Partilhar

Abscesso em cães - Causas e tratamento

Abscesso em cães - Causas e tratamento

Ver fichas de  Cachorros

Nesse artigo de PeritoAnimal vamos falar dos abscessos em cachorro. Como veremos, um abscesso é uma acumulação de pus sob ou sobre a pele. Pode aparecer em qualquer parte do corpo e se origina a partir de uma infeção, sendo uma reação do organismo face a esta infeção. Portanto, um abcesso requer assistência veterinária pois precisa, em primeiro lugar, de um diagnóstico e depois, em muitos casos, de um tratamento com antibióticos. Nos casos mais complexos, para além disso, os abscessos devem ser drenados, como explicaremos.

Continue lendo e descubra conosco tudo sobre abscesso em cães: causas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Abscesso em gatos: sintomas e tratamento

Abscesso em cachorro: o que é

Um abscesso é a acumulação de pus causada por uma infeção em qualquer parte do corpo. Trata-se de uma reação do organismo perante esse processo infeccioso que produz uma inflamação, observável como um nódulo sob a pele. Em outras ocasiões, o inchaço acaba por causar una ferida ou se abre, permitindo que saia o pus. Quando isso acontece, é habitual pensar em uma infeção na pele do cachorro, no entanto, como dissemos, a infeção não tem por que ser cutânea.

Portanto, o sintoma do abscesso em cachorros mais claro é o aparecimento de um nódulo, de maior ou menor tamanho. Porém, em função da localização e a causa do abscesso podemos nos encontrar com diferente sintomatologia, como veremos a seguir.

Tipos de abscessos em cães

Como já falamos, os abscessos em cachorros podem aparecer em qualquer parte do corpo. Em esta seção salientaremos alguns dos mais comuns:

  • Abscesso dentário em cães: estes abscessos se originam por infeções produzidas nos dentes, sobretudo são afetados os caninos e pré-molares superiores. São muito dolorosos e é normal que o cachorro deixe de comer e tenha febre. Em alguns casos, é possível ver o pus. Quando o abscesso se encontra no quarto pré-molar superior, é possível notar inflamação debaixo do olho. Se o abscesso cresce, acaba por se abrir e o pus sairá e manchará a lateral do rosto do pet.
  • Abscesso perianal em perros: produz uma inflamação dolorosa, geralmente em um lado do ânus, pois afeta uma das glândulas anais. A pele fica vermelha e acaba por se formar um hematoma. Se rompem, estaremos perante uma fístula perianal, que é o canal por onde se pode drenar o pus. Observam-se uma espécie de orifícios que acabam aumentando de tamanho e soltam uma secreção com um cheiro muito mau. Podem estar conectados com as glândulas anais.
  • Abscesso no lombo, pescoço ou cabeça do cachorro: no corpo, os abscessos normalmente se devem a mordida, picadas ou feridas com objetos pontiagudos. Um abscesso na cara pode fazer que o cachorro leve a cabeça inclinada ou que tenha dificuldades para abrir a boca. É preciso ter cuidado com estas feridas, especialmente com as causadas por mordida, pois podem parecer externamente curadas quando, na realidade, estão acumulando pus no seu interior. Para além, na zona entre o pescoço e a cernelha, onde são habitualmente administradas as vacinas ou medicamentos, pode se produzir um abscesso nos cachorros por injeção quando se produz uma reação.
  • Abscesso retrobulbar em cachorros: na cabeça, destacamos este abscesso que se produz atrás do globo ocular e que pode causar a saliência do olho.

Se você notar a presença de um nódulo no seu cachorro devemos consultar um veterinário para que ele determine do que se trata, pois no corpo do cachorro podemos encontrar nódulos de diferentes origens, desde os de gordura, que não são muito graves, até tumores malignos como o fibrossarcoma, derivado do tecido conjuntivo fibroso.

Abscesso em cães - Causas e tratamento - Tipos de abscessos em cães

Como tratar abscesso em cães

Em um abscesso causado por corpo estranho, o veterinário deve examinar a zona para determinar se o objeto ainda se encontra no corpo do cachorro, para extraí-lo. No caso de abscessos menores, normalmente é suficiente que o veterinário faça uma pequena incisão para abri-los para que, depois, o tutor desinfete a lesão com produtos como a clorexidina duas vezes por dia. Para nódulos maiores, se prescreve antibiótico para abscesso em cães. Também é possível, se se tratam de abscessos fechados e duros em cachorros, aplicar calor na zona onde estiverem várias vezes por dia para amaciá-los e ajudar a abri-los e limpá-los.

Nos abscessos que afetam os dentes, o veterinário precisará fazer uma cirurgia para extraí-los e limpar e drenar a zona, sendo que em alguns casos é possível mantê-los. Também precisará de antibióticos e desinfetantes para a recuperação.

A drenagem de abscessos em cachorros é uma intervenção que só pode ser realizada no veterinário. Em alguns casos, sobretudo quando se trata de um abcesso por mordida, o veterinário efetuará um pequeno corte para fazer a drenagem, que normalmente é um tubo pelo qual os líquidos da zona saem para o exterior enquanto a lesão cicatriza.

