Partilhar

Caspa em cães: tratamento e prevenção

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 17 setembro 2019
Caspa em cães: tratamento e prevenção

Ver fichas de  Cachorros

Tal como os humanos, os cachorros também podem sofrer de caspa e, assim coma as pessoas, a caspa pode estar relacionada com uma dermatite seborreica (caspa oleosa) ou pode se tratar de caspa seca. Uma descamação pode até mesmo estar relacionada à dermatite atópica também nos cachorros. Cada tipo de caspa precisa de um tratamento e cuidados diferentes para tentar evitar o seu reaparecimento.

Se você notou que tem um cachorro com caspa, então continue lendo esse artigo do PeritoAnimal pois vamos explicar sobre a caspa em cães, daremos alguns conselhos sobre o tratamento e prevenção.

Também lhe pode interessar: Remédio caseiro para caspa de gato

O que é a caspa em cachorro

A caspa canina é a descamação do couro cabeludo e a consequente formação de casquinhas brancas. Costuma estar acompanhada de uma sensação de coceira e, como os cachorros não hesitam em se coçar, é comum que cause feridas que podem chegar a infectar. Este problema é mais evidente nos casos de caspa seca e de dermatite atópica.

Além disso, os problemas de caspa em cachorros podem piorar com o estresse e com as mudanças de estação. Nos casos de caspa persistente, costuma haver sempre um problema com algum tipo de fungo.

Como tratar caspa em cachorro

Nos casos de caspa em cachorro, o tratamento anti-caspa para o seu pet deve começar com algum produto, geralmente um shampoo, que inclui algum princípio ativo que combata o que está causando o problema.

Por sua vez, é muito importante que o veterinário indique qual tipo de caspa se trata, pois os produtos que se utilizam são diferentes. Isto é muito importante, uma vez que se forem confundidos os tipos de caspa no primeiro diagnóstico, o produto aplicado pode piorar o problema do seu cachorro, fazendo com ele se coce ainda mais.

Uma vez que se tenha iniciado o tratamento para os casos mais graves, a evolução da pele do seu cachorro irá determinar se será necessário um tratamento habitual mais suave, se resolveu o problema ou se, o mais habitual, deverá repetir esse tratamento entre uma ou duas vezes por ano.

O veterinário costuma prescrever produtos de higiene adequados para desequilíbrio da pele do seu cachorro. Os produtos para a caspa seca ou para a pele atópica contêm uma menor quantidade de surfactantes (detergentes) para não ressecar ainda mais pele, enquanto que os cachorros com tendência à dermatite seborreica incluirão um ativo regulador de sebo.

Como prevenir caspa canina

Depois de ter superado o surto de caspa canina, você deve estar atento, já que pode voltar a repetir-se. A prevenção da caspa em cachorro passa pela utilização de produtos adequados às necessidades da pele e, por vezes, em cuidar da alimentação do pet.

Assim, os cachorros com problemas de pele seca ou atópica costumam melhorar das suas condições cutâneas quando comem rações à base de peixe, pois é rico em ácidos graxos ômega 3. Lembre-se que você deve consultar sempre o veterinário antes de fazer uma mudança brusca na alimentação do seu cachorro e que a mudança se deve fazer gradualmente.

Além disso, a dermatite atópica é mais que uma dermatite de contato, aparecendo em cachorros com várias alergias. As rações elaboradas à base de peixe e arroz, ou peixe e batata, costumam ser hipoalergênicas e bem toleradas pelos cachorrinhos atópicos. Existem opções de peixe com peixe azul, que costumam ser os melhores para a pele, mas também existem versões elaboradas com peixe branco para cachorros com problemas de sobrepeso.

Nos casos em que existe uma relação clara entre caspa e estresse, as caminhadas longas podem beneficiar os cachorros. Também existem à venda rações com uma ação calmante muito suave, completamente seguras, ou inclusive alguns fármacos sedantes muito suaves para usar em períodos específicos. Por exemplo, quando se inicia um novo ano letivo e o humano com quem o cachorro tem uma relação mais próxima é a criança.

No caso da ração, você pode oferecer uma embalagem (para 1 mês ou o que durar) e, no caso das cápsulas de plantas medicinais especiais para cachorros estressados, apenas alguns dias. Alguns produtos podem ser administrados a animais mais velhos ou com cardiopatias, uma vantagem em relação aos sedantes convencionais para pets que, além de serem muito fortes, deixam o animal incapacitado na hora de se mover.

