Partilhar

Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas

 
Por Eduarda Piamore. 9 outubro 2019
Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas

Ver fichas de  Cachorros

Quando vai chegando o verão, não são poucas as pessoas que se preparam para tosar os seus cães para evitar que sintam muito calor. Isso é super comum em países tropicais como o Brasil, onde as temperaturas são realmente altíssimas durante esta estação. Porém, alguns tutores se surpreendem e inevitavelmente se preocupam ao notar seu cachorro triste depois de cortar a pelagem. É nesse momento que aparecem as perguntas: “Por que depois da tosa meu cachorro ficou estranho?” ou “Por que tosei meu cachorro e ele ficou triste?”

Como primeira reação, muita gente desconfia do pet shop e da habilidade do profissional que realizou o corte de pelo no cãozinho. Embora realmente seja indispensável levar nossos cães a estabelecimentos confiáveis, que cumpram as normas de higiene e segurança, nem sempre a causa dessa tristeza pós-tosa está relacionada ao pet shop e, muitas vezes, diz respeito à personalidade, ao organismo ou às características próprias de cada cachorro.

Nesse post do PeritoAnimal, explicaremos de forma simples e rápida as principais causas que respondem à pergunta: 'meu cachorro voltou estranho do pet shop, o que pode ser?'. Também daremos algumas dicas para evitar que isso aconteça sem prejudicar a boa higiene e a manutenção da pelagem do seu melhor amigo. Não perca!

Por que depois da tosa meu cachorro ficou estranho?

Uma coisa super importante que você precisa considerar é que nem todos os cachorros precisam ser tosados. O próprio metabolismo canino está preparado para Adaptar a pelagem às variações climáticas e ambientais nas diferentes estações. Justamente por isso, os cachorros experimentam, pelo menos, uma ou duas trocas de pelo durante o ano, na qual costumam perder bastante pelo e precisam ser escovados com maior frequência.

Já no outono e no inverno, alguns cães são extremamente sensíveis às baixas temperaturas (principalmente os de porte pequeno e com pelos curtos) e podem sentir muito frio se forem tosados. Um cachorro tremendo depois da tosa pode ter frio, mas também pode estar assustado por essa mudança repentina na sua pelagem, especialmente se foi tosado pela primeira vez.

Além disso, em nenhum caso é recomendável “pelar” ou fazer o corte com “máquina 0” nos cachorros, pois a pelagem cumpre várias funções essenciais para a saúde e o bem-estar do animal. Os pelos do seu cachorro não somente o protegem do frio e das adversidades climáticas, como também evitam que a pele sofra queimaduras de sol, arranhões e machucados durante os passeios, e entre em contato com impurezas e microorganismos que podem causar processos alérgicos, dermatite canina e outros problemas de pele nos cachorros.

Mudança de comportamento após tosa canina

Por isso, é completamente normal e compreensível que um cachorro se sinta estranho sem a sua pelagem habitual. Além de realmente se ver e se perceber diferente, o cão costuma se sentir mais exposto, frágil e/ou vulnerável sem os pelos que o protegem. Pois de fato, sua pele, seus órgãos reprodutores, seus olhos e suas mucosas realmente estarão mais expostos depois da tosa. E quanto mais radical for o corte dos pelos, mais vulnerável e estranho poderá se sentir um cãozinho.

Então, como tutor, é fundamental que você conheça um pouco melhor o tipo de pelagem do seu cãozinho antes de decidir se, como e quando tosá-lo. Isso também te ajudará a utilizar os produtos adequados para dar banho, secar e pentear os pelos do seu melhor amigo. Consultar um veterinário é uma ótima ideia, mas nós também preparamos um artigo para te ajudar a conhecer os diferentes tipos de pelagem dos cães e como cuidar de cada um.

Cachorro estranho depois da tosa e se coçando pode ser alergia?

Além de 'depois da tosa meu cachorro ficou estranho', outra reclamação relativamente comum entre os tutores é que seu cachorro se coça depois de tosar e mostra a pele avermelhada. Dependendo do tipo de tosa realizado, é possível que se produza uma leve irritação na pele dos cães, principalmente se falamos de uma “tosa 0” (outro motivo para não “pelar” o seu melhor amigo no verão). Essa sensação estranha e incômoda também pode impactar negativamente no comportamento no cão, fazendo que pareça mais triste ou desanimado, prefira ficar sozinho e tranquilo e/ou não se mostre tão predisposto a brincar, passear e aprender como de costume.

Irritação após tosa

Na maioria dos casos, tanto a vermelhidão após tosa como as mudanças de comportamento deveriam passar rapidamente, no dia seguinte ou uns 2 dias depois da tosa. Mas se você observar que seu cachorro volta do pet shop se coçando intensamente, com a pele irritada e/ou ressecada (com ou sem manchinhas avermelhadas) e esses sintomas persistem por mais de 3 dias, será melhor consultar um veterinário para identificar a causa dessa sintomatologia.

