Partilhar

Alimentos para aumentar plaquetas em cães

 
Por Lucas Andrade, Biólogo. Atualizado: 10 setembro 2018
Alimentos para aumentar plaquetas em cães

Ver fichas de  Cachorros

As plaquetas são células sanguíneas muito importantes para garantir a saúde dos mamíferos. Essas estruturas são responsáveis por garantir a coagulação do sangue, deixando o mesmo em uma consistência adequada para ser transportado por todo o corpo do animal e também são responsáveis pelo processo de cicatrização, formando a famosa "casquinha" no quando existe uma ferida. No caso de plaquetas baixas em cachorro, existe uma denominação que classifica esse quadro como doença e é chamado de trombocitopenia, essa condição pode afetar tanto os cães quanto o ser humano.

Caso você esteja com um cachorro com plaquetas baixas no sangue, nós do Perito Animal trazemos esse artigo explicando melhor sobre a trombocitopenia e seu tratamento, além de exemplos de alimentos para aumentar plaquetas em cães.

Também lhe pode interessar: O esquilo como pet

Plaquetas baixas em cães

A denominação da doença de plaquetas baixas em cães significa: Trombo (coágulos) cito (célula) penia (diminuição), ou seja, diminuição de células que promovem o coágulo no sangue. Se o seu cachorro está com plaquetas baixas, você deve saber que o mesmo está correndo sérios riscos de saúde. Os principais sintomas para animais que sofrem com esse quadro clínico são:

Mesmo com os sintomas em comum, essa doença pode ser originada por diferentes formas. As principais maneiras do cachorro desenvolver essa doença que causa a diminuição de plaquetas no sangue são:

  • Linfoma: Linfoma é um tipo de câncer que afeta os linfócitos, células responsáveis pela defesa do organismo. Por isso, além de diminuir a quantidade de plaquetas, animais com linfoma podem ter seu sistema imunológico prejudicado.
  • Leucemia: A leucemia é uma doença que afeta o sistema circulatório, principalmente o sangue. Em casos de leucemia, existe uma proliferação exagerada em células, por isso é uma doença denominada como câncer. Além de diminuir o número de plaquetas, pode afetar o sistema imunológico do cachorro.
  • Feridas com hemorragia: Devido a grande quantidade de perda de sangue em feridas com hemorragia, também há uma perca considerável da quantidade de plaquetas no organismo do animal.
  • Trombocitonemia imunomediada: Essa doença resulta no desenvolvimento de anticorpos no organismo do animal e esses anticorpos atacam as plaquetas, o que acaba diminuindo a quantidade de plaquetas no sangue do cachorro.
  • Infecções: Algumas infecções como doença do carrapato e erliquiose podem afetar a quantidade de plaquetas. Além disso, alguns tipos de infecções podem deixar os leucócitos baixos em cães, o que pode resultar em um sistema imunológico deficiente.
  • Anemia: Também é possível constatar a relação de um cachorro com anemia e plaquetas baixas, pois a doença pode interromper ou atrapalhar a produção de células sanguíneas
Alimentos para aumentar plaquetas em cães - Plaquetas baixas em cães

Tratamento para paquetas baixas em cachorro

Uma vez que você observar os sintomas em seu cachorro, é de extrema importância que você o leve o mais rápido possível para acompanhamento de um médico veterinário. O veterinário é o profissional especializado que conta com diversos exames laboratoriais e pode diagnosticar o seu animal da forma mais precisa possível, assim como prescrever o melhor tratamento para o seu quadro clínico.

Uma vez que o diagnóstico for realizado, existem diversas formas que você tratar o cachorro. O médico veterinário pode prescrever algum remédio para aumentar plaquetas em cães, transfusões de sangue, corticoides e ferro. É importante que você siga o que for prescrito para conseguir reverter a situação de plaquetas baixas no cachorro.

