Partilhar

Castração de cachorro: valor e recuperação

 
Por Maria Besteiros. 21 setembro 2020
Castração de cachorro: valor e recuperação

Ver fichas de  Cachorros

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos falar da esterilização ou castração de cachorros, tanto machos como fêmeas. Trata-se de uma intervenção cotidiana nas clínicas de pequenos animais que está sendo realizada com cada vez mais frequência. Ainda assim, é uma cirurgia que ainda causa dúvidas aos tutores, e nós vamos respondê-las a seguir. Castrar cachorros impede sua reprodução e é, portanto, uma operação muito importante para evitar que um grande número de animais sofram abandono.

Castrar um cachorro, sim ou não?

Embora seja uma prática comum, a esterilização ou castração de cachorros continua sendo uma questão controversa para alguns tutores, especialmente no caso dos cachorros machos. Como eles não podem trazer uma ninhada de filhotes para casa e essa intervenção envolve a remoção dos testículos, não são poucas as pessoas que mostram relutância. A esterilização, neste caso, é vista apenas como um controle da reprodução, portanto, esses cuidadores não consideram necessário ou desejável operar seus cães, principalmente se eles não vão circular livremente. Mas a esterilização tem muitos outros propósitos, como explicaremos nas próximas seções.

Tanto é que a recomendação atual é a castração antes do primeiro ano de vida, assim que o cachorro concluir seu crescimento, independentemente de viver em uma fazenda com possibilidade de fuga ou em um apartamento na cidade. De fato, esterilizar seu cachorro faz parte da posse responsável, tanto para evitar que a população canina continue a crescer descontroladamente, como para obter benefícios em sua saúde.

A operação é simples e consiste em fazer uma pequena incisão por onde são extraídos os dois testículos, obviamente com o cachorro sob anestestia. Assim que despertar completamente, ele poderá voltar para casa e levar uma vida normal. Veremos os cuidados necessários na seção correspondente.

Castrar cachorro fêmea, sim ou não?

A esterilização de cadelas é uma cirurgia muito mais difundida do que a dos machos, pois elas sofrem alguns cios por ano e podem engravidar, gerando filhotes dos quais o tutor precisará cuidar. As cadelas são esterilizadas para evitar que se reproduzam, mas veremos que a operação também traz outros benefícios. Por este motivo, a esterilização de todas as fêmeas é recomendada. Além disso, é importante lembrar que, se você deseja se dedicar à criação de filhotes, é necessário se profissionalizar como criador.

A operação que geralmente é realizada nas fêmeas consiste na remoção do útero e dos ovários por meio de uma incisão no abdômen. A tendência dos veterinários é realizar a esterilização das cadelas por laparoscopia, o que significa que a cirurgia evolui para que o corte fique cada vez menor, o que facilita a cicatrização e evita complicações. Apesar de a abertura da cavidade abdominal tornar a esterilização nas fêmeas mais complexa, uma vez que acordam da anestesia elas já podem voltar para casa e levar uma vida praticamente normal.

É aconselhável esterilizá-las antes do primeiro cio, mas após completar o desenvolvimento físico, por volta dos seis meses de idade, embora haja variações dependendo da raça.

Saiba mais sobre este procedimento no artigo Castração de cachorro fêmea: idade, procedimento e recuperação.

Castração de cachorro: valor e recuperação - Castrar cachorro fêmea, sim ou não?

Castração de cachorro: recuperação

Já vimos como os cachorros são esterilizados, e sabemos que a recuperação ocorre em casa. É comum o veterinário injetar um antibiótico para evitar infecções bacterianas e prescrever um analgésico para que o animal não sinta dor nos primeiros dias. Seu papel ao cuidar o cachorro recém esterilizado é vigiar para que a ferida não se abra nem infeccione. É importante saber que é normal que a área fique avermelhada e inflamada a princípio. Esse aspecto precisa ir melhorando conforme passam os dias. Por volta de 8 a 10 dias, o veterinário poderá remover os pontos ou grampos, se for o caso.

O cachorro costuma voltar para casa praticamente pronto para levar uma vida normal e, embora você o leve para a intervenção de barriga vazia, neste momento pode oferecer a ele água e um pouco de comida. Nesse ponto, cabe destacar que a esterilização vai reduzir suas necessidades energéticas, por isso é necessário adaptar a dieta para evitar que o cachorro engorde e até mesmo se torne obeso. No início, você também deve evitar os saltos ou as brincadeiras bruscas, principalmente no caso das fêmeas, pois é mais fácil que sua ferida se abra.

