Partilhar

Alimentação natural para gatos

Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 7 maio 2020
Alimentação natural para gatos

Ver fichas de  Gatos

A alimentação natural tem sido uma tendência cada vez mais escolhida como alimentação diária dos animais.

Apesar de parecer algo mais fácil, simples e acessível, a dieta natural exige muita dedicação e consciência por parte do tutor. Se ela não for bem elaborada e fornecida, o animal pode ter desequilíbrios nutricionais e energéticos que podem afetar a saúde do animal.

Neste artigo do PeritoAnimal, vamos explicar em que consiste a alimentação natural para gatos e como deve ser elaborada e fornecida para que o seu pet possa ter uma alimentação equilibrada.

Também lhe pode interessar: Alimentos ricos em taurina para gatos

O gato: um animal carnívoro

Os gatos possuem uma dentição e um trato gastrointestinal específico para a ingestão e digestão da carne, fonte proteica essencial para os carnívoros. Os seus dentes afiados, estômago grande, intestino curto e sem ceco fazem com que os gatos sejam incapazes de processar plantas.

A taurina e a carnitina, aminoácidos essenciais, são especialmente adquiridos através da ingestão de carne e vísceras.

Além disso, o fígado e o pâncreas dos felinos não apresentam grande capacidade de processar glicose. A ingestão de hidratos de carbono, como arroz, massa, milho, batata e frutas, fonte de glicose, pode levar a uma condição chamada de hiperglicemia (aumento da concentração de glicose no sangue) e consequentemente a diabetes mellitus tipo II.

No passado, os gatos selvagens bebiam água, mas era através da ingestão de carne que eles garantiam a sua hidratação. Hoje em dia, os gatos nem sempre garantem a sua hidratação com a alimentação seca, sendo especialmente exigentes com as suas fontes de água. Existem alguns truques para manter o seu gato corretamente hidratado que você pode conferir no artigo Truques para o meu gato beber água.

Alimentação natural para gatos - O gato: um animal carnívoro

Alimentação natural para gatos: em que consiste

Para fornecer uma alimentação natural, o tutor deve ter em consideração que a qualidade e quantidade dos produtos precisam ser muito bem controladas, correndo o risco de não garantir uma dieta equilibrada.

O tipo de dieta natural BARF (Biologically Appropriate Raw Food) é a nova tendência. Esta dieta consiste no fornecimento de alimento crus sem serem processados ou cozinhados.

Associada a este dieta estão alguns benefícios, como absorção mais eficiente, mas a mesma também pode levar à transmissão de parasitas e zoonoses (doenças que podem ser transmitidas ao ser humano).

Importante salientar:

Alimentação natural para gatos: vantagens e desvantagens

Vantagens

  • Para quem gosta de de controlar e saber exatamente o que o animal está comendo, é uma opção viável.
  • Comida natural caseira tem uma percentagem de água superior à ração seca, prevenindo a desidratação e possíveis problemas urinários.
  • A menor quantidade de fibra e hidratos de carbono, produzem fezes com menos volume e mau cheiro.

Desvantagens

  • Exige algum trabalho e dedicação por parte do tutor, causando, por vezes, desistência após algum tempo.
  • Outro problema associado é a recusa do animal pela nova dieta. É importante fazer uma transição correta entre a alimentação atual e a nova alimentação, de forma a reduzir a probabilidade de recusa e distúrbios gastrointestinais. Mesmo com a transição corretamente feita, o animal pode mesmo recusar-se a comer.

Alimentação natural para gatos: ingredientes

Carnes

  • Peixe
  • Frango
  • Bovino
  • Coelho
  • Carneiro
  • Cordeiro e pato são outras opções, mas possuem muita gordura.

Tenha atenção à origem do peixe, atualmente vêm contaminados com mercúrio, chumbo ou arsênio. Se certifique que o local onde você adquire os alimentos é de confiança.

Existem diversas receitas caseiras de carne para gatos que você pode experimentar.

Vísceras

  • Coração, fonte de vitamina A, ferro, Taurina e L-carnitina
  • Fígado, fonte de vitamina A, C, D, E, K e do complexo B, ferro, zinco, omega 3 e 6
  • Rins
  • Baço
  • Pâncreas

Legumes e vegetais

  • Batata doce
  • Agrião
  • Alface
  • Brócolos
  • Rúcula
  • Pepino
  • Nabo

Ovo

Frutas

  • Ameixa
  • Banana
  • Figo
  • Goiaba
  • Maça
  • Melão
  • Melancia
  • Mirtilo
  • Morango
  • Pêra
  • Pêssego
  • Kiwi

Em certas situações, pode ser necessário suplementar o gato com nutrientes e vitaminas essenciais para garantir um correto funcionamento do organismo.

