Partilhar

Cuidados com coelho

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 22 outubro 2019
Cuidados com coelho

Ver fichas de  Coelhos

Muitas pessoas têm coelhos como animais de estimação mas, embora seja um per comum, devemos saber que este animal precisa de alguns cuidados específicos. Você deve conhecer o coelho como animal selvagem para poder proporcionar tudo aquilo que ele merece e precisa, para isso é necessário ter informação correta sobre os cuidados com coelho.

Para ajudar os tutores de animais e garantir que você tem um coelho feliz e saudável em casa, nesse guia do PeritoAnimal vamos falar sobre os cuidados com coelho, explicaremos sobre a alimentação ideal, saúde, vacinas, educação e muito mais. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Cuidados do coelho belier

Coelho de estimação

Na maioria dos casos, e por desconhecimento, muitos tutores de coelhos acreditam que se trata de um roedor como qualquer outros, que precisa de uma gaiola, comida e pouco mais. O coelho é uma espécie da ordem lagomorfo e conta com algumas diferenças físicas e de comportamento que fazem com que precise de cuidados especiais, diferente dos hamsters ou porquinhos-da-índia.

Além de algumas diferenças evidentes, você deve ter em conta que o coelho é um animal que, quando se encontra em estado livre, corre durante todo o dia, escava e desfruta do cheiro de plantas e flores. Além disso, trata-se de um animal muito inteligente e sociável, que reconhece o seu tutor, o próprio nome e que também aprende a realizar diversos exercícios em troca de pedacinhos de fruta ou verdura.

Para começar com os cuidados do coelho, é importante destacar que todos os cuidados são igualmente importantes e que dedicar tempo ao seu animal de estimação aumentará a expectativa de vida, qualidade de vida e felicidade dele. Você está pensando em adotar um coelho como animal de estimação? Continue lendo e veja mais informações sobre os cuidados com coelho.

Quanto tempo vive um coelho?

De forma geral, os coelhos têm uma esperança de vida em torno de 6 e 8 anos, apesar de que alguns podem chegar a viver entre 10 e 12 anos. Quanto tempo vive um coelho depende de como os tutores cuidam dele, assim como as condições genéticas, uma vez que existem raças de coelho que têm uma expectativa de vida maior que outras.

Os coelhos selvagens têm a esperança de vida mais curta, entre 3 e 4 anos, pois são mais ameaçados por predadores e doenças não tratadas.

Gaiola para coelho

A gaiola é o ninho do seu coelho, onde ele vai dormir e passar a maior parte do tempo. Por isso, recomendamos que seja o mais espaçosa possível para que ele possa se movimentar mais e melhor. O tamanho está diretamente relacionado com sua qualidade de vida, por esse motivo aconselhamos que a gaiola para coelho tenha dimensão mínima de 80 cm2, situada sempre em um ambiente sem correntes de ar nem sol direto.

A verdade é que você poderá encontrar à venda gaiolas menores que não recomendamos, pois poderiam causar ansiedade no pet. Existem pessoas que até oferecem cômodos inteiros para suprir as necessidades genéticas de espaço.

Os coelhos são animais sociáveis e, se você planeja ter um casal, precisará ter um espaço de, pelo menos, 4 metros quadrados (como recomendam as associações de animais).

Tipos de gaiola para coelho

Tenha em conta que existem diversos tipos de gaiolas para coelho, por isso é importante que você escolha uma que seja adequada para você e para o seu pet.

Gaiola de interior: a maioria das gaiolas para coelho encontradas em lojas de animais são de interior, quer dizer, gaiolas para que você tenha dentro de casa. Você pode encontrar algumas gaiolas com portas mais amplas que outras, elas são as mais recomendadas pois permitem que o seu pet entre e saia da gaiola com mais facilidade.

Gaiola de exterior: por outro lado, se você está planejando ter o seu coelho no jardim ou em um espaço no exterior, você deve saber que existem gaiolas para coelho de exterior. A maioria dessas gaiolas não tem chão, isso significa que o pet pisará diretamente na grama ou terra do seu jardim. No entanto, esse tipo de gaiola é desaconselhada se o chão for de terra, pois o coelho pode comer terra ou pedrinhas sem querer.

Coelheira: caso você tenha adotado uma coelha grávida, é necessário que você tenha uma gaiola tipo toca. Assim, você vai oferecer o possível para que a futura mamãe se sinta confortável e possa manter os filhotes seguros.

Gaiola de grade: você também pode encontrar gaiolas com o chão feito de grade ou ferro. Esses tipos de gaiolas não são adequadas para os coelhos pois, além de não serem confortáveis, também não são muito higiênicas.