Abscesso em cães - Causas e tratamento - Como tratar abscesso em cães

Drenagem de abscesso em cães

A drenagem de abscesso em cães é um processo muito complicado e requer a consulta de um médico veterinário pois, como já referimos, apenas ele pode realizar esta cirurgia. Se estamos perante um abscesso aberto em cachorros e decidimos drená-lo e curá-lo em casa, as consequências podem ser muito graves, pois a infeção poderia se agravar com o desenvolvimento de uma infeção secundária pela presença de bactérias oportunistas, como a Staphylococcus pseudintermedius, presente de forma totalmente natural na flora nasal do cachorro e que pode aproveitar o momento para colonizar caso o abscesso se encontre nessa zona.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Abscesso em cães - Causas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas da pele.

Escrever comentário sobre Abscesso em cães - Causas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
6 comentários
A sua avaliação:
Cecilia santos
Boa noite. Tenho uma cachornha da raça pinche que te 5 anos , a tres semana ela apresentou uma pequena mancha escura embaixo da mandibula inferior como se fose uma picada de inseto ,dois dia depois ela estava com febre e muito enchado e surgio uma mancha enorme como se ela estivese se machucado .dei um antibiotico em comprimido. Durante 5 dias. Desinchou e parecia que tinha sarado .levei no veterinario e ele receitou 2 enjeçao 1 intramuscular e uma ente pele. E mas 5 dia de remedio bia oral .tres semana depois a.pele dela se soltou e.fez uma ferida tao feia.
Algem sabe mim imformar o que twria acomteccido sera que e algo contajioso tenho crianças e um outro cachorrinho que tem contato com ela .
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Cecilia! Apenas o veterinário pode fazer um exame físico para determinar o que a sua cachorrinha tem e passar o tratamento adequado. Recomendamos que você consulte um profissional o quanto antes.

A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras.
A sua avaliação:
Branca
Bom dia, tenho uma cadela mestiça labradora com 8 anos e castrada.Há algum tempo foi mordida por uma ratazana e deu um inchaço e vazamento de pus na região lombar direita foi feito cirurgia por uma veterinária e o ferimento fechou. Está com mais de 2 meses que abriu um buraco pequeno novamente , deu berne, retiramos e continua vazando pus, já tomou antibiótico, curamos com rifamicina 3x ao dia, e o ferimento não fecha, continua vazando e ela solta pus na genitália também de vez em quando. Não sei mais o que fazer , já levei em 2 veterinários e a ferida não fecha. E ela está com excesso de peso também, me ajudem por favor. Ela é uma cadela tão dócil e tranquila e quando tocamos nela, ela geme, deve sentir dores. Me ajudem, o que mais posso fazer, já que as veterinárias não me dão uma solução concreta do caso dela.
Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Branca! Sem ver a sua cachorrinha, não podemos ajudar. Apenas um veterinário e confiança pode fazer um exame físico e recomendar um tratamento eficaz.

A equipe do PeritoAnimal deseja rápidas melhoras.
A sua avaliação:
jussara colidio
Bom dia,
Nosso cachorro deve ter por volta de 14 anos, e criou um abscesso na junta da perna, o veterinário fez o raio x, diagnóstico tumor maligno.
Acreditamos que devido sua idade não aguentaria cirurgia (veterinário quer cortar a perna), existe outro procedimento que possa ser feito, como: drenar o abscesso para ajudar em sua locomoção.
grata
A sua avaliação:
Como tratar pelos encravados
Pelo encravados
Edna
Bom dia, Nídia.

Levei em 3 veterinários diferentes.

A questão  é  a competências  destes profissionais.

Levei em três  Regiões  Administrativas aqui  no DF, Vicente Pires, Taguatinga e Asa Sul.

Eu posso confiar em quem é  competente e sane a enfermidade, mas não  encontro ninguém. 

Grata.

JULIANA ALBUQUERQUE
Boa noite, Edna,

O cachorro da minha mãe está com o mesmo problema, um abcesso cheio de pus no pescoço e nenhum dos 3 veterinários aqui do Distrito Federal conseguiram sarar, você encontrou alguém? Precisamos de uma luz, mais de ano e o cachorro com ferida aberta!
Edna
Meu bull terrier tem 8 anos é castrado. Em dezembro do ano passado, apareceu um inchaço na pata traseira e foi em 2 veterinários e nada de diagnóstico adequado nem o medicamento.
Na terceira, veterinária tomou 21 dias de antibiótico e foi melhorando. A semana do término começou novamente a sair pus , e mais sangue limpinho, qdo expremíamos e depois mais 45 dias de antibiótico a cada 12 horas
Terminou faz quase 2 semanas e agora a noite ele estava lambendo e vi que voltou de novo, aliás a aparência continuava só não saia nada e agora tem saído um pouco de sangue limpo, qdo expremi. Ele tb está com caroço acima do umbigo no inicio do peito é so palpável e ela disse q era só observar se iria aumentar
Tenho medo dele perder a pata.
O exame simple de sangue não acusou nada.
O que deve ser
Não quero q meu cachorro seja cobaia.

Nídia do Carmo (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Edna! Apenas um veterinário de confiança pode fazer um exame físico da lesão e recomendar um tratamento preciso. Recomendamos que você busque uma segunda opinião. Rápidas melhoras!

Abscesso em cães - Causas e tratamento
1 de 3
Abscesso em cães - Causas e tratamento

Voltar ao topo da página