Partilhar

Meningite em cães - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 7 julho 2016
Meningite em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

O organismo do cachorro é complexo e suscetível de sofrer de múltiplas doenças, a maioria delas compartilhadas com o ser humano, pois são verdadeiramente poucas as doenças que afetam exclusivamente as pessoas.

Os donos de cães devem estar informados sobre aquelas doenças que significam um maior perigo para o seu pet, para que reconheçam antecipadamente os sintomas e ajam de forma adequada. Neste artigo do PeritoAnimal vamos contar-lhe os sintomas e tratamento da meningite em cães.

O que é a meningite?

O termo meningite indica-nos uma inflamação das meninges, que são aquelas três membranas que cobrem e protegem o cérebro e a medula espinhal. Esta inflamação ocorre como consequência de uma infecção causada por micro-organismos, sejam vírus, bactérias ou fungos.

Trata-se de uma doença que pode ter consequências fatídicas para o nosso pet e que, além disso não distingue raças ou idades. No entanto, a verdade é que afeta com mais frequência os seguintes cachorros: Pug, Beagle, Maltês e Boiadeiro Bernês.

Felizmente foi comprovado que esta área do organismo do nosso pet é uma das menos suscetíveis de contrair infecções se a compararmos com outros órgãos ou sistemas.

Sintomas da meningite em cães

É muito importante aprender quais são os sintomas da meningite para poder detetá-los a tempo, uma vez que se a doença se diagnosticar nas primeiras etapas o prognóstico é bom.

Um cachorro afetado por meningite manifestará os seguintes sintomas:

  • Sensibilidade extrema ao tato
  • Mudanças no comportamento
  • Agitação e confusão
  • Perda de coordenação
  • Febre
  • Rigidez nos músculos do pescoço
  • Perda de apetite
  • Mobilidade reduzida

Se observar no seu cachorro alguns destes sintomas é importante ir de imediato ao veterinário com ele. Se se suspeitar de meningite será feita uma punção de líquido cefalorraquidiano ou uma ressonância magnética para verificar a inflamação das meninges.

Meningite em cães - Sintomas e tratamento - Sintomas da meningite em cães

Tratamento da meningite em cães

O tipo de tratamento variará em função da causa da meningite, podendo utilizar-se um ou vários dos seguintes medicamentos:

  • Corticoides: Os corticoides são fortes anti-inflamatórios que se utilizam para diminuir a resposta do sistema imunológico e a inflamação causada nas meninges.
  • Antibióticos: Devem ser usados quando a meningite for bacteriana, podem atuar eliminando as bactérias ou impedindo a reprodução das mesmas.
  • Antiepilépticos: Os medicamentos antiepilépticos englobam inúmeras substâncias que interagem com o cérebro para equilibrar a função neuronal e para prevenir as convulsões.

O principal objetivo do tratamento é suprimir a atividade inflamatória para evitar um dano neurológico irreversível no animal. Depois do veterinário ter indicado o tratamento adequado, o cachorro deve realizar um seguimento para avaliar a sua resposta ao tratamento.

Por vezes o cachorro pode precisar de medicação de forma crônica para prevenir futuros episódios de meningite.

Se a meningite for grave será necessário um tratamento hospitalar para prevenir qualquer complicação e manter os níveis de hidratação adequados, utilizando uma terapia de fluídos intravenosa nos casos mais graves.

Como referimos no início, se o diagnóstico for feito antecipadamente e o tratamento farmacológico for o adequado para tratar a causa subjacente da meningite, o prognóstico é bom.

Meningite em cães - Sintomas e tratamento - Tratamento da meningite em cães

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Meningite em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas mentais.

Escrever comentário sobre Meningite em cães - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
Carlos
Minha cachorrinha tá com as patas dianteiras sem movimento (mt rígidas), começou apenas com a direita, ela andava cambaleando depois de um dia acordou quase não conseguindo mexer as duas da frente.... E isso tudo começou depois que ela tava sentindo dores no ouvido, provavelmente Otite.... Alguém já passou por isso?
É uma salsichinha
Madalena Menezes
Tenho um spitz alemão. Quando ia completar 2 aninhos percebi que um belo dia amanheceu quietinho. Começou a mancar, levei ao vet, mas o diagnóstico deles foi luxação coxofemoral, o cachorro foi piorando, começaram a achar que era coluna..até que meu cãozinho parou de andar. Resolvi mudar de vet qd vi que estava piorando e o clinico geral observou que ele ñ estava respondendo os testes neorológicos, motivo pelo qual foi encaminhado ao neurologista e foi descoberta a meningite através da ressonância magnética.
O tratamento indicado por quimioterapia e corticóides.
Ficou internado, parou de andar, parou de comer e defecar, quase morri junto.
Mas aos poucos ele se recuperou e voltou a ser meu cãozinho sapeca.
Tudo isso ocorreu entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018.
Só que no começo de março percebi que ele estava estranho novamente e a doença voltou.
Está em tratamento novamente, ñ late mais e está quietinho.
Gostaria de me interegir que pessoas que tiveram essas experíências e foram curadas.
A sua avaliação:
Vitor Soares
Boa noite, Mariana. Eu tenho uma SRD que teve rigidez no pescoço, dificuldade para andar (como se sentisse dor ao caminhar. Dava passos curtos), muita sensibilidade ao toque e um pouco de agressividade.
Tudo isso durou dois dias. No terceiro, ela estava completamente normal. Como eu nunca tinha me separado com essa situação é infelizmente estava sem recursos para uma consulta, tive que apenas observar.
Isso será que se caracteriza como meningite?
Obrigado.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Vitor! Sem fazer um exame físico e as devidas provas complementares, não é possível saber qual a razão para isso. De qualquer forma, pode ter sido uma pequena lesão que lhe dificultava caminhar e que acabou por recuperar sozinha. É importante que se ela voltar a ter dificuldade a andar seja vista por um médico veterinário porque se existir alguma lesão, quanto mais cedo for iniciado o tratamento, melhor será o prognóstico. Espero que não seja necessário e que corra tudo bem. De qualquer maneira, tente sempre ter algum dinheiro guardado para caso exista um acidente ou imprevisto com a saúde da sua cachorrinha poder atuar de imediato. Infelizmente, as coisas acontecem quando menos esperamos!
Marta
A meningite em cães é contagioso?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Marta! A meningite em si, inflamação das meninges, não é contagiosa. Porém, a doença que a despoletou, viral, bacteriana ou fúngica, por exemplo, pode ser. Você deverá confirmar junto do seu médico veterinário.

Meningite em cães - Sintomas e tratamento
1 de 3
Meningite em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página