Partilhar

A alimentação do gato

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 7 novembro 2018
A alimentação do gato

Ver fichas de  Gatos

A alimentação do gato, tanto adulto como filhote, está diretamente relacionada com o seu desenvolvimento e saúde. Por esse motivo é muito importante saber quais são as necessidades do nosso pet para o alimentar corretamente e contar com um felino 100% saudável.

Neste artigo do PeritoAnimal mostramos-lhe os diferentes tipos de dieta: ração, comida úmida ou dietas caseiras para decidir qual é a que o seu gato precisa. Continue lendo para saber e conhecer em detalhe qual é a alimentação adequada para o seu gato.

Também lhe pode interessar: Alimentação do gato siamês

O que o meu gato precisa

A alimentação dos felinos em estado selvagem baseia-se na carne e no peixe, embora a verdade é que recebem certas quantidades de vegetais através das suas presas. Por esse motivo, a alimentação ideal deveria contar com 26% de proteínas e cerca de 40% de gorduras.

São muitos aqueles produtos que encontramos no mercado que não cumprem estas percentagens e podemos comprová-lo facilmente nos rótulos das embalagens. É por este motivo que, cada vez são mais as pessoas que combinam a ração, a comida úmida e as dietas caseiras do gato melhorando assim a qualidade da sua alimentação.

O que o PeritoAnimal recomenda?

Muitos donos ao conhecer o simples procedimento para preparar dietas caseiras, rapidamente decidem mudar a alimentação do animal. O problema surge quando a falta de informação ou o desconhecimento de alguns nutrientes necessários para o seu gato provocam nos gatos uma diminuição das defesas ou o desaparecimento de algum apoio fundamental.

Embora gostemos de saber que as pessoas dedicam tempo a fazer dietas caseiras de alta qualidade para os seus pets, a verdade é recomendamos sempre a combinação de ração, comida úmida e dietas caseiras, proporcionando assim uma grande variedade de alimento que enriquecerá não só a dieta do nosso pet como também a felicidade deste.

A alimentação do gato - O que o meu gato precisa

A ração seca

A ração seca é fundamental para a dieta do animal, uma vez que ajuda a manter os seus dentes sem tártaro além de ser econômica. Ainda assim, devemos prestar atenção a que tipo de ração estamos comprando uma vez que a maioria, e em especial as de baixa qualidade, proporcionam um alto conteúdo em gordura que pode fomentar a obesidade do animal.

  • Ração para gatos em crescimento: Neste caso existem rações com um alto conteúdo proteico e gordura que é fundamental para o seu crescimento. Geralmente as rações que são para alimentar gatos nesta etapa de desenvolvimento costumam contar com suplementos vitamínicos e de cálcio.
  • Ração para gatos adultos: Os gatos adultos precisam de menos quantidade de gordura. Aconselhamos que procure uma ração de alta qualidade e adequada (por exemplo, uma especial se o seu gato estiver esterilizado). Siga corretamente a tabela de alimentação e lembre-se que deverá proporcionar-lhe água em abundância.
  • Ração para gatos idosos: Este último caso requer uma atenção especial. Em muitas lojas encontrará ração específica para gatos de idade avançada que têm menos gordura e proteína que a ração para adultos, algo totalmente adequado uma vez que passam menos tempo a exercitarem-se.
A alimentação do gato - A ração seca

A comida úmida

A comida úmida é a que encontramos nas lojas de animais e centros comerciais, geralmente embalada em latas. Este tipo de alimento costuma ser bem recebido pelo nosso animal, que o devorará pelo seu apetecível cheiro.

Os principais problemas que surgem a partir da comida úmida são respiração seca, as fezes moles e com um cheiro forte.

