menu
Partilhar

Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento

 
Por Ricardo Luis Bruno Cazeaux, Veterinário e etólogo. 30 junho 2021
Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

Assim como as pessoas, nossos animais de estimação podem sofrer com vários tipos de câncer, como os sarcomas. Os sarcomas de tecidos moles são tumores malignos que geralmente aparecem em áreas orgânicas moles, como a pele e os órgãos. Além disso, é um câncer muito comum em cães.

Se o seu cachorro foi diagnosticado com um sarcoma e você deseja saber mais, continue lendo este artigo do PeritoAnimal, no qual falaremos sobre sarcoma de tecidos moles em cães, seus sintomas e tratamento.

O que é um sarcoma de tecidos moles em cães

Em essência, um sarcoma de tecidos moles é um crescimento anormal de tecido embriológico mesenquimal que, dependendo da localização anatômica onde se desenvolveu, irá gerar uma variedade de sintomas clínicos no cachorro. Em outras palavras, os sarcomas são tumores malignos nos cachorros.

Estatisticamente, a grande maioria desses sarcomas é observada em cachorros domésticos de idade média a avançada. Uma característica comum que todos esses tipos de neoplasias (tumores) apresentam é que compartilham uma aparência e comportamento clínico.

Uma vez que esses tumores têm sua origem no tecido mesenquimal do indivíduo, eles se desenvolvem principalmente nas seguintes áreas:

  • Tecidos musculares.
  • Tecidos nervosos.
  • Tecidos vasculares.
  • Tecidos fibrosos.
  • Tecidos adiposos.

Tipos de sarcomas de tecidos moles em cães

Esta característica faz com que os sarcomas de tecidos moles mais frequentemente diagnosticados em cachorros são os conhecidos como:

  • Fibrossarcoma: tumor maligno que se forma no tecido fibroso e pode aparecer em qualquer parte do corpo.
  • Neurofibrossarcoma: tumores malignos raros que se localizam no sistema nervoso periférico.
  • Mixossarcoma: tumor maligno capaz de produzir metástase.
  • Leiomiossarcoma: sarcoma agressivo que aparece em áreas de músculo liso, como a uterina ou gastrointestinal.
  • Rabdomiossarcomas: tumor maligno que aparece no músculo estriado.

Não há um consenso sobre a inclusão ou não dos histiocitomas fibrosos malignos neste grupo de neoplasias.

Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento - O que é um sarcoma de tecidos moles em cães

Sintomas do sarcoma de tecidos moles em cachorros

Os sintomas são variados, pois vão depender da área em que o tumor aparece. No entanto, todos os sarcomas de tecidos moles se apresentam como neoplasias de crescimento lento que podem aparecer em qualquer parte do corpo dos cães, geralmente tendo uma consistência lisa a firme com uma aparência irregular, lobulada e firmemente aderida ao tecido subjacente e/ou à pele.

Os diferentes sinais clínicos observados dependerão do local anatômico onde o tumor se instaurou. Se, por exemplo, se trata de um miossarcoma localizado em um músculo da perna do cachorro, será possível observar dor e um andar mancando. No caso dos neurofibrossarcomas, haverá sinais de alteração neurológica.

Contudo, de maneira geral, estes podem ser alguns sintomas do sarcoma de tecidos moles em cachorros:

Se você suspeita que o estado de saúde do seu cachorro não está adequado, recomendamos que você vá ao veterinário o mais rápido possível.

Causas do sarcoma de tecidos moles em cães

Não é fácil definir as causas do sarcoma de tecidos moles em cachorros, uma vez que podem ser várias. Nos tumores em geral, e particularmente nos que afetam os tecidos moles, há evidências de uma predisposição genética hereditária em determinadas raças ou, muitas vezes, em certas linhagens familiares. Algumas raças predispostas a sofrer com sarcomas são o pastor alemão, o boxer e o golden retriever.

Por outro lado, é improvável que as questões ambientais causem esse tipo de tumor. Outros possíveis gatilhos para sarcomas de tecidos moles incluem dieta e estresse.

Tratamento do sarcoma de tecidos moles

Atualmente, o único tratamento indicado para a eliminação do sarcoma em cães é a remoção cirúrgica do tumor. Dependendo de sua localização, do estado e estágio da neoplasia no momento do diagnóstico, em muitos casos é necessário apoiar o tratamento cirúrgico com quimioterapia e/ou radioterapia.

Foram postulados 5 estágios diferentes de sarcoma de partes moles: I, II, III, IV e V. O quinto estágio é chamado de recorrente, e ocorre quando o sarcoma reaparece após o tratamento, podendo fazê-lo em local próximo à sua localização inicial ou em um local distante, sendo este um fator a considerar para modificar parcialmente o novo tratamento a ser instituído.

Quando se confirma a presença de metástases, o uso da quimioterapia paliativa é totalmente recomendado, sendo que em muitos casos a quimioterapia pode ser iniciada antes da cirurgia, a fim de reduzir o tamanho do tumor e facilitar sua remoção.

Caso a remoção total do tumor não seja possível durante a cirurgia, uma segunda intervenção cirúrgica é recomendada para tentar realizar a remoção total da neoplasia. Nos casos em que, por motivos médicos diversos, não é possível realizar esta segunda cirurgia, a melhor medida a seguir é utilizar a radioterapia para controlar a doença residual, e a probabilidade de sucesso é alta.

Tratamentos alternativos para sarcoma de tecidos moles em cães

Existem outras alternativas terapêuticas para o tratamento dos sarcomas de tecidos moles em cachorros domésticos, mas atualmente elas se encontram em fase experimental. Contudo, resultados preliminares sugerem que em pouco tempo elas representarão uma valiosa contribuição para o tratamento desse tipo de neoplasia em cães.

Agora que você sabe o que é este tipo de sarcoma em cães, pode ser que também se interesse ler este outro artigo sobr terapias alternativas para cachorro com câncer.

Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento - Tratamento do sarcoma de tecidos moles

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • CAVALCANTI, Ellen Bethânia de Oliveira. Caracterização clínica, histopatológica e morfométrica dos sarcomas de tecidos moles em cães e impacto no prognóstico. 2019. Tesis Doctoral. brasil. Disponível em: Mhttps://187.12.85.64/handle/123456789/490>. Acesso em 23 de junho de 2021.
  • SILVEIRA, Matheus Folgearini, et al. Características epidemiológicas de sarcomas de tecidos moles caninos e felinos: levantamento de 30 anos. Revista Acadêmica Ciência Animal, 2012, vol. 10, no 4, p. 361-365. Disponível em: <https://periodicos.pucpr.br/index.php/cienciaanimal/article/view/12314>. Acesso em 23 de junho de 2021.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento
1 de 3
Sarcoma de tecidos moles em cães - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página