Exemplo de dieta BARF para gatos

O nome da dieta BARF tem dois significados: Bones and Raw Food, que significa "ossos e alimentos crus", e Biologically Appropriate Raw Food, que é o nome dado a esta dieta em inglês, que significa "Comida Crua Biologicamente Apropriada". Este tipo de alimento foi implementado por Ian Billinghurst em 1993, embora o nome BARF seja devido a Debbie Trip.

A ideia por trás desta dieta é que o gato possa ser alimentado o mais próximo possível da sua alimentação na natureza, com base em carne crua, ossos, vísceras e uma pequena porção de vegetais crus.

Supõe-se que, alimentando desta forma, o gato terá todos os nutrientes necessários para ser saudável, além de evitar os efeitos nocivos que os alimentos processados podem trazer, por causa da quantidade de produtos químicos e farinhas que contêm, já que podem provocar doenças, alergias e até mesmo gerar obesidade.

Depois que Billinghurst publicou sua teoria, muitos veterinários, pesquisadores e, com o tempo, protecionistas e defensores do modo de vida orgânico, optaram por alimentar seus gatos com este tipo de dieta, promovendo e difundindo esta forma natural de alimentar os animais como a mais apropriada e natural.

Se você está interessado em começar a alimentar seu gato com o método BARF, aqui está um exemplo de como identificar as porções:

  • 1/2 quilo de carne de frango ou de peru, entre peito, asas, pescoço, etc.
  • 400 gramas de coração, seja de vaca, frango ou cordeiro
  • 200 gramas de fígado de galinha
  • 300 gramas de legumes ralados (abobrinha, cenouras e abóbora)
  • 1 ovo
  • Óleo de peixe

Preparação da dieta BARF

Corte muito bem a carne e os ossos, em casa ou cortando-os quando os comprar. Coloque em um recipiente e adicione o coração, legumes e ovo. Misture muito bem os ingredientes com a carne. Adicione um pouco de óleo de peixe, uma fonte de ômega 3, de acordo com o peso do seu gato. Você pode usar óleo de salmão, por exemplo.

Separe em porções com papel filme e guarde no congelador. Na noite anterior, comece a descongelar as porções que vai precisar no dia seguinte, para servi-las ao seu gato à temperatura ambiente.

A ideia é que você possa variar os ingredientes. Uma vez por semana, adicione peixe em vez de fígado; quando estiver sem coração, adicione taurina em suplementos; alterne os vegetais que usa.

Se você preferir adicionar taurina em suplementos, você pode adicioná-la diretamente à porção no momento em que seu gato vai comê-la, para evitar a "oxidação" dos componentes e facilitar o cálculo da quantidade certa de acordo com o peso do animal.

Você deve usar nenhum condimento, sal, óleo, molhos ou algo semelhante, nem usar alho, cebolinho, especiarias ou cebola. O seu gato não precisa desses ingredientes e eles podem ser tóxicos para ele ou causar alergias.

Alimentação natural para gatos - Exemplo de dieta BARF para gatos

Recomendações finais

  • Tome especial atenção: se o seu gato é um gato acostumado a alimentação seca ou se apresenta algum problema de saúde, você deve pedir aconselhamento veterinário.
  • Uma alimentação natural para gato com problemas renais deve ter uma quantidade de proteína diferente e muito controlada ou, outro exemplo, uma alimentação natural para gato diabético deve ter poucas fontes de glicose (como as frutas, massas, arroz, batatas, etc.).
  • Qualquer dieta natural para gatos doentes deve ser elaborada pelo médico veterinário que acompanha o animal.
  • Cada um dos ingredientes deve ser introduzido gradualmente e não todos de uma vez, por forma a evitar reações alérgicas bruscas ou distúrbios gastrointestinais.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Alimentação natural para gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Bibliografia

Escrever comentário sobre Alimentação natural para gatos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Alexandra Jesus
Gostei muito do artigo, achei super interessante pois o tema é muito atual e até ao momento nunca tinha ouvido falar deste tema no que diz respeito aos gatos.

Alimentação natural para gatos
1 de 3
Alimentação natural para gatos

Voltar ao topo da página