Estes últimos utilizam-se em outras circunstâncias, por isso antes de pedir um calmante para o seu cachorro, o tutor deve consultar sempre o seu veterinário e explicar o tipo de efeito ansiolítico que está procurando e para quê. Você também pode utilizar a homeopatia para evitar o uso de fármacos.

Caspa em cachorro: tratamento caseiro

Quando o cachorro faz feridas ao se coçar, o tutor pode aliviar os incômodos e a coceira da pele adicionando umas gotas de óleo essencial de lavanda no shampoo.

IMPORTANTE: A concentração da mistura não deverá ser superior a 1%. Ou seja, para um frasco de 200 ml de shampoo, você deve adicionar 1 ml de óleo essencial de lavanda, ou no máximo 2.

A lavanda é antisséptica, anti-inflamatória e cicatrizante. Além disso, convém fazer antes um teste em uma região pequena porque o animal pode ser alérgico a esta planta.

Outro truque para desinfetar as áreas com caspa e evitar que o seu cachorro se coce é aplicar nelas um pouco de óleo de árvore de chá. Mas, isso serve apenas se o cachorro notar o gosto desagradável e assim, deixar de se coçar. De outra forma, poderia acabar com gastroenterite por intoxicação pelo próprio óleo de árvore de chá. Você pode adicionar umas gotas de óleo de árvore do chá ao shampoo habitual do cachorro de forma similar à aplicação do óleo de lavanda.

O óleo de árvore de chá não é tão calmante como o de lavanda, mas costuma dar bons resultados nos casos de caspa oleosa. Como no caso anterior, é muito importante fazer o teste de alergia em uma área reduzida antes de usar esse shampoo em todo o pelo do seu pet.

Frequência do banho em cachorros com caspa

A caspa em cachorro pode ser causada por um excesso de higiene ou pela utilização de produtos inadequados para o banho. Não devem ser usados em cachorros produtos para humanos porque o pH do manto ácido do cachorro é diferente do humano. Existem poucas exceções de produtos que servem para ambos, de forma geral é melhor não utilizar o mesmo produto.

Em condições normais, o tutor deve dar banho a cachorros com caspa seca uma vez por mês e, em pets que sofrem de caspa oleosa, duas vezes, usando sempre os produtos adequados ao tipo de pele de cada um. Quando o animal precisar de banhos mais frequentes, devem ser usados produtos especiais, os que são destinados a cachorros de exposição, e permitem um banho semanal sem agredir a pele. A gama costuma contar com shampoo, condicionador para massagear a pele e hidratá-la, e às vezes algum produto cosmético para evitar a secura do pelo.

Se você utilizar secador de cabelo, deve usá-lo sempre a uma temperatura baixa e a uma distância considerável. O melhor é não o usar se o tempo permitir e se o animal não apresentar nenhuma doença que desaconselhe a sua exposição a umidade por algum tempo, como artrose ou artrite.

Caspa em cachorro: considerações gerais

Para finalizar, algumas considerações gerais para cuidar de um cachorro com caspa:

  • O problema da caspa em cachorro pode chegar a ter consequências sérias se não for tratado (infecções ou lacerações).
  • A primeira coisa é distinguir o tipo de caspa do seu pet e utilizar produtos adequados às necessidades específicas da pele.
  • As medidas preventivas são muito lógicas, respeitar o equilíbrio do pelo ácido da pele e, quando o estresse for um desencadeador da caspa, tentar evitar que o cachorro se estresse.
  • As rações ricas em peixe podem ser de grande ajuda em cachorros alérgicos e que sofrem de dermatite atópica.
  • Perante a suspeita de caspa, consulte o veterinário, ele conseguirá ajudá-lo melhor que ninguém a identificar o tipo e o tratamento adequado para a situação do seu cachorro.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Caspa em cães: tratamento e prevenção, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Vídeos de Caspa em cães: tratamento e prevenção

1 de 3
Vídeos de Caspa em cães: tratamento e prevenção

Escrever comentário sobre Caspa em cães: tratamento e prevenção

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Caspa em cães: tratamento e prevenção
Caspa em cães: tratamento e prevenção

Voltar ao topo da página