Partilhar

Alimentação do coelho

Por Vanessa Lopes, Redatora do PeritoAnimal. Atualizado: 22 maio 2018
Alimentação do coelho

Ver fichas de  Coelhos

Se decidiu adotar um coelho ou vai fazê-lo entretanto, deve conhecer qual é a alimentação recomendada para que o coelho esteja saudável e feliz. Deve contar sempre com alimento de boa qualidade para se certificar do correto desenvolvimento do seu metabolismo.

De seguida, vamos mostrar para você o tipo de alimento que precisa segundo a sua idade, a variedade que precisa e a dose que lhe deverá proporcionar. Fique sabendo tudo sobre a alimentação do coelho neste artigo do PeritoAnimal.

Também lhe pode interessar: Alimentos proibidos para coelhos

Alimentação de coelhos recém nascidos

Se deseja se informar sobre a melhor alimentação de um coelho recém nascido, de pouca idade, entrou no sítio certo. Deve saber que as suas chances de sobreviver junto a si são poucas, por isso deverá se esforçar ao máximo. Se está nas suas mãos cuidar de um coelho realmente pequeno, apenas recém nascido, saiba que se encontra com um nível de dificuldade elevado para conseguir a sua sobrevivência pois precisará de muita atenção e cuidados contínuos:

  1. Para começar recomendamos que consulte um especialista veterinário, ele irá ajudá-lo com as regras, horários e recomendações.
  2. Esteja atento às necessidades que o coelho possa ter nas 24 horas do dia, faça turnos com a sua família, parceiro ou amigos.
  3. Se não puder consultar o seu veterinário por qualquer circunstância terá que improvisar você mesmo para conseguir que não morra.
  4. Crie um pequeno ninho em uma caixa de papelão ou similar, em um sítio reservado e tranquilo. Deverá acondicioná-lo para que o animal esteja cômodo no interior, utilize um ou vários travesseiros pequenos, sem fios soltos. Também pode usar tecidos de algodão.
  5. Tente que esteja quente a todo o momento, especialmente no momento de comer.
  6. Crie uma mistura especial para ele à base de: leite especial para gato, leite de cabra e fórmula láctea especial que encontrará em lojas especializadas de animais de estimação. Consulte também o veterinário para saber quais são os produtos com as melhores propriedades.
  7. Alimente-o três vezes ao dia pelo menos com uma seringa sem ponta. Não o force a comer, pois poderia se engasgar. Seja cuidadoso.
  8. Peso-o diariamente. Se observar que o coelho não aumenta de peso, passe a alimentá-lo quatro vezes diárias.
  9. Quando vir que o seu coelho jovem começa a desenvolver-se a partir das quatro semanas e a mexer-se com intensidade tente introduzir na sua dieta novos alimentos como a alfafa, feno ou aveia. E já passou o pior!

Se tem problemas para cuidar do seu coelho bebê neste processo, consulte o quanto antes o seu veterinário e deixe-se aconselhar pelo especialista.

Alimentação do coelho - Alimentação de coelhos recém nascidos

Alimentação do coelho jovem

O seu coelho é pequeno, com menos de 90 dias e ainda assim precisa de muitos cuidados para se desenvolver perfeitamente e crescer saudável e forte.

A partir das 4 semanas de vida continua sendo um coelho muito pequeno, que ainda está em risco por isso deverá continuar à sua disposição as 24 horas do dia:

  1. O nosso coelho deverá passar para uma zona maior, continuando com o seu ninho como até agora mas além disso terá mais espaço para se mexer.
  2. No seu novo espaço deverá contar com um recipiente com água limpa, fresca e comida em abundância para que ele mesmo alcance o que deseja.
  3. Continue dando-lhe leite tal como o faria a sua mãe na natureza, mas além disso terá novos elementos da sua dieta como por exemplo aveia ou ração especial para coelhos (de preferência comida úmida ou fresca).

Se o coelho já tem 7 semanas, então deverá deixar de lhe dar leite e a sua dieta passará a ser a seguinte:

  • Quantidade ilimitada de comida e aveia.
  • Comece a introduzir frutas (sempre sem sementes) como por exemplo a maçã, pera, melão, banana, uva, laranja ou pêssego. Dê-lhe pequenos pedaços, para que comece a perceber quais é que lhe chama mais a atenção.
  • Também deverá introduzir os vegetais como o tomate, escarola, couve, pepino, espinafres, cenoura, brócolis ou alfada. Experimente quais é que gosta mais.

Se observar qualquer sintoma de diarreia, vômito ou alergia a algum alimento, consulte o quanto antes o veterinário. Lembre-se que este é o momento de lhe dar as primeiras vacinas.

Alimentação do coelho - Alimentação do coelho jovem

Alimentação do coelho adulto

O seu coelho já alcançou os 7 meses e considera-se um coelho adulto. Nesse momento a sua dieta vai mudar para não criar obesidade no animal, além disso deverá proporcionar-lhe variedade de alimento entre fruta, verdura e ração seca. A quantidade pode variar dependendo do peso do nosso animal de estimação:

  • Dê-lhe cerca de 30 gramas de ração diária.
  • Feno ilimitado.
  • Uma fatia de fruta por dia.
  • Uma pequena quantidade de vegetais.

Tente variar o tipo de fruta e verdura para criar emoção e intensidade no dia a dia do coelho, mantê-lo atento e ativo. Comerá pouco a pouco assimilando bem os alimentos.

