Partilhar

Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?

 
Por Carolina Costa, Médica Veterinária. 5 novembro 2019
Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?

Ver fichas de  Cachorros

Todos os tutores de animais gostam de fazer carinho nos pets, de cuidar do pelo e da aparência. Infelizmente, às vezes, durante essa rotina de cuidados é possível encontrar algo diferente no corpo do cachorro. O surgimento de um caroço ou papo pode gerar uma série de dúvidas e preocupações aos tutores que temem pela saúde do animal. É maligno? Como posso tratar? O que vai acontecer com o meu cachorro? Tem cura? Podem ser algumas das questões.

Não se preocupe, este artigo do PeritoAnimal te ajudará a compreender o que pode ser cachorro com papo inchado e acabar com as suas dúvidas.

Também lhe pode interessar: Cachorro com barriga inchada e dura

Cachorro com papo inchado e mole: o que pode provocar isso?

Alguma vez você já se perguntou o que pode ser uma bola no pescoço de cachorro? Essa situação pode ser uma reação a picada de insetos, abscesso, mucocele, gânglio linfático aumentado ou algo mais grave como um tumor. Continue lendo o artigo para saber um pouco de cada uma destas etiologias.

Picada de insetos

Quando um inseto morde ou pica o cachorro ele pode desenvolver localmente uma reação ou, mais grave, sistêmica. A reação local se caracteriza por um papo inchado, eritematoso (vermelho) com prurido (coceira) e doloroso ao toque. Esse papo pode ser mole ou mais consistente e a sua localização depende do local da picada.

Se você observar ou suspeitar que o seu animal foi picado aplique gelo localmente para prevenir/reduzir o inchaço e leve o animal ao veterinário pois essa reação local pode evoluir para algo sistêmico grave como uma reação anafilática.

Cistos ou abscessos

Os cistos são nódulos preenchidos com líquido, gás ou um material mais sólido e os abscessos são acúmulos mais ou menos circunscritas de material purulento (pus) e podem deixar o cachorro com papo inchado e mole.

Existem várias razões para eles surgirem, no caso dos abscessos podem resultar de inoculações de bactérias através de arranhaduras ou mordeduras, podendo ser comum abscessos no pescoço do cachorro e na cara.

A sua localização é variável e a sua consistência também. No entanto, os cistos que contêm gás ou líquido apresentam consistência mole, assim como os abscessos no início da infeção.

Por vezes, quando um animal é atacado ou sofre algum traumatismo, a pele pode acumular bolas de ar numa das suas camadas e originar também um papo mole que ao toque cede e assume a forma do dedo.

Mucocele

Cachorro com papo inchado e mole pode ser causado por mucocele, considerado um pseudo-cisto e resulta do rompimento ou obstrução de uma glândula salivar e do ducto correspondente que origina a acumulação de saliva nos tecidos ao redor, tendo como resultado um papo mole repleto de saliva. Esse papo geralmente é muito saliente mas não é doloroso.

Existem várias glândulas salivares na boca do cachorro, por isso a sua localização pode variar, desde a bochecha até o queixo ou pescoço (glândula inchada no pescoço do cachorro).

Na maioria das situações são resultado de um traumatismo e o tratamento pode envolver a remoção dessa glândula para evitar recidivas.

Reação ganglionar

Os gânglios linfáticos apresentam várias funções mas uma muito importante é darem o alerta quando algo não está bem no organismo do animal e resultam no cachorro com papo inchado e mole. Eles se tornam reativos, aumentados, dolorosos e salientes quando existe uma infeção ou doença.

As regiões mais fáceis de sentir são no pescoço, nas axilas e nas virilhas e quando ficam reativos são papos salientes de consistência dura. Se sentiu algum papo busque ajuda de um médico veterinário de confiança para que ele faça um correto diagnóstico e passe o tratamento mais adequado.

Hematoma

Os hematomas são acúmulos de sangue nos órgãos ou tecidos resultantes de um traumatismo, problemas de coagulação ou outras doenças e, por vezes, os hematomas podem surgir como bolhas de sangue acumulado e como um papo mole.

Os otohematomas são hematomas do pavilhão auricular que se caracterizam pela acumulação de sangue entre a pele e a cartilagem da orelha devido a microfraturas da cartilagem e ruptura dos vasos sanguíneos correspondentes. Essa lesão origina a que a orelha fique como uma bolsa de sangue inchada e mole com sangue no interior.

Para resolver esse problema do cachorro com papo inchado e é preciso fazer um simples procedimento cirúrgico no qual se colocam drenos e antibioterapia e anti-inflamatórios sistêmicos.

