Partilhar

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. 29 junho 2016
Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção

Ver fichas de  Gatos

De certeza que já ouviu falar alguma vez de raiva canina, uma doença que afeta todos os mamíferos e que pode inclusive contagiar o ser humano. Apesar da raiva não ser uma doença muito comum em gatos, é muito perigosa, uma vez que não tem cura e causa a morte do animal.

Se o seu gato sai muito de casa e está em contato com outros animais deve ter em conta esta doença, informar-se sobre ela e tomar as medidas necessárias para a prevenir. Tenha em conta que uma mordida de uma animal infetado é suficiente para o seu contágio.

Se quer saber como é a raiva em gatos, os seus sintomas, prevenção e contágio, continue lendo este artigo do PeritoAnimal.

Também lhe pode interessar: A raiva canina

O que é a raiva?

A raiva é uma doença infecciosa viral que afeta todos os mamíferos e, por isso, os gatos também podem sofrer dela. É uma doença grave que costuma causar a morte, pois afeta o sistema nervoso central causando encefalite aguda nos pacientes.

Contagia-se através da mordida de um animal infetado ou de feridas durante uma briga com um animal com raiva. É importante referir que não surge de forma espontânea, tem de ser transmitida por outro animal, por isso se o seu gato sofre desta doença significa que em algum momento esteve em contato com outro animal infetado ou com seus restos. O vírus está presente nas secreções e saliva destes animais, por isso uma simples mordida é suficiente para transmitir o vírus.

Morcegos que voam de dia e chocando em objetos é possível que sofram de raiva, por isso é importante nunca deixar o seu gato se aproximar deles.

Infelizmente, a raiva é uma doença que não tem cura. É rara e causa a morte da maioria dos gatos contagiados.

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção - O que é a raiva?

Vacina contra a raiva felina

A vacina antirrábica é o único método de prevenção da raiva. A primeira dose aplica-se aos três meses de idade e depois existem reforços anuais. Normalmente vacina-se de forma periódica os cachorros mas não os gatos, por isso deve considerar se o seu gato está exposto a zonas de risco ou se entra em contato com animais selvagens. Se for assim, o melhor é a vacinação.

Existem regiões no mundo com maior risco que outras. Na Europa a raiva está quase em desaparecimento, mas de vez em quando surge algum caso isolado. Informe-se sobre a presença da doença no local onde vive para estar alerta e evitar que o seu gato se contagie com raiva. Em alguns países é obrigatória a vacina contra a raiva.

Esta vacina pode ser obrigatória para sair com o seu gato do país ou para participar em concursos ou exposições, por isso se informe sempre antes. Mas se o seu nunca sai à rua, talvez o seu veterinário não considere necessário administrá-la.

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção - Vacina contra a raiva felina

Fases da doença

Existem várias fases da raiva em gatos:

  • Período de incubação: é assintomática, o gato não apresenta sintomas evidentes. Este período varia muito, podendo durar de uma semana a vários meses. O mais comum é que comecem a mostrar sintomas a partir do mês após o contágio. Neste período a doença espalha-se pelo corpo.
  • Período prodrômico: nesta fase já ocorrem mudanças no comportamento. O gato fica cansado, com vômitos e excitado. Esta fase pode durar entre dois e 10 dias.
  • Fase de excitação ou furiosa: é a fase mais caraterística da raiva. O gato está muito irritável, com mudanças bruscas no comportamento, podendo chegar a morder e a atacar.
  • Fase paralítica: ocorre paralisia generalizada, espasmos, coma e por fim, a morte.

O período entre fases pode variar em cada gato. O mais comum é começar com mudanças no comportamento até que o sistema nervoso esteja muito afetado e começarem as convulsões e outros problemas nervosos.

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção - Fases da doença

Sintomas da raiva felina

Os sintomas são vários e nem todos os gatos apresentam os mesmos, sendo que os mais comuns são os seguintes:

  • Miados anormais
  • Comportamento atípico
  • Irritabilidade
  • Excesso de salivação
  • Febre
  • Vômitos
  • Perda de peso e de apetite
  • Aversão à água
  • Convulsões
  • Paralisia

Alguns gatos não sofrem de vômitos, outros não têm excesso de salivação e, outros podem sofrer de um quadro nervoso e morrer de repente. Por outro lado, a aversão ou medo da água é um sintoma de animais que sofrem de raiva, por isso também se conhece a doença como hidrofobia. No entanto, os gatos não gostam normalmente de água pelo que não é um sintoma claro e evidente.

Muitos destes sintomas, sobretudo nas primeiras fases, podem ser confundidos com outras doenças. Se o seu gato apresenta alguns destes sintomas e esteve envolvido em uma briga há pouco tempo, consulte um veterinário o quanto antes. Apenas ele poderá fazer o diagnóstico adequado.

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção - Sintomas da raiva felina

Tratamento da raiva em gatos

A raiva não tem tratamento. Age de forma muito rápida e é letal para os gatos. Se o seu gato foi infetado, a primeira coisa que o seu veterinário irá fazer é isolá-lo para evitar que contagie outros felinos. Dependendo do avanço da doença, a eutanásia pode ser a única opção.

Por este motivo é muito importante a prevenção, visto que é a única forma de proteger o seu gato contra esta doença. Preste especial atenção se o seu gato sai de casa e se está em contato com outros animais.

Lembre-se que a raiva afeta os cachorros, gatos, furões, morcegos e raposas. Qualquer briga do seu gato com estes animais pode causar-lhe um contágio. Se o seu gato se costuma envolver em brigas, então o melhor é vaciná-lo.

