Partilhar

Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento

 
Por Lucas Andrade, Biólogo. Atualizado: 12 julho 2018
Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

Linfoma é um tipo de câncer maligno. O linfoma em gatos pode afetar diversas regiões do corpo do animal, como por exemplo, órgãos internos e linfonodos (órgãos do sistema linfático, responsáveis pela armazenagem de linfócitos e outras células do sistema imune).

Animais adultos e idosos são mais afetados pelo linfoma, porém animais jovens também podem sofrer com essa doença. Além disso, gatos machos apresentam maior disposição para o desenvolvimento dessa patologia.

O linfoma em gatos pode ser causado por diversos fatores, e seus sintomas dependem de qual, ou quais órgãos estão afetados. Para te auxiliar com melhor detalhamento sobre o linfoma em gatos, nós do Perito Animal trazemos informações relevantes que possam te auxiliar em relação à saúde de seu bichano.

Causas do linfoma em gatos

Não se sabe ao certo o que pode causar o linfoma em gatos, porém, acredita-se que a patologia está intimamente relacionada com a infecção por FIV (Imunodeficiência felina) e FeLV (Leucemia felina), exposição ao fumo, quadros de inflamação prolongados, e alteração do sistema imune.

Existem diferentes tipos de linfoma em gatos. De seguida vamos te explicar alguns dos mais comuns.

Linfoma alimentar em gatos

O linfoma alimentar é caracterizado pela infiltração do linfoma no sistema gastrointestinal, podendo afetar estômago, intestinos, fígado e baço. O intestino delgado é comumente afetado, e nesses casos, a doença é denominada como linfoma intestinal (ocorre de 50% a 80% dos casos), seguido pelo estômago (25% dos casos).

Os principais sintomas do linfoma alimentar são:

  • Perda de peso
  • Vômito
  • Diarreia
  • Anorexia
  • Letargia (Alteração de comportamento, sem reação à estímulos externos)
  • Sangue nas fezes

Além dos sintomas, o linfoma alimentar pode ser diagnosticado por meio de palpação, uma vez que há maior presença de massa abdominal e intestinal, devido a manifestação do tumor.

O linfoma alimentar é a segunda neoplasia mais frequente no trato digestório dos gatos (correspondendo à 41% dos casos), superado pelo adenocarcinoma (tumor maligno em epitélio glandular, ou em superfície semelhante a glândulas).

Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento - Linfoma alimentar em gatos

Linfoma multicêntrico em gatos

O linfoma multicêntrico é caracterizado quando o tumor atinge diversos gânglios e órgão diferentes, como fígado, baço, rins, e medula óssea. Os sintomas dependem dos órgãos afetados, mas incluem:

  • Anorexia
  • Caquexia (Grau extremo de enfraquecimento)
  • Mucosas pálidas
  • Depressão
  • Perda de peso

Em casos raros, os animais podem apresentar:

  • Distúrbios de sangramento
  • Lesões oculares
  • Sinais neurológicos
  • Infecções

Existem relatos que indicam que na maioria dos casos de linfoma multicêntrico, os animais eram positivos para FIV.

Linfoma extranodal

O linfoma extranodal é caracterizado por atingir qualquer tipo de tecido corporal, os seus sintomas estão relacionados com os órgãos afetados, geralmente envolvendo sistema nervoso, rins, olhos, e normalmente são solitários, ou seja, afetam apenas um único tecido.

Linfoma ocular

O linfoma extranodal que afeta o globo ocular ocorre com maior frequência em gatos que em cães, e seus sintomas incluem:

  • Aversão à luz
  • Conjuntivite
  • Doenças oculares
  • Hemorragia
  • Descolamento da retina
  • Afecção retinal
  • Infiltração do nervo óptico

Linfoma renal

O linfoma extranodal que atinge os rins é relativamente comum entre os felinos, e os sintomas estão relacionados à insuficiência renal, pois normalmente os dois rins são afetados pelo linfoma.

Os sintomas geralmente incluem:

  • Anemia
  • Rins grandes e irregulares

A progressão do linfoma dos rins está relacionada com a manifestação do tumor no Sistema Nervoso Central do animal, a probabilidade desse processo ocorrer é de 40% a 50%.

Linfoma no sistema nervoso central

O linfoma que afeta o Sistema Nervoso Central geralmente ocorre como multicêntrico, e frequentemente ocorre em gatos que foram afetados primariamente com linfoma renal.

Os sintomas de linfoma no Sistema Nervoso Central incluem:

  • Convulsões
  • Paralisia
  • Paresia

O linfoma também pode expandir-se para o Sistema Nervoso Periférico, o que pode ocasionar:

  • Atrofia muscular
  • Desconforto respiratório
  • Anorexia
  • Letargia (Alteração de comportamento, sem reação a estímulos externos)
  • Mudanças comportamentais

Linfoma na cavidade nasal

O linfoma é o tumor mais frequente na cavidade nasal em gatos, ocorrendo geralmente em animais de 8 à 10 anos. Os sintomas mais comuns são:

  • Dificuldade em respirar
  • Sangramento
  • Corrimento nasal
  • Deformidade nasal
  • Secreção nasal
  • Espirro
  • Perda de peso
  • Letargia
  • Anorexia

Diagnóstico e tratamento do linfoma em gatos

Para realizar o diagnóstico de seu bichinho, podem ser feitos diversos testes, como por exemplo, testes de hemograma, perfil bioquímico, análise de urina, testes de FIV e FeVL, raio-x ou ultrassom, entre outros métodos, além de exames físicos.

O principal tratamento para linfoma em gatos é composto por quimioterapia. Esse procedimento não promove a cura do linfoma, mas pode promover maior tempo de vida para o seu bichano.

Em média, a porcentagem de gatos com linfoma que obtém resultados positivos com à quimioterapia é de 50% a 80%, com o tempo de sobrevivência de 6 meses. Os resultados são mais positivos em relação aos animais não infectados por FeLV, que apresentam alta probabilidade de sobrevivência à longo tempo pós-tratamento. Porém, mesmo que a quimioterapia seja bem tolerada pelos pequenos felinos, o procedimento pode causar efeitos colaterais, como anorexia e letargia.

Linfoma em gatos tem cura?

Se o linfoma for descoberto em seus estágios iniciais, estiver em uma região de fácil acesso e esteja limitado, é possível realizar sua remoção por intervenção cirúrgica, eliminando assim, a necessidade de quimioterapia.

Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento - Diagnóstico e tratamento do linfoma em gatos

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento
1 de 3
Linfoma em gatos - sintomas, causas e tratamento

Voltar ao topo da página