Além das medidas solicitadas pelo médico veterinário, você pode tomar algumas medidas em sua casa para solucionar o problema de paquetas baixas em cachorro o mais rápido possível, como por exemplo:

Descanso

A atitude de deixar o seu cachorro descansando pode parecer besteira, mas o descanso pode ajudar muito o organismo do animal em conseguir lidar com a situação que está acontecendo, auxilia a diminuir a exaustão que o cachorro pode estar sentindo e também evita que o animal seja exposto aos diversos parasitas que ele poderia encontrar na rua, o que afetaria mais sua saúde.

Hidratação

A água é conhecida como o líquido da vida e esse conceito não se limita apenas a vida do ser humano. A água é muito importante pois participa ou é responsável por diversas atividades metabólicas no organismo dos animais, como evitar a desidratação causada pela febre em animais com plaquetas baixas. O ideal é que você troque a água do cachorro pelo menos duas vezes ao dia para diminuir os riscos de contaminação. Caso o seu cachorro não queira beber água, você pode alimentá-lo com pequenos cubos de gelo.

Alimentação

A alimentação, além de ser uma necessidade básica, é um cuidado para a saúde de todos os organismos. O que o corpo consegue absorver de nutrientes pode ser utilizado como forma de prevenção e tratamento de diversas doenças e nesse caso não é o contrário. Existem alguns alimentos para aumentar plaquetas em cães e esses são:

  • Água de coco: Muitos tutores não sabem, mas o consumo equilibrado dessa bebida também é recomendada para cães. A água de coco possui ferro, vitamina C, potássio e cálcio e esses nutrientes ajudam o organismo do cachorro produzir mais plaquetas.
  • Canja de galinha: A canja de galinha é um dos alimentos mais conhecidos para tratar a baixa quantidade de plaquetas em seres humano e também pode ser utilizada para tratar cães com esse mesmo quadro clínico. Para realizar a sopa de galinha você precisa de:
  • Partes mais ossudas de galinha ou frango
  • Cenoura
  • Batata
  • Aipo

Misture todos os ingredientes em uma panela com água até cozinhar, por aproximadamente uma hora. Depois disso, triture tudo no liquidificador para formar uma sopinha e coe a solução para evitar que o seu cachorro se engasgue com pequenas partes sólidas.

  • Frango: Além de ser um alimento rico em relação ao índice proteico, o frango pode ser um ótimo alimento para auxiliar na recuperação de um cachorro com plaquetas baixas. É ideal que você sirva o frango já cozido e sem adição de temperos, como sal e pimenta.
  • Fígado de frango ou vitela: Esses são alimentos ricos em ferro e esse nutriente é essencial para a produção de novas células sanguíneas. Por isso, recomendamos para que você utilize para o tratamento de animais com plaquetas baixas.
  • Vitamina K: A vitamina K é uma das melhores vitaminas para o cachorro, pode ajuda na coagulação do sangue, auxilia no processo anti-inflamatório e pode ser encontrada em alimentos como brócolis, repolho, espinafre e couve.
  • Vitamina C: A vitamina C ajuda na absorção do ferro, por isso é essencial no tratamento de plaquetas baixas em cães. Alimentos como brócolis e pimentão são fontes de vitamina C.
Alimentos para aumentar plaquetas em cães - Tratamento para paquetas baixas em cachorro

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Alimentos para aumentar plaquetas em cães, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças cardiovasculares.

Bibliografia

1-LEONEL, R.A.B; MATSUNO, R. M. J; SANTOS, W.D; VERONEZI, A.H.M; COSTA, D.R.D; SACCO, S.R.Trombocitopenia em animais domésticos. 2008.

2-BRITES, M.G. Trombocitopenia imunomediada em cães.2007.

3-TECSA. Trombocitopenia em animais domésticos. 2018.

4-SIMÕES, C.I.D.C.P.M. Trombocitopénia Imuno-mediada na clínica de animais de companhia. 2008

Escrever comentário sobre Alimentos para aumentar plaquetas em cães

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Alimentos para aumentar plaquetas em cães
1 de 3
Alimentos para aumentar plaquetas em cães

Voltar ao topo da página