Partilhar

Alergia em gatos - Sintomas e tratamento

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 9 novembro 2018
Alergia em gatos - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

De certeza que já conheceu ou conhece alguém que tem alergia a gatos, mas sabia que os gatos também podem ter alergias a diferentes coisas, incluindo a alergia aos humanos e seus hábitos?

Se é dono de um gato, então este artigo do PeritoAnimal é do seu interesse, pois vamos lhe explicar tudo sobre a alergia em gatos, os seus sintomas e tratamento. Se acredita que o seu gato apresenta sintomas de alergia, não hesite em levá-lo ao veterinário para realizar exames para receber um diagnóstico adequado.

O que é a alergia e que tipos pode ter um gato doméstico?

A alergia é uma reação fisiológica do organismo que surge quando o sistema imunológico deteta alguma substância nociva para o corpo. Por isso, é um sistema de defesa e de alerta de que algo está prejudicando a saúde do nosso gatinho.

Os felinos podem ter alergia a muitas coisas diferentes como acontece conosco. Algumas das coisas mais comuns que causam alergias nos nossos felinos são:

  • Diferentes plantas
  • Fungos
  • Pólen
  • Alguns alimentos
  • Fumo do tabaco
  • Perfumes
  • Humanos
  • Produtos anti pulgas
  • Produtos de limpeza
  • Materiais de plástico
  • Picada da pulga
Alergia em gatos - Sintomas e tratamento - O que é a alergia e que tipos pode ter um gato doméstico?

Fatores agravantes da alergia em gatos

Existem fatores que podem fazer com que a alergia seja mais grave. Estes fatores são:

  • A quantidade de alérgenos com os quais o nosso gato esteja em contato. Por exemplo se for alérgico ao pólen, na primavera há muito mais quantidade e o nosso felino estará bastante pior que em outras épocas do ano.
  • A associação de outras alergias. É típico que um gato que sofre de uma alergia tenha outras alergias, pois são muito sensíveis. Por exemplo, se é alérgico ao pólen é provável que também o seja a algum alimento.
  • A associação de outras doenças. Isto deixa os felinos afetados mais fracos e com o sistema imunitário muito baixo. Além disso, problemas como as infecções cutâneas farão com que o gato se coce muito mais.
  • Fatores externos. O calor em excesso e a presença de coisas que causem estresse ao felino afetado de alergia, são outros fatores que fazem com que a alergia piore e os seus sintomas como a coceira continuem.
Alergia em gatos - Sintomas e tratamento - Fatores agravantes da alergia em gatos

Sintomas mais comuns nas alergias nos gatos

Como existem muitos tipos de alergias, existem muitos sintomas. De seguida, vamos lhe explicar os sintomas mais comuns e fáceis de identificar:

  • Tosse
  • Espirros
  • Secreção nasal
  • Secreção ocular
  • Coceira no nariz
  • Coceira nos olhos
  • Falta de pelo
  • Coceira
  • Pele avermelhada
  • Pele inflamada
  • Infecções cutâneas
  • Vômitos
  • Diarreias

Lembre-se que se observar algum destes sintomas ou mais de um, deve levar o seu gato ao veterinário de imediato para que este faça os exames pertinentes e indique o tratamento adequado.

Alergia em gatos - Sintomas e tratamento - Sintomas mais comuns nas alergias nos gatos

Como diagnosticar as alergias nos gatos?

Muitas vezes não é fácil encontrar a causa da alergia. Por isso, o veterinário deverá realizar alguns exames. Por isso, na maioria dos casos, deteta-se o alérgeno por eliminação das possíveis causas até localizarmos o causador. As formas mais utilizadas para diagnosticar a origem de uma alergia são:

  • No veterinário devem ser feitos exames diferentes como análise de sangue, raspagens na pele das zonas afetadas e testes alérgicos, entre outros.
  • No caso de suspeitar de alergia alimentar, para identificar qual é o alimento que a provoca no nosso pet, devemos ir dando de novo a comida que dávamos antes do tratamento para parar a alergia. Uma vez que a alergia tenha passado com o tratamento indicado pelo veterinário, temos de ir introduzindo de novo a dieta, de um em um, os alimentos que sejam suspeitos de causar a alergia. Assim conseguiremos identificar o alimento causador e, portanto temos de evitar dá-lo de novo. Para as alergias alimentares esta é uma forma de detecção muito mais fiável que as análises de sangue, que não costumam ter resultados conclusivos. Esta manifestação de alergia alimentar pode aparecer em gatos com mais de sete anos, que tenham sido sempre alimentados mais ou menos da mesma forma. Isto acontece porque a alergia costuma ter um processo longo para que o corpo acabe por mostrar algum sintoma.
  • Em casa devemos retirar os objetos suspeitos de causar a alergia do ambiente do nosso gato. Se a alergia remitir e quisermos saber qual é o desencadeante desta, demos ir introduzindo os objetos retirados, um a um, para ver os sintomas no nosso gato até chegar ao causador do problema.
Alergia em gatos - Sintomas e tratamento - Como diagnosticar as alergias nos gatos?