Se o animal manifestar uma dor que não passa, tiver febre, não comer e não beber, se a área da operação tiver má aparência ou supurar, etc., é necessário entrar em contato com o veterinário imediatamente. Além disso, se o cachorro lamber ou mordiscar excessivamente a ferida, será necessário colocar uma colar elizabetano para impedi-lo, ao menos durante os momentos em que você não puder vigiá-lo. Caso contrário, o corte pode se abrir ou infectar.

Para conhecer em detalhes todos os cuidados dos cachorros esterilizados, e manter um controle adequado da recuperação após a esterilização, não perca este outro artigo: Cuidados com cachorros recém castrados.

Vantagens e desvantagens de castrar um cachorro

Antes de comentarmos os prós e os contras da esterilização de cachorros, temos que desmascarar alguns dos mitos que ainda circulam em torno dessa cirurgia. Muitos tutores ainda se perguntam se castrar um cachorro muda sua personalidade, e a resposta é totalmente negativa, inclusive no caso dos machos. A operação tem efeito apenas sobre os hormônios, então o animal mantém seus traços de personalidade intactos.

Da mesma forma, o mito de que as fêmeas precisam ter cria pelo menos uma vez antes da esterilização deve ser refutado. É completamente falso e, de fato, as recomendações atuais sugerem esterilizar antes mesmo do primeiro cio. Também não é verdade que todos os animais operados ganham peso, pois isso vai depender da dieta e exercícios que oferecemos a eles.

Voltando às vantagens de esterilizar cachorros, se destacam as seguintes:

  • Impedir o nascimento descontrolado de ninhadas.
  • Evitar o cio nas fêmeas e seus efeitos nos machos, já que esses, embora não eliminem sangue, podem escapar ao cheirar os feromônios que as cadelas emitem durante este período. É importante saber que o cio não se resume somente às manchas. Para os animais, independente do sexo, é uma época de estresse.
  • Proteger contra o desenvolvimento de doenças nas quais os hormônios reprodutivos intervêm, como piometra, gestação psicológica e tumores de mama ou testiculares.

Como inconvenientes, podemos mencionar os seguintes:

  • Os relativos a qualquer cirurgia com anestesia e pós-operatório.
  • Em algumas fêmeas, embora não seja comum, podem ocorrer problemas de incontinência urinária, especialmente relacionados aos hormônios. Eles podem ser tratados com medicamentos.
  • O sobrepeso é um fator a ser considerado, por isso é importante cuidar da alimentação do cachorro esterilizado.
  • O preço pode desanimar alguns tutores.

Em resumo, embora alguns opositores à esterilização afirmem que ela é recomendada por motivos egoístas dos tutores ou econômicos dos veterinários, a verdade é que os cachorros são animais domésticos que modificaram diversos aspectos ao conviver com os humanos, sendo a reprodução um deles. Os cães não podem ter filhotes em todo cio, e essa função hormonal continuada acaba causando problemas de saúde. Além disso, para os veterinários seria mais lucrativo cobrar pelos anticoncepcionais ao longo da vida da cadela e pelo tratamento de doenças ligadas ao ciclo reprodutivo, sem falar nas despesas geradas por filhotes, cesáreas, etc.

Castração de cachorro: valor e recuperação - Vantagens e desvantagens de castrar um cachorro

Valor da castração de cachorro

A castração de cachorros é um procedimento que difere dependendo se o cachorro é macho ou fêmea, e isso afeta diretamente o preço. Assim, a operação dos machos será mais barata que a das fêmeas, e nelas, o preço está sujeito ao peso, sendo mais barato para as de menor peso.

Além dessas diferenças, é impossível dar um preço fixo para a esterilização porque isso também depende de onde a clínica está localizada. Portanto, é aconselhável solicitar um orçamento a vários veterinários e escolher. Lembre-se que, embora a operação possa parecer cara no início, é um investimento que evitará outras despesas, que poderiam ser muito mais elevadas.

É possível castrar um cachorro de graça?

Se você quer castrar um cachorro gratuitamente ou a preço reduzido, existem locais que desenvolvem campanhas de esterilização e oferecem descontos significativos. Castrar cachorros de graça não é algo comum, mas se não encontrar nenhuma campanha em sua área, você sempre pode recorrer à adoção de um animal em uma associação protetora. Cada um terá as suas condições mas, em geral, é possível adotar um cachorro já operado pagando uma pequena quantia para contribuir com a continuidade do trabalho da associação.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Castração de cachorro: valor e recuperação, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Escrever comentário sobre Castração de cachorro: valor e recuperação

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Castração de cachorro: valor e recuperação
1 de 3
Castração de cachorro: valor e recuperação

Voltar ao topo da página