menu
Partilhar

Raças de gatos hipoalergênicos

 
Raças de gatos hipoalergênicos

Ver fichas de  Gatos

Aproximadamente 30% da população sofre de alergia a gatos e cachorros, especialmente em relação aos felinos. No entanto, ser alérgico a um ou mais animais não significa que o corpo da pessoa afetada reaja como resultado da presença do gato, cachorro, etc., e sim das proteínas encontradas na urina, pelos ou saliva dos animais, conhecidas como alérgenos.

Segundo alguns estudos, 80% das pessoas alérgicas a gatos são alérgicas à proteína Fel D1, produzida na saliva, pele e alguns órgãos do animal. Dessa forma, e apesar da crença equivocada de muitos, não é o pelo do gato que causa a alergia, embora o alérgeno possa se acumular nele após o gato se limpar. Da mesma forma, se você faz parte dos 80% mencionados acima, mas adora esses amigos peludos e adoraria poder morar com um deles, saiba que há uma série de raças de gatos hipoalergênicos que produzem uma quantidade menor de alérgenos, bem como uma série de técnicas muito eficazes para evitar as reações alérgicas. Continue lendo este artigo do PeritoAnimal e descubra quais são os gatos hipoalergênicos ou gatos antialérgicos, e todos os nossos conselhos.

Gatos hipoalergênicos

Espirros constantes, congestão nasal, irritação nos olhos... te parece familiar? Esses são os principais sintomas de alergia a gatos que as pessoas afetadas sofrem após o contato com o felino. No entanto, como citamos anteriormente, a causa da resposta imune não é o pelo do animal, e sim a proteína Fel D1. Essa proteína pode se acumular no pelo do gato após a sua limpeza e até mesmo ser distribuída pela casa através dos pelos mortos caídos.

Da mesma forma, o felino expele essa proteína pela urina, portanto, lidar com a caixa de areia também pode causar uma reação alérgica. Por isso, reduzir a reação alérgica é possível seguindo uma série de orientações que detalharemos ainda neste artigo, bem como adotando um gato hipoalergênico.

O que são gatos hipoalergênicos?

Não existem gatos 100% hipoalergênicos. O fato de um felino ser considerado hipoalergênico, ou um gato antialérgico, não significa que ele não cause reação alérgica, e sim que ele produz uma menor quantidade da proteína Fel D1 ou que as características de seu pelo o fazem distribuí-la em menor quantidade e, portanto, reduz a resposta imunológica.

Porém, essa não é uma teoria definitiva, já que cada corpo é diferente e pode acontecer que uma raça de gato hipoalergênico não provoque nenhuma reação em uma pessoa alérgica, mas em outra sim. Desta forma, é possível que alguns dos gatos afetem você mais do que outros e, portanto, revisar nossa lista não será suficiente; você deve ter em mente também nossas recomendações finais.

Outros fatores a considerar

Além de verificar a raça do animal ou sua linhagem, caso procure um felino sem raça definida (ou vira-lata), você pode levar em consideração os seguintes fatores que reduzem a produção do alérgeno:

  • Como a produção da proteína Fel D1 é realizada através da estimulação de uma série de hormônios, sendo a testosterona um dos principais estimulantes, os gatos machos castrados produzem menor quantidade deste alérgeno porque seus níveis de testosterona são reduzidos.
  • Outro dos principais estimulantes dessa proteína é a progesterona, hormônio produzido pela gata durante o período de ovulação e gestação. Assim, as gatas castradas também têm sua quantidade de Fel D1 reduzida.

Castrar seu gato não apenas reduzirá a resposta imunológica do seu corpo, caso você seja alérgico, como também proporcionará muitos benefícios para a saúde do bichano. Te explicamos tudo neste artigo: castração gatos - vantagens, preço e recuperação.

A seguir, apresentamos então nossa lista com 10 raças de gatos hipoalergênicos e explicamos os detalhes de cada um.

Gato siberiano, o mais recomendado

Embora o gato siberiano se caracterize por ter uma pelagem densa e comprida, fato que pode nos levar a pensar que tem maior probabilidade de acumular mais alérgenos, a verdade é que eleé considerado o gato mais indicado para pessoas alérgicas. Isso ocorre porque é a raça felina que produz a menor quantidade da proteína Fel D1.

No entanto, como falamos na seção anterior, a adoção de um gato siberiano não garante 100% do desaparecimento das reações alérgicas, uma vez que a quantidade reduzida do alérgeno que ele produz pode ser perfeitamente tolerada por alguns alérgicos e rejeitada por outros.

