Partilhar

Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia

Por Giselly Lillmans. Atualizado: 28 agosto 2018
Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia

Ver fichas de  Cachorros

Existem problemas oculares muito diversos nos cães. No entanto, a catarata talvez seja um dos que mais chama a atenção, pois observamos que o olho do cão se torna esbranquiçado com um tom azulado e que o cão, ao perder a visão, sofre algumas inseguranças. Além disso, a catarata é a causa mais comum da cegueira em cães.

Se você acha ou sabe que seu cão tem catarata, não desanime. Existem várias maneiras de melhorá-la e até mesmo uma cirurgia para eliminá-la. Recomendamos que você leia este novo artigo do PeritoAnimal no qual encontrará informações sobre a catarata em cães e seu tratamento.

Também lhe pode interessar: Cataratas nos gatos - Sintomas e tratamento

O que é catarata?

A catarata pode ser definida como uma opacificação do cristalino, que é uma pequena estrutura encontrada no olho que atua como uma lente intra-ocular. Essas opacidades são formadas devido a uma ruptura no tecido do cristalino: suas fibras ficam desalinhadas e isso causa a opacidade. Observaremos que o olho do cachorro apresenta manchas ou uma grande mancha branca e azulada. Além disso, veremos que o cão se torna mais sensível à luz, que vai incomodá-lo nos olhos mais do que antes de apresentar a catarata.

As causas da catarata em cães, isto é, as causas de uma ruptura das fibras do cristalino do olho, podem ser de natureza variada. Quando as cataratas se revelam secundárias, produzidas por outro problema, descobrimos que elas podem ser causadas por traumas, inflamações que não foram tratadas adequadamente ou doenças sistêmicas, como a diabetes. Mas, na maioria das vezes, a catarata é hereditária, aparecendo em cães jovens e não nos mais velhos ou idosos como poderíamos pensar. O que vemos frequentemente em cães idosos é chamado de esclerose nuclear do cristalino. À medida que sua idade avança, o cristalino dos olhos dos cães endurece, algo que é natural, mas dá aos olhos um tom acinzentado que nos lembra as cataratas. No entanto, isso não afeta sua visão como as cataratas fazem.

É importante pensarmos que a visão não é um sentido principal para os canídeos, não é tão desenvolvida quanto nos outros animais. Os cães usam muito mais outros sentidos, como a audição e o olfato, de modo que, à medida que vão perdendo a visão, é possível que não demonstrem isso imediatamente e nos custe perceber que o processo de catarata começou. Normalmente, a formação da catarata é lenta, começando com pequenas manchas esbranquiçadas até progredir e se tornar uma mancha do tamanho do olho, que acabará produzindo cegueira no cão.

Hoje em dia, o tratamento para eliminá-las é a cirurgia. No entanto, existem também tratamentos não-cirúrgicos que, embora não as curem definitivamente, podem ajudar a melhorá-las. A cirurgia e os tratamentos alternativos serão discutidos mais adiante neste artigo.

Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia - O que é catarata?

Que cachorros sofrem de catarata?

Quando a catarata é produzida secundariamente em decorrência de outros problemas centrais, como acidentes com lesões na área, diabetes, etc., elas podem ocorrer em qualquer idade nos cães. No caso da catarata hereditária, pode ocorrer desde o momento do nascimento, quando é conhecida como catarata congênita, e aproximadamente até cerca de 5 ou 7 anos, quando são conhecidas como cataratas juvenis. Estas últimas são as mais frequentes.

Deixando de lado a idade do cachorro, verifica-se que existem raças mais propensas do que outras a sofrer com esse problema nos olhos. Algumas das raças que têm mais facilidade para apresentar esta doença ocular, principalmente em casos hereditários, são as seguintes:

  • Cocker Spaniel
  • Poodle
  • Schnauzer
  • Fox terrier de pelo liso
  • Fox terrier de pelo duro
  • Bichon frisé
  • Husky siberiano
  • Golden retriever
  • Labrador retriever
  • Pequinês
  • Shih tzu
  • Lhasa apso
  • Pastor Inglês ou bobtail
Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia - Que cachorros sofrem de catarata?

Cirurgia para catarata em cachorro

A oftalmologia veterinária evoluiu muito nos últimos anos e precisamente o campo da cirurgia de catarata é um dos aspectos que mais melhorou. Esta cirurgia é o único tratamento usado para eliminar a catarata. É a extração do cristalino do olho, portanto, uma vez que a catarata é operada, ela não pode se desenvolver novamente. No lugar que anteriormente era ocupado pelo cristalino, é colocada uma lente intra-ocular. A intervenção é realizada com uma técnica de ultra-som. Esta cirurgia é a melhor opção para resolver o problema do nosso cão, com 90-95% dos casos de sucesso. Um alto grau de visão é devolvido ao cão, mas nunca será a visão completa que ele tinha antes do aparecimento da catarata, embora seja necessário lembrar que a visão dos cães não é um dos seus principais sentidos. Assim, podemos fazer com que nosso fiel amigo recupere a qualidade de vida e volte a levar uma vida completamente normal.

