menu
Partilhar

Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 6 março 2023
Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas

Ver fichas de  Gatos

Os gatos podem sofrer de tumores ou neoplasias como as pessoas, sendo estas de distintas índole e localização. Ainda que sejam mais frequentes em gatos de idade mais avançada, não é impossível que um gato jovem desenvolva algum. Dependendo se tem a possibilidade de extensão ou de produzir metástases, falamos de tumores em gatos benignos ou de tumores malignos, cujo prognóstico e tratamento dependerá de diferentes fatores.

Existem tumores mais graves e menos graves, mais agressivos e mais localizados, mas em todos de alguma forma compromete a qualidade de vida de nossos companheiros felinos. Se você deseja conhecer mais sobre os tipos de tumores em gatos, seus sintomas e causas, continue lendo este artigo do PeritoAnimal.

O que é um tumor?

Um tumor, também chamado câncer ou neoplasia, consiste em um crescimento incontrolado de um conjunto de células anômalas do organismo do gato devido à se dividirem sem controle, fazendo com que produzam massas ou caroços nas localizações onde se encontram as células neoplásicas se dividindo.

Dentre os tumores existentes, podemos encontrar dois tipos de tumores em gatos:

  • Os tumores benignos: que não possuem a capacidade de invadir tecidos saudáveis ou de invadir tecidos ou órgãos distantes (metástases).
  • Os tumores malignos: possuem a capacidade de invadir tecidos saudáveis ou órgãos através do sangue ou da linfa.

Devido à esta natureza invasiva, os tumores malignos são muito mais graves que os benignos e podem comprometer a vida do gato quando afetam os órgãos vitais.

Tipos de tumores em gatos

Os tumores em gatos se denominam e são classificados em tipos segundo a célula neoplásica em questão e os tipos de tumores mais frequentes são os tumores sanguíneos, os tumores mamários, os tumores de pele, os tumores hepáticos, os tumores por vacinas, os tumores cerebrais, os tumores oculares e os tumores ósseos em gatos.

A seguir vamos falar destes tipos de de tumores em gatos com mais detalhes.

Tumores sanguíneos em gatos

Dentro dos tumores sanguíneos felinos destacamos por sua prevalência o linfoma, um tumor sólido que se origina por uma divisão incontrolada de linfócitos relacionados com a resposta imunológica. Além de estar no sangue, também existem linfócitos em nódulos linfáticos ou no interior dos tecidos, podendo aparecer os linfomas em múltiplas localizações do gato afetado como pode ser o tórax, o intestino, a cavidade nasal, os rins, o sistema nervoso e os nódulos linfáticos.

Te contamos mais sobre o Linfoma em gatos: causas, sintomas e tratamento no seguinte post do PeritoAnimal.

Tumores mamários em gatos

O adenocarcinoma mamário é o tumor mamário mais frequente em gatas, especialmente nas fêmeas não castradas ou que foram castradas depois do terceiro cio, devido a ser um tumor hormônio dependente e que aparece de forma mais frequente como consequência dos ciclos hormonais.

Geralmente afeta a mais de uma glândula mamária produzindo nódulos endurecidos que podem virar ferida e é um tumor muito agressivo que tem facilidade em se disseminar para outras partes do corpo como os pulmões e os nódulos linfáticos adjacentes.

Não deixe de visitar este post sobre o Como tratar o câncer de mama em gatas: causas, sintomas e tratamento.

Tumores de pele em gatos

Dos tumores de pele em gatos, o mais frequente é o carcinoma de células escamosas, um tumor relacionado com a exposição aos raios solares devido à radiação ultravioleta que estes emanam. É especialmente frequente nos gatos brancos que gostam de tomar sol e afeta geralmente as áreas do rosto como o nariz ou as orelhas e podem chegar a produzir lesões ulceradas que se estendem, mesmo que geralmente não invadem mais além dos nódulos linfáticos locais.

Aqui você poderá consultar mais informações sobre o Câncer de pele em gatos: sintomas e tratamento.

Tumores hepáticos em gatos

Os tumores hepáticos em gatos não são frequentes, embora possa aparecer o adenocarcinoma hepático que afeta os condutos biliares do gato e produzem coloração amarelada das mucosas ou icterícia, perda de peso, vômitos, ascite e depressão.

Tumores em gatos causados por vacinas

Existe um tumor que se relaciona à vacinação com formulações com adjuvantes como a vacina da leucemia felina ou da raiva. De fato se trata de um sarcoma de tecidos moles no local da injeção, um tumor muito agressivo que se forma a partir do nódulo ou pequeno inchaço que aparece após vacinar o gato e que cresce muito rapidamente, invadindo os tecidos próximos de forma profunda. Além de poderem ter metástases em nódulos linfáticos e pulmonares.

Descubra tudo sobre a raiva em gatos.

Tumores cerebrais em gatos

Os tumores que afetam o cérebro de nossos gatos podem ser primários se surgem a partir de células do cérebro ou do revestimento do mesmo, das meninges ou, ao contrário, secundários, quando aparecem em outros lugares do corpo e fazem metástases no cérebro.

Os tumores primários do cérebro mais frequentes nos gatos são os meningiomas, o adenoma coróide, os gliomas, papilomas do plexo coróide e o adenoma pituitário, sendo o mais frequente o primeiro deles e possuem um crescimento lento.

Tumores oculares em gatos

Os tumores oculares nos gatos podem ser benignos e afetar a úvea anterior do olho. Os tumores oculares malignos com potencial de produzir metástases mais frequentes são os melanossarcomas ou melanomas malignos que se originam a partir das células produtores de melanina, o pigmento que da cor à pele e aos olhos e que se encontram em várias partes da úvea do olho como a coróide, a íris ou corpo ciliar. Outros melanomas que podem aparecer são os coróides ou os límbicos entre a córnea e a esclera.