Além de um felino muito bonito, o siberiano é um gato carinhoso, dócil e leal, que adora passar longas horas com seus companheiros humanos e brincar. É claro que, devido às características da sua pelagem, é aconselhável escovar o pelo com frequência para evitar a formação de nós e emaranhados.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato siberiano, o mais recomendado

Gato balinês

Assim como ocorre com o gato siberiano, apesar de ter uma pelagem comprida, o gato balinês, também produz menos Fel D1 do que outras raças de gatos e, portanto, a reação alérgica a ele pode ser reduzida. Conhecido também como Siamês de de pelo longo, não exige muitos cuidados com a manutenção da pelagem, exceto por duas a três escovações semanais para evitar a formação de nós e emaranhados.

Da mesma forma, sua personalidade amistosa, brincalhona e fiel, fazem dele o companheiro perfeito para quem deseja passar longas horas com seu felino, já que o balinês não costuma suportar ficar sozinho em casa e nem dividir a companhia de seu humano.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato balinês

Gato bengal

Considerado um dos mais belos felinos por sua aparência selvagem e olhar intenso, o gato bengal é outra das melhores raças de gatos para alérgicos, pelo mesmo motivo que os anteriores: os níveis que possui da proteína que causa a alergia são mais baixos.

Além de ter uma beleza extraordinária, o gato bengal é muito curioso, brincalhão e ativo. Se você não está disposto a dedicar horas brincando com seu companheiro peludo, ou se está procurando um felino mais independente, recomendamos que continue procurando, porque o gato bengal precisa viver com uma pessoa que possa suprir todas as suas necessidades e doses de atividade diária. Da mesma forma, embora seja um felino que normalmente não apresenta problemas de saúde, ele precisa receber uma atenção adequada em seus ouvidos, pois tende a produzir uma quantidade maior de cera.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato bengal

Gato devon rex

Embora muitos tendam a pensar que o devon rex faz parte da lista dos gatos para alérgicos por ter uma pelagem mais curta que os demais, deve-se destacar que o pelo não é o causador da alergia aos gatos, e sim a proteína Fel D1 e, como os anteriores, esse gato está na lista por produzi-la em menor quantidade. Paralelamente, o devon rex é um dos gatos que menos solta pelos, de forma que a pequena quantidade do alérgeno que pode acumular neles tem menor probabilidade de se distribuir por toda a casa.

Carinhoso e muito afetuoso, o devon rex não tolera ficar muitas horas em casa sozinho, por isso requer a companhia frequente de seu humano para ser um gato feliz. Da mesma forma, seus ouvidos são mais propensas à produção excessiva de cera do que as de outras raças felinas e, portanto, precisam de mais atenção.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato devon rex

Gato javanês

O gato javanês, também conhecido como oriental longhair, é outro dos gatos hipoalergênicos da nossa lista, ou seja, que produz menor quantidade de alérgenos. Ao contrário do gato bengal e do devon rex, o javanês é um felino mais independente e não requer a companhia frequente de seu humano. Desta forma, é uma raça de gato ideal para quem sofre de alergias e também para pessoas que, por motivos de trabalho ou outros, necessitem passar algumas horas fora de casa mas queiram compartilhar a sua vida com um felino. Claro, é fundamental lembrar que em nenhum caso é recomendado deixar o animal sozinho em casa por mais de 12 horas.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato javanês

Gato oriental shorthair

Com este felino acontece exatamente o mesmo que com o anterior, pois a única diferença entre eles é o comprimento de sua pelagem. Desta forma, o oriental shorthair também faz parte da lista dos gatos que não causam alergia por produzirem menor quantidade de alérgenos. No entanto, é sempre aconselhável escová-lo regularmente para evitar a queda dos pelos mortos e, portanto, a difusão da proteína.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato oriental shorthair

Gato azul russo

Graças à espessa pelagem de duas camadas que este felino apresenta, o gato azul russo tem sido considerado um dos melhores gatos para alérgicos, não só porque produz menos alérgenos, mas também porque os mantém mais próximos de sua pele e menos do contato humano. Dessa forma, além de secretar a proteína Fel D1 em menor quantidade, poderíamos dizer que praticamente não a espalha pela casa.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato azul russo

Gatos cornish rex, laperm e siamês

Tanto o cornish rex quanto o gato siamês e o laperm não são felinos que produzem menor quantidade da proteína Fel D1, mas perdem menos pelos do que outras raças de gatos e, portanto, também são considerados gatos hipoalergênicos. Vale lembrar que, embora a principal causa da alergia não seja o pelo em si, o alérgeno se acumula na pele e pelagem do animal, se espalhando pela casa quando o pelo cai ou em forma de caspa.