Como tratar as alergias nos gatos?

Deve ter em conta que não existe nenhuma medicação que cure as alergia, apenas se pode administrar o anti-alérgico adequado dependendo do diagnóstico e retirar o objeto causador da alergia. Por isso, o tratamento a seguir dependerá do tipo de alergia que pensamos que o felino sofre. Alguns dos passos a seguir no que diz respeito ao tratamento e solução de algumas alergias dependem de cada caso:

  • Se detetarmos que a alergia provém da alimentação, o tratamento é simples uma vez que o veterinário injetará no nosso companheiro anti-histamínicos que minimizem os sintomas e nos recomendará uma comida especial hipoalergênica. Estas rações e latas de comida para gatos especialmente hipoalergênicas, como o seu nome indica, contêm nutrientes que não causam alergias nos gatos e assim num mínimo de 12 dias veremos uma clara melhoria no nosso felino. Nestes casos é recomendável que a dieta hipoalergênica seja para a vida.
  • Se observarmos que lhe falta pelo e tem a pele avermelhada e inflamada no lombo, no pescoço e na cauda, o mais provável é que o nosso pet tenha alergia à picada da pulga, mais concretamente à saliva das pulgas. A reação alérgica começa seguida do nosso amigo ser picado por uma pulga. Nos casos graves pode estender-se às patas, cabeça e abdômen. Além disso, acabará por se desencadear uma dermatite miliar com costras e descamação da pele. Neste caso devemos levá-lo ao veterinário para que lhe proporcionem a medicação necessária para aliviar a alergia, além disso como tratamento irão nos recomendar eliminar todas as pulgas tanto do gato como do seu ambiente e dar-lhe banhos com um sabão especial para acalmar a coceira e ajudar a recuperar a saúde da sua pele. Devemos utilizar sempre um tratamento anti pulgas, sobretudo nos meses de mais atividade destas, evitando assim que as pulgas piquem o nosso gato alérgico a elas.
  • Às vezes os gatos são alérgicos a alguns materiais de plásticos com os quais são feitos os recipientes da comida e bebida que utilizamos para eles. Poderá detetar esta alergia porque os problemas da pele e do pelo ocorrerão na zona da cabeça, na cara e mais concretamente no nariz. Não conseguirão parar de se coçar e evitarão comer ou beber nestes recipientes. Devemos consultar o veterinário para tratar os sintomas da alergia cutânea como no caso anterior e devemos retirar estes recipientes e proporcionar uns de aço inoxidável, vidro ou porcelana que não provoquem reações alérgicas no nosso felino.
  • No caso do diagnóstico feito pelo veterinário revelar que a alergia do felino provém dos hábitos que nós temos em casa, devemos mudar e deixar estes hábitos para que o nosso gato deixe de sofrer de alergias. Além disso, o veterinário deverá proporcionar a medicação necessária para ajudar na remissão da alergia. Alguns destes hábitos que causam alergias nos felinos domésticos são a utilização de tabaco, perfumes, certos produtos de limpeza e a acumulação de pó, entre outros. Todos estes componentes causam uma alergia respiratória e inclusive asma.
  • O caso que complica mais a convivência entre gatos e humanos, é a alergia que um gato pode ter às pessoas, ou seja, à caspa e à descamação da pele dos humanos. Neste caso o veterinário irá proporcionar o tratamento antialérgico adequado e devemos tentar ter a nossa casa o mais limpa possível quanto ao pó, pois é aí onde se acumula os nossos restos de pele descamada que provocam à alergia ao nosso companheiro.
Alergia em gatos - Sintomas e tratamento - Como tratar as alergias nos gatos?