Gaiolas para transporte: essas gaiolas são utilizadas para facilitar o transporte do animal, por exemplo ao veterinário. Existem diversos tipos gaiola feitas de diferentes materiais, no entanto, as de plástico são mais recomendadas.

Gaiolas de madeira: apesar de serem muito bonitas, nem sempre são suficientemente grandes para deixar o pet confortável. Geralmente, esse tipo de gaiola costuma estar no exterior das casas, por isso é recomendado colocar um cercado ao redor da gaiola para deixá-la aberta e, assim, oferecer um espaço ainda maior para o seu coelho.

A gaiola de coelho deve ter:

  • Bandeja para que ele possa fazer as necessidades e manter um ambiente limpo e higiênico. Nunca utilize areia de gato ou idêntica , uma vez que pode causar infecções. O tutor deve adquirir uma areia especial para coelhos disponível em qualquer loja de animais. A limpeza diária deve ser realizada com sabão neutro.
  • Bebedouro de pelo menos 1/2 litro. Você também pode utilizar um bebedouro que seja uma pequena tigela com água, embora seja menos recomendada pois irá sujar-se com mais facilidade e você terá que limpá-lo com frequência. Deve ter sempre água em abundância.
  • Dispensador ou tigela para a ração, o feno e as porções diárias de fruta e verdura.
  • Cama, toalha de algodão ou pano são alguns dos elementos onde o coelho vai descansar pela noite, embora muitos coelhos não entendam a função destes elementos e acabem fazendo as suas necessidades ali.
  • Madeiras para roer. Nunca devem ser tratadas, pois poderiam quebrar e criar um problema sério nos intestinos do coelho. Você deve optar por madeiras de árvores de frutas como por exemplo da maçã, laranja, etc, ou adquirir madeira de pinho sem estar tratada.



Cuidados com coelho - Gaiola para coelho

Alimentação do coelho

A alimentação do coelho é específica para cada etapa da sua vida, pois as necessidades nutricionais vão mudando. No geral, você deve oferecer sempre esses elementos:

  • Feno: o seu coelho sempre deve ter feno à disposição, por isso é recomendável oferecê-lo em abundância. Uma vez que os dentes dos coelhos não param de crescer, eles precisam sempre ter algo para comer para desgastá-los. Além disso, o feno também traz inúmeros benefícios para a saúde gastrointestinal dos coelhos, já que ajuda a expulsar as bolas de pelo do estômago e mantém o sistema digestivo ativo.
  • Ração: a ração deve ser em grãos ou pellets e não deve conter sementes nem cerais adicionados. Na sua composição deve aparecer, pelo menos, 20% de fibra ou celulosa e, no máximo, 16% de proteína. A partir dos 6 meses de idade, o coelho não cresce mais, por isso a partir desse momento você deve dar apenas uma colher de sopa de ração para cada quilo do animal, evitando problemas de obesidade.
  • Verdura: com verduras, falamos de ervas frescas e folhas verdes, como folhas de cenoura, espinafre, aipo, endiva, dente de leão, etc.

No caso dos coelhos jovens (entre os 2 e 7 meses), eles devem ter à sua disposição de forma ilimitada e em abundância todos os elementos anteriores, à excepção da fruta e verdura, que será racionada em pequenas porções diárias. É uma etapa de crescimento fundamental para o seu desenvolvimento e, além disso, é quando começam experimentar os frutos.

Alimentos que o coelho pode comer

A alimentação do coelho pode ser bem variada, contendo:

  • Frutas (sempre sem sementes) como por exemplo maçã, pera, pêssego, banana, melão, uva, laranja, etc. Ofereça pedacinhos pequenos, para que você entenda quais são as opções que o seu pet mais gosta.
  • Vegetais como por exemplo, endívia, couve, pepino, espinafres, cenoura, feijão verde, brócolis ou alfafa.

Alimentos que o coelho nunca deve comer

  • Sementes: deve evitar de todo o tipo, incluindo frutos secos, legumes e cereais
  • Vegetais: deve evitar a alface, couve-flor e salsa.
  • Alimentos para outros animais: como comida para gato ou cachorro.
  • Outros alimentos como: cozinhados, carne, queijo, lácteos, fruta em conserva ou em calda, incluindo o sal, açúcar ou cevada.
  • Alimentos tóxicos como: batata, cebola, alho, abacate, chocolate, folhas de tomate, legumes, folhas de chá, bambu.
  • Plantas tóxicas: poinsettias, beladona, fungos, samambaias, cactos, cravos, gerânio, carvalho, aloe vera, violeta, zimbro, visco, abrótea, carvalho.

