Partilhar

Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos

 
Por Liliana Ramos, Jornalista especializada em mundo animal. Atualizado: 2 dezembro 2019
Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos

Ver fichas de  Cachorros

Com o aumento das temperaturas, muitas espécies de animais e vegetais reativam seus ciclos de vida e podem causar reações em nossos amigos peludos. Mas quando vemos uma lesão na pele do nosso cachorro, como podemos diferenciá-la das milhares de variantes que podem afetá-lo? Existem os parasitas externos como pulgas ou carrapatos, alergias cutâneas por contato com plantas em floração ou novas no ambiente, assim como fungos, como a tão comum e temida micose.

A menos que você tenha um veterinário na família com o qual possa discutir sua dúvida, é necessário procurar um veterinário para fazer o diagnóstico diferencial em seu animal de estimação. Muitas vezes, através da simples observação é possível chegar ao diagnóstico, mas em outros casos, pode ser necessário realizar uma raspagem em qualquer uma das áreas lesionadas e uma observação sob um microscópio para saber com exatidão qual é o novo hóspede em seu cachorro e, dessa forma, encarar o tratamento adequado.

Como o título já indica, o assunto é fungo em cachorro, mas como existem milhares de espécies e subtipos, não vamos te dizer o que é cada um deles e seus possíveis tratamentos, pois essa será a tarefa do profissional que atende seu amigo peludo. Neste artigo do PeritoAnimal explicamos como reconhecer o problema e quais tratamentos existem no mercado.

Também lhe pode interessar: Bordetella em cães - Sintomas e tratamento

Sintomas de fungos em cachorros

Os sintomas podem variar, mas os principais sintomas de fungos em cachorro são os seguintes:

  • Coceira constante;
  • Perda de pelo em áreas específicas;
  • Pele descamada de diferentes formas, com cascas brancas ou negras;
  • Pele inflamada, avermelhada ou com áreas endurecidas;
  • Mudanças de cor na pele sem pelo;
  • Podem haver lesões nas unhas;
  • Em casos muito extremos, você notará o cachorro muito ansioso e incomodado.

A primeira coisa que você deve ter em mente é que, independentemente do tipo de fungo que está afetando seu cachorro, ele estará enfrentando uma doença tópica, porque os fungos primeiro colonizam e depois se reproduzem nas camadas superficiais da pele.

Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos - Sintomas de fungos em cachorros

Diagnóstico de fungo em cachorro

O diagnóstico que o veterinário fará para identificar o fungo no cachorro é muito simples. Primeiro, antes da inspeção ocular das lesões, poderá usar a lâmpada de Wood, que gera uma fluorescência na presença dos ácaros e será positiva em 50% dos casos. Estas serão as lesões escolhidas para continuar a avaliação.

As amostras são sempre retiradas da periferia da lesão. Se o cachorro tiver muitas, a mais representativa ou a mais nova será escolhida, para evitar contaminações. Em geral, as mais antigas são as mais contaminadas. Mas, para continuar reduzindo essa possível contaminação, a área será limpada com algum desinfetante antes da extração da amostra.

As amostras são geralmente de pelos, unhas ou pele. As mais comuns são de pelos e pele. Os pelos são geralmente arrancados para ficarem completos, e não cortados. A pele é raspada na periferia, pois normalmente no centro temos inflamação e a amostra não seria tão representativa.

Uma vez que essa amostra seja colhida corretamente pelo veterinário, os procedimentos que podem ser utilizados são: o exame microscópico direto, que gera muitas dúvidas e falsos positivos, por isso não é o método mais utilizado, e as culturas. Estas últimas são as mais comuns para um diagnóstico preciso, pois é possível utilizar antibióticos para verificar a quais são resistentes e a quais não são. Muitas vezes esse método deve ser enviado aos laboratórios, pois o veterinário nem sempre está equipado com tudo o que é necessário, e isso pode atrasar o resultado em alguns dias.

Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos - Diagnóstico de fungo em cachorro

O que fazer para acabar com fungos em cachorro

Já falamos sobre o fato de que, na presença de qualquer um desses sintomas de fungo em cachorro, é necessário procurar um veterinário para um diagnóstico correto, pois existem muitas doenças que compartilham sintomas com as fúngicas. Algumas medidas que você pode tomar até que possa ir ao veterinário são as seguintes:

  • Não dê banho no cachorro com muita frequência, já que isso gerar um ambiente ideal para que os parasitas continuem se proliferando;
  • Caso tenha mais animais em casa, ou crianças, tente evitar que durmam juntos, compartilhem cobertas ou roupas e escovas, uma vez que isso facilita o contágio;
  • Existem fungos em cachorro que podem passar para humanos, como a micose, por isso você deve sempre higienizar suas mãos.
  • Se o cachorro infectado viajar no carro ou subir no sofá, utilize cobertores e lave-os com regularidade.

Veja, a seguir, o que fazer para acabar com fungos em cachorro.

Remédios para fungo em cachorro

Os tratamentos conhecidos para o tratamento de fungos em cachorro são:

  • Tratamento alopático ou convencional: corticoides e/ou antibióticos. O cetoconazol é o medicamento mais usado nesses tipos de doenças. Pode ser encontrado na forma de loções ou pomadas, e na sua variante oral. Insisto em que apenas o seu veterinário pode prescrevê-lo e indicar o uso mais apropriado para cada caso, dependendo da gravidade do animal.
  • Tratamento homeopático: não existem medicamentos exclusivos para esses problemas, mas posso te dizer várias coisas que motivarão sua escolha. Esses tipos de doenças são causadas por uma baixa defesa do seu animal. Nós convivemos com esses patógenos diariamente, mas nem sempre adoecemos. Portanto, ao tomar seu medicamento de base, você vai ajudá-lo a encontrar seu equilíbrio novamente e a não adoecer novamente por fungos ou outras doenças.
  • Florais de Bach: existem 38 florais diferentes, de acordo com o humor do animal de estimação. O animal deprimido não é o mesmo que aquele que está ansioso por causa da coceira que está sofrendo. Portanto, consulte um terapeuta floral veterinário ou seu próprio veterinário, se ele tiver conhecimento sobre o assunto.
  • Reiki: não vou te dizer que encontraremos a solução através dessa terapia, mas sim, ela ajudará a aceitar com harmonia qualquer tratamento que que for escolhido e ajudará a não terminar com um novo problema, algo que muitas vezes acontece nesses casos.
  • Alimentação saudável: existem dietas caseiras que ajudarão seu cachorro a ficar com as defesas altas para enfrentar qualquer doença que se apresente a ele. São mudanças progressivas, mas que nos futuro ajudarão a vida de seu mascote.
  • Creme antimicótico: você também pode administrar um creme para fungos em cachorros, mas apenas quando recomendado pelo veterinário. Essas pomadas para cachorros com fungos podem ajudar o cachorro a aliviar seus sintomas e a reduzir pouco a pouco a infecção.

Como você verá, há vários tratamentos possíveis para esses "bichinhos" e alguns conselhos que serão úteis para que seu animal de estimação fique feliz e pleno novamente. Faça uma limpeza completa do ambiente para eliminar os esporos que podem reinfectar seu animal de estimação, limpe ou remova todos os objetos que estiveram em contato com seu animal e lave as mãos periodicamente.

Tratamento caseiro para fungos em cachorro

Embora existam alimentos e produtos com propriedades antibacterianas, como o vinagre de maçã para cachorros, seu uso como remédio caseiro para fungos em cachorros é desencorajado, dada sua eficácia limitada. Somente o veterinário pode prescrever o produto certo para eliminar a infecção do seu amigo peludo.

Fungo em cachorro pode passar para humanos

Entre as diversas doenças que um cachorro pode transmitir a um ser humano, sabemos que fungo em cachorro pode passar para humanos, entre cachorros e até mesmo entre diferentes tipos de animais, como gatos ou porquinhos-da-índia. Essa transmissão pode ser produzida por contato direto ou por objetos que contenham os agentes que causam esta doença, geralmente por descamação ou pelos.

Tratar os fungos do seu cachorro é importante não apenas para a saúde deles, mas também para a sua e a dos membros da sua família.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças bacterianas.

Vídeos de Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos

1 de 3
Vídeos de Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos

Escrever comentário sobre Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos
1 de 3
Fungo em cachorro - Sintomas e tratamentos

Voltar ao topo da página