Alergia depois da tosa

Uma das possibilidades é que seu cachorro seja alérgico às laminas da máquina utilizada para cortar os pelos, principalmente se elas não são revestidas com materiais hipoalergênicos, como titânio ou aço inox. Também é possível que seu cãozinho seja alérgico a algum produto usado no pet shop, mas não necessariamente na tosa. Desde produtos de higiene na hora de dar banho, até os produtos de limpeza usados para limpar o chão, por exemplo.

Em ambos os casos, o ideal é levar o cachorro à clínica veterinária para a realização dos testes de alergia, exame físico e outros procedimentos que ajudarão o veterinário a identificar porque depois da tosa seu cachorro ficou estranho.

Meu cachorro voltou estranho do pet shop, o que fazer?

Depois da tosa meu cachorro ficou estranho, como lidar? Em um primeiro momento, o único que você pode fazer se depois da tosa o seu cachorro voltou estranho é observá-lo com atenção durante 1 ou 2 dias para constatar se as mudanças de comportamento após tosa canina vão desaparecendo e o seu cãozinho volta a se comportar normalmente, ou se continua mostrando condutas diferentes ou indesejáveis. Caso existam outros sintomas, como vermelhidão ou manchas na pele, também será fundamental acompanhar a evolução. Também vale a pena ligar para o pet shop e consultar como o cachorro se comportou durante o banho e a tosa, se teve algum problema ou viveu alguma situação incômoda ou pouco convencional.

Tosei meu cachorro e ele ficou triste

Durante esses primeiros dias depois da tosa, principalmente se é a primeira vez que o seu cãozinho foi ao pet shop para cortar os pelos, você precisará respeitar o espaço do seu melhor amigo. O mais provável é que ele se sinta diferente sem os pelos e só precise de algum tempo para se acostumar novamente e voltar a ser o seu companheiro mais fiel e alegre. Mas enquanto isso não acontecer, permita que ele fique à vontade e não o force a interagir ou fazer atividades que não parecem ser do seu interesse.

Essa é uma grande lição para todos nós, amantes e tutores de cães: aprender a respeitar que nosso cachorro é um indivíduo com uma personalidade própria, que também experimenta mudanças de humor e precisar tomar seu tempo para se adaptar a uma nova realidade, seja ela um pequeno corte de pelo ou uma grande mudança de casa.

Mas como dissemos antes, se os sintomas não passarem ou você perceber que o caráter do seu cachorro está mudado, não duvide em consultar um veterinário especialista em etologia ou psicologia canina que te ajudará a entender melhor o comportamento do seu cão e perceber o que você pode fazer para ajudá-lo a se sentir melhor.

Como evitar a 'depressão pós-tosa'

Em primeiro lugar, consulte um veterinário e certifique-se de que a tosa é realmente necessária. Caso seja, confirme com que frequência deve ser feita e qual é o tipo de corte mais apropriado para o seu cachorro. Além disso, te recomendamos evitar “pelar” o seu cachorro durante o verão, pois, ao contrário do que pode parecer, isso o deixará mais exposto aos raios solares, que podem gerar queimaduras e, em casos mais graves, um golpe de calor.

Se a pelagem do seu cachorro realmente requer tosas periódicas, sejam tosas completas ou higiênicas, o ideal é acostumá-lo desde filhote a este tipo de manipulação e cuidado. Obviamente, isso não significa que você precisa começar a cortar os pelos do seu cachorro nos primeiros meses de vida. Simplesmente acostumá-lo a viver com tranquilidade esses momentos de cuidado e higiene, como os cortes de unhas, os banhos, as tosas, as limpezas de ouvido, as escovações dentais, etc. Em um ambiente positivo e com a ajuda do reforço positivo, você conseguirá fazer com que seu cãozinho assimile esses procedimentos como um momento de carícias e relaxamentos.

Alergia a tosa higiênica

Também será fundamental constatar se o seu cachorro possui algum tipo de alergia. Em caso de desconfiança de que as lâminas podem causar irritação na pele do seu melhor amigo, o ideal será solicitar ao pet shop que a tosa seja feita somente com tesoura, ou talvez preferir cortar os pelos do seu cão em casa.

Além disso, lembre-se que as escovações são fundamentais para manter a pelagem do seu cachorro limpa e bonita, evitando também a queda excessiva de pelos. Aqui no Perito Animal, preparamos algumas dicas para pentear corretamente a pelagem do seu melhor amigoa pele do seu cão bem hidratada para evitar irritações, feridas e ressecamentos.

Você percebe seu cachorro triste ou depois da tosa seu cachorro ficou estanho e você suspeita que seja depressão? Esse vídeo no canal do PeritoAnimal pode te ajudar:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidado do pelo.

Vídeos de Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas

1 de 3
Vídeos de Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas

Escrever comentário sobre Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas
Depois da tosa meu cachorro ficou estranho: causas

Voltar ao topo da página