Veja mais informações sobre a alimentação do coelho no nosso vídeo do YouTube:

Higiene do coelho

Os coelhos são mamíferos muito limpos que se limpam a si próprios. Não é recomendável dar-lhes banhos, exceto quando se sujem de forma excessiva, caso contrário podem perder a camada de proteção natural da pele. Pode dar banho ao animal no máximo uma a duas vezes por ano. Para tirar a sujeira que for aparecendo, você pode usar toalhinhas úmidas de bebê.

Como dar banho em um coelho

Se, em um caso excepcional e o seu coelho se sujou muito, siga os passos seguintes:

  • Procure um local tranquilo para lavar o seu coelho, lembre-se que são muito sensíveis;
  • Nunca coloque o pet de boca para cima, isso causa estresse;
  • Encha um recipiente com água morna, que seja agradável para ele;
  • Utilize apenas água para lavar, no caso da sujeira não sair, você pode utilizar um xampu com pH neutro;
  • Enxague e seque.

Como escovar o pelo do coelho

Lembre-se que você deve escovar o seu coelho de forma habitual para eliminar o pelo morto e evitar que ele engula. Também é importante que utilize um corta unhas específico se vir que as unhas cresceram em excesso, sempre com cuidado.

Para escovar o pelo do seu coelho, você deve fazer movimentos suaves e com muito cuidado. Normalmente, as regiões mais difíceis para escovar são o ventre e a cauda, já que o coelho pode se mexer muito.

Como limpar a gaiola de coelho

É muito importante manter a gaiola limpa e os locais onde você brinca com ele. Para limpá-la profundamente, você pode utilizar um pouco de água sanitária ou vinagre de maçã, sempre com cuidado e mantendo o seu animal longe do local durante a limpeza.

A água sanitária e o vinagre de maçã são perfeitos para eliminar bactérias e o cheiro de urina do seu pet, por isso são um perfeito aliado caso você tente ensinar o seu coelho a fazer as necessidades no canto.

Atividade física do coelho

Como já referimos o coelho é um mamífero com uma atividade física elevada quando está em estado selvagem. Por esse motivo, um dos cuidados com coelho mais importante é deixar que ele saia da gaiola pelo menos duas vezes por dia, sempre sob a sua supervisão, já que pode roer cabos ou objetos perigosos para ele.

Você pode criar caminhos com elementos adquiridos na loja de animais ou que você mesmo pode fazer. Brinquedos de todo o tipo estão permitidos. Também é importante que o tutor passe algum tempo com ele e lhe dê carinho e atenção. Lembre-se que o coelho é um animal inteligente que pode aprender truques e ordens se você lhe dedicar tempo e paciência.

Leve o seu coelho para passear

Cada vez mais é possível encontrar nas lojas de animais coleiras para o levar o seu coelho para passear por um parque ou na praia. Tudo isso é importante para que ele cheire e desfrute do ambiente selvagem sem se perder.

Se você for levar o seu coelho para passear, coloque a coleira alguns dias antes dentro de casa para que, pouco a pouco, ele se acostume. Quando estiver fora, procure um local que seja tranquilo e longe de qualquer outro tipo de animal de estimação, como cachorros.

Cuidados com coelho - Atividade física do coelho

Saúde do coelho

Além da higiene diária, você deve consultar um veterinário de forma periódica para garantir o estado de saúde do seu pet. Os coelhos também precisam seguir um calendário de vacinação.

Se você é um tutor de coelho, deve saber quais são as 6 doenças mais comuns dos coelhos:

  1. Resfriados: tal como as pessoas, os coelhos também sofrem de resfriados e podem contagiar-se uns aos outros. Os sintomas são os mesmos que no caso do ser humano (secretam líquido pelo nariz e espirram). Embora um resfriado seja de pouca gravidade, é importante cuidar dele, especialmente durante o tempo que estiver doente.
  2. Fungos: os fungos são um problema sério que pode ser transmitido de um coelho para outro. Leve o seu pet o quanto antes ao veterinário perante a presença de um fungo. Costuma aparecer em exemplares jovens e detecta-se pela perda de pelo.
  3. Coccidiose: aparece quando o coelho lambe o pelo sujo, bebe ou se alimenta de água em mau estado. Para evitar o aparecimento desta doença, tenha cuidado com a higiene da gaiola e dos utensílios. É um caso muito grave que pode causar morte do coelho. Os sintomas são a perda repentina de pelo e a diarreia. Leve-o ao veterinário com urgência.
  4. Insolação: é muito comum principalmente em épocas de calor. Se você observar que o coelho respira profundamente de forma contínua, isso é o sintoma que indicará uma insolação. Não o leve ao veterinário a não ser que não melhore. Leve-o para um espaço fresco e tranquilo, aplique umas gotas de água na cabeça e axilas dele, pouco a pouco verá como irá melhorando.
  5. Urina vermelha: se você observar urina vermelha mas não se tratar de sangue, não fique alarmado, deve ser porque você está oferecendo verdura verde em excesso. Procure dar-lhe água em abundância. Se, passadas 12 horas, o problema não melhorar, busque ajuda de um veterinário. Não confunda este problema com a urina com sangue, um problema mais sério que precisa de tratamento urgente e imediato.
  6. Sarna: ácaros são pequenos insetos de cor vermelha que habitam os ouvidos dos coelhos, mas também é comum que apareçam nas patas ou na pele. A sarna mais comum é a que aparece nos ouvidos e que, em casos avançados, já aparece fora das orelhas. Consulte o veterinário para que saber qual o tratamento mais adequado para combatê-los. Além disso, você deve higienizar toda a gaiola e os utensílios com água fervente ou cloro e deixar no sol por, pelo menos, um dia.

