Sintomas de aborto em uma cadela

Sintomas de aborto em uma cadela

Durante a gravidez da cadela, o corpo da nossa melhor amiga sofrerá várias mudanças e reações químicas para criar as condições ideais para os embriões se desenvolvam no seu interior. Funcionará como uma máquina perfeita para que ao fim dessas nove semanas de gestação nasçam os cachorrinhos. No entanto, algumas vezes acontece algum problema que provoca um aborto espontâneo, que faz com que a cadela perca os bebês.

É importante conhecer os sintomas do aborto em uma cadela para evitar que ela também corra riscos, assim sendo aconselhamos você a ler este artigo do PeritoAnimal. Além disso, isto irá ajudar a descobrir se o animal tem problemas de fertilidade e a evitar uma nova gravidez.

Causas de aborto espontâneo

Dependendo do momento da gestação, o aborto pode ser causado por uma ou outra razão. Na última etapa da gravidez o mais comum é que seja provocado por um desequilíbrio hormonal no ventre do animal.

As bactérias, os parasitas ou os fungos também são responsáveis pelos abortos espontâneos. Em lugares onde convivam muitos cachorros, como os canis ou os parques caninos, pode existir uma bactérias contagiosa chamada Brucilla que provoca abortos inesperados.

Também a água e os alimentos podem conter parasitas como o Neospora caninum, ou fungos que afetam a gravidez da cadela. Por isso devemos vigiar muito de perto o que come e limpar bem o seu comedouro e bebedouro. As análises de sangue no veterinário podem detectar se a nossa cadela tem alguma infecção e poderão tratá-la a tempo. As cadelas que sofreram um aborto devido a uma infecção, a parasitas ou a fungos, devem receber tratamento veterinário.

Antes da quinta semana de gestação

Normalmente, quando uma cadela sofre um aborto antes da quinta semana de gravidez costuma reabsorver os embriões, de forma que apenas restariam uns inchaços no seu ventre. Geralmente a perda dos filhotes nesta etapa costuma passar desapercebida e não provoca danos na mãe, inclusivamente por vezes nem nos apercebemos que estava grávida porque ainda não tinha mostrado nenhum sinal de gravidez. Quando uma cadela perde os seus embriões nas primeiras etapas da gravidez pode ser um sinal de infertilidade.

No entanto, a morte de algum embrião não quer dizer que a gravidez se tenha interrompido. Muitas vezes morrem alguns fetos e outros continuam vivos e acabam nascendo alguns dos cachorrinhos da ninhada.

Depois da quinta semana de gestação

A partir da quinta semana dos embriões já estão quase formados e os sintomas de aborto em uma cadela serão bastante visíveis e dolorosos. Começará a sangrar abundantemente de forma repentina e, por vezes, o sangramento será de cor marrom esverdeado, o que indicará que está expulsando a placenta. Muitas vezes pode expelir também os fetos falecidos.

A cadela irá contrair o estômago, o que a fará sentir dores. O aborto espontâneo a partir da quinta semana adoecerá a cadela, que se mostrará cansada, deprimida, sem apetite e com febre. Às vezes também pode ter diarreias e vômitos.

Se começar a notar qualquer destes sintomas deve levá-la rapidamente ao veterinário para que comprove o seu estado de saúde. Uma cadela que sofreu um aborto precisa de muitos cuidados e carinhos para se recuperar, por isso deve permanecer ao seu lado até que volte a ser a mesma de sempre.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Sintomas de aborto em uma cadela, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de gestação.