Partilhar

A leucemia em gatos

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 5 novembro 2018
A leucemia em gatos

Ver fichas de  Gatos

A leucemia felina é uma doença provocada pelo vírus FeLV (vírus da leucemia felina) que gera uma depressão no sistema imunológico do animal.

O vírus afeta os glóbulos brancos do sistema imunológico, fazendo com que o animal tenha menos defesas e tenha um risco maior de contrair infecções e ter outras complicações.

Esta doença pode ser encontrada em gatos de todo o mundo, podendo provocar a morte do animal. Não se transmite a seres humanos. Continue lendo esse artigo do PeritoAnimal para saber tudo sobre a leucemia em gatos.

Também lhe pode interessar: Aloe vera para gatos com leucemia

Transmissão

É transmitida entre gatos através dos fluidos corporais (saliva, sangue, fezes, urina, secreções nasais, etc) ou durante a gravidez e lactação.

É típica de gatos que vivem no exterior ou gatos de rua que vivem em grupo ou em colônias. Quando o vírus entra em contato com o sistema imunitário do animal, podem ocorrer três situações:

  • O gato é imune pois criou anticorpos que podem combater o vírus. É possível que tenha sintomas por algumas semanas que depois param.

  • O vírus entra no sangue e na saliva, danificando o sistema imunitário e provocando a leucemia. O animal fica mais propenso a contrair outras doenças. Não vivem mais de dois ou três anos.
  • O vírus é eliminado do sangue ou da saliva, mas permanece dormente na medula óssea, Embora o vírus possa reativar, o mais provável é que não afete o seu gato.
A leucemia em gatos - Transmissão

Sintomas

Os sintomas da leucemia felina são muito variados e dependem do estado de saúde do animal. Estes são alguns dos mais habituais:

  • Febre
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Lesões na pele
  • Problemas gastrointestinais
  • Fadiga e fraqueza
  • Inflamação dos gânglios linfáticos
A leucemia em gatos - Sintomas

Diagnóstico

Além de ter em conta os sintomas, é necessário confirmar se o gato realmente sofre de leucemia. Podem ser feitas os seguintes exames:

  • ELISA (ensaio por imuno-absorção ligado a enzimas): este exame é típico em clínicas veterinárias. É recolhida uma amostra de sangue do gato e é detetada, ou não, a presença do antigênio ou estados iniciais da infecção. Depois de várias semanas, será confirmado se é positivo, já que não se sabe se a infecção é temporária ou permanente.

  • PCR (reação em cadeia da polimerase): deteta o DNA do vírus nas células afetadas, quer em amostras de sangue como em outros tecidos. Apesar de poder detetar infecções latentes, não está tão disponível ao contrário de ELISA.
  • IFA (imunofluorescência direc): Não é útil para detectar estados iniciais, mas serve para confirmar positivos de ELISA: Deteta a presença do antigênio em células infetadas.
A leucemia em gatos - Diagnóstico

Tratamento

Atualmente, não existe um tratamento específico para curar essa doença. O objetivo é que o gato tenha a melhor qualidade de vida possível.

O tratamento pode ajudar o gato a viver alguns meses e até anos, e será baseado principalmente em:

  • Proteção contra infecções (antivirais e imuno-reguladores)
  • Evitar o estresse e dar tranquilidade ao gato.
  • Dieta saudável e equilibrada.
  • Tratamentos específicos para outras complicações.

Leia o nosso artigo sobre quanto tempo vive um gato com leucemia felina.

A leucemia em gatos - Tratamento

Prevenção

Estas são as principais medidas preventivas a ter em conta:

  • A principal medida preventiva é vacinar o seu pet para evitar o aparecimento da doença. Geralmente, a vacina está programada no calendário de vacinação do veterinário (8 ou 9 semanas de vida). A vacinação não tem, geralmente, qualquer efeito em animais já infectados. Dessa forma, é importante garantir que o gatinho não tem a doença antes do adotar.
  • Os gatos positivos devem ser mantidos separadamente dos negativos para evitar contágios, mesmo que tenham sido vacinados. Não é aconselhável que vivam juntos.
  • Desinfete os lugares onde o gato dorme, o bebedouro e o comedouro para eliminar o vírus.
A leucemia em gatos - Prevenção

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a A leucemia em gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças virais.

Escrever comentário sobre A leucemia em gatos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

A leucemia em gatos
1 de 6
A leucemia em gatos

Voltar ao topo da página