menu
Partilhar

Cárie em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção

 
Por Laura García Ortiz, Veterinária especializada em medicina felina. 27 maio 2022
Cárie em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção

Ver fichas de  Gatos

Os gatos podem ter cárie? Se você observou que o gato tem algum sintoma como mau hálito, dor ou desconfortos na boca, dificuldade de ingerir determinados alimentos ou está com apetite diminuído, possivelmente poderá pensar "meu gato tem um dente podre", mas não é bem assim. Esses sinais podem corresponder às cáries ou desmineralização do esmalte dentário devido aos ácidos produzidos pelas bactérias bucais após a ingestão de carboidratos. Naturalmente os nossos gatos se alimentam com pouco carboidrato e não estão tão predispostos a ter cárie, mas, com a variedade de alimentos que temos atualmente, além de oferecermos alimentos de humanos ricos em açúcares e a má higiene bucal que muitos gatos possuem, cada vez mais se observa cáries nesses animais.

Você acha que isto está acontecendo com o gato que vive com você? Continue lendo este artigo do PeritoAnimal para saber mais sobre a cárie em gatos, seus sintomas e tratamentos.

O que são cáries?

A cárie é um problema que afeta os dentes e consiste na desmineralização e degradação do esmalte dental. Embora devido à sua alimentação natural a cárie não seja tão frequente nos gatos como nos cães, alguns gatos podem desenvolver cárie devido a dieta e a má higiene bucal, dentre outros motivos.

Esta degradação e desmineralização do esmalte dentário ocorre quando as bactérias presentes na boca degradam os carboidratos ou açúcares que permanecem na boca após a alimentação, liberando uma série de ácidos que dissolvem os sais do cálcio dos dentes. Esse dano ao esmalte induz a progressão da infecção causando problemas em estruturas mais profundas como a polpa dental e a dentina, que podem acabar destruindo o dente.

Causas de cárie em gatos

A principal causa de cárie em gatos é uma alimentação rica em açúcares ou carboidratos, o que naturalmente não é comum nos felinos pois são animais desenvolvidos para obter toda a sua energia da carne, que é pobre em carboidratos e rica em proteínas e gorduras. Entretanto, hoje em dia existem alimentos e rações úmidas para gatos, assim como petiscos, que possuem uma quantidade grande de carboidratos, acima das necessidades diárias, sendo um fator de risco para o aparecimento de cárie. Neste outro artigo falamos com mais profundidade sobre a alimentacão do gato.

Outras causas que podem explicar o aparecimento de cárie em gatos são:

  • Doenças virais como a leucemia, a imunodeficiência, a rinotraqueíte e a calicivirose.
  • Regurgitação de bolas de pelo do estômago (devido ao pH ácido).
  • Dieta pobre em cálcio ou com excesso de vitamina D.
  • Doença periodontal ou gengivoestomatite crônica felina devido à fermentação bacteriana.
  • Fraturas dentais.
  • Reações imunomediadas.

Sintomas de cárie em gatos

As cáries podem ser reconhecidas a olho nu se abrirmos a boca do nosso gato para observar os dentes. No entanto, existem alguns sinais clínicos que podem sugerir que nosso gato tenha cárie ou algum outro problema bucal relacionado como doença periodontal, tártaro ou gengivoestomatite felina crônica, que são:

  • Anorexia ou dificuldade de mastigação
  • Perda de peso
  • Dor de dente
  • Tártaro
  • Gengivite (inflamação das gengivas)
  • Halitose (mau hálito)
  • Hipersalivação
  • Letargia ou apatia
  • Gengivas retraídas
  • Dentes amarelados
  • Inatividade
  • Dente sangrando
  • Febre caso tenha infecção secundária

Como tratar cárie em gatos?

O tratamento para a cárie nos gatos vai depender da gravidade de cada caso. Portanto, se o gato possui uma ou várias cáries de tamanho pequeno que não invadem as estruturas profundas do dente, se pode considerar uma obturação para remineralizar ou reconstruir o dente afetado, bem como uma limpeza dos dentes para preservar a saúde bucal. Entretanto, se for realizada uma radiografia do dente e identificado que a polpa dentária foi afetada, o único tratamento possível é a extração do dente ou a realização de uma reconstrução ou endodontia.

Cárie em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção - Como tratar cárie em gatos?

Como prevenir a cárie nos gatos

A melhor maneira de prevenir as cáries nos gatos é mantendo uma boa saúde bucal por meio de escovação dental com escova e pasta dental apropriadas para gatos, nunca se deve usar pasta dental de humanos em gatos ou outros animais.

Alimentos duros, que os gatos necessitam mastigar para triturar e depois engolir são melhores para preservar a saúde bucal do felino. Isso ocorre porque a fricção dos alimentos duros quando é mastigado pelo gato produz erosões na superfície dos dentes que atua como uma escova ou extrator natural de sujidades dos dentes, evitando que se acumule tártaros e comida, que servem como substrato para a metabolização dos açúcares pelas bactérias presentes naturalmente na boca do pequeno felino.

Também é importante não oferecer alimentos doces para os gatos e não exagerar nas recompensas e petiscos ricos em carboidratos para reduzir os açúcares, que podem servir de substrato para a produção de ácidos pelas bactérias presentes na boca. No entanto, é bom oferecer petiscos e alimentos especialmente fabricados para a higiene bucal do gato, pois exercem a função de erosivos como os alimentos duros comentado anteriormente.

A ração úmida também é um alimento completo e benéfico para a saúde renal dos gatos pois proporcionam uma dose extra de umidade na dieta, e esses animais costumam beber pouca quantidade de água diariamente. Embora, uma dieta rica em alimentos úmidos com alimentos secos de baixa qualidade pode favorecer o aparecimento de cárie, pois contêm mais carboidratos que os alimentos secos. Por este motivo, o melhor é oferecer uma refeição com ração úmida diariamente, preferencialmente de manhã e ração seca nas demais refeições.

Claro que a dieta caseira é a mais benéfica para estes animais pois é uma alimentação mais natural. No entanto, é preciso obter orientação de um veterinário (a) especializado (a) em nutrição felina para prevenir a aparição de problemas bucais e deficiências nutricionais.

Agora que você já sabe tudo sobre a cárie em gatos, não perca este outro artigo no qual falamos sobre a alimentação natural para felinos. Além disso, no vídeo a seguir apresentamos 7 frutas que os gatos podem comer, mas com moderação:

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cárie em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Harvey, A., Tasker, S. (Eds). (2014). Manual de Medicina Felina. Ed. Sastre Molina, S.L. L ́Hospitalet de Llobregat, Barcelona, España.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
Cárie em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção
1 de 2
Cárie em gatos - Sintomas, tratamento e prevenção

Voltar ao topo da página