Além disso, devemos conferir a composição das latas de comida úmida:

  • Devem apenas conter hidratos de carbono ou a composição destes deve ser baixa.
  • Pelo menos 35% devem ser proteínas, se a percentagem for mais alta, melhor.
  • A taurina também deve estar presente pelo menos em um 0,1%.
  • O nível de gorduras deve variar entre 15% e 25%.
  • Não devem conter mais de 5% de carboidratos.
  • Devem conter ômega 3 e ômega 6.
  • Cálcio, fósforo ou magnésio são alguns dos minerais que deveriam estar presentes.
A alimentação do gato - A comida úmida

As dietas caseiras

Por fim, vamos falar das dietas caseiras que ultimamente são tendência, uma vez que muitos donos optam por alimentar quase a 100% o seu gato com elas.

Embora alimentar um gato com dietas feitas de forma caseira tenha uma infinidade de vantagens começando pela própria saúde do gato, recomendamos que não a faça diariamente se não estiver bem informado. São muitos os donos que, por desconhecimento acabam por não dar componentes fundamentais na alimentação do gato e provocam danos na sua saúde.

Em resumo, todas as dietas de qualidade são adequadas para alimentar o seu gato, no entanto, recomendamos que não abuse de nenhuma das três. A variedade na dieta do nosso gato irá deixá-lo feliz, saudável e bonito.

A alimentação do gato - As dietas caseiras

Se deseja ler mais artigos parecidos a A alimentação do gato, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Escrever comentário sobre A alimentação do gato

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
5 comentários
Antonia
Bom dia primeiro amei conhecer esse site hj .uma pergunta um de meus gatos hoje não quis comer ele comem a golden sempre dou variada na semana passada era salmon agora estpu dando frango e um deles hj nem chegou perto da vasilha, qdo resgastei ele já era adulto inclusive quase vai a óbito na castração por ser de idade.hj ele esta amuado o que devo fazer?
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Antonia! Dê uma olhada nas informações desse artigo: https://www.peritoanimal.com.br/por-que-o-meu-gato-nao-quer-comer-21447.html

Contudo, você deve levar sue gatinho no veterinário para que façam um exame físico e recomendem o tratamento adequado para o problema. Rápidas melhoras!
Neide Martins
Adoro ler tudo sobre gatos,tenho um mestiço,lindo amo muito ,o nome dele é pingo achei na rua jogaram fora eu peguei ,hj ele deve tá com 10 anos ,ele é um gato arisco,adora me cheirar ,e ao msm tempo me morde e aranha ,corto sempre suas unhas ,aí de uma cortada n arranha, mais em compensação me morde .....rssss, amo meu gato ,n sei o que fazer qdo ele faz isso ,sei que n sente dores ,e um gato saudável.ja li sobre essa matéria ,mais n resolveu muita coisa,ele continua a morder, preciso de ajuda. obrigada.
MARIA DE LOURDES OLIVEIRA NASCIMENTO
Obrigada pela ajuda. No momento ele esta com todos os sintomas de infecção urinaria e ja esta sendo medicado. So uma pergunta. Deixo sempre comida a vontade. Ta errado? Meu pc esta com problemas, por isso, não consigo acentuar as palavras corretamente, desculpem
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Maria! Depende do gato. Alguns gatos gerem bem a quantidade de comida que ingerem. No entanto, outros têm tendência a comer demasiado acabando por ser propensos à obesidade. É importante que confirme a quantidade certa que o seu gato deve comer junto do médico veterinário.
MARIA TERESA
Minha gata tem 16 anos e come somente comida úmida (lata) pois já não possui os dentes. Devo deixar que coma á vontade? Qual é a quantidade indicada?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Maria Teresa! Geralmente a embalagem indica a quantidade indicada de acordo com a idade do animal. De qualquer forma, este artigo pode ajudar: https://www.peritoanimal.com.br/quantidade-de-comida-diaria-para-gatos-21135.html
Marilú
Bom da uma olhada no documentário petfoodled no netflix.

A alimentação do gato
1 de 5
A alimentação do gato

Voltar ao topo da página