Além disso, recomendamos a esterilização do coelho para evitar tumores quando alcançar a idade adulta e evitar a gravidez não desejada.

Um dos cuidados com coelho mais importantes é saber como atuar diante de uma doença. Agora que você já sabe isso, é importante ter em conta que deve levar o seu coelho ao veterinário caso ele apresente qualquer um deses sintomas:

  • Não comeu ou defecou em pelo menos 12 horas;
  • Não urinou em pelo menos 24 horas;
  • Não se mexe e parece muito apático;
  • Os dentes cresceram em excesso;
  • Pode observar muco nas fezes;
  • Grande dificuldade para respirar ou secreções;
  • Caiu e não se mexe;
  • Inclina a cabeça sem controle;
  • Convulsões;
  • Crostas dentro das orelhas.

Como pegar um coelho corretamente

Os coelhos não gostam de ser carregados no colo, já que assim se sentem inseguros. Você deve lembrar que, na natureza, quem os levanta são os predadores. Caso você precise segurar o seu animal de estimação, deve passar a mão pelo peito e pelas patas traseiras. Não deve agarrá-lo, apenas segurá-las um pouco para que ele note que não estão soltas no ar, quer dizer, para que eles entendam que não significa uma ameaça.

O que você NUNCA deve fazer:

Por outro lado, você nunca deve segurar o seu coelho das seguintes maneiras:

  • Pelas orelhas;
  • No pelo;
  • Pelas patas.

Segurar o seu coelho por algum desses locais pode causar graves traumas na espinha ou fraturas no seu pet. Além disso, você deve ter em conta que não deve ficar atrás dele, nem fazer movimentos bruscos, nem mesmo brincando, pois pode assustá-lo. Se isso acontecer várias vezes, pode gerar medo no seu pet e fazer com que ele não confie em você.

Um coelho de estimação reconhece o tutor?

Os coelhos são animais muito inteligentes, além de reconhecerem os seus tutores, são capazes de reconhecer o seu próprio nome e aprendem a realizar diversos exercícios em troca de pedacinhos de fruta ou verdura. Por outro lado, os coelhos são animais muito sociais, adoram atenção e brincar com sua família humana. Se você passar bastante tempo com ele, dando muito carinho e amor, ele vai te reconhecer e também vai te procurar para brincar e pedir carinho.

Os coelhos sentem falta dos tutores se passarem alguns dias fora de casa, isso demonstra o quanto um coelho de estimação pode amar seu tutor.

Curiosidades sobre coelho

Agora que você já sabe quais são os cuidados com coelho mais importantes, conheça também algumas curiosidades sobre o coelho:

  • A temperatura corporal deles costuma estar entre os 38ºC e os 40ºC;
  • A temperatura do ambiente deve rondar os 18ºC e os 21ºC;
  • Gostam de viver com outros membros da sua espécie;
  • Gostam da noite;
  • Alcançam a maturidade sexual entre os 3 e os 5 meses;
  • Observe-o e pese-o de forma semanal para verificar que está tudo bem.
  • Os coelhos fazem dois tipos de fezes, uma em formato de bolinhas e outras mais moles em forma de cacho. O coelho costuma comer estas últimas. Se você vir essas fezes na gaiola, isso pode ser um indicador de sobrealimentação.
  • O abacaxi e a papaia evitam as bolas de pelo no estômago.

Para saber ainda mais informações sobre os coelhos, confira quais são as raças de coelho e ainda como é a convivência entre coelho e gato nesses artigos do PeritoAnimal.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cuidados com coelho, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Cuidados básicos.

