Partilhar

Cachorro intoxicado, o que fazer?

Por Lucas Andrade, Biólogo. 26 setembro 2018
Cachorro intoxicado, o que fazer?

Ver fichas de  Cachorros

Cachorros são animais curiosos mas não possuem mãos para pegar os objetos e substâncias que os interessam. Para isso, utilizam a boca. Como a boca é a porta de entrada para o organismo do animal, é comum que o cão ingira substâncias que lhe são prejudiciais. A intoxicação pode ocorrer pela ingestão de diversos itens e é sempre importante que você evite que esses itens estejam disponíveis para o cão entrar em contato.

Se você quer saber o que fazer quando o cachorro está intoxicado, nós do PeritoAnimal trazemos este artigo com informações que irão te ajudar a tratar o seu animal, garantindo saúde e bem-estar ao mesmo.

Também lhe pode interessar: Como fazer papa para filhotes de canários

Cachorro intoxicado: Sintomas

Os cães utilizam muito sua boca para analisar objetos e substâncias que estão interessados e pode acontecer que o cachorro ingira algumas substâncias tóxicas. O envenenamento de cães pode acontecer por ingestão de diversas substâncias, você pode ter em casa um cachorro intoxicado com veneno de carrapato, por ingestão de plantas venenosas, alimentos tóxicos para cachorros, medicamentos utilizados por humanos e proibidos para cães e até repelentes ou venenos para outros animais, como veneno para ratos.

Cães são animais que não conseguem se comunicar com seus tutores através da fala, por isso, é essencial que você preste atenção nos comportamentos do seu cachorro, para analisar se está acontecendo algo de errado com seu pet. Em casos de cachorro intoxicado, são comuns os seguintes sintomas:

  • Diarreia
  • Vômito
  • Convulsões
  • Babar excessivamente
  • Fraqueza, abatimento, moleza

Caso o seu animal esteja apresentando algum ou vários desses sintomas, é importante que você saiba o que fazer de primeiros-socorros e levar o animal o mais rápido possível para o acompanhamento do médico veterinário.

Os primeiros socorros em caso de intoxicação por ingestão tem por objetivo diminuir, retardar ou diluir a substância tóxica presente no organismo do cachorro. Para isso, é importante que você preste atenção em alguns aspectos:

Identificação

Para que o médico veterinário melhor avalie o que está causando intoxicação no cão e como realizar o tratamento, é importante que você saiba o que o animal possa ter ingerido. Se for possível, colete a embalagem do produto ou substância, pois ela pode trazer informações importantes sobre os componentes presentes no produto.

Quantidade

Também é importante você prestar atenção na quantidade de produto ou substância que o seu animal ingeriu, dependendo da quantidade, a gravidade da intoxicação pode ser diferente. Caso o seu cachorro tenha ingerido algum produto direto da embalagem, você poderá perceber o quanto de produto havia na embalagem e o quanto tem depois que o animal ingeriu, assim você terá uma estimativa da quantidade de produto que o animal comeu.

Tempo

É importante você saber uma estimativa de quanto tempo faz que o cachorro ingeriu a substância tóxica, essa medida pode ser um indicativo do tempo que essas substâncias estão no corpo do seu cachorro.

As causas mais comuns de intoxicação em cães são as ingestões de alimentos tóxicos ou já em estado de putrefação. Alguns alimentos que podem ser consumidos pelo ser humano podem ser tóxicos para os cães, como por exemplo:

  • Bebidas alcoólicas
  • Chocolate
  • Macadâmia
  • Abacate
  • Leite e seus derivados
Cachorro intoxicado, o que fazer? - Cachorro intoxicado: Sintomas

Cachorro intoxicado - o que fazer?

Quando os cachorros ingerem esses alimentos que são tóxicos para seus organismos, é necessário que a primeira medida de primeiros socorros seja de induzir que o animal vomite, pois o vômito provoca a expulsão do alimento. Porém, essa indução não pode ser realizada devido a ingestão de todos os alimentos tóxicos para cachorros. Algumas substâncias podem piorar a situação do animal, danificando tecidos e órgãos do sistema gastrointestinal dele. Alguns dos produtos que seu animal pode ter digerido e não é aconselhado induzir o vômito são:

  • Pilhas e baterias
  • Soda caustica
  • Derivados de petróleo

Alguns produtos também possuem informações em sua embalagem que dizem quando indução de vômito não é aconselhada. Além disso, se o cachorro ingeriu produtos perigosos e pontiagudos não é aconselhável a indução de vômito, pois isso poderá machucar os tecidos e órgãos do sistema gastrointestinal.