Higroma

Os higromas também deixam o cachorro com papo inchado e mole e são acumulações encapsuladas de líquido articular junto às articulações. Eles resultam do rompimento da cápsula articular, que está repleta de líquido articular que protege as articulações dos impactos durante o caminhar ou durante o repouso em estação (quando estão parados de pé).

A cápsula articular pode romper devido à força mecânica e/ou por degenerescência da cápsula articular e, apesar deste problema ser mais comum em cães de raças médias, grandes ou gigantes e cães obesos ou que passam a maior parte do seu dia em pisos duros, os cães de porte pequeno também podem ser afetados.

Existem animais assintomáticos (sem sintomas) e outros que manifestam sintomas como claudicar (mancar), aumento da temperatura na região ou lamber excessivo que pode originar perda de pelo e feridas ulceradas.

Geralmente, é um problema fácil de resolver e o animal recupera muito bem. No entanto, é aconselhável reduzir o peso (se for um animal com peso acima da média), controlar o peso e utilizar condroprotetores para evitar recidivas e melhorar a qualidade de vida do animal.

Hérnia de tecidos moles

Cachorro com papo inchado e mole pode ser resultado de uma hérnia, que é uma saliência/protuberância de um órgão interno para o exterior. Existem vários tipos de hérnias:

  • Diafragmáticas (de origem traumática ou congênita, um orifício no diafragma que provoca com que os órgãos abdominais sejam como que sugados para o interior do tórax);
  • Do hiato (local onde o esófago passa da região torácica para a região abdominal);
  • Umbilicais (através da região do umbigo/cicatriz umbilical);
  • Inguinais (através da passagem pelo canal inguinal);
  • Femoral (defeito no canal femoral);
  • Escrotais (para dentro da bolsa escrotal);
  • Perineais (herniação do reto, junto à região anal);
  • Hérnia de disco (na coluna vertebral).

Parecem um inchaço observável no exterior mas na realidade é uma porção do órgão que passou por uma abertura numa região muscular mais frágil e que cedeu, ficando apenas coberto por pequenas camadas da pele. Têm origem traumática, congênita, devido a esforço físico ou iatrogênica (provocada pelo ser humano, por exemplo num pós-cirúrgico).

Em filhotes é muito comum a hérnia umbilical, uma protuberância junto ao umbigo de uma porção de um órgão interno abdominal que se exteriorizou devido a defeitos no fechamento desse local aquando do corte do cordão umbilical.

A hérnia inguinal ocorre quando o canal inguinal, localizado entre os músculos abdominais junto à virilha, apresenta abertura suficiente para o órgão passar.

Quando estamos perante uma suspeita de hérnia é necessário avaliar se a hérnia é redutível, o tamanho da abertura da hérnia, qual o órgão envolvido e se ele está aprisionado ou aderido, uma vez que isso pode significar que a vida do animal pode estar em perigo. A partir desta avaliação o veterinário decidirá se é necessária cirurgia ou não.

Tumor

Certos tumores cutâneos podem surgir sob a forma de papos moles e inchados no cachorro. Além disso nos tumores mamários você também sentir um caroço inchado e mole.

Os tumores podem ser benignos ou malignos, contudo não se deve arriscar esperar muito tempo para saber, há que detectar o mais rápido possível para se poder tratar precocemente e prolongar a vida do animal.

Estas são algumas das causas para cachorro com papo mole e inchado, no entanto a ida ao veterinário é sempre recomendada, uma vez que só ele poderá observar, examinar o seu animal e determinar o melhor tratamento para ajudar o seu pet.

Por estas razões, um remédio para cachorro com papo inchado só pode ser determinado quando for descoberta a causa, no entanto você pode aplicar um pouco de gelo local para tentar reduzir o inchaço, fazer limpeza e desinfecção do local se estiver infectado.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Outros problemas de saúde.

Bibliografia
  • Nuttall, T., Harvey, R. G., Mckeever, P. J. (2009) A colour handbook of Skin Diseases of the Dog and Cat, 2nd edition, Mason Publishing
  • Paterson, S. (2008) Manual of Skin Diseases of the Dog and Cat. 2nd edition, Blackwell Publishing
  • Paterson, S. (1998) Skin Diseasesof the Dog. Blackwell Science Ltd. London, England
  • Rubin, S., Carr, A. (2007) Canine Internal Medicine Screts. Wiley- Blackwell, p480, Elsevier Inc.

Vídeos de Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?

1 de 3
Vídeos de Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?

Escrever comentário sobre Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?
Cachorro com papo inchado e mole: o que pode ser?

Voltar ao topo da página