Partilhar

Boxer

Atualizado: 11 julho 2019
Boxer

O cachorro Boxer alemão é uma raça canina de trabalho e companhia de tipo molosso. É um cachorro de tamanho médio usado como vigilante há muitos anos. É um cruzamento entre um Brabant bullenbeisser e um Bulldog Antigo, raças já extintas.

Apareceu pela primeira em Munique (Alemanha) em um criador chamado von Dom. Durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial, o Boxer foi utilizado como cão mensageiro: transportava cabos de comunicação e corpos de soldados feridos no campo de batalha. Continua sendo eleito como um cachorro polícia em diferentes partes do mundo.

Nesta página de raça do PeritoAnimal, ensinamos tudo sobre o cachorro Boxer incluindo informações sobre a sua personalidade, alimentação, adestramento e educação. Em resumo, a descrição de um cachorro Boxer.

Origem
  • Europa
  • Alemanha
Classificação FCI
  • Grupo II
Características físicas
Altura
  • 15-35
  • 35-45
  • 45-55
  • 55-70
  • 70-80
  • Mais de 80
Peso adulto
  • 1-3
  • 3-10
  • 10-25
  • 25-45
  • 45-100
Esperança de vida
  • 8-10
  • 10-12
  • 12-14
  • 15-20
Atividade física recomendada
  • Baixa
  • Média
  • Alta
Recomendações
  • Arnês
Clima recomendado

Boxer: origem

Os cachorros Boxer são descendentes diretos do Bulldog e do pequeno bullenbeisser, uma raça desenvolvida por caçadores. O bullenbeisser era usado principalmente para a caça de animais de grande porte, ajudando os caçadores a encurralar e segurar as presas. Os melhores exemplares eram usados para reprodução por terem boa habilidade de caça, também buscavam potencializar certos traços morfológicos, como o focinho largo, nariz arrebitado e forte mordida, qualidades que ajudam a desempenhar melhor as tarefas. A raça se desenvolveu na Alemanha, graças a Friedrich Robert, Elard König e R. Höpner, fundadores do primeiro "Deutscher Boxer Club" no ano de 1895.

O American Kennel Club (ACK) foi a primeira federação canina internacional a reconhecer o Boxer no ano de 1904, mais para frente foi reconhecido pela United Kennel Club (UKC) no ano de 1948 e finalmente pela Federação Cynologique Internationale (FCI) no ano de 1995.

A raça foi bastante ignorada até a Segunda Guerra Mundial quando o Boxer foi usado como cachorro de guerra para realizar diversas funções, entre elas a recolha de corpos e envio de mensagens. Da mesma forma, também se introduziu a raça em corpos oficiais alemães. Mais adiante, a raça Boxer ganhou popularidade e foi especialmente demandado nos Estados Unidos. Atualmente os cachorros Boxer são excelentes cachorros de companhia.

É importante mencionar que a origem do nome gerou diversas discussões entre os apaixonados pela raça. Segundo o UKC o termo "bóxer" é de origem britânico e se deu pela predisposição da raça a usar as patas dianteiras, da mesma forma que os boxeadores. A verdade é que, os Boxer são cachorros que utilizam as patas dianteiras de forma habitual. No entanto, outra hipótese é de que deriva da palavra "Boxl" em alemão, que era utilizada para designar coloquialmente os bullenbeisser.

Boxer: características físicas

O cachorro Boxer é um cão de tamanho médio. Possui uma cabeça forte e pesada e uma mandíbula potente com grande pressão mandibular. O focinho é pequeno e possui uma máscara preta que o cobre. Antigamente, as orelhas e cauda do cachorro eram cotadas, opções que atualmente são rejeitada pela grande maioria dos criadores e tutores, além de ser proibido.

O pescoço é forte, redondo e musculoso, assim como as patas traseiras. O peito, amplo, confere uma grande presença ao animal. Geralmente, possui o pelo muito curto, brilhante e suave. As cores do cachorro Boxer variam entre o marrom, o preto e o tigrado. Geralmente, alguns exemplares possuem manchas e também é possível encontrar Boxers brancos ou albinos.

O macho é, geralmente, maior do que a fêmea, atingindo os 63 centímetros de altura e rondado os 25 - 30 quilogramas sem ser definido um peso máximo.

Boxer: personalidade

O bom olfato do cachorro Boxer e a sua grande bravura em caso de catástrofe já lhe concederam um dos primeiros postos como cachorro bombeiro. As suas qualidades são muitas, uma vez que se trata de um cão fiel, vigilante e ativo.

É um cachorro dócil, leal à sua família e incapaz de a machucar. Em alguns casos, pode ser demasiado protetor quando observa ou prevê um comportamento agressivo a algum membro da sua matilha. Respeita o desejo dos tutores e é paciente com crianças. É um cachorro territorial e dominante que alerta facilmente a família da presença de intrusos no lar.

