menu
Partilhar

Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 20 setembro 2021
Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

Os cachorros apresentam naturalmente bactérias em sua boca, mais especificamente na língua, superfície dental, mucosa oral e saliva. O problema surge quando essas bactérias se alimentam dos restos de comida que o cachorro deixa sobre ou entre seus dentes, pois produzem ácidos que dissolvem a barreira protetora dos dentes chamada esmalte. Quando este esmalte enfraquece, as bactérias podem formar uma placa bacteriana e invadir gradualmente cada vez mais a superfície do dente.

Nos piores casos, quando as cáries não são detectadas nem tratadas precocemente, podem invadir estruturas mais profundas do dente, como a polpa dentária e até passar para a corrente sanguínea, chegando aos órgãos, como o coração ou o rim. Os cachorros afetados por cáries são inicialmente assintomáticos, mas, posteriormente, começam a apresentar doenças como dor ao mastigar, recusa de comida ou dos alimentos mais duros, mau hálito, inflamação das gengivas ou sangramento bucal.

A melhor maneira de evitar as cáries nos cachorros é a prevenção por meio de higiene bucal adequada, limpezas de rotina e inspeções veterinárias. Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para conhecer mais sobre a cárie em cachorro, suas causas, sintomas e tratamento. Boa leitura.

Cárie em cachorro

Então quer dizer que cachorro tem cárie? Sim, a cárie é uma patologia que pode afetar os dentes dos cachorros. Consiste na degradação e desmineralização do esmalte dentário. Ocorre porque as bactérias presentes na boca liberam diferentes tipos de ácidos para degradar os carboidratos que ficam na boca do cachorro após cada refeição. Esses ácidos também têm a capacidade de desmineralizar o esmalte, dissolvendo os sais de cálcio do dente.

Este esmalte é a camada que protege os dentes das agressões externas. Quando é alterado, desaparece ou enfraquece, permite a exposição aos germes presentes na boca, que podem proliferar e danificar estruturas mais profundas, como a dentina e a polpa dentária, causando desde pequenas lesões até a destruição completa do dente afetado. A cárie em cachorro costuma ser encontrada, normalmente, na fossa central do primeiro molar do maxilar superior, bem como nas áreas entre os dentes próximos.

Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento - Cárie em cachorro

Causas de cáries em cachorros

As cáries nos cachorros têm uma origem multifatorial, ou seja, são vários os fatores que podem desencadeá-la. Entre elas, estão:

  • Presença de bactérias bucais.
  • Higiene dental inadequada ou deficiente.
  • Predisposição hereditária, é mais frequente em raças pequenas e cachorros braquicefálicos.
  • Idade avançada.
  • Dieta inapropriada.
  • pH da saliva.
Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento - Causas de cáries em cachorros

Sintomas de cáries em cachorros

Você já viu que cachorro tem cárie e, para saber se ele está com uma cárie, basta verificar sua boca, embora, mesmo sem necessidade de visualizá-la diretamente, você pode detectar outros sinais clínicos que devem fazer você suspeitar da presença dessa patologia dentária.

O problema é que, muitas vezes, quando a cárie é descoberta, já está muito avançada, ou seja, há vários dentes afetados e infecções secundárias ou até complicações mais graves são desenvolvidas. Por isso, é importante verificar regulamente a boca do cachorro e ir ao veterinário se detectar um ou mais desses sinais:

  • Anorexia.
  • Dor bucal.
  • Tártaro.
  • Mau-hálito ou halitose.
  • Gengivas retraídas.
  • Hipersalivação.
  • Sangramento.
  • Inflamação das gengivas ou gengivite.
  • Dificuldade para morder ou mastigar.
  • Rejeição aos brinquedos de morder.
  • Menor atividade.
  • Febre, quando há infecções secundárias.
Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento - Sintomas de cáries em cachorros

Como detectar a cárie em cachorro?

Como mencionamos, muitas vezes, as cáries são descobertas quando já estão muito avançadas. Detectar cáries em cachorros pode ser difícil nos estágios iniciais, pois não apresentarão sintomas e, a menos que a boca seja verificada por seu veterinário durante um exame geral, costumam passar despercebidas para os tutores. Por este motivo, é muito importante marcar check-ups veterinários regulares e que seja realizada uma inspeção exaustiva da boca. Além disso, em casa você pode prestar atenção se o cachorro mostra algum dos sinais clínicos que mencionamos.

Ao realizar uma inspeção odontológica, podem ser encontradas pequenas áreas de desmineralização, de cor marrom escuro se forem antigas, caso em que são mais duras. As cáries recentes ou ativas apresentarão uma cor marrom claro e o esmalte e a dentina estarão amolecidos. Convém prestar atenção especial ao primeiro molar superior, o espaço entre o primeiro molar superior e o quarto pré-molar superior e o primeiro molar inferior, porque são as áreas mais frequentemente afetadas pelas cáries. Para determinar o grau de afetação sobre as estruturas internas dos dentes serão necessárias técnicas de imagem, como a radiografia.

Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento - Como detectar a cárie em cachorro?

Como tirar a cárie do dente do cachorro?

Se uma radiografia mostra que a polpa do dente está afetada, e se o cachorro está com um dente podre, como dizem popularmente, o único tratamento é a extração do dente, embora também possa ser considerada a realização de uma endodontia ou reconstrução do dente, se possível. A desvantagem dessas operações é que requerem anestesia geral e muitos cães com cáries são idosos e apresentam patologias concomitantes, o que implica em maior risco anestésico.

Por outro lado, quando as cáries não afetaram estruturas profundas e se limitam ao esmalte, pode-se realizar uma obturação para reconstrução e remineralização do dente afetado, sem a necessidade de extração. Em qualquer caso, deve ser sempre avaliado por um veterinário, que irá levar em consideração a anamnese, o estado físico do cachorro e os riscos.

Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento - Como tirar a cárie do dente do cachorro?

Como prevenir a cárie em cachorro

É importante prevenir a cárie nos cachorros, não apenas porque pode ocasionar incômodos ou as dores que já explicamos, mas porque, além disso, pode ser fonte de infecções capazes de desencadear graves patologias se as bactérias passam para a corrente sanguínea, espalhando-se para os órgãos, como os rins e o coração. As melhores medidas preventivas para as cáries nos cachorros, são:

  • Escovação frequente dos dentes com escova e pasta para cachorros.
  • Alimentação seca que favoreça a eliminação dos restos de comida entre e sobre os dentes, que são os que estimulam a formação de placa bacteriana.
  • Check-ups dentais e de rotina no centro veterinário.
  • Uso de produtos específicos, como snacks, ossos ou objetos para a higiene oral.
  • Limpeza dentária profissional na clínica veterinária.

Agora que você já sabe tudo sobre a cárie em cachorros e viu o que fazer nestes casos, recomendamos a leitura deste outro artigo com dicas para cuidar dos dentes do seu cachorro.

Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento - Como prevenir a cárie em cachorro

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças bacterianas.

Bibliografia
  • Desachy, F. (2018). Los cuidados del perro día a día. DVE publishing.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento
1 de 7
Cárie em cachorro - Causas, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página