Você sabe como fazer um cachorro vomitar? Para induzir o vômito, é necessário que antes você alimente o cachorro com algum alimento pequeno. Isso ajudará a induzir o vômito, pois a ação será realizada mais facilmente e com menos esforço. Você pode oferecer um pedaço pequeno de fruta ou pão ao cachorro. Uma vez que o animal se alimentou, o que dar para cachorro intoxicado? Você pode utilizar o seguinte ingrediente para induzir o vômito do cachorro:

  • Água oxigenada 3%

Modo de usar: É aconselhável que você dê uma colher de chá de água oxigenada 3% para cada 10kg do cachorro. Caso o seu cão não vomite, espere entre 5 e 7 minutos e dê outra colher de chá de água oxigenada 3% para cada 10kg do cão. Você poderá repetir esse processo no máximo três vezes. Se o seu animal não apresentar reação, é importante que você o leve o mais rápido possível para o atendimento com o médico veterinário, para que assim a situação seja resolvida da melhor forma possível.

É importante que você não tente induzir o vomito caso o seu cachorro esteja inconsciente, pois isso poderá fazer o animal se engasgar com o vomito, o que pode levar o animal a óbito.

Além da água oxigenada 3% você também poderá utilizar carvão ativado. Esse produto pode ser encontrado em grandes redes de petshop e sua função retarda a absorção de substâncias no organismo do animal, o que deixaria os sintomas mais brandos.

Cachorro intoxicado com veneno de carrapato

Carrapatos são parasitas comuns em cachorros. Esses animais ficam aderidos em sua pele e causam diversos sintomas e provocar doenças ao animal. Por essa razão, é importante que os tutores de cães busquem eliminar esses parasitas do corpo do animal, mas cuidado! É necessário fazer uma busca adequada e sempre que possível com orientação de um médico veterinário.

Cachorro intoxicado com butox

É comum encontrar casos de cachorro intoxicado com Butox. Esse produto tem por função ser um inseticida e é usado em campo para eliminar carrapatos em bovinos, equinos, ovinos e também no ambiente, mas nunca deve ser utilizado em animais domésticos como cães e gatos. Algumas redes de petshop podem aconselhar a utilização desse produto devido ao custo baixo, mas o mesmo prejudica muito a saúde do animal, causando intoxicação no cachorro.

O Butox tem como princípio ativo a deltametrina e essa substância afeta o sistema nervoso do animal, o que o deixa com tremores, salivação intensa, agitação, convulsões e pode acabar matando o seu cachorro.

Se o seu animal está intoxicado com esse produto, você deverá leva-lo o mais rápido possível para o médico veterinário, para que assim o tratamento para tirar essa substância do organismo do cachorro seja o realizado de forma eficaz.

Cachorro intoxicado, o que fazer? - Cachorro intoxicado com veneno de carrapato

Cachorro intoxicado pode dar leite?

O leite, assim como seus derivados, são alimentos que não fazem bem para o organismo dos cachorros. Além do leite, existem outros alimentos utilizados pelo ser humano que são proibidos para cães, assim como:

  • Café
  • Sal
  • Frutas secas

Se você quiser saber mais sobre alimentos proibidos para cães.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro intoxicado, o que fazer?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Primeiros socorros.

Bibliografia

MARASCHIN, Daniele Kneip

MEDEIROS, Renata Jurema; MONTEIRO, Fábio de Oliveira; SILVA, Gleice Castelo da; NASCIMENTO JUNIOR, Amary. Casos de intoxicações exógenas em cães e gatos atendidos na Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense durante o período de 2002 a 2008. Cienc. Rural. 2009, vol.39, n.7

Escrever comentário sobre Cachorro intoxicado, o que fazer?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Danilo Viver
meu cachorro comeu maconha, ele tá chapadão, o que eu faço?

Cachorro intoxicado, o que fazer?
1 de 3
Cachorro intoxicado, o que fazer?

Voltar ao topo da página