Partilhar

Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento

 
Por Carolina Costa, Médica Veterinária. Atualizado: 11 outubro 2019
Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

Problemas do foro reprodutivo podem surgir em cadelas de qualquer raça e idade. No entanto, conforme a idade, estilo de vida, se é castrada ou inteira e em que ciclo reprodutivo a cadela está, é possível pensar em distintos diagnósticos diferenciais.

Um dos sintomas mais comum de problemas que envolvem o sistema urogenital e que suscitam muita preocupação é o corrimento vaginal, observado no exterior da vulva pelos tutores. Se você notou algum tipo de corrimento na sua cadela, então continue lendo este artigo do PeritoAnimal para saber mais sobre corrimento em cadelas filhotes pois iremos explicar o que pode ser, o que fazer, como tratar e prevenir.

Corrimento em cadelas

A vaginite é a inflamação da vagina e a vulvite é a inflamação da vulva. Quando ocorre inflamação destas duas estruturas se denomina vulvovaginite e um dos sintomas mais comuns é o corrimento vaginal.

Já a inflamação da bexiga toma a designação de cistite e o corrimento em cadelas também pode surgir como sinal clínico de uma infeção urinária.

O corrimento vaginal em cadelas é qualquer líquido que sai da vagina e, quando surge em quantidades anormais, fora do ciclo reprodutivo ou com alterações nas características, pode indicar que algo não está bem. O corrimento é produzido em casos de:

  • Influência hormonal;
  • Infeção (vaginal, uterina ou urinária);
  • Lesão;
  • Corpo estranho;
  • Tumores.

Ele pode apresentar distintas consistências (pastoso, mucoide ou aquoso) e colorações (translúcido, hemorrágico, de vermelho a castanho ou purulento, com pus que varia entre o amarelo e verde) e, conforme essas características pode indicar qual tipo de problema a cachorra tem.

Tipos de corrimento em cadelas filhotes e as causas

Como vimos, as características do corrimento em cadelas podem indicar o que está acontecendo no aparelho urogenital e é muito importante identificar a causa. A seguir vamos explicar as possíveis causas de corrimento em cadelas.

Corrimento em cadelas filhotes por infecções bacterianas

A uretra termina junto à vulva, e, como tal, uma infeção no útero/vagina pode provocar uma infeção urinária ou vice-versa, ou seja, a probabilidade de ocorrer contaminação cruzada é muito grande.

Um desequilíbrio da microflora vaginal pode levar a um sobre crescimento de bactérias que leva a infeção da mucosa vaginal, posterior inflamação e aumento da secreção de corrimento. Conforme o grau de infeção, a coloração do corrimento pode variar entre o branco, o amarelo ou vários tons de verde. Este tipo de corrimento se denomina purulento e indica a presença de bactérias e é quando temos corrimento amarelo cadela filhote.

Além da contaminação cruzada entre a uretra e vagina, pode haver contaminação por bactérias entéricas (intestinais) por ser muito junto à região anal, podendo causar igualmente infeção que se manifesta através de corrimento amarelo ou esverdeado. Além disso, filhote com corrimento branco também pode indicar infecção. Estas infecções podem ocorrer em cadelas muito jovens, adultas ou mesmo idosas.

Em caso de vulvovaginite em cadelas, sintomas podem ser acrescentados ao corrimento vaginal:

  • Febre;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso;
  • Aumento da ingestão água (polidipsia);
  • Aumento da micção (poliúria);
  • Apatia;
  • Lambedura vaginal.

Corrimento em cadelas filhotes por infecção urinária

Em caso de cistite/infeção urinária existem outros sintomas que pode você deve ficar atento:

  • Dor e dificuldade a urinar (disúria);
  • Urinar poucas quantidades e com maior frequência (polaquiúria);
  • Urina com sangue (hematúria);
  • Lambedura da região;
  • Sangue na urina (hematúria).

Se simples e detetada precocemente é mais fácil tratar, se, pelo contrário, for grave ou não tratada a tempo pode ascender para os rins e causar problemas muitos mais graves.

Corrimento em cadelas filhotes por imaturidade do sistema reprodutor (vaginite pré-puberal)

Por vezes, a cadela ainda não atingiu a maturidade sexual nem teve o seu primeiro cio (estro) e ela expulsa um corrimento geralmente translúcido sem coloração, semelhante a clara de ovo. Este corrimento clara de ovo em cadelas, é muito comum fêmeas entre as 8 e as 12 semanas de idade. Pode durar alguns dias e ser confundido com o primeiro cio uma vez que se observa:

  • Vulva edemaciada (inchada, mais proeminente);
  • Cadela lambe muito a região;
  • Machos mostram interesse como se estivesse no cio.

No entanto, para facilitar a distinção, o primeiro cio é acompanhado de um corrimento sanguinolento/hemorrágico (vermelho).