Este procedimento cirúrgico dura aproximadamente uma hora para cada olho. Embora, em princípio, a hospitalização do cão não seja necessária, é vital que a primeira revisão pós-operatória seja realizada na manhã seguinte. Nas primeiras semanas após a operação, precisamos ter certeza de que nosso amigo peludo tenha uma vida muito tranquila. Ele precisará usar um colar Elizabetano pelo menos durante as primeiras duas ou três semanas e será necessário levá-lo para passear com uma coleira peitoral e não uma coleira normal, além de ficar de olho para que não se exercite excessivamente, uma vez que precisa descansar. Você não deve dar banho e precisamos nos certificar de que outros animais não se aproximam de seu rosto para evitar possíveis problemas nos olhos recentemente operados.

Após a cirurgia, é necessário continuar realizando exames periódicos para se certificar de que não há complicações que impeçam a recuperação completa dos olhos do cão. É imprescindível acompanhar todo o tratamento pós-operatório, que provavelmente envolverá colírios antibióticos e anti-inflamatórios recomendados pelo médico veterinário, além de fazer visitas regulares ao veterinário para detectar precocemente as irregularidades na recuperação e resolvê-las. Mesmo assim, a verdade é que a maioria dos cães operados começará a notar uma melhora na visão dentro de alguns dias após a intervenção e uma recuperação com pouca dor.

Devemos ter em mente que nem todos os cães podem ter a catarata operada. Um check-up e análises gerais devem ser realizados para verificar a saúde do paciente, como em qualquer outra intervenção que requer anestesia geral. Além disso, um exame completo dos olhos será necessário para o veterinário decidir e verificar se eles podem ser operados. Também será necessário realizar alguns testes específicos, como um eletrorretinograma e um ultrassom ocular.

Embora possa parecer um processo um tanto longo, é altamente recomendável que, se o nosso cão afetado pela catarata se mostrar um candidato operável, a intervenção cirúrgica seja realizada. Desta forma estaremos lhe devolvendo muita qualidade de vida e evitaremos que a catarata evolua para problemas secundários, que podem passar de uma simples inflamação permanente, que obviamente é muito irritante e dolorosa para o cão, até a perda do olho afetado.

Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia - Cirurgia para catarata em cachorro

Remédio caseiro para catarata em cachorro - tratamentos alternativos

Embora já tenhamos esclarecido que o único tratamento eficaz para a eliminação da catarata é a cirurgia, devemos também comentar sobre tratamentos alternativos, lembrando sempre que nenhum deles cura definitivamente a catarata. A intervenção cirúrgica é sempre mais recomendável mas, se o nosso parceiro peludo não for um candidato operável, esses tratamentos e remédios caseiros irão aliviá-lo e ajudar a retardar o processo da catarata. Com estes tratamentos não-cirúrgicos podemos chegar a evitar o glaucoma, riscos de infecção, o desprendimento da retina, entre outras condições.

Por exemplo, entre os tratamentos não-cirúrgicos mais reconhecidos, há um tratamento com gotas de carnosina antioxidante a 2%, que deve ser prescrita por um veterinário e aplicada durante pelo menos 8 semanas, causando melhora significativa das cataratas que ainda são imaturas.

Outros tratamentos se baseiam na adição de vitaminas A, C e E ao alimento do cão para retardar o progresso da catarata, porque essas vitaminas contêm propriedades antioxidantes. Também é vital ter uma dieta balanceada com ingredientes naturais e, além disso, reduzir as horas que nosso parceiro gasta sob o sol. Alguns vegetais que devem ser adicionados à dieta do nosso cão para retardar a progressão da catarata são as cenouras, couve, brócolis, o extrato de cranberry e outros vegetais de folhas verdes. Além disso, brotos de trigo em pó também são recomendados, assim como o suplemento dietético de metilsulfonilmetano.

Finalmente, também podemos usar ervas como a bardana, o alecrim e a rainha dos prados e, além disso, chás de celidônia e eufrásia são altamente recomendados para lavar os olhos de nosso cão para retardar a progressão da catarata.

Se você achou este artigo interessante e se preocupa com a saúde ocular de seu fiel amigo, talvez também possa se interessar em ler sobre a conjuntivite canina - causas e sintomas ou por que meu cão tem os olhos vermelhos.

Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia - Remédio caseiro para catarata em cachorro - tratamentos alternativos

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas oculares.

Escrever comentário sobre Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Doris
bom gostei
Maria Manuela Claudino
Quais os alimentos naturais, posso dar a uma cadelinha com diabetes e com 12 anos?
Obrigada

Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia
1 de 5
Catarata em cachorros: tratamento e cirurgia

Voltar ao topo da página