Partilhar

Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais

Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais

Ver fichas de  Cachorros

A cefalexina é um antibiótico indicado para o tratamento de diferentes infecções causadas por bactérias, como veremos neste artigo do PeritoAnimal. É um medicamento comum na medicina humana e veterinária, ou seja, a cefalexina para cachorros pode ser incluída em determinados tratamentos, desde que prescrita pelo veterinário, é claro.

É muito importante que os antibióticos sejam administrados apenas com a dosagem e as orientações indicadas na clínica veterinária, pois, caso contrário, o animal poderá sofrer sérias consequências para sua saúde. Continue lendo para descobrir tudo sobre a cefalexina para cachorros, para que serve, qual é a dose recomendada e quais efeitos colaterais ela pode apresentar.

O que é a cefalexina?

A cefalexina é um medicamento antibiótico de amplo espectro. Falando de formar mais específica, é uma cefalosporina das chamadas de primeira geração. É um antibiótico beta-lactâmico que funciona se ligando, dentro da membrana citoplasmática da bactéria, às enzimas responsáveis pela formação da parede celular. Isso evita que sejam protegidas adequadamente e, eventualmente, leva à morte das bactérias.

A cefalexina para cachorro é igual à dos humanos, mas é comercializada por diferentes laboratórios, alguns especificamente para uso veterinário. Como esse medicamento existe para seres humanos e animais, é aconselhável escolher cefalexina veterinaria pois é formulada para cachorros. De fato, dependendo da legislação em vigor em seu local de residência, pode ser que o veterinário precise receitar apenas a cefalexina para cachorro.

Para que serve cefalexina em cachorro?

Por se tratar de um antibiótico, a cefalexina para cães é utilizada para combater infecções bacterianas produzidas por bactérias sensíveis a esse fármaco, entre a quais se destacam os estreptococos betahemolíticos, estafilococus intermedius e aureus, Escherichia coli, Klebsiella spp., Pastereulla ou Salmonella. Portanto, é ativa contra bactérias do grupo Gram-positivo e Gram-negativo, embora neste último a eficácia do medicamento seja considerada variável.

A cefalexina para cães pode ser prescrita para o tratamento de piodermas, que são infecções na pele, tanto superficiais quanto profundas, e outras infecções bacterianas como as osteoarticulares, ou aquelas que afetam o sistema genitourinário, aos chamados tecidos moles, ao ouvido ou vias respiratórias. Como vemos, é um antibiótico eficaz somente para tratar doenças específicas, por isso é o veterinário que deve recomendar seu uso. Você jamais deve medicar seu cachorro por conta própria, muito menos quando se trata de antibióticos. Um mal uso pode criar resistências que fazem com que os antibióticos deixem de ser efetivos, de modo que cada vez será necessário recorrer a antibióticos mais fortes, com todos os riscos associados.

Posso usar cefalexina para cachorro com sarna?

A sarna em cachorros é uma doença causada por ácaros, de modo que a cefalexina não será o tratamento adequado. O veterinário indicará o melhor tratamento de acordo com o tipo de sarna.

Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais - Para que serve cefalexina em cachorro?

Dose de cefalexina para cachorro por peso

Qual é a dose de cefalexina para cachorro? A dose de cefalexina dependerá do peso do seu cachorro e da apresentação escolhida do medicamento, uma vez que o xarope de cefalexina não é a mesma coisa que a cefalexina injetável ou em comprimidos, tabletes ou cápsulas. O veterinário prescreverá a apresentação mais apropriada para o seu cachorro, levando em conta a doença e buscando a forma de administração mais simples e menos estressante para o animal.

Além disso, para determinar a dose e o esquema de administração, é necessário levar em conta o tipo de infecção e o patógeno que a causa, o que pode ser determinado realizando uma cultura. A cefalexina pode ser administrada a cada 12 ou 8 horas, dependendo dos critérios veterinários. É importante saber que recomenda-se a administração de cefalexina para uso oral em alimentos para evitar seus efeitos colaterais, que são basicamente de natureza digestiva. Também pode ser fragmentada para facilitar sua mistura aos alimentos.

A dose marcada para a via oral varia entre 20 e 60 mg por kg de peso do cachorro e deve ser mantida por cerca de 5-7 dias após a remissão da sintomatologia, como o veterinário indicará. Os tratamentos são prolongados, durando várias semanas. É muito importante que o veterinário ajuste a dose e, para isso, é necessário pesar o cachorro corretamente. Você deve se preocupar em administrar o medicamento completamente porque se a quantidade for insuficiente não será eficaz.

O preço da cefalexina veterinária vai variar consideravelmente dependendo da marca e do formato prescrito pelo veterinário. Como exemplo, é possível encontrar caixas com 10 comprimidos por cerca de R$70,00.

Contraindicações e efeitos colaterais da cefalexina para cachorro

A cefalexina é contraindicada para todos os cachorros que são hipersensíveis às cefalosporinas. Entre seus efeitos colaterais os mais comuns são os do tipo digestivo quando a cefalexina é administrada por via oral. Entre eles estão as náuseas, diarreia e vômitos, normalmente de nível leve. Por isso, é recomendável oferecer este medicamento com algum tipo de alimento. Se esses efeitos colaterais não remitirem ou se agravarem, o tratamento deve ser interrompido e o veterinário deve ser notificado imediatamente.

Não se recomenda dar cefalexina para cachorras em estado de gestação ou durante a lactação, já que ainda não há dados sobre sua segurança em relação aos fetos ou filhotes. Apenas o veterinário pode avaliar os riscos e decidir receitá-la ou não. O mesmo vale para cachorros que sofrem de insuficiência renal.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Medicamentos.

Vídeos relacionados com Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais

1 de 3
Vídeos relacionados com Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais

Escrever comentário sobre Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Maria Goreti Guaitoli
Cao tomando cefalexina e maxican, pode tomar remedio para carrapatos?

Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais
1 de 2
Cefalexina para cachorro: doses, usos e efeitos colaterais

Voltar ao topo da página