É um cachorro muito curioso e cria um vínculo afetivo com os seus tutores, de quem nunca se separa e que procura não chatear. É necessário socializar corretamente um cachorro Boxer desde filhote para que a interação com humanos e cachorros seja perfeita. Pode ser um pouco brusco quando brinca, mas nunca com maldade.

Boxer: saúde

O tutor deve ter cuidado com o calor extremo e o exercício, pois nem sempre respiram corretamente e podem sofrer de insolação ou asfixia em casos graves.

Apesar de a esperança de vida de um cachorro Boxer ser, geralmente, de 10 anos, um Boxer feliz e bem cuidado pode ter uma longa vida até 13 ou 15 anos. São propensos a desenvolver cancro e doenças de coração, displasia de anca e epilepsia. Muita atenção com a torção gástrica e alergia a determinadas dietas.

A sua pele é delicada e, se não possuem uma cama cômoda ou se passar muito tempo no exterior, pode sofrer de calosidades nos cotovelos. É um cachorro que deve ter um espaço de repouso no interior da casa.

Boxer: cuidados

O Boxer necessita de dois ou três passeios diários, além de praticar exercício. Adora correr e perseguir objetos que produzam algum tipo de som, desenvolvendo a sua musculatura enquanto se diverte. É importante que tenha uma dieta controlada e adequada para não ganhar sobrepeso ou anorexia.

É indispensável estimulá-lo a nível físico e mental para que seja feliz. Além disso, é possível observar que responde maravilhosamente à atenção que lhe é dedicada. O Boxer socializado corretamente tende a relacionar-se facilmente com outros pets e adora investigar o cheiro de plantas e objetos diversos. Pode viver em apartamento ou em casa, sempre que lhe sejam proporcionados passeios e exercícios diários.

O Boxer aprecia que que você cuide das duas unhas, que lhe limpe remelas e babas. Deve dar-lhe banho uma vez por mês, de forma mais ou menos regular. Quando o Boxer é filhote, tenha muita atenção pois o banho deve dado com muito cuidado para não remover a proteção natural da sua pele.

Boxer: comportamento

O Boxer é um excelente cachorro de terapia, já que apresenta benefícios reais como a empatia, a relação com o ambiente, desinibição, espontaneidade, contato físico ou melhoria do estresse.

As relações do Boxer com as crianças são, geralmente, excelentes. Ele é famoso por sua paciência, afeto e vontade de brincar com os menores do lar. É certo que (como em todas as raças) podem existir casos de ataques ou agressões, mas a responsabilidade nesses casos recai sobre os tutores e a educação que dão ao cachorro.

Quanto às relações com outros cachorros, é um cão que pode ser um pouco feroz, dominante e territorial se não for socializado (especialmente com outros machos). No geral, ele se comporta fantasticamente com outros pets e interage com elas sem problema algum, apenas querendo brincar.

Boxer: educação

Ocupa o posto 48 na classificação de inteligência dos cachorros. Ainda assim, pelo tremendo vínculo que cria com os seus tutores, responderá ativamente a jogos e comandos, mesmo que necessite de mais tempo que outras raças. No adestramento do cachorro Boxer, é imprescindível usar o reforço positivo com guloseimas e brinquedos para pets, aumentando assim o interesse do cachorro além de reforçar o vínculo entre vocês.

O cachorro Boxer pode aprender uma infinidade de comandos como sentar, dar a pata, deitar, dar voltas, perseguir brinquedos, ficar quieto, entre outros. É um cachorro obediente. Além disso, ele vai adorar se sentir útil realizando as suas próprias tarefas dentro de casa, como avisar se chegam estranhos, cuidar dos menores e protegê-los de qualquer perigo de forma corajosa.

Curiosidades

  • É muito sensível aos outros cachorros latindo;
  • O Boxer nunca desiste de uma briga, é muito corajoso;
  • O cachorro Boxer não é considerado uma raça perigosa embora em alguns lugares seja, por isso informe-se antes de viajar com ele;
  • Paciente, sociável e equilibrado, gosta de brincar e é um excelente babá de crianças;
  • É um cachorro muito limpo que dedicará algum tempo a se higienizar;
  • É um fiel amigo.
Bibliografia
  • Imagem 11: Reprodução/Confederação Brasileira de Cinofilia

Fotos de Boxer

Vídeos de Boxer

1 de 3
Vídeos de Boxer
Artigos relacionados

Suba a sua foto de Boxer

Suba a foto do seu Pet

Escrever comentário sobre Boxer

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
Como avalia esta raça?
2 comentários
A sua avaliação:
Marco Antonio Queiroz de Paula
adoro a raça boxer, tenho uma fêmea de 6 meses
Hugo
Eu me chamo Nala sou uma Boxer de 4 meses.

Boxer
1 de 11
Boxer

Voltar ao topo da página