Por isso, os gatos com pelagem mais espessa ou crespa como esses têm menor probabilidade de espalhar a proteína. Nesses casos, antes de proceder à adoção de um desses gatos para alérgicos, recomendamos fazer um primeiro contato e observar se ocorre ou não uma reação alérgica. Se depois de algumas horas nada acontecer, ou as reações forem tão brandas que a pessoa em questão considere que pode tolerá-las, a adoção pode ser finalizada.

É muito importante ter certeza de que está adotando o gato certo, pois um erro pode não só significar a perda de um companheiro para a pessoa alérgica, como pode ter consequências emocionais muito graves para o animal. Da mesma forma, para pessoas com alergia muito grave a gatos, não aconselhamos a opção por esses felinos.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gatos cornish rex, laperm e siamês

Gato sphynx, as aparências enganam...

Não, apesar de estar nesta lista, o sphynx não é um gato adequado para quem sofre de alergias. Então, por que o estamos destacando? Muito simples, pois devido à sua ausência de pelos, muitas pessoas com alergia a gatos acreditam que podem adotar um sphynx e não sofrer as consequências, e nada está mais longe da verdade.

Lembre-se que a causa da alergia não é o pelo, é a proteína Fel D1 que é produzida na pele e na saliva, principalmente, e o sphynx gera a quantidade normal que pode desenvolver uma reação alérgica. No entanto, como já mencionamos nas seções anteriores, isso não significa que não existam pessoas alérgicas a gatos que tolerem esse felino, mas provavelmente serão uma minoria.

Raças de gatos hipoalergênicos - Gato sphynx, as aparências enganam...

Conselhos para conviver com um gato se você tem alergia

E se você já mora com um gato que te causa alergia, mas gostaria de conhecer técnicas para diminuir a resposta imunológica do seu corpo, não se preocupe! Embora não seja a situação ideal, você deve saber que pode minimizar as reações alérgicas seguindo nossos conselhos. Da mesma forma, essas recomendações também são adequadas se você estiver pensando em adotar um dos gatos hipoalergênicos:

  • Mantenha a porta do seu quarto fechada. Você deve evitar tanto quanto possível que seu companheiro peludo entre em seu quarto, para evitar que ele espalhe o alérgeno em todos os cantos e, assim, produza uma reação alérgica em você durante a noite.
  • Se desfaça dos tapetes e utensílios domésticos semelhantes, uma vez que tendem a acumular uma grande quantidade de pelos de gato. Lembre-se que, embora o pelo não seja a causa, o felino pode transferir a proteína Fel D1 para o pelo através da saliva, e esse pode cair nos tapetes.
  • Certifique-se de que outra pessoa escove seu gato com frequência para evitar que ele solte muito pelo e, assim, espalhe o alérgeno pela casa.
  • Como os gatos expelem proteínas pela urina, sua caixa de areia deve estar sempre limpa e, acima de tudo, você deve evitar manipulá-la.
  • Lembre-se de que os gatos castrados produzem menos alérgenos, então, se o seu ainda não foi submetido a esta operação, não hesite e converse com seu veterinário.
  • Por último, se nenhuma das opções acima funcionar, lembre-se de que existem medicamentos que podem reduzir significativamente as reações alérgicas. Consulte o seu médico para aconselhamento.

E aí, ainda tem alguma dúvida sobre os gatos hipoalergênicos? De qualquer maneira recomendamos que assista ao nosso vídeo em que tiramos essa dúvida:gatos antialérgicos existem mesmo?. Não perca:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Raças de gatos hipoalergênicos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Ideal para.

Bibliografia
  • Satorina, J., Szalai, K., Willensdorfer, A. et al. Clin Transl Allergy (2014) 4(Suppl 2): P11. Disponível em: <https://doi.org/10.1186/2045-7022-4-S2-P11>. Acesso em 29 de abril de 2021.
  • Scorza Gutiérrez, E. A. Los aeroalérgenos como factor condicionante de la alergia respiratoria. Servicio de Alergia, Hospital de Sant Joan Despí Moisés Broggl.
  • Cat&Dog Allergy. Fairfield County Allergy, Asthma & Immonolgy Associates, P.C.
  • James A MacLean; Jeanne E. Gose; Andrew I. Ober; Cristina Palumbo; Eyal Oren. Cat and Dog Allergy. Asthma&Allergy Alert, A Publication of Asthma & Allergy Affiliates of the North Shore.
  • Position Statement on “Hypoallergenic” Siberian Cats. March 2009. INDOOR Biotechnologies.

Escrever comentário

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Raças de gatos hipoalergênicos
1 de 10
Raças de gatos hipoalergênicos

Voltar ao topo da página