Vídeos de Cuidados com coelho

1 de 3
Vídeos de Cuidados com coelho

Escrever comentário sobre Cuidados com coelho

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
24 comentários
Sandra
Olá, tenho uma coelha de 2 anos e pouco, quando ela era filhotinha e chegou aqui em casa, percebi que tinha umas mamas mais salientes, eu achei normal e deixei para lá. Acontece que tem vezes que ela fica um pouco doente, não quer comer, fica apática e não faz as necessidades, eu sempre achei que fosse problemas no intestino, como bolas de pelo e essas coisas, e na época ela roía papelão e as vezes comia uns pedaços, também achava que eram o dentes, pois quando passava a mão na barriga e na mandíbula, ela rangia os dentes mais forte. Então eu fazia uma papinha com mamão e ela melhorava. Ontem fui passar a mão na barriga dela e senti essas mamas salientes e fui procurar na internet. As páginas que encontrei falavam sobre mastite, porém quando eu toco ela não sente dor e não sai nenhum tipo de pus, sem contar que ela não está gravida e nunca esteve, lá dizia também que pode ser de contato com sujeira, mas nem presa na gaiola ela fica, eu sempre passo pano no chão e tudo. Estou preocupada, estou pensando em levar ela para castrar mês que vem, pois li que pode ser câncer também, apesar de não sentir nem um nódulo na barriga dela, a não ser essas saliências.
Eu achava que as mamas de todos os mamíferos fêmeas eram salientes, por isso não liguei na época, mas ela está bem de saúde atualmente.
Mandei uma foto, agradeço se alguém puder me dar mais informações sobre isso.
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Sandra! Sem ver a sua coelha não conseguimos passar nenhum diagnóstico. No entanto, recomendamos que você busque ajuda de um médico veterinário de confiança.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Nayla
Meu coelho tem apenas 2 meses, estou com ela a pouco tempo, ela está comendo o granulado higiene isso afeta a sua saúde?
Narilene
Ola, meu coelho tem 6 anos e alguns dias as fezes está muito ressecada e pouca. Troquei a ração e nada mudou, o que posso fazer?
Luísa Savala (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Narilene! A alimentação do seu coelho é equilibrada?A deita indicada para indicado para um coelho idoso é exatamente igual de um coelho adulto. Dê-lhe cerca de 30 gramas de ração diária, feno ilimitado, uma fatia de fruta por dia, uma pequena quantidade de vegetais e água fresca. Se você quiser saber mais, confira nosso artigo sobre alimentação do coelho: https://www.peritoanimal.com.br/alimentacao-do-coelho-5152.html
Se mesmo assim o seu coelho continuar com as fezes ressecadas, o mais indicado é buscar um médico veterinário.
A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras!
Rudineia
Meu coelho come, rúcula e salsa ,ele adora !!!
Janine
O meu Coelho roi cestos de verga é
Perigoso?
Paulo Henrique
Os testículos do meu coelho juntaram e estão somente de um lado. O outro lado esta vazio. O que fazer?
Jane
Boa Tarde!!
Achei muito estranho a minha coelha estava com as unhas todas roídas, é normal coelho roer as unhas ?...
Scarlat Dafne
Minha coelha ficou com paralesia dos membros inferiores patas trazeiras repentinamente nao ouve queda nem sinal de machucado ou fratura aparente coco e xixi normal comendo e bebendo tambem existe algum medicamento ou procedimento que possa fazer
Wanessa
Bom dia! Tenho um pátio em que posso soltar meu Coelho, mas na maioria das vezes deixo ele dentro de casa pois o pátio está úmido e ouvi falar que os coelhos não podem pisar na umidade pois podem pegar fungos nas patas (frieira). É verdade?
Liliana Ramos (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Wanessa! Se o seu coelho está sempre nesse chão úmido pode ser perigoso sim. Ambientes úmidos são ideais para o crescimento de bactérias e fungos. De qualquer forma, se é apenas um momento, não tem problema. Aconselho que seque as patinhas do coelho antes dele voltar para casa.
Fernanda
Oi! Vi você falando que não pode dar verdura a vontade.. a minha Veterinaria disse q pode,
Mas vi alguns sites falando q não.. to confusa.. ela nao gostou de feno, então não sei mais o q dar..
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Fernanda! O feno é essencial que ele coma durante todo o dia. Você pode tentar outro tipo de feno e é importante que a ração não esteja sempre disponível para obrigar ele a comer o feno. Caso contrário podem existir problemas graves como os problemas dentários, pois o feno é o único que permite desgastar os molares.

Cuidados com coelho
1 de 3
Cuidados com coelho

Voltar ao topo da página