Tumores ósseos em gatos

Os tumores de ossos também podem afetar os gatos, destacando-se o osteossarcoma, um tumor que pode afetar os ossos longos e das extremidades, da coluna vertebral ou inclusive o crânio dos gatos. Quando afeta as extremidades podem produzir fraturas dos ossos, causando claudicação e dor. Os osteossarcomas também são agressivos, podendo produzir metástases em nódulos linfáticos e pulmonares do pequeno felino.

Talvez você se interesse em visitar o seguinte post do PeritoAnimal sobre as Verrugas em gatos: tipos, causas e tratamentos.

Ma imagem a seguir indicamos quais são os tumores mais comuns em gatos.

Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas - Tipos de tumores em gatos

Sintomas de tumores em gatos

Os sintomas dos tumores nos gatos vão depender de diferentes fatores. Entre eles, nos encontramos com:

  • Tipo de tumor
  • Sua localização
  • A gravidade
  • Se produziu ou não metástases

No início de qualquer tumor, os sinais clínicos podem ser sutis e inespecíficos como podem ser a perda de apetite e de peso, a debilidade ou letargia para caminhar, nódulos ou caroços na pele ou no tecido subcutâneo no caso dos tumores cutâneos ou externos enquanto que se os caroços são internos por afetar estruturas profundas ou órgãos os sinais dependerão do tecido afetado.

Por exemplo:

  • Nos tumores ósseos: como comentamos, podem aparecer claudicação e dor.
  • Nos tumores oculares: a visão pode ser comprometida.
  • Nos tumores hepáticos: a icterícia, perda de peso ou ascite podem ser sinais associados pela insuficiência hepática que podem produzir, os linfomas renais podem causa doença renal com sinais como aumento da micção e da ingesta de água, anorexia, vômitos, proteinúria ou hipertensão.
  • Nos tumores cerebrais: podem ocorrer sinais neurológicos como incoordenação, ataxia ou convulsões.
Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas - Sintomas de tumores em gatos

Causas de tumores em gatos

Como ocorre na espécie humana, na medicina veterinária muitas vezes não se consegue conhecer a causa do tumor no gato. Em alguns casos se pode atribuir uma causa genética em que os gatos apresentam uma carga genética que lhes deixam propensos a sofrer as mutações celulares que produzem a divisão incontrolada e em consequência a massa ou nódulo.

Nos gatos, o vírus da leucemia felina parece relacionado com certos tumores sanguíneos como as leucemias ou os linfomas, por afetar as células da medula óssea, como ocorre também com o vírus da imunodeficiência felina, dois vírus frequentes nos gatos.

Diagnóstico de tumores em gatos

Como detectar tumores em gatos? Os tumores em gatos são diagnosticados principalmente com exames citológicos, histopatológicas e de diagnóstico por imagem, suspeitando devido à sintomatologia que o gato apresente. Para isso, o primeiro é uma exploração geral do gato e uma boa anamnese com perguntas ao tutor, para depois realizar técnicas mais específicas para o diagnóstico dos tumores em gatos.

Por exemplo, se o gato apresenta lesões invasivas no rosto, e se é um gato branco, possivelmente padeça de um carcinoma de células escamosas que deverá ser confirmado com a retirada de uma amostra e sua análise laboratorial. Se é uma fêmea e apresenta um ou mais nódulos na mama em 90% dos casos se tratará de um tumor maligno, o adenocarcinoma, confirmado mediante biópsia e análise histopatológica.

As radiografias e as ecografias poderão encontrar caroços internos que deverão ser analisados por biópsias para saber de que tumor se trata especificamente. Em algumas partes do corpo como o cérebro serão necessárias especialmente técnicas mais avançadas como a ressonância magnética ou a tomografia computadorizada.

Tratamento para os tumores em gatos

São muitos os tipos de câncer que um gato pode ter, cujo prognóstico e tratamento também terá variações. Enquanto que alguns tumores podem ser suficiente a retirada junto ou não com radioterapia ou crioterapia como no caso do carcinoma de células escamosas, existem tumores mais invasivos ou que respondem melhor à quimioterapia como os linfomas em que será necessário aplicar o melhor protocolo de fármacos quimioterápicos segundo o tumor, o grau e o estado de saúde do gato.

Em algumas ocasiões poderá ser necessário encaminhar o gato a algum centro especializado no tratamento de tumores para que possam realizar o melhor tratamento e seguimento possível para seu pequeno felino.

Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas - Tratamento para os tumores em gatos

Remédios caseiros para os tumores em gatos

Não existem remédios caseiros para os tumores em gatos. A neoplasias são doenças graves que a longo prazo comprometem a qualidade de vida do gato e podem causar a morte, por isso se o seu gato foi diagnosticado com um tumor deve realizar o tratamento médico e/ou cirúrgico que o veterinário te recomendou.

Não aplique produtos ou pomadas caseiras que não possuem evidência de que ajudem e menos ainda em processos tão invasivos e agressivos que podem ser os tumores malignos.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Aybar, V., Casamián, D., Cerón, J. J., Clemente, F., Fatjó, J., Lloret, A., Luján, A., Novellas, R., Pérez, D.,Silva, S., Smith, K., Tegles, F., Vega, J., Zanna, G. (2018). Manual Clínico de Medicina Felina. Ed.SM Publishing LTD. Sheffield, UK.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas
1 de 4
Tipos de tumores em gatos - Sintomas e causas

Voltar ao topo da página