Além disso, pode dar-lhe um suplemento à base de cereais que lhe pode oferecer uma vez por semana. Pode fazê-lo você mesmo à base de aveia em grão, milho partido fino, sorgo e trigo. Veja de quais é que gosta mais.

Observe a evolução do seu coelho adulto e leve-o ao veterinário com a regularidade que ele lhe sugerir, mantenha em dia o seu calendário de vacinas e deixe-o fazer exercício em casa e no jardim (sempre com supervisão). Tente ensinar-lhe a fazer ordens simples ou brinque com ele para o estimular mentalmente.

Alimentação do coelho - Alimentação do coelho adulto

Alimentação do coelho idoso

A partir dos 6 anos de vida, o seu coelho é um carinhoso avô que ainda lhe poderá muitas alegrias e bons momentos. Nesta etapa da vida do coelho, continuará com a dieta habitual do coelho adulto, sem mudança alguma. Receberá as 30 gramas de ração, o feno e as frutas e verduras.

Pode acontecer que o seu coelho comece a perder peso de forma gradual. Nestes casos, recomendamos que aumente as gramas de ração pouco a pouco (35 - 40 - 45) e que o peso até que o peso de mantenha no mesmo ponto.

Dê-lhe mais carinho que no resto das etapas da sua vida. Lembre-se que um coelho não vive apenas 6, 7 ou 8 anos, pode alcançar muito mais tempo com a dignidade suficiente de um coelho saudável e feliz, não tem que o encontrar deteriorado. Cuide dele como merece, por todos os momentos que lhe proporcionou.

Alimentação do coelho - Alimentação do coelho idoso

Outros tipos de comida

Pode acontecer que no ambiente familiar alguém queira dar um tipo de comida que não é a sua. Perante estes casos certifique-se que não coma e verifique os alimentos proibidos para coelhos:

  • Frutos secos, semente, cereais e legumes
  • Açúcar, cevada, sal ou fruta em calda
  • Gordura
  • Amido
  • Comida de cachorro, gato ou cozinhada
  • Alface, couve-flor ou salsa crespa

Alimentos venenosos para o coelho:

  • Batata, cebola, alho, abacate, chocolate, folhas de tomate, legumes, folhas de chá, bambu.

Plantas venenosas para o coelho:

  • Poinséttia, fungos, orquídeas, samambaias, cactos, cravos, gerânio, aloe vera, violeta, zimbro, beladona, hederas, visco, bulbos, teixo.

Recomendamos que não dê comida humana ao coelho, lembre-se que é um animal herbívoro, por isso é provável que desfrute mais comendo um morango como guloseima que uma própria guloseima.

Se a comida for fresca será mais bem aceite pelo seu organismo e ele vai gostar muito mais de a comer. Confira sempre a data de vencimento. Também é importante que veja o rótulo do seu alimento e que apareça pelo menos 18% de fibra.

Alimentação do coelho - Outros tipos de comida

Se deseja ler mais artigos parecidos a Alimentação do coelho, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Dietas equilibradas.

Escrever comentário sobre Alimentação do coelho

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
5 comentários
Thaisa
Feno de alfafa pode dar a vontade também ?
Rafaela
Não entendi uma coisa no artigo. No início diz que pode introduzir vegetais na alimentação do coelho de 7 semanas e cita o alface. E depois diz que o alface é alimento proibido. E aí, pode ou não pode comer alface e, se não pode, qual a razão? Obrigada.
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Rafaela! Efetivamente, em pequenas quantidades a alface pode ser inofensiva para o coelho. Porém, por ser um alimento com pouca fibra e muita água, pode causar diarreias no coelho. Por esse motivo é normalmente desaconselhado já que tem muito poucas vantagens em comparação com os possíveis vantagens, visto que é um alimento nutricionalmente pouco rico. Para não causar confusão, já alteramos a informação que aconselha a introdução da alface. Agradecemos a sua questão!
Tatiana
Olá, li o artigo sobre alimentação e fiquei na dúvida sobre o alface , ele consta na dieta do coelho jovem e nos alimentos proibidos . É ou não proibido?
Fabrício Rodrigues
Bom dia, temos uma coelhinha está com 1 ano e 4 meses de uma hora para outra parou de comer ração já compramos vários tipos entre elas Funny Bunny (Supra) e Happy Rabbit (Zootekna) e ainda uma Purina e nada de querer comer, mas continua comendo normalmente feno de Alfafa e verduras sempre feliz e ativa, as fezes normais também. A pergunta é o que devemos fazer para que volte a comer ração? Dês de já Obrigado
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Fabrício! É muito bom sinal a sua coelhinha continuar comendo o feno (tão importante para o desgaste dos dentes) que deve estar sempre à disposição. Experimente uma manhã não colocar frutas nem legumes, coloque só o feno e a ração. De tarde verifique se ela comeu a ração e aí sim dê os legumes para ela. Se resultar, comece a adotar esse método para ela assim ter uma alimentação completa, porque o que pode estar a acontecer é que ela prefira os legumes e encha a barriguinha de feno e legumes não deixando lugar para a ração.
Elenilde
Faz 4 dias que meu coelho morreu, ele tinha apenas 6 anos, estava com uma infecção urinária há mais de 1 ano, tomava medicamento, melhorava, depois voltava tudo de novo, deveria ter mudado de médico, mas onde eu moro, não tem opções, me sinto culpada, por não ter feito mais por ele, sei que poderia estar comigo agora, mas fui deixar pra agir tarde demais, ele estava muito debilitado.

Alimentação do coelho
1 de 6
Alimentação do coelho

Voltar ao topo da página