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção - Tratamento da raiva em gatos

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças infecciosas.

Escrever comentário sobre Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
9 comentários
Ana Cristina
Minha gata de estimação me arranhou superficialmente. Ela foi vacinada há 4 anos e não tem sintomas de raiva felina. Mesmo assim, devo me preocupar?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Ana Cristina! A vacina antirrábica é o único método de prevenção da raiva. A primeira dose aplica-se aos três meses de idade e depois existem reforços anuais. Normalmente vacina-se de forma periódica os cachorros mas não os gatos, por isso deve considerar se o seu gato está exposto a zonas de risco ou se entra em contato com animais selvagens. Se for assim, o melhor é a vacinação.
O mais recomendado é que você busque ajuda de um médico para que elimine qualquer possibilidade.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
A sua avaliação:
Samuel Spamer
Porfavor me ajudem... minha gata ta muito mal ela tem sintomas um pouco parecidos mas ela sempre foi mança... ele tem perde de peso perda de apetite pupilas dilatadas e babou agora... antes tinha um gato aki q tinha os mesmos sintomas... e ele morreu, porfavor me ajudem com issk não posso perder ela se eu perde eu simplesmente fico em depressão pois o outro morreu na minha frente nas minhas mãos... e eu não tenho dinheiro pra leva ela ao veterinario porfavor eu imploro por ajuda
A sua avaliação:
Aline
A raiva é transmitida para o humano se o gato o arranha ? Pq sabemos que eles lambem a pata isso infectaria o humano?
Lucinda
Tenho cinco gatos, um morcego entrou no gatil, três estão com ferimentos parecido com mordida, o veterinário acha que é Esporotricose, porém o ferimento é bem diferente dos do fungo. Estão sem febre, comem e bebem naturalmente, estou tratando o ferimento com prata 1%. Poderá eles terem adquirido raiva? Tem um que os dentes estão à mostra, o que não ocorria antes e já mordeu a grade do gatil para fugir. O veterinário não fez exame de sangue. Me dê uma luz por favor. Obrigada.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Lucinda! Se os seus gatos estão vacinados, em princípio estarão protegidos mesmo que o morcego estivesse infetado com esse vírus-
Maria Daniela
Minha gata é cega e adotei ela já adulta acho que tinha um ano já, minha pergunta é porque ela está fazendo gritos de medo e até muito brava e não deixa ninguém tocar ela e agpra está com fezes moles e aguadas amareladas.
Liliana Ramos (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Maria Daniela! A situação que você descreve é muito preocupante, você deve consultar um médico veterinário o quanto antes.
A sua avaliação:
MARCOS LIMA
SE UM GATO INFECTADO BEBER ÁGUA, E UMA PESSOA TOCAR NESSA ÁGUA OU TER ALGUMA PARTE DO CORPO MOLHADO, A PESSOA FICA INFECTADA?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Marco! Em princípio só existe transmissão do vírus se a saliva do animal contactar diretamente com uma ferida na pele da pessoa.
Jacqueline
Gostaria de saber se um gato vacinado pode pegar a raiva se entar em contato com um morcego ? E quanto tempo dura a protecao da vacina? Os meus foram vacinados em novembro do ano passado , a vacina está protejendo eles ? Cado forem mordidos devo vacinar de novo ?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Jacqueline! A revacinação para a raiva deve ser feita anualmente. Assim, se ela foi vacinada em Novembro, estará protegida até ao próximo mês de Novembro, data em que deve ser revacinada. Veja o nosso artigo com um exemplo de um calendário de vacinação para gatos: https://www.peritoanimal.com.br/calendario-de-vacinacao-para-gatos-20222.html
jacqueline
Domingo achei um morcego morto no meu quintal, meus gatos foram vacinas em novembro do ano passado, devo vacinar eles agora por precaução agora ou por enquanto só em novembro mesmo.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi! Em princípio estarão protegidos até Novembro. De qualquer modo, contacte o médico veterinário dos seu gatos para assegurar.
Mônica Maia
Boa Tarde,minha gata sumiu de casa 2 dias e quando voltou começou a brigar com os outros gatos da casa e com os filhote da outra gata que ela mesmo deu de mamar,ela fica na rua andando e miando e fica nervosa com os gatos da rua quando se aproxima dela,mas ela quando entra em casa vai comer e beber água.e estranho que ela só de olhar para os gatos fica rosnando.Será que isso é raiva e oque eu faço?isso está ocorrendo á mais ou menos umas quatro semanas.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Mônica! Os gatos são extremamente territoriais. Provavelmente os filhotes estão crescendo e a sua gatinha se está sentindo ameaçada. Uma dica que pode ajudar muito é aumentar o número de comedouros, bebedouros e de caixas de areia! Coloque em diferentes espaços da casa, assim os gatos têm oportunidade de definir o que cada um utiliza e diminui bastante os problemas de territorialidade. Aconselhamos que leia este nosso artigo com dicas para evitar brigas: https://www.peritoanimal.com.br/dicas-para-evitar-brigas-de-gatos-21488.html
diogo
o gato pode morre ?
Vanessa Lopes (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Diogo! Infelizmente a raiva em gatos é uma doença que pode causar a morte do animal, sendo que a única forma de a prevenir é através da vacina antirrábica. Se tem um gato como animal de estimação e ainda não lhe administrou esta vacina, fale o quanto antes com o seu veterinário. Obrigada pelo comentário!

Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção
1 de 6
Raiva em gatos - Sintomas e Prevenção

Voltar ao topo da página