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Alergia em gatos - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Escrever comentário sobre Alergia em gatos - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
36 comentários
Leodete
Tenho um gato com 11 anos tem alergia desde dezembro ja passou dermato fez rsame tomou remedio nada descobre ele.coça cabeça as pernas,o pelo ñ cae sozinho.tem um esame pra fazer muito caro 685 ñ tenho condicoes de pagar.
A sua avaliação:
katia lima
Olá. Minha gata tem quase 9 anos. Mestiça com siamês. Foia dotada bb. Ela está com perda de pelos na barriga, ponta do rabo, parte interna das coxas e agora nas ancas. se coça muito, mas não apresenta feridas ou qquer alteração na pele. Não tem pulga (moro em apartamento e ela nunca sai). Levei a um pet popular e solicitaram exames de valores extremamente altos, aos quais não tenho condições de arcar ( USG, T4...etc), que ultrapassam 1.500,00. Troquei o pote de comida por um de metal. A comida dela é Matisse de cordeiro. O interessante é que ela não fica só na pele pura... ficam pelinhos bem curtinhos, tipo penugem. Ela brinca e se alimenta normalmente. Toma aguá e faz as necessidades normalmente. Nossa rotina não mudou em nada. Essa perda de pelo tem ocorrido entre 6 e 8 meses. O pelo dela sempre foi longo e bem fininho. O vet acha que pode ser um tumor... mas até ele está intrigado... disse q tem q fazer vários exames para saber... Mas como tirando a coceira e a perda de pelo, ela não tem mais nada, suspeito de elergias.
Ana Lúcia
Oi Katia, tenho uma gata mestiça siamesa que está com esse tipo de alergia tbm. Já vai fazer quase um ano. Estou acompanhando com uma veterinária, estamos com a ração equilíbrio veterinary e com um antialérgico. A veterinária disse que esse é um processo longo, como mencionado neste artigo do perito animal, esse tipo de alergia (à alimentação) não se detecta com exames, mas fazendo o uso de ração hipoalergênica.
Por que não tenta outro veterinário? O 1o que cuidou da Sol não acertou não...agora sim acho que ela está recebendo um ótimo acompanhamento e cuidado.
Katia Regina Gomes de lima
Olá Ana . Muito obrigada. Foi esclarecedor. Valeu!
LUCILEI VOLPE
como é diagnosticado a alergia e o tipo da alergia?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Lucilei! Como referido no artigo: muitas vezes não é fácil encontrar a causa da alergia. O veterinário deverá realizar alguns exames e, na maioria dos casos, deteta-se o alérgeno por eliminação das possíveis causas até localizarmos o causador. As formas mais utilizadas para diagnosticar a origem de uma alergia são:
- No veterinário devem ser feitos exames diferentes como análise de sangue, raspagens na pele das zonas afetadas e testes alérgicos, entre outros.
- No caso de suspeitar de alergia alimentar, para identificar qual é o alimento que a provoca no seu pet você deve esperar passar o tratamento indicado pelo veterinário, e então, ir introduzindo de novo a dieta, de um em um, os alimentos que sejam suspeitos de causar a alergia. Assim você conseguirá identificar o alimento causador e, portanto evitar dá-lo de novo. Para as alergias alimentares esta é uma forma de detecção muito mais fiável que as análises de sangue, que não costumam ter resultados conclusivos. Esta manifestação de alergia alimentar pode aparecer em gatos com mais de sete anos, que tenham sido sempre alimentados mais ou menos da mesma forma. Isto acontece porque a alergia costuma ter um processo longo para que o corpo acabe por mostrar algum sintoma.
- Em casa você deve retirar os objetos suspeitos de causar a alergia do ambiente do seu gato. Se a alergia remitir e quiser saber qual é o desencadeante desta, deve ir introduzindo os objetos retirados, um a um, para ver os sintomas no nosso gato até chegar ao causador do problema.
A sua avaliação:
Lorena Damasceno.
Gostaria de saber seum gato pide vir a ter alergia a vasilhinhas de plástico depous dos tres anos. Ele esta com manchinha escura debaixo do queixo, olhos com lacrimejo escuro. Mas esta comendo bem. Esta com os glanguios inchados.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Lorena! Os gatos tem sim predisposição a ter alergia a plástico. Uma boa dica é mudar o recipiente de comida e água deles para um de metal ou aço.
Laura
Meu gato tem 2meses,ele tá apresentando irritação ao redor olhos e nas patas. Ele lambe e fica mordendo como se estivesse tirando algo de dentro das patas. Quero saber o diagnóstico
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Laura! Para você ter um diagnóstico preciso é importante levar o seu cachorro a um médico veterinário de confiança pois ele poderá examinar o seu pet e passar o tratamento mais.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Roseane
Meu gato de 2 anos e meio está espirrando e coçando o nariz. Tenho outros 7 gatos, mas só ele está assim. Tenho notado que ele está se isolando. O que pode ser?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rosane! Sem ver o seu gato não conseguimos passar dar nenhum diagnóstico.
Recomendamos que você visite um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Grasiela
Minha gata é persa e esta c o labio superior inchado. O que pode ser ?
Waldina Katia
Gato com coceira no corpo perda de pelo, focinho inchado, crostas tipo verrugas no pesc oço. Pode ser alergia ao alimento?
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Waldina! Esse é apenas um dos vários possíveis diagnósticos. É importante que você visite o médico veterinário para realizarem provas antes que a situação se agrave.
A sua avaliação:
Kátia
Obrigada pela informação! Graças a esta matéria vi que minha gatinha Marie estava com quadro alérgico de alimentação e levei ao veterinário que confirmou e aplicou um antigo histamínicos! Muito obrigada! !!
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Kátia! Valeu pelo comentário. Ficamos felizes por saber que ajudamos. Rápidas melhoras para a Marie!
A sua avaliação:
Evaldo Nunes Spínola
Eu tenho um viveiro de periquitos australianos em casa, e ele é muito grande, alto e espaçoso, completo, com bastante casinhas e brinquedos. Agora, eu estou pensando em plantar uma árvore dentro dele, para simular um pouco a presença da natureza e quero saber se existe alguma restrição. Eu moro em Marechal Deodoro, Alagoas, e a temperatura normal aqui é em torno de 35/40 graus.

Alergia em gatos - Sintomas e tratamento
1 de 6
Alergia em gatos - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página