Caso se trate de vaginite pré-puberal, controle a cor e a duração desse corrimento, a maior parte dos casos é uma situação passageira, não tem nenhuma implicação na saúde do animal e não necessita de tratamento.

Corrimento em cadelas filhotes por primeiro estro (cio)

Uma cachorra tem o seu primeiro cio (estro), ou seja, entra em período fértil pela primeira vez, entre os 7 e 10 meses de idade, no entanto existe uma variação entre raças de pequeno e grande porte e mesmo entre indivíduos, podendo surgir mais cedo aos 6 meses de idade ou então mais tarde aos 24 meses de idade.

Enquanto as cadelas de raças de pequeno porte entram na puberdade mais cedo e o seu primeiro cio ocorre geralmente entre os 6 ou 7 meses, as raças de grande porte rondam os 10 ou 12 meses e as raças gigantes podem chegar aos 18 ou 24 meses.

Durante o cio, surge um corrimento sanguinolento, como a menstruação da mulher, que dura alguns dias (3 a 17 dias). Após e antes esses dias pode surgir um corrimento de consistência entre o viscoso e o fluído e de coloração translúcida antecedendo ou precedendo esse corrimento sanguinolento.

Assim, cadela com corrimento após o cio é muito comum, uma vez que no final desse corrimento sanguinolento, ele pode continuar sendo expulso sem coloração até terminar a fase fértil do ciclo reprodutivo.

Geralmente, a cadela entra em cio duas vezes por ano. Para saber mais sobre cadela no cio, leia esse artigo do PeritoAnimal.

Corrimento em cadelas filhotes por anomalias anatômicas dos órgãos reprodutores

Algumas anomalias que podem provocar aumento da secreção do corrimento e devem ser investigadas através de vários testes e exames. Neste caso o corrimento pode apresentar várias colorações e, sendo uma situação anatômica, está sempre presente na cadela até resolução do problema.

Corrimento em cadelas filhotes por anomalias anatômicas dos órgãos reprodutores por vírus (como herpevírus)

Infecções por vírus também podem provocar corrimento branco, amarelo ou esverdeado em cadelas jovens. Sendo algo contagioso entre cães, tenha atenção para a cadela não entrar em contato com cachorros não vacinados enquanto ela não estiver com todas as vacinas em dia.

Corrimento em cadelas por anomalias anatômicas dos órgãos reprodutores por piometra

A piometra em cadelas é uma infecção do útero que causa acúmulo de pus e outras secreções no seu interior, que podem ser expelidos para o exterior (se se tratar de um piometra aberta) ou então acumular no seu interior sem expelir (no caso de piometra fechada, uma situação mais grave).

Apesar de ser mais comum em cadelas adultas não castradas, com mais de 5 anos, é importante falar nesta situação por se tratar de algo muito frequente e perigoso. O único tratamento viável é através da castração da cadela e da prescrição de antibioterapia e anti-inflamatórios após a cirurgia.

Cadela com corrimento: diagnóstico e tratamento

Existem muitas razões para surgir corrimento em cadela, umas são mais graves do que outras. Independentemente disso é importante atuar o mais rápido possível para evitar que a situação se agrave. O veterinário vai fazer um conjunto de questões sobre o estilo de vida da cadela, fazer exame um físico para ver febre, sinais de doença e vai observar a vagina. Em seguida, pode recorrer a exames complementares como citologia vacinal, urinálise, análises sanguíneas e bioquímica para ver se se trata de infecção sistêmica.

O tratamento para uma cadela com corrimento vai depender da causa:

  • Caso se trate de vaginite pré-puberal normalmente não é necessário tratamento.
  • Caso se trate de uma infecção, o tratamento passa por antibioterapia e anti-inflamatórios. Para infecções urinárias pode ser recomendado alterar a dieta para uma mais adequada que previna infecções e a formação de cálculos urinários.
  • Piometra apenas a castração é aconselhada com tratamento, uma vez que esse problema tem tendência para recidivas e é muito perigoso se não detetada a tempo.

Como prevenção se aconselha a castração, evita problemas como tumores mamários e infecções uterinas que possam surgir ao longo da vida da cadela.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças do sistema reprodutor.

Bibliografia
  • Feldman, E.; Nelson, R.; Reusch, C.; Scott-Moncrieff, C. (2014) Canine and Feline Endocrinology - 4th Edition. Saunders ,18th December 2014, p668.
  • Root Kustritz, M.V. (2011) Clinical Canine and Feline Reproduction: Evidence-Based Answers. Wiley-Blackwell ed, 7th November 2011, p332. ISBN: 978-1-119-94949.

Vídeos de Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento

1 de 3
Vídeos de Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento

Escrever comentário sobre Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento
Corrimento em cadelas filhotes: causas e tratamento

Voltar ao topo da página