisca! Sem ver a sua gatinha não conseguimos passar nenhum diagnóstico. O mais indicado é que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
nilaponath2016a@gmail.com
Minha gata teve os filhotes a quatro meses atrás só que minha cachorrinha matou dois deles e agora não sei o está acontecendo com ela.. estou muito triste...o que será.pode me responder
Luísa Savala
Oi Nila! Sem conhecer a sua cachorrinha não conseguimos passar um diagnóstico, no entanto, recomendamos que você leve em um profissional especialista em comportamento canino.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Thamerson
Minha gata teve filhotes tive que doar porque ja tenho dois gatos. Ela mia procurando ele toda vez que me levanto ela mia loucamente. Mas esta comendo bebendo e dormindo porem fica miando direto o que devo fazer ? Estou pensando em comprar uma coleira para passear no condomínio pq ela so fica presa sera que é uma boa opçao ?
Luísa Savala
Oi Thamerson! Temos dois artigos que podem te ajudar, o primeiro vai explicar algumas possíveis causas de porque um gato mia tanto e o outro é sobre enriquecimento ambiental para gatos, confira:
https://www.peritoanimal.com.br/por-que-meu-gato-mia-tanto-20210.html
https://www.peritoanimal.com.br/enriquecimento-ambiental-para-gatos-21655.html
De qualquer maneira, é importante que você assegure que ela não está sofrendo nenhum problema de saúde e que todas as necessidades dela estão supridas. Por isso, o ideal é buscar ajuda de um médico veterinário de confiança para que ele faça um diagnóstico e te oriente da melhor maneira possível.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Stefany Vieira
Olá, meu gatinho tem 4 meses e recentemente nós pegamos outra gatinha com a mesma idade, e depois de 2 dias, meu gatinho começou a ficar deprimido, só dorme, come pouco. O que pode ser? Será se ele está com depressão?
Luísa Savala
Oi Stefany! Seu gatinho pode estar estressado com a chegada do novo membro. Temos um artigo que pode te ajudar a fazer os dois gatos se darem bem: https://www.peritoanimal.com.br/como-fazer-dois-gatos-se-darem-bem-22690.html
No entanto, se esse comportamento permanecer, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional especialista em comportamento felino.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Maria Lucia dos Santos
Meu gato começou a fazer cocô no sofa da sala, deixando a areia, por causa disso comecei a brigar com ele e correr atras . Agora eu não consigo chegar perto dele, nao consigo dar banho nele a mais de um ano, nem pegar para levar ao veterinário, ja tentei resgatar a nossa amizade , mas ele nem deixa eu chegar perto por mais que eu o agrade. Oque devo fazer?
marcia maria
ola nao sei o que esta acontecendo com meu gato.... ele era apegado a mim e de repente esta arisco nao quer saber de mim quando eu quero acaracia-lo ele foje e se esconde .... depois de alguns instantes ele aparece desconfiado e percebi que nao esta se alimentando direito meus irmaos trocaram a racao antes comiga o cat show carne e mudaram para o premier gatos castrados como muito pouco e comprei o sache da wiskas que ela gosta .... quando coloco na racao ele come .... e percebi que nao quer que coloco a mao no abdomen dele sera que esta doente? bebi pouca agua e nao vejo ele urinar na areia ....
Luísa Savala
Oi Marcia! O mais indicado é buscar ajuda de um médico veterinário de confiança para saber exatamente o que está acontecendo com seu gato.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Rosangela
Boa tarde,tenho uma gatinha ela é muito meiga mais não é chegada a gente de fora ela até se esconde.
Essa semana levei ela para ser vacinada,a vacina deu reação alérgica e passou muito mal difíciculfade para respirar,vômito olhos lacrimejando,começou a entrar em coma.levei ao hospital foi medicada só que anda muito triste prostada e.nao quer comer Não sei o que fazer.
Luísa Savala
Oi Rosangela! Recomendamos que você volte no veterinário e comente que o tratamento não está surtindo o efeito esperado.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Naiara
Minha gata nao quer mais entra em casa e nao aceita mais receber carinho oque pode ser??
albany ramos
tenho uma gata de 3 anos e 6 meses,ela era apaixonada por mim e por meu filho. só que faz 1 ano e 4 meses meu filho foi morar em outro Estado ela ficou triste uns 3 dias e mal se alimentava depois disso ela passou a me odiar. não deixa sequer que eu a toque. ela nao suporta nem que eu fale com ela, já me atacou varias vezes chegando a me ferir .ela ataca os cachorros e gatos que passam aqui na porta levei ao veterinario contei tudo, ele passou um remedio pra depressão e me aconselhou adotar um outro gatinho pra ela fazer amizade e assim fiz, mas a outra gatinha apanha toda tempo dela 1 ano e 5 meses e simplesmente ela nao aceita e nao suporta a gatinha. não vou desistir dela e tenho esperança que ela volte ser minha bb como antes e que volte gostar de mim.

O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento
1 de 4
O meu gato está deprimido - Causas, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página