Partilhar

Uveíte em cães: causas e tratamentos

 
Por Giselly Lillmans. 19 novembro 2019
Uveíte em cães: causas e tratamentos

Ver fichas de  Cachorros

Os olhos dos cachorros são suscetíveis a diversas doenças. Qualquer mudança que você observar na forma, coloração ou secreção, é um indicativo para consulta imediata. Por isso, se você notar alguns dos sinais que vamos mencionar nesse artigo ou outros sintomas de alerta, não hesite em procurar o veterinário de confiança.

Se você quiser saber mais sobre uma das doenças oftalmológicas dos cachorros, continue lendo este artigo do PeritoAnimal no qual vamos explicar sobre a uveíte em cães, as causas e tratamento.

O que é a úvea?

Para entender melhor o que é a uveíte em cães é essencial esclarecer como é a anatomia do olho do cachorro. Sendo assim, a úvea ou túnica vascular é a camada média do olho, sendo que a externa é a fibrosa (córnea e esclera) e a interna é formada pela retina. É formada por três estruturas que, da frente para trás, são: a íris, o corpo ciliar (parte anterior) e a coróide (parte posterior).

A úvea é uma estrutura que fornece vascularização ao globo ocular, muitas doenças sistêmicas podem afetar o olho por via sanguínea. Quando qualquer uma das estruturas que compõem esta túnica fica inflamada, por qualquer motivo, ocorre a chamada uveíte.

Sintomas da uveíte em cães e diagnóstico

O cachorro com uveíte apresentará sintomas gerais, como decaimento e anorexia. Também apresentará sintomas específicos como os seguintes:

  • Blefarospasmo, fechamento das pálpebras devido à dor;
  • Epífora, lacrimejamento excessivo;
  • Hifema, sangue dentro do olho;
  • Fotofobia;
  • Edema da córnea, olho azul/cinza.

Além disso, a uveíte em cães pode se apresentar uni ou bilateralmente (e quando afeta os dois olhos pode sugerir uma possível causa sistêmica).

Por outro lado, é necessária uma colaboração entre o tutor do animal e o veterinário para um diagnóstico correto da uveíte em cachorros. Por parte do tutor, ele deverá explicar todas as mudanças que observou nos olhos de seu cachorro e outros sintomas relevantes. Com esses dados, o veterinário poderá realizar uma anamnese correta, juntamente com os exames complementares.

Entre os exames que o veterinário irá realizar para o diagnóstico, estão os seguintes:

  • Exploração ocular completa com oftalmoscópio;
  • Lâmpada de fenda, tonometria e ultrassom ocular. Para realizar esses exames, você provavelmente terá que procurar um veterinário oftalmologista pois esses não são testes de rotina e o veterinário pode não ter essas ferramentas;
  • Coloração corneal;
  • Exames gerais como de sangue, exames sorológicos referentes às doenças infecciosas, radiografia e ecografia também podem ser necessários.

Causas da uveíte em cachorros

Como dissemos, a uveíte é a inflamação de qualquer uma das estruturas que formam a úvea, devido a um dano endógeno ou exógeno. Começando pelas primeiras, as causas endógenas ou intraoculares podem ser:

  • Inflamatórias: a uveíte é provocada devido à reação inflamatória gerada, por exemplo, por cataratas;
  • Infecciosas: doenças infecciosas como a leucemia felina, cinomose, leishmaniose e etc., podem provocar uveíte. Podem ser de origem viral, bacteriana, parasitária ou até mesmo fúngica;
  • Neoplasias oculares;
  • Imunomediadas: determinadas raças, como as nórdicas.

As causas exógenas ou extra oculares podem ser:

  • Traumatismos: acidentes ou golpes;
  • Medicamentos;
  • Metabólicas: doenças endócrinas;
  • Hipertensão arterial: em casos de insuficiência renal, pode ocorrer uma hipertensão arterial que pode gerar uveíte;
  • Infecções sistêmicas, como as piometras (infecções do útero) também podem provocar uveíte em cães;
  • Idiopática: quando a causa não pode ser determinada.

Tratamentos para uveíte em cães

O tratamento realizado para a uveíte em cachorros é a combinação de medicamentos adequados de acordo com o tipo de uveíte do seu companheiro peludo. O tratamento precoce é muito importante, não deixe o tempo passar aguardando soluções espontâneas. Um erro comum é ver o olho avermelhado do cachorro e limpá-lo em casa, pensando que se trata de uma simples conjuntivite.

É muito importante estabelecer o tratamento para a uveíte em cães o mais rápido possível, pois é uma doença grave e o descontrole pode levar a complicações como cegueira, glaucoma, catarata, perda ocular, dor crônica, entre outros, podendo chegar até à perda do olho.

Entre os medicamentos receitados pelo veterinário, estão:

  • Anti-inflamatório sistêmico;
  • Anti-inflamatório tópico (colírio, pomada, etc.);
  • Medicamentos cicloplégicos para inibir a dor;
  • Antibiótico tópico em caso de úlceras e infecção;
  • Medicamentos imunossupressores em caso de uveíte imunomediada;
  • Eliminar a causa primária, se existir (piometra, infecção, etc.).

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Uveíte em cães: causas e tratamentos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas oculares.

Vídeos de Uveíte em cães: causas e tratamentos

1 de 3
Vídeos de Uveíte em cães: causas e tratamentos

Escrever comentário sobre Uveíte em cães: causas e tratamentos

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Uveíte em cães: causas e tratamentos
Uveíte em cães: causas e